Câmara convida Datena, Sheherazade e Rezende para debater maioridade

Caco Barcellos, Amado Batista e o advogado Ari Friedenbach também são chamados.

Câmara convida Datena, Sheherazade e Rezende para debater maioridade

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que vem discutindo a PEC 171/93, que propõe a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, convidará personalidades públicas para debater sobre o tema.

Segundo a Agência Câmara, serão convocados para debater o assunto os jornalistas José Luiz Datena, apresentador do “Brasil Urgente”, da Band; Rachel Sheherazade, âncora do “SBT Brasil” e apresentadora da Rádio Jovem Pan; Marcelo Rezende, apresentador do “Cidade Alerta”, da Record; e Caco Barcellos, apresentador e editor-chefe do “Profissão Repórter”, da Globo; além do cantor Amado Batista e o advogado Ari Friedenbach, pai de Liana Friedenbach, morta e violentada brutalmente pelo então menor Champinha, em 2003.

A solicitação para a presença dos jornalistas e das personalidades é de autoria dos deputados Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) e André Moura (PSC-SE), presidente do colegiado. O pedido já foi aprovado pela Câmara, que enviará os convites formalmente na próxima semana.

Para que consigam ir à Brasília, os jornalistas terão que ser liberados pelas suas emissoras, o que não deve ser um problema. Os custos dos deslocamentos serão pagos com verba da Câmara Federal.

NaTelinha

Rachel Sheherazade participa do “Programa da Palmirinha” nesta quarta

Atração estreia nova temporada no Fox Life

8657d-0

A jornalista do SBT e da Rádio Jovem Pan, Rachel Sheherazade, é a convidada de estreia da nova temporada do “Programa da Palmirinha“, exibido pelo Fox Life, emissora feminina do grupo de Rupert Murdoch.

Ela participará da quarta temporada da atração, que começa nesta quarta-feira (07), onde vai preparar um bombom aberto, que é um tipo de pavê de morangos e chocolate.

Rachel comentou sobre o convite de Palmirinha e afirmou que apesar de não ter muitos dotes culinários, foi uma boa experiência: “Apesar de não ter muitos atributos na culinária, pude preparar, na cozinha da Palmirinha, uma das minhas sobremesas favoritas, que, aliás, aprendi com minha mãe. Chamo de Bombom Aberto, e a receita é bem simples, preparada com leite condensado, chocolate meio amargo e morangos. Gosto muito da combinação entre o doce e o azedo, por isso escolhi essa receita. Posso garantir que meus filhos e meu marido adoram. Espero que os telespectadores também possam aprovar meu lado culinarista”.

A nova temporada do “Programa da Palmirinha” estreia às 18h. O Fox Life é exibido nas principais operadoras de TV paga de todo o Brasil.

NaTelinha

Rachel Sheherazade defende Jair Bolsonaro e causa polêmica mais uma vez

Rachel Sheherazade defende Jair Bolsonaro e causa polêmica mais uma vez

Âncora do “SBT Brasil” e comentarista da rádio Jovem Pan, a jornalista Rachel Sheherazade provocou mais uma polêmica nas redes sociais.

Em seu comentário diário na rádio, através do “Jornal da Manhã”, Sheherazade defendeu o deputado Jair Bolsonaro (PP – RJ), que foi criticado por ter dito que não estupraria a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) “porque ela não merece”.

Segundo Rachel, “Bolsonaro pode ser muita coisa, mas não é estuprador”. Ela avalia que as feministas que passaram a criticar o deputado do PP são “feminazis” e fazem parte de uma frente com partidos de esquerda e representantes dos direitos humanos que querem “distorcer as palavras” do deputado “e manchar sua reputação, para desacreditá-lo como homem, militar e parlamentar”.

Não é a primeira vez que Sheherazade defende Bolsonaro. Na semana passada, inclusive, a jornalista usou uma notícia falsa para criticar Maria, dizendo que a parlamentar teria dito que “quem cometer um crime contra um gay merece a pena de morte”. A notícia foi criada pelo site de humor Joselito Muller, conhecido na rede por ironizar fatos do noticiário.

A atitude, logicamente, repercutiu negativamente e Rachel foi vitima de críticas. “Rachel Sheherazade defendendo o Bolsonaro, nada de surpreendente nisso tendo em conta as coisas que ela já falou até agora”, disse @carolcoffran. “Pelo andar da carruagem em 2018 teremos como candidatos. Presidente: Jair Bolsonaro. Vice: Rachel Sheherazade”, afirmou @DOMNEGRONE.

