Se era o preço do ingresso que impedia o torcedor de fazer o sócio, agora tudo está resolvido

classico-rei-2014

De maneira quase que simultânea, Ceará e Fortaleza anunciaram nessa quinta-feira, o aumento nos valores dos preços dos ingressos em seus respectivos jogos para a atual temporada.

Agora, o torcedor do Ceará que quiser ir acompanhar uma partida do time vai ter de desembolsar R$ 50. O do Fortaleza paga no mínimo R$ 40, no Castelão, e R$ 50, no PV.

Foi uma das formas que os dois clubes encontraram para os programas de sócio-torcedor de ambos crescerem. Atualmente, o Ceará conta com quase 10 mil e o Fortaleza com mais de 5 mil.

A meta de alvinegros e tricolores é justamente dobrar esses números até o fim de 2015.

Eu nem sequer vou questionar essa fórmula. É muito simples e financeiramente inigualável. Os dois clubes possuem programas de sócios em que o valor mensal custa exatamente o preço do ingresso.

O Fortaleza, por exemplo, tem o plano Leão Fiel (R$ 39,99) e dá direito a um ingresso de cadeira superior ou inferior por trás do gol. Enquanto o Ceará tem o plano Bronze (R$ 50) e também concede acesso na cadeira superior do Castelão.

Há muitos outros, você pode conferir nos sites oficiais dos dois clubes.

Eu só me pergunto uma coisa: o motivo de um torcedor não virar sócio é apenas a questão financeira? Se for, ainda bem, tudo resolvido. Ceará e Fortaleza, que colocam 60 mil pessoas em jogos decisivos, deverão ter por baixo 30 mil sócios.

É uma estratégia ousada e torço para que dê certo. Em São Paulo, Corinthians e Palmeirasutilizaram esta mesma fórmula, e hoje ambos possuem mais de 100 mil sócios, cada.

Creio que vale a tentativa, até porque com o minguado dinheiro de patrocínios e da TV, Ceará e Fortaleza precisam de uma alternativa, segura e rentável para conseguirem se equiparar a clubes como Sport, Bahia e Vitória (só para ficar no Nordeste) que abocanham cota de TV de R$ 30 milhões.

Tomara, contudo, que as duas diretorias tenham paciência e saibam superar as tempestades que irão aparecer. Até porque, o sucesso dos programas de sócios terá como parâmetro o desempenho dos times em campo. Ou seja, haverá turbulências.

Com isso, é preciso saber contornar os problemas, continuar com o planejamento e não recuar na primeira porrada.

A plantação é gigantesca, Ceará e Fortaleza vão ter de contar com muitas pessoas (honestas e competentes) para semear e só depois, enfim, começar uma enorme colheita (com pessoas ainda mais honestas).

 

Mário Kempes – Diário do Nordeste – 15/05/2015

Com recepção calorosa, Ceará desembarcou e parte do grupo já treinou

Após deixar o aeroporto, a delegação seguiu para a sede do clube

Vozão joga bem, vence o Bahia e sai na frente na busca pelo título

Marinho participou do gol que definiu a partida, teve boa movimentação, mas não vai jogar na partida de volta por suspensão

Marinho participou do gol que definiu a partida, teve boa movimentação, mas não vai jogar na partida de volta por suspensão
(Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia)

Os primeiros 90 minutos da grande Final da Copa do Nordeste 2015 foram disputados na noite desta quarta-feira, 22/04, quando o Ceará Sporting Club foi até Salvador/BA para enfrentar o Bahia, na Arena Fonte Nova. O jogo entre as duas equipes foi muito disputado, mas o Vozão mostrou muita garra e empenho, conseguindo uma grande vitória por 1 x 0. Ricardinho colocou o Vozão na frente e garantiu a vantagem para o jogo de volta, afinal, o Ceará vai poder levantar a taça do Nordestão 2015 até com um empate no duelo da Arena Castelão, na próxima semana.

O primeiro tempo começou com muita marcação e com os dois times tentando levar perigo na bola aérea. Pelo Vozão, Charles tentou de cabeça, mas foi travado, enquanto isso, o Bahia respondeu com Leo Gamalho, que recebeu cruzamento e desviou, mandando rente à trave esquerda. Ricardinho também trabalhou com muita movimentação e tentou três vezes em chutes de fora da área, mas não acertou o alvo.

