TV Globo fez dois anos de treinamento com comentaristas da Olimpíada #Rio2016

Há quase dois anos, com toda a sua equipe montada e sabendo muito bem o que pretendia desenvolver, a Globo deu início a uma série de preparativos para a transmissão dos Jogos Olímpicos do Rio.

Mais precisamente em 3 de agosto de 2014 foi apresentado o seu “time de ouro”, com Tande, Giba, Shelda, Fabi, Hortência Marcari, Gustavo Borges, Maurren Maggi, Flávio Canto, Daiane dos Santos e Guga Kuerten.

Só no que diz respeito aos comentaristas convidados, no caso ex-atletas das mais diversas modalidades, foi montado um plano de exercícios e ambientação, para que todos possam desempenhar suas atribuições da melhor maneira possível.

Além de aulas de outros idiomas, como inglês e espanhol, todos eles receberam treinamentos de como se comportar diante das câmeras e fizeram sessões de fonoaudiologia, entre outros cuidados.

Uma preparação que se estendeu aos detalhes, para que todos se apresentem suficientemente seguros ao longo de toda a competição.

Cuidados que concorrentes como Record e Band, pelo menos até agora, não tiveram. Não por acaso os resultados da Globo são sempre os melhores.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Inglês, espanhol e vídeo: Globo coloca comentaristas olímpicos na escola

Comentaristas da Globo para as Olimpíadas

Na Globo, para todos os efeitos, a Olimpíada de 2016, no Rio, já começou. O que ela chama de “time de ouro”, grupo formado por ex-atletas, passou a receber uma série de treinamentos especiais, com vistas à grande cobertura.

O chamado “time de ouro” é formado por Guga Kuerten, Hortência, Flávio Canto, Daiane dos Santos, Tande, Maurren Maggi, Giba, Fabi e Gustavo Borges. Além de aulas de inglês e espanhol, todos estão sendo acompanhados por fonoaudiólogos e recebendo orientações de como usar o microfone e se portar diante das câmeras.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Final do quadro “Saltibum” reúne participantes neste sábado

Grande final

Ana Carolina Dias, Thaeme, Gracyanne Barbosa, Érika Januza,Tande e Jacaré, participantes do Saltibum 2015, nos bastidores do quadro, exibido pelo “Caldeirão” na Globo.

A final acontece neste sábado e tem Priscila Fantin e Thaeme como finalistas do time feminino, Jacaré e Rodrigo Simas no masculino.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Time de Ouro: TV Globo apresenta as estrelas que vão comentar o Rio 2016

Com o fim da Copa do Mundo, o Brasil agora começa uma contagem regressiva de dois anos para ser sede de mais um grande evento esportivo: Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Faltam exatos 734 dias para o início das competições no dia 5 de agosto de 2016. Para entrar no clima, a TV Globo apresentou oficialmente, na manhã deste domingo, no Esporte Espetacular, o Time de Ouro de comentaristas. O grupo é composto por nove nomes de peso que brilharam representando o Brasil em outros momentos olímpicos e dessa vez vão ajudar a analisar as competições. Tande, Giba e Fabi no vôlei; Shelda, no vôlei de praia; Maurren Maggi, no atletismo; Gustavo Borges, na natação; Daiane dos Santos, na ginástica artística; e Flávio Canto, no judô. Todos eles participaram ao vivo do programa deste domingo e falaram da expectativa das modalidades que já defenderam. Vale lembrar que Fabi ainda defende o Rio de Janeiro, e Maurren segue em alta.

– Estou muito feliz. Emocionada. Vou participar de mais uma Olimpíada. Não na quadra, mas fora. Do lado dos meus grandes amigos, companheiros, guerreiros da mesma época, mesma fase. Estou muito feliz. Muito obrigada por essa oportunidade – vibrou Hortência, ao ser apresentada.

Comentaristas da TV Globo em 2016 (Foto: Daniel Cardoso)
Comentaristas da TV Globo em 2016 (Foto: Daniel Cardoso)

Veja abaixo um perfil de cada um:

01

TANDE 0 VÔLEI

Tande Corujão do Esporte (Foto: Daniel Cardoso')
Tande foi ouro em Barcelona em 1992′

Alexandre Ramos Samuel, 44 anos, é mais conhecido como Tande. Nascido em Resende, no interior do estado do Rio de Janeiro, eternizou seu nome na história do vôlei brasileiro ao participar da conquista da medalha de ouro nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992. Depois de deixar as quadras, ingressou com sucesso no vôlei de praia onde conquistou também várias etapas dos circuitos brasileiros e mundial. Quando se aposentou, entrou para TV Globo, onde usa do seu conhecimento e carisma como repórter do Esporte Espetacular.

