Gravações de Outro Lado do Paraíso no Tocantins já iniciaram

 

O diretor Mauro Mendonça Filho inicia, no Tocantins, as gravações de “O Outro Lado do Paraíso”…

… É a próxima novela das 21h da Globo escrita por Walcyr Carrasco.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Tocantins ocupa 3ª posição no ranking de queimadas do Brasil

Estado registrou aumento de 34,5% no primeiro semestre de 2016.
Ponte Alta do Tocantins é o município com mais focos de incêndio.

Bandeira do estado do Tocantins

Queimadas Tocantins (Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins)

Queimadas aumentam 34,5% no Tocantins (Foto: Fernando Alves/Governo do Tocantins)

O Tocantins está em terceiro lugar no ranking de queimadas do Brasil, ficando atrás apenas de Roraima e Mato Grosso. Os dados foram divulgados pela Defesa Civil nesta quinta-feira (30) e mostram que foram registrados 2.785 focos de incêndio nos primeiros seis meses do ano. Um amento de 34,5% se comparado ao mesmo período de 2015.

O ranking dos municípios tocantinenses é liderado por Ponte Alta do Tocantins que teve um aumento de 213,6% nos focos de queimadas, seguida por Caseara (136%) e Lagoa da Confusão (125,6%). Palmas aparece na 29ª posição com um aumento de 92,3%.

O clima no estado está registrando temperaturas cada vez maiores e sem previsão de chuvas, fatores que aumentam os riscos de queimadas. De acordo com o meteorologista José Luís Cabral, do Núcleo Estadual de Meteorologia (NEMET) da Universidade do Tocantins (Unitins), existe uma grande massa de ar quente e seca cobrindo toda a região central do país, abrangendo também o estado do Tocantins.

Queimada Palmas (Foto: Divulgação/Paparazzo Fernando Alves Lima)
Palmas está em 29º no ranking dos municípios
(Foto: Divulgação/Paparazzo Fernando Alves Lima)

“A massa de ar é responsável pelo aumento da temperatura acima do esperado como também na baixa umidade relativa do ar. Esta semana identificamos temperatura de 35 graus no estado e umidade relativa de 14% no município de Paranã, sudeste do Tocantins. A população precisa estar alerta porque não temos previsão de chuvas”, ressaltou Cabral.

Com a intensificação do período de estiagem a Defesa Civil orienta a população sobre os cuidados necessários por causa dos baixos índices da umidade relativa do ar. Com a chegada do período de férias é preciso estar atento aos longos períodos de exposição ao sol, como também às doenças respiratórias e desidratação.

O órgão também informa que o tempo seco aumenta o risco de incêndios florestais e recomenda que a população evite fazer fogueiras e também não jogue pontas de cigarros para fora dos veículos.

Além disso, os motoristas que trafegarem por regiões sujeitas a incêndios deverão ter atenção redobrada devido à visibilidade reduzida pela fumaça. Para a população em geral, não colocar fogo em folhas ou galhos secos e principalmente nos terrenos baldios.

 

G1.COM.BR

Parentes fazem manifestação um mês após morte de agente de trânsito

Manifestantes percorreram ruas de Araguaína para pedir justiça.
Agenison Pereira Jorge morreu após ser baleado enquanto trabalhava.

Bandeira do estado do Tocantins

Parentes e amigos de agente de trânsito pedem justiça e falam em saudade (Foto: Silvia Arantes/TV Anhanguera)
Parentes e amigos de agente de trânsito pedem justiça e falam em saudade
(Foto: Silvia Arantes/TV Anhanguera)

Parentes e amigos do agente de trânsito Agenison Pereira Jorge, de 28 anos, que morreu após levar um tiro enquanto trabalhava, fizeram uma manifestação pelas ruas de Araguaína, norte doTocantins. Nesta segunda-feira (27) completa um mês do crime que assustou os moradores da cidade.

Os manifestantes fizeram uma caminhada e percorreram as principais ruas da cidade até chegar à sede do Ministério Público Estadual. Com faixas e ao som de apitos, eles pediram justiça e falaram da saudade que sentem de Agenison.

Entenda
O agente de trânsito da Prefeitura de Araguaína foi assassinado no dia 27 do mês passado. O crime ocorreu na avenida 1º de Janeiro, no centro da cidade. De acordo com a Polícia Militar, Agenison trabalhava no momento em que foi atingido. Ele foi socorrido, mas morreu no hospital.

O suspeito de cometer o crime é um homem que teve o veículo multado e apreendido horas antes por fazer o transporte irregular de passageiros. Ele é Hilário Reis Martins da Silva, 48 anos, preso no dia 1º deste mês.

 

G1.COM.BR

Quatro secretários municipais deixam cargos para concorrer às eleições

Os novos gestores foram anunciados pelo prefeito Carlos Amastha.
Exonerações foram publicadas no Diário Oficial.

Bandeira do estado do Tocantins

Quatro secretários da Prefeitura de Palmas foram exonerados para concorrer às eleições 2016. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial desta quarta-feira (1º). O prefeito Carlos Amastha anunciou nesta quinta-feira (2) os gestores que vão assumir as pastas.

Prefeito Carlos Amastha anunciou novos gestores (Foto: Prefeitura de Palmas/Divulgação)
Prefeito Carlos Amastha anunciou novos gestores
(Foto: Prefeitura de Palmas/Divulgação)

Valéria Albino de Araújo Nunes assume a Secretaria de Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Humano no lugar de Alan Barbiero. Evercino Moura ocupa o cargo de Gemana Pires Coriolano na Fundação de Meio Ambiente.