NaTelinha

Silvio Santos alfineta Rachel Sheherazade e explica proibição de opiniões

Entrevista vai ao ar no “Pânico na Band”

Silvio Santos alfineta Rachel Sheherazade e explica proibição de opiniões

Divulgação/SBT

Como se sabe, a jornalista e âncora do “SBT Brasil“, Rachel Sheherazade, não dá mais opiniões no principal telejornal da emissora por determinação pessoal do próprio Silvio Santos.

Segundo o Diário de S.Paulo, em uma entrevista que vai ao ar neste domingo (23) no “Pânico na Band”, Silvio Santos alfinetou Rachel e disse que o “SBT Brasil” não é um diário, onde ela escreve e diz o que quer: “O ‘SBT Brasil’ não é um querido diário, mas, sim, um jornal para informar e não manipular mentes. Ela (Sheherazade) tem liberdade de fazer uma página pessoal, para expor a sua opinião, que não é a opinião de todos”.

Recentemente, para poder opinar sem qualquer problema ou restrição, Sheherazade assinou contrato com a Rádio Jovem Pan, onde é uma das comentaristas fixas do tradicional “Jornal da Manhã”, apresentado por seu colega de bancada, Joseval Peixoto.

Rachel está comentando notícias sobre política ao vivo, juntamente com os jornalistas José Nêumanne Pinto e Reinaldo Azevedo. Ou seja, ela está fazendo no rádio o que lhe foi tirado na televisão.

Rachel Sheherazade provoca muita polêmica desde quando começou a trabalhar em rede nacional, em 2010. Neste ano, devido a um comentário polêmico sobre Justiça com as próprias mãos, a jornalista parou de dar opiniões no “SBT Brasil”.

NaTelinha

Rachel Sheherazade assina contrato com a Rádio Jovem Pan; âncora continua no SBT

Sheherazade assina contrato com a Rádio Jovem Pan; âncora continua no SBT

Conhecida nacionalmente por ser apresentadora do “SBT Brasil”, a jornalista Rachel Sheherazade acaba de aceitar um novo desafio em sua carreira.

Segundo o colunista Flávio Ricco, Rachel assinou contrato com a Rádio Jovem Pan, onde será uma das comentaristas fixas do tradicional “Jornal da Manhã”, apresentado por seu colega de bancada, Joseval Peixoto.

Sheherazade será uma das comentaristas do programa, juntamente com os jornalistas José Nêumanne Pinto e Reinaldo Azevedo. Ou seja, ela fará no rádio o que lhe foi tirado na televisão.

Rachel voltou ao Brasil recentemente, depois de tirar alguns dias de férias nos Estados Unidos, e no seu retorno acertou os últimos detalhes do contrato.

A sua contratação ainda não está confirmada, porém, algo oficial não deve demorar muito, já que chamadas deverão ser feitas a partir deste fim de semana.

A jornalista continuará, tranquilamente, ancorando o principal telejornal do SBT, que vai ao ar diariamente a partir das 19h45. A intenção da Pan é trazer cada vez mais polêmica e repercussão para o programa, que é líder de audiência nas manhãs de São Paulo há 15 anos.

Rachel Sheherazade provoca muita polêmica desde começou a trabalhar em rede nacional, em 2010. Neste ano, devido a um comentário polêmico sobre Justiça com as próprias mãos, a jornalista parou de dar opiniões no “SBT Brasil”.

NaTelinha

Rachel Sheherazade entra com denúncia contra internauta que a ameaçou de morte

Afastada por alguns dias do “SBT Brasil“, principal jornal da emissora de Silvio Santos, a jornalistaRachel Sheherazade criou polêmica mais uma vez, na manhã desta sexta-feira (17).

Rachel anunciou que entrou com uma representação no Ministério Público Federal contra um internauta que a ameaçou de morte em seu Facebook.

Na tarde de ontem, ela já havia pedido ajuda para seus seguidores, dizendo para denunciar o perfil e tirá-lo do ar na rede social. “Peço que me ajudem a denunciar esse perfil ao Facebook. Quanto mais denúncias, mais fácil banir um sujeito que não sabe se portar com civilidade nas redes sociais”, disse Rachel.

O usuário publicou cinco mensagens seguidas dizendo que iria assassinar a jornalista. “Eu vou matar você…enquanto você não sai (sic) do SBT”. Em outra, ele sugere aos internautas um “movimento” contra a apresentadora: “Censurada! Censurada! Censurada! Movimento matem a Rachel (…) a imprensa vai calar a sua boca!”.

Rachel disse ter formalizado uma denúncia junto ao Ministério Público Federal contra o internauta que a ameaçou. “Estou dividindo esse episódio com vocês para incentivar qualquer um que esteja sendo ameaçado ou intimidado, como eu estou sofrendo, a não ceder, a não se calar, a não se quedar. Busquemos a justiça!”.