02

GIBA –  VÔLEI

Ponteiro Giba, do Taubaté Vôlei (Foto: Danilo Sardinha/Globoesporte.com)
Giba foi ouro em Atenas em 2004

Gilberto Amauri de Godoy Filho, mais conhecido como Giba, nasceu em Londrina, no Paraná. Um dos maiores craques do vôlei masculino, ele anunciou sua aposentadoria esta semana, aos 37 anos. A lista de conquistas é enorme. Entre as mais importantes estão três medalhas olímpicas (ouro em Atenas-2004 e prata em Pequim-2008 e Londres-2008), além de três títulos mundiais, oito conquistas da Liga Mundial e duas Copas do Mundo de vôlei.

03

SHELDA – VÔLEI DE PRAIA

vôlei de praia adriana behar shelda Misty May Kerri Walsh final olímpica atenas 2004 (Foto: COB)
Shelda foi prata em Sidney 00 e Atenas 04

Shelda Kelly Bruno Bedê, 41 anos, é uma das maiores jogadoras da história do vôlei de praia mundial. Entre suas conquistas de destaque estão sete títulos do Circuito Mundial (97, 98, 99, 2000, 2001, 2004 e 2008), duas pratas olímpicas (Sidney-2000 e Atenas-2004), sempre ao lado de Adriana Behar. Foi ainda octocampeã do Circuito Brasileiro (96, 97, 99, 2000, 2001, 2002, 2003 e em 2004), bicampeã mundial (França-1999 e Áustria-2001), e conquistou o ouro nos Jogos Pan-americanos de 1999, em Winnipeg, no Canadá. .

04

FABI – VÔLEI

Fabi no Corujão do Esporte (Foto: Daniel Cardoso)
Fabi conquistou dois ouros: 2008 e 2012

Fabiana Alvim de Oliveira é carioca, e mais conhecida como Fabi. Aos 34 anos, a líbero da Seleção de vôlei por 13 anos anunciou sua aposentadoria da equipe nacional em junho, embora continue atuando pelo time do Rio de Janeiro. Entre as conquistas mais importantes da atleta estão as duas medalhas de ouro em Pequim-2008 e Londres-2012, o pentacampeonato do Grand Prix e sete títulos da Superliga. Também foi ouro nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, no México, em 2011.

05

HORTÊNCIA –  BASQUETE

Hortência (Foto: Thiago Braga/Sportv.com)
Hortência foi campeã mundial em 1994

Hortência Marcari é uma das maiores jogadoras de basquete de todos os tempos. Ela faz parte do Hall da Fama da modalidade desde 2002. Nascida no interior paulista, se tornou a maior cestinha da história da seleção brasileira, com 3.160 pontos em 127 partidas oficiais. O maior título da história do basquete feminino brasileiro teve a mão certeira da “Rainha Hortência” que junto com Paula, Janeth e outras craques alcançou o título mundial, na Austrália, em 1994. Foi também prata nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996; e ouro no Pan de Havana, em Cuba, em 1991. Aos 54 anos, aposentada das quadras, ela segue como empresária e dirigente de basquete.

06

GUSTAVO BORGES – NATAÇÃO

Natação gustavo borges hall da fama (Foto: Luciano Finotti)
Gustavo tem quatro medalhas olímpicas

Gustavo França Borges marcou época nas piscina em sua geração. Foram quatro medalhas olímpicas (duas de prata em Barcelona-1992 e Atlanta-1996, e duas de bronze em Atlanta-1996 e em Sidney-2000), além de oito ouros em Jogos Pan-americanos. Com 41 anos, o ex-atleta é hoje empresário e divulga o seu método de natação pelo país.

