Não perca , daqui a pouco , depois do Jornal da Globo , Vera Fischer no Programa do Jô

Convidada especial

O “Programa do Jô”, nesta segunda-feira, terá Vera Fischer como uma das convidadas.

A Vera, depois de 17 anos, está em cartaz no Teatro Gazeta, em São Paulo, com a peça “Relações Aparentes”, ao lado do Tato Gabus Mendes, Anna Sophia Folch e Michel Blois.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

James Akel comenta festa que Vera Fischer dará para seus amigos no Leblon

Vera Fischer comemora 63 anos sempre bastante bonita.

Agora ela é autora de teatro e vai atuar em sua própria peça neste ano de 2015.

Seu aniversário vai ser comemorado com amigos em seu apartamento do Leblon.

Todo mundo quer saber se ela convidou a Glória Perez, autora de novela que ela criticou na última novela.

 

James Akel no dia 28/11/2014

Glória Perez não comenta ausência de Vera Fischer no elenco de Dupla Identidade

O nome de Vera Fischer ainda não aparece nas listas de elenco de “Dupla Identidade”.
Cogitou-se a participação da atriz assim que surgiram as primeiras notícias sobre este trabalho.
Porém, Glória Perez, quando consultada a respeito, preferiu não se manifestar.
Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Novela O Clone volta a ser exibida na Espanha

A novela “O Clone” deve voltar a ser exibida na Espanha.

A trama de Glória Perez ainda é reexibida em vários países.

 

Lucas Rocha é um estudioso sobre TV internacional e deixa os internautas do NaTelinha também por dentro da televisão no mundo.

 

 

Flávio Ricco critica atitudes recentes de Vera Fischer

 

Vera Fischer perdeu excelente oportunidade de ficar calada.
Há muito tempo distante da TV, recebeu da Glória Perez uma oportunidade de reaparecer em “Salve Jorge”.
E, depois sai falando mal. Foi, no mínimo, deselegante.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

James Akel comenta a fase atual de Vera Fischer

 

Vera Fischer lançou um novo livro ontem numa livraria do Rio.
Foram apenas 50 fãs seus pegar seu autógrafo.
Isto causou uma depressão tão grande em Vera que ela desabafou dizendo que ela deveria ter sido escolhida para papel muito bom em novela e não para um papel que qualquer principiante faz.
Parece que Vera está frustrada e com esta frustração vem a arrogância.
Lembra-me o dono de uma emissora que diz que sua emissora é a que mais cresce no Brasil e a emissora dele nem dá 1 de ibope.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 02h36 no dia 27 de março de 2013

Vera Fischer se diz insatisfeita com sua personagem em “Salve Jorge”

Foto: Divulgação
A quantidade de personagens esquecidos em “Salve Jorge” segue contrariando alguns atores. Vera Fischer, que aparece constantemente no folhetim, crítica o pouco destaque de sua personagem. 

“Ela [Irina] não tem cenas fortes, não dá para decolar. Quando vi o caminho em que as coisas estavam indo, pensei: ‘Bom, deixa, é mais uma novela, acaba, o público esquece, e tal.’ Se fosse em outra época, eu daria um chilique”, disse em entrevista para o jornal “O Globo”. 

Na trama, Irina é uma criminosa que cuida do caixa de uma quadrilha de sequestradores.

Vera se disse cansada de interpretar papeis que, em sua concepção, são de iniciantes. “Só espero que o próximo personagem que me apresentem seja um com alguma dignidade, porque estou cansada de fazer papelzinho que não é para mim e sim para uma pessoa que está começando na carreira”, disparou.

O PLANETA TV!

“Salve Jorge”: Acuada, Wanda decide fugir para Capadócia

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130314204318.jpg

Divulgação

Acuada, Wanda (Totia Meirelles) resolve se esconder em “Salve Jorge”. Ela vai ver o cerco se fechando e por isso foge para a Capadócia.

Irina (Vera Fischer) vai estranhar que a traficante ainda esteja circulando pela boate, mas a vilã diz que vai se esconder: “É resolver tudo o que tenho que resolver com a Lívia e embarco”, avisa a bandida.

A cena vai ao ar no capítulo desta sexta-feira (15) em “Salve Jorge”.

 

natelinha

Totia Meirelles, a Wanda de “Salve Jorge”, é o destaque entre os vilões da novela

Totia Meirelles e Paloma Bernardi em “Salve Jorge” (Foto: TV Globo)

O assunto é sério: tráfico humano. Mas fica difícil levar com seriedade o principal entrecho de “Salve Jorge” quando os vilões parecem saídos de uma HQ de super-heróis. Na contramão das vilãs caricatas (entenda Lívia Marine/Cláudia Raia e Irina/Vera Fischer) está Wanda, a personagem de Totia Meirelles, o fio solto que a investigadora Helô (Giovanna Antonelli) puxa para desatar a organização criminosa da novela.