Virgínia de Moura Fragoso está na Secretaria de Desenvolvimento Social, cargo antes ocupado por Eliane Campos. Danilo de Melo deixou a Secretaria de Educação que agora terá Kelma Tavares como gestora.

Outros seis gestores também deixaram os cargos no mês de março para disputar as eleições 2016.

 

G1.COM.BR

Três policiais são presos durante operação realizada em Araguaína

Eles são suspeitos de corrupção passiva e associação ao tráfico de drogas.
Outras 12 pessoas também foram presas e 3 kg de maconha apreendidos.

Bandeira do estado do Tocantins

Três policiais civis foram presos durante uma operação realizada pela Delegacia de Investigação Criminal (Deic), nesta quinta-feira (2), em Araguaína, no norte do Tocantins. São suspeitos de cometerem os crimes de corrupção passiva, associação ao tráfico de drogas e violação do sigilo funcional. Eles passaram a ser monitorados, após denúncias.

Outras 12 pessoas também foram presas e três quilos de maconha apreendidos em uma casa na cidade. A operação deve continuar pelos próximos dias. Na tarde desta quinta-feira, o delegado responsável pelas investigações, José Anchieta, dará mais detalhes.

 

G1.COM.BR

Professora recebe indenização de R$ 2 mil de operadora telefônica

Empresa fez cobrança para mulher que nunca foi cliente.
O caso está na Justiça desde 2012.

Bandeira do estado do Tocantins

Uma operadora telefônica foi obrigada a pagar uma indenização R$ 2 mil para uma professora que mora em Araguaína, município na região norte do Tocantins. Ela teve o nome negativado por causa de um débito de R$ 121,80 sem nunca ter sido cliente na empresa.

A professora, que não teve o nome revelado, só soube que estava com restrição nos órgãos de proteção quando foi impedida de solicitar um cartão em outra empresa. Ela entrou com o processo ainda em 2012, mas só agora conseguiu ser indenizada.

De acordo com a Defensoria Pública do Estado (DPE), o pedido de cumprimento de sentença foi expedido pela Justiça no dia 17 de maio. O alvará exige que a empresa pague o valor da indenização com juros e correção monetária. Além disso, a decisão também pede a retirada imediata do nome da professora dos órgãos de proteção ao crédito.

Na sentença, o juiz Deusamar Alves Bezerra afirma que “a restrição se originou de contrato nulo, ou seja, sem a participação da demandante, tal circunstância se insere no âmbito dos atos ilegais, que por si só causam danos morais”.

O juiz acrescentou ainda, “que a operadora tem a responsabilidade pelos danos sofridos pela professora, embora possa ter sido vítima da ação de fraudadores”.

 

G1.COM.BR

Água escura preocupa moradores em Natividade: ‘pior que borra de café’

Moradora diz que água na cidade muda constantemente de coloração.
Empresa informou que cor é alterada por causa da presença de manganês.

Bandeira do estado do Tocantins

Moradora flagra água escura saindo de torneira em Natividade (Foto: Divulgação)Moradora flagra água escura saindo de torneira em Natividade (Foto: Divulgação)

A coloração da água em Natividade tem preocupado os moradores da cidade, a 200 km de Palmas. Há alguns dias, eles têm notado que a água que chega à torneira apresenta uma cor escura. Com medo, a população evita beber a água ou usá-la no cozimento de alimentos.

Uma moradora que preferiu não se identificar disse que a água “está pior que borra de café”. Ela falou que bebia água da torneira, mas que por causa do problema, teve que comprar um bebedouro.

“Cheguei em casa ontem [terça-feira] após o almoço, quando abri a torneira, fiquei assustada. Está impossível de tomar água. Tenho medo de causa algum problema de saúde. Só sai terra, é uma coisa feia”, lamentou.

Água preocupa moradoers (Foto: Divulgação)
Água preocupa moradores (Foto: Divulgação)

A mulher disse que a cor da água se altera constantemente. “É uma situação constante, vai e volta”. Ela informou que entrou em contato com a Odebrecht|Saneatins, empresa que fornece água para 47 municípios do Tocantins, mas que não recebeu uma resposta.

Em nota, a empresa informou que a cor da água é provocada pela presença de manganês, característica geológica de algumas cidades do Tocantins, como Natividade.

” De maneira natural, esse mineral se incrusta na rede de distribuição e, em caso de alterações de pressão, ele se desprende e altera a cor da água”, informou.

A Odebrecht disse também que apesar do aspecto incomum e do transtorno que causa, a coloração diferente não traz riscos à saúde e que desde esta terça-feira está fazendo descargas na rede para normalizar a situação e orienta os moradores que, em caso de qualquer alteração na água, pode entrar em contato com pelo telefone 0800 6440 195.

Análise
Na visão do professor da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e engenheiro sanitarista, Aurélio Picanço, a empresa deveria submeter a água a uma análise. “Há uma portaria do Ministério da Saúde que dita o padrão de presença de manganês na água, que é de 0,1 miligrama por litro. Se tiver acima, a água deve ser tratada.”

O professor argumentou ainda que quando a presença de manganês está dentro dos padrões, a água não muda de cor. “Esta água pode até não oferecer riscos à saúde, mas a empresa está distribuindo uma água que não é potável.”

 

G1.COM.BR