07

MAURREN MAGGI – ATLETISMO

torneio Troféu Maurren Maggi  (Foto: Fernanda Paradizo / ZDL)
Maurren foi ouro inédito em Pequim em 2008

Maurren Higa Maggi é saltadora profissional desde 1996, e representou o Brasil muito bem nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, quando conquistou a primeira medalha de ouro do atletismo feminino brasileiro. Aos 38 anos, nascida no interior de São Paulo, ela é recordista e tricampeã pan-americana (Winnipeg-1999, Rio-2007 e Guadalajara-2011), e tem também o recorde sul-americano da prova dos 100m com barreiras (2001) e o recorde sul-americano no salto triplo (2003).

08

FLÁVIO CANTO –  JUDÔ

Flávio Canto e o bolo de aniversário de três anos do Corujão do Esporte (Foto: Daniel Cardoso)
Flávio foi bronze em Pequim em 2008

Flávio Vianna de Ulhôa Canto conquistou a medalha de bronze nas Olimpíadas de Pequim, em 2008. Nos Jogos Pan-Americanos conseguiu uma de cada cor. Foi bronze em Mar del Plata, na Argentina, em 1995; prata em Winnipeg, no Canadá, em 1999; e ouro em Santo Domingo, na República Dominicana, em 2003. Aos 39 anos, Flávio exerce um importante trabalho social através do seu Instituto Reação, que atende cerca de mil crianças e adolescentes unindo esporte e educação, em quatro áreas carentes do Rio de Janeiro. Além disso, apresenta os programas do Corujão do Esporte e Sensei Sportv.

09

DAIANE DOS SANTOS

daiane dos santos (Foto: Eduarda Streb/RBS TV)
Daiane foi campeã mundial em 2003

Daiane Garcia dos Santos fez história na ginástica artística brasileira em 2003. Ao se tornar campeã mundial no solo, nos Estados Unidos, conquistou o primeiro ouro do país na competição. Na ocasião, mostrou ao mundo o duplo twist carpado, que recebeu o nome de “Dos Santos”, com uma acrobacia que passou a ter o grau máximo de dificuldade no solo. Além disso, terminou a apresentação de forma emocionante ao som da música “Brasileirinho”. Também conquistou cinco medalhas pan-americanas (duas de prata e três de bronze).

GLOBO ESPORTE.COM

Esporte Espetacular 18/08/2013

 

O “Esporte Espetacular”, da Globo, traz domingo uma entrevista com Cesar Cielo feita pelo Tande…
… A gravação aconteceu em Santa Bárbara do Oeste, SP, com direito a disputa de pênaltis, principais conquistas e acusação de doping em 2011.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Tande diz que pediu para deixar ancoragem do Esporte Espetacular: “Reportagem é meu perfil”

Tande apresentava o EE ao lado de Glenda (Foto: Alexandre Arruda/CBV)

Tande mudou de função no Esporte Espetacular, da TV Globo. Antes apresentador, o ex-jogador de vôlei fez um pedido para a direção do dominical para deixar a ancoragem, que fazia ao lado de Glenda Kozlowski, e passar a fazer reportagens especiais. Ele foi ‘substituído’ por Ivan Moré.

O pedido foi aceito pela direção do programa e Tande estreou já no último domingo com uma reportagem com o patinador Marcel Strumer. Nesta terça-feira, o agora ex-apresentador embarcou para a Bolívia, onde cobrirá a estreia do Corinthians na Libertadores da América, contra o San Jose, em Oruro.

“Eu pedi para a direção, eles aceitaram, foi bom para eles também. Estão colocando cada peça no seu devido lugar. Eu vou para a reportagem, que tem tudo a ver comigo. Tenho contrato até 2016 e estou bem feliz. É uma coisa mais gostosa de fazer, saio da rotina do dia-a-dia, saio do estúdio. Tem mais a minha cara, é mais o meu perfil do que o estúdio”, afirmou Tande, em entrevista ao UOL Esporte.

Na última sexta-feira, Flavio Ricco, colunista de televisão do UOL, publicou que Tande havia sido afastado do programa e substituído por Ivan Moré. O futuro do ex-jogador, segundo Ricco, estaria indefinido.

Desde que retornou de férias, Tande se dedica à produção de matérias especiais. Segundo ele, a emissora tem alguns projetos para ele, como trabalhos durante a Copa das Confederações, em junho, além de ‘comandar’ transmissões de partidas de vôlei na TV Globo.