A etapa inicial seguiu muito disputada por parte dos dois times, que tomavam cuidados para não se expor. Aos 35 minutos, Ricardinho cruzou com perigo, mas Jean espalmou. No rebote, Marinho tentou o chute rasteiro, mas o camisa 1 do Bahia fez a defesa em dois tempos. Os donos da casa responderam dois minutos depois, porém, a cabeçada de Keiza passou por cima.

No decorrer do primeiro tempo, o confronto não mudou seu panorama e cada equipe teve mais uma chance perigosa. Aos 39 minutos, Assisinho arriscou de fora da área, mas mandou por cima do gol. Em seguida, Souza chutou, mas foi travado. Na sequência, o volante recebeu cruzamento e cabeceou para defesa tranquilda de Luís Carlos, mantendo 0 x 0 no placar do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Vozão voltou um pouco mais  à vontade, mas a marcação no meio-campo e a quantidade de faltas excessivas atrapalhou o jogo. A primeira finalização surgiu apenas aos 18 minutos, quando Ricardinho chutou cruzado, Marinho dominou na área e finalizou com força, no entanto, a bola passou rente à trave esquerda, com muito perigo.

O Bahia tentou reagir aos 23 minutos, quando Zé Roberto arriscou de fora da área, mas mandou nas mãos de Luís Carlos. Dois minutos depois, Marinho viu a passagem de Samuel Xavier, que foi à linha de fundo e cruzou para Ricardinho. O meio-campista chutou de primeira, contou com a colaboração do goleiro Jean, que aceitou, e marcou o gol do Alvinegro Cearense: 1 x 0.

Com 29 minutos, Marinho recebeu de Magno Alves, disputou com o goleiro Jean e caiu na área. A arbitragem entendeu o lance como simulação do camisa 10 e ainda advertiu o atacante com o cartão amarelo. Um minuto depois, após troca de passes, a bola chegou para Zé Roberto, que chutou de primeira, mas parou na defesa sensacional de Luís Carlos.

Com o objetivo de dar novo fôlego ao setor ofensivo, o técnico Silas colocou Wescley e William nos lugares de Assisinho e Magno Alves, respectivamente. Perdendo diante do seu torcedor, o Bahia se lançou ao ataque e Maxi Biancucchi quase empatou aos 34 minutos, porém, a cabeçada do meia saiu pelo lado direito do gol. O Vozão respondeu dois minutos depois, com William, que recebeu passe de Ricardinho e cabeceou, mas mandou para fora.

Com apenas sete minutos em campo, o atacante William teve que ser substituído depois de sentir dores na coxa e deu lugar a Eloir. Depois disso, a única chance de ataque aconteceu aos 44 minutos, quando Maxi Biancucchi chutou forte, mas mandou para fora. Depois do apito final, os atletas comemoraram muito, afinal, o Vozão conquistou a vantagem do empate para o jogo de volta, que será na próxima quarta-feira, 29/04, no Castelão.

Agora, a delegação do Mais Querido vai retornar à capital cearense e o foco já deve ser o compromisso pelo Campeonato Cearense 2015, afinal, no próximo domingo, 26/04, o Vozão vai encarar o Fortaleza, no jogo de ida da grande Final da competição estadual. O desembarque do time será por volta das 12h30min e a reapresentação geral acontecerá somente na sexta-feira, 24/04, às 16 horas.

 

Site do Ceará Sporting Club

Na raça, Ceará arranca empate contra o Vitória e garante vaga na Final da Copa do Nordeste 2015

O Vozão lutou e saiu de campo com um 2 x 2 suado

Definidos horários, locais e datas dos jogos da semifinal do Nordestão

O Vitória tem melhor campanha e a decisão será em Salvador/BA

Venda de ingressos para Ceará x Salgueiro começou nesta segunda-feira

Garanta já seu ingresso para jogo de volta da 2ª fase do Nordestão

“Pra ganhar da gente tem que suar muito”, garante Uillian Correia

O atleta fez um desabafo, falando do jogo e também sobre a luta do grupo