Filho de ex-governador de MT, médico paga R$ 528 mil de fiança e é solto

Rodrigo Barbosa estava preso suspeito de integrar esquema do pai.
Ele passará a usar tornozeleira eletrônica e deve seguir algumas regras.

Bandeira do estado deMato Grosso

Rodrigo da Cunha Barbosa foi preso durante operação policial em Cuiabá (Foto: Reprodução/TVCA)
Rodrigo da Cunha Barbosa foi preso em abril durante
operação (Foto: Reprodução/TVCA)

O médico Rodrigo Barbosa, filho do ex-governador de Mato Grosso Silval Barbosa (PMDB), pagou fiança no valor de R$ 528 mil e deixou o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), nesta quarta-feira (1º). O pai dele também está preso desde setembro do ano passado. Rodrigo estava há mais de um mês preso por suspeita de participação em um esquema de fraudes fiscais, supostamente liderado pelo pai dele. Ele passará a ser monitorado por tornozeleira eletrônica e deve ter o passaporte recolhido em no máximo 24 horas após ser solto.

Ele é apontado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como suposto arrecadador das propinas obtidas junto aos empresários envolvidos na quadrilha. O valor da fiança foi estabelecido pela juíza Selma Rosane dos Santos, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, e o comprovante de depósito da quantia foi apresentada à Justiça nesta quarta-feira (1º).

No entanto, foram estabelecidas algumas regras. Ele deve, por exemplo, comparecer mensalmente à Justiça para informar e justificar as atividades. Está proibido de frequentar os órgãos públicos, de manter contato com os demais acusados e com as testemunhas arroladas pelo MPE; de se ausentar do estado de Mato Grosso sem autorização da Justiça.

O MPE havia se manifestado contra a liberdade e o pagamento de fiança, mas a juíza analisou e fixou fiança.

No próximo dia 6, às 13h, ele deverá comparecer no Fórum de Cuiabá para audiência e colocação da tornozeleira eletrônica.

Rodrigo tinha sido preso na mesma operação, batizada de Sodoma, que prendeu o pai dele e dois ex-secretários de estado, Pedro Nadaf e Marcel de Cursi, em setembro do ano passado.

Segundo o MPE, o médico era usado pelo pai para arrecadar propinas e lavar o dinheiro em benefício do ex-governador. Tinha a tarefa de “identificar aliados e ‘fonte de receita’ para o grupo criminoso e arrecadar a parte da vantagem indevida que cabia a Silval Barbosa” nos casos em que a quadrilha cobrava propina em função de benefícios fiscais ou para autorizar adesões a pregões e contratos da Secretaria estadual de Administração (SAD).

A operação Sodoma, da Delegacia Fazendária (Defaz), investiga supostas fraudes cometidas na concessão de incentivos fiscais em troca de propina em Mato Grosso. Durante a primeira fase da operação, foram presos Silval Barbosa, apontado como chefe do esquema, e os ex-secretários de Fazenda e de Comércio, Minas e Energia do estado, Marcel de Cursi e Pedro Nadaf, respectivamente. Os três se encontram presos até hoje.

Rodrigo é filho de Silval com a ex-secretária de Assistência Social do estado, Roseli Barbosa, que também já foi presa, no ano passado, acusada de desviar R$ 8 milhões da pasta por meio de contratos superfaturados e fraudes em convênios com instituições sem fins lucrativos de fachada.Depois de uma semana, ela foi solta.

 

G1.COM.BR

Comitiva destaca transformações e legado em Cuiabá

Comitiva destaca transformações e legado em Cuiabá

© Getty Images

A visita da comitiva da FIFA e do Comitê Organizador Local (COL) a Cuiabá nesta terça-feira (08/10) foi a última parada de um tour que passou pelas 12 sedes da Copa do Mundo da FIFA desde janeiro deste ano. O secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, esteve na Arena Pantanal ao lado de Ronaldo e Bebeto, membros do Conselho de Administração do COL, e do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, para acompanhar as obras do estádio e se reunir com o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, e o prefeito da cidade, Mauro Mendes.

Prestes a ser entregue, o viaduto Sefaz, obra que integra o pacote para implantação do VLT (veículo leve sobre trilhos), foi o local escolhido pela comitiva da FIFA e do COL para observar um dos exemplos de projetos que desempenharão papel fundamental na melhoria da mobilidade urbana em Cuiabá, não somente durante a Copa do Mundo da FIFA. O elevado da Sefaz, em formato de ferradura, tem 278 metros e duas faixas de circulação, em apenas um sentido, e facilitará a fluidez do tráfego por onde também passará o VLT – que contará ao todo com 33 estações ao longo de 22,2 km.

Durante a visita à Arena Pantanal, os membros da comitiva fizeram a entrega simbólica de ingressos a dois representantes dos trabalhadores do estádio: Kell William Estulano, há mais de três anos na obra, e Durval Fernandes da Silva, integrante do Projeto Ação Integrada pela Qualificação e Inserção Social dos Egressos do Trabalho Escravo, que há um ano e quatro meses trabalha na Arena. Operários que ajudaram a construir ou reformar os 12 estádios da Copa do Mundo da FIFA vão receber ingresso para um jogo do torneio em suas respectivas sedes.

A coletiva de imprensa encerrou o dia de atividades em Cuiabá. Veja os principais trechos da entrevista:

Jérôme Valcke, secretário-geral da FIFA:

“Na reunião desta manhã, conversamos sobre prazos e estamos confiantes com a mensagem que recebemos da sede”.

“Não quero comparar as sedes, mas Cuiabá é uma cidade especial. Cuiabá soube aproveitar a oportunidade de receber a Copa do Mundo da FIFA para levar a cidade para outro nível, usando o evento como legado”.

Aldo Rebelo, Ministro do Esporte:

“Estamos confiantes nos esforços da Prefeitura de Cuiabá e do Estado de Mato Grosso em preparar a cidade para a Copa do Mundo da FIFA. As obras vão deixar um grande legado para a cidade, não só no esporte, mas também na mobilidade urbana”.

Silval Barbosa, governador do Mato Grosso:

“Estamos fazendo um esforço concentrado para cumprir o cronograma acordado e entregar uma das arenas mais bonitas da Copa do Mundo da FIFA. Trabalhamos para deixar uma herança para o nosso povo, como as obras de infraestrutura urbana. Queremos que, depois do sorteio final em dezembro, os torcedores das equipes que jogarão em Cuiabá tenham a tranquilidade de adquirir seus ingressos para vir à Arena Pantanal. Eles serão recebidos por um povo acolhedor e contarão com ótimas opções de turismo.

Mauro Mendes, prefeito de Cuiabá:

“Cuiabá será um dos grandes exemplos de legado na Copa do Mundo da FIFA. Nenhuma das sedes sofreu tantas transformações na qualidade de vida urbana como a nossa cidade. Honraremos a confiança que nos foi dada ao receber o maior evento do planeta”.

 

FIFA.com