Ela escreveu na denúncia de número 82682 que recebeu ameaças do perfil, que se trataria de um estudante, solteiro, residente no Rio de Janeiro e colaborador Jovem Aprendiz em Praça do Conhecimento.

Sheherazade chegou a citar, também, qual seria o perfil do usuário no Twitter. Com várias denúncias, a página acabou já sendo retirada do ar.

Não é a primeira vez que a jornalista tem problemas com ameaças de morte. No fim de 2013, ela processou um filósofo que desejou sua morte. O processo corre até hoje e nada foi definido.

NaTelinha

Rachel Sheherazade emite comunicado dizendo que não apoia candidatos

Rachel Sheherazade emite comunicado dizendo que não apoia candidatos

Rachel Sheherazade, âncora do “SBT Brasil“, teve que fazer um novo comunicado por causa de boatos envolvendo o seu nome.

No início deste mês, a jornalista já havia falado que não entrevistaria a presidenta Dilma Rousseff (PT) no jornal. Agora, ela afirmou que perfis falsos foram criados com seu nome, demonstrando apoio para o candidato Aécio Neves (PSDB).

Sheherazade diz que, oficialmente, ela não apoia ninguém, até por uma questão ética.

Leia a declaração na íntegra:

“Caros seguidores,

Diante do uso político de imagens minhas e de comentários que emiti no ‘SBT Brasil’, venho a público comentar que não apoio, publicamente, nenhum candidato ou partido político.

Como jornalista e formadora de opinião, creio ser ético manter em sigilo minha opção eleitoral. Portanto, não acreditem em perfis falsos que falam em meu nome e se utilizam de montagens minhas para promover qualquer candidato. Informo, ainda, que, caso tenha algo a manifestar ao meu público, farei por meio de minha conta pessoal e verificada no Twitter (@rachelsherazade), a fim de não deixar nenhuma duvida sobre a autenticidade dos meus pronunciamentos.

Rachel Sheherazade”.

Atualmente, o “SBT Brasil” marca médias entre 7 e 8 pontos de audiência na Grande São Paulo, chegando a disputar pelo Ibope com o “Cidade Alerta”, da Record.

 

NaTelinha

Rachel Sheherazade é alvo de críticas nos bastidores da Band

 

Rachel Sheherazade é alvo de críticas nos bastidores da Band

Em meio a rumores de que Rachel Sheherazade pode trocar o SBT pela Band, a jornalista vem sendo alvo de crítica nos bastidores da emissora do Morumbi. É o que diz a colunista Janaina Nunes.

Alguns acreditam que ela fala muita besteira e, caso seja contratada, em algum momento isso pode pesar sobre a emissora de forma negativa, assim como ocorreu no SBT.  

“Ninguém é contra a liberdade de expressão, óbvio, mas ela já falou tantas besteiras em seu editorais no SBT que deixa a gente com vergonha”, disse um jornalista da Band.

Conhecida por suas opiniões polêmicas, a que mais gerou repúdio foi quando falou sobre um jovem de 15 anos acusado de roubo, que foi agredido e acorrentado por populares no Rio de Janeiro.

Para Rachel, em um país onde há grandes índices de violência, as atitudes dos chamados vingadores são consideradas compreensíveis. A jornalista ainda classificou o fato como uma “legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado” e incentivou que os defensores dos direitos humanos fizessem um “favor” ao Brasil e adotassem um bandido.

Desde então, vem sendo atacada de vários lados, até que no dia 14 de abril o SBT enviou um comunicado para a imprensa dizendo que Rachel e nenhum outro jornalista emitiria opinião na emissora, apenas em forma de editorial.

 

NaTelinha

Câmara dos Deputados convida Sheherazade pra falar se está sendo censurada

Câmara dos Deputados convida Sheherazade pra falar se está sendo censurada

 

A polêmica decisão do SBT, de vetar os comentários de Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto no “SBT Brasil“, ainda está dando o que falar nas redes socais e na Câmara dos Deputados.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, da revista “Veja”, a Comissão de Segurança Pública da Câmara apresentou um requerimento para convocar Sheherazade para comentar se estaria tendo sua liberdade de expressão cerceada, ou seja, censurada por determinação do Governo Federal, que teria ameaçado tirar verba federal do SBT.

O requerimento seria votado ontem na comissão, mas a falta de tempo adiou a apreciação do convite à Sheherazade. A jornalista, vale salientar, só irá para Brasília se sua chefia, o diretor de jornalismo Marcelo Parada, autorizar.

Nos corredores da Câmara, o fato está sendo encarado como uma tentativa da comissão de “colocar lenha na fogueira” da polêmica.

Entenda o caso

Tudo começou quando a apresentadora do jornal “SBT Brasil” emitiu uma opinião, no dia 4 de fevereiro, sobre um jovem de 15 anos acusado de roubo, que foi agredido e acorrentado por populares no Rio de Janeiro.