Totia é a única que leva sua personagem com naturalidade, o que chega a destoar quando a atriz contracena com Cláudia Raia e Vera Fischer. A atriz está tão bem no papel que este já é o mais marcante de sua carreira de coadjuvantes em novelas. Houve um momento em que se temeu que sua Wanda suplantasse a chefona Lívia Marine. Foi quando Glória Perez passou a dar mais destaque para Lívia na história.

Ainda que a personagem esteja envolta a algumas situações esdrúxulas da trama, gosto muito do tom sarcástico-debochado de Wanda. Torna a personagem mais humana, portanto, mais crível, essencial para uma história que tem a pretensão de retratar uma dura e triste realidade. Contracenando com Giovanna Antonelli então, dá até gosto de ver.

 

Nilson Xavier UOL

Trama central de “Salve Jorge” tem se mostrado pouco funcional

Rodrigo Lombardi e Nanda Costa em “Salve Jorge” (Foto: TV Globo)

Não está sendo fácil torcer pelos mocinhos de “Salve Jorge”. Théo (Rodrigo Lombardi), o cara bobão, indeciso, impulsivo e dominado pela mãe, age conforme o humor de Morena (Nanda Costa), sua amada. Se ela o chama, ele corre abanando o rabinho. Se ela o afasta, ele corre com o rabinho entre as pernas para os braços de Érika (Flávia Alessandra). Aliás, Théo tem a sorte de Érika ser apaixonada por ele e relevar toda a sua imaturidade. Merecem terminar juntos. No capítulo de quinta-feira (17/01), Morena e Théo se reecontraram e foram para a cama – mesmo Théo tendo reatado com Érika. Esse cara é o Théo!

Já Morena, de passagem pelo Brasil, teve todas as oportunidades do mundo para desmantelar a rede de tráfico da qual é vítima, mas até agora nada. Ela e sua parceira Jéssica (Carolina Dieckmann) nem de perto lembram as moças corajosas que já tentaram fugir várias vezes do cárcere na Turquia. É de se espantar também que os amigos do Alemão não tenham notado a cara de infelicidade e preocupação que a dupla estampa diante de todos. Convenhamos que não seja normal voltar da Turquia emburrado depois de tantas expectativas. Nem a mãe Lucimar (Dira Paes) parece se incomodar com a tristeza da filha. Ah, mas esta agora que está enrabichada pelo vilão Russo (Adriano Garib)!

Os vilões de “Salve Jorge” são um caso a parte. A interpretação teatral de Cláudia Raia e Vera Fischer só reforça o tom de desenho animado dos malvadões. Russo, Lívia (Cláudia Raia), Wanda (Totia Meirelles), Irina (Vera Fischer) e Rosângela (Paloma Bernardi) formam uma espécie de Legião do Mal (lembram o desenho dos Superamigos?). Só falta eles se reunirem em uma mesa oval para discutir seus planos diabólicos e soltarem gargalhadas maléficas!

Depois de Morena ser traficada, ela e Jéssica, por mais de uma vez, tentaram fugir e foram capturadas. Por um momento, pensou-se que ia ser assim pelo resto da novela. Então a autora Glória Perez levou as duas para o Brasil. E elas simplesmente não conseguem revelar a verdade aos amigos. Mas pudera: se a rede de prostituição for desmantelada, a novela acaba.

Como denúncia, o tema de “Salve Jorge” é dos mais sérios e urgentes, e serve de alerta para todos. Mas, pelo menos até o momento, a abordagem tem se mostrado pouco funcional como narrativa de telenovela. A cada tentativa frustrada de Morena de fugir ou revelar a verdade, fica aquela sensação de que o público está sendo enrolado. Talvez funcione melhor como um filme, ou até mesmo em uma série. Telenovela requer outros mecanismos para fazer uma trama fluir.

Somente nesta última semana “Salve Jorge” tem atingido números mais expressivos na audiência, uma média de 35 pontos no Ibope, os melhores até agora (cada ponto equivale a 62 mil domicílios na Grande São Paulo) – apesar de ainda longe da meta dos 40. Mas este é um fenômeno que engloba todo o horário nobre. No resto do Brasil, a novela tem um desempenho melhor. E, enquanto isso, a concorrência pouco tem se mobilizado para fazer frente à trama das nove da Globo.

Nilson Xavier