Para Rachel, em um país onde há grandes índices de violência, as atitudes dos chamados vingadores são consideradas compreensíveis. A jornalista ainda classificou o fato como uma “legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado” e incentivou que os defensores dos direitos humanos fizessem um “favor” ao Brasil e adotassem um bandido.

Em entrevista exclusiva e de grande repercussão para o NaTelinha, ela acusou o PT e o PSOL de censura: “O PSOL é um partido que vem ganhando as manchetes dos jornais por seus escândalos de desvio de dinheiro público e fraudes. É uma legenda insignificante, inexpressiva, que agora, às vésperas da eleição, quer ganhar as manchetes, se fazer presente de alguma forma. Procurava uma vítima para chamar de sua e uma algoz a quem pudesse acusar, desviando, assim, a atenção dos eleitores de seus escândalos políticos recentes. Assim como o PT, o PSOL também defende o controle da mídia, que nada mais é do que a volta da CENSURA aos meios de comunicação. O partido acusa-me de incitação à violência quando simplesmente faço uso de um direito constitucionalmente garantido – a liberdade de expressão. Portanto, é um partido anti-democrático, que não tolera a imprensa livre. Seu presidente usou o plenário da Câmara para me fazer acusações levianas, na esperança de ganhar dividendos eleitorais”.

Então, no dia 14 deste mês, o SBT enviou um comunicado para a imprensa dizendo que Rachel e nenhum outro jornalista emitiria opinião na emissora, apenas em forma de editorial.

“Em razão do atual cenário criado recentemente em torno de nossa apresentadora Rachel Sheherazade, o SBT decidiu que os comentários em seus telejornais serão feitos unicamente pelo Jornalismo da emissora em forma de Editorial. Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores Rachel Sheherazade e Joseval Peixoto, que continuam no comando do SBT Brasil”, dizia a nota.

 

NaTelinha

Líder do PC do B entra com representação contra Rachel Sheherazade

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/0c88be6ab25bc149b51bcad4b5379440.jpg

A polêmica declaração da jornalista Rachel Sheherazade, no último mês de fevereiro, ainda tem rendido bastante discussão no meio político nacional.

Nesta quarta (12), a líder do Partido Comunista do Brasil (PC do B), Jandira Feghali, do Rio de Janeiro, entrou com uma representação contra a âncora do “SBT Brasil”, pedindo que a Procuradoria Geral da República (PGR) investigue a fala da jornalista e a verdade dos fatos: “É público e notório que a jornalista do SBT, Rachel Sheherazade, no episódio do jovem negro que foi amarrado nu a um poste, defendeu publicamente, no programa de televisão que apresenta, a ação dos agressores, que, sem provas ou indícios de crime, humilharam e torturaram aquele jovem, argumentando que tal atitude seria justificada, por terem os cidadãos de bem de tomar a justiça em suas próprias mãos, uma vez que o Estado não cumpriria sua função de propiciar segurança”.

Jandira pede também que a procuradoria peça a gravação do “SBT Brasil” para que, durante a investigação, a Secretária de Comunicação da Presidência da República não repasse verbas oficiais para o canal.

Entenda o caso

A apresentadora do jornal “SBT Brasil” emitiu uma opinião no último dia 4 de fevereiro, sobre umjovem de 15 anos, acusado de roubo, que foi agredido e acorrentado por populares no Rio de Janeiro. Para a âncora, em um país onde há grandes índices de violência, as atitudes dos chamados vingadores são consideradas compreensíveis. A jornalista ainda classificou o fato como uma “legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado” e incentivou que os defensores dos direitos humanos fizessem um “favor” ao Brasil e adotassem um bandido.

Em entrevista exclusiva e de grande repercussão para o NaTelinha, ela acusou o PT e o PSOL de censura: “O PSOL é um partido que vem ganhando as manchetes dos jornais por seus escândalos de desvio de dinheiro público e fraudes. É uma legenda insignificante, inexpressiva, que agora, às vésperas da eleição, quer ganhar as manchetes, se fazer presente de alguma forma. Procurava uma vítima para chamar de sua e uma algoz a quem pudesse acusar, desviando, assim, a atenção dos eleitores de seus escândalos políticos recentes. Assim como o PT, o PSOL também defende o controle da mídia, que nada mais é do que a volta da CENSURA aos meios de comunicação. O partido acusa-me de incitação à violência quando simplesmente faço uso de um direito constitucionalmente garantido – a liberdade de expressão. Portanto, é um partido anti-democrático, que não tolera a imprensa livre. Seu presidente usou o plenário da Câmara para me fazer acusações levianas, na esperança de ganhar dividendos eleitorais”.

 

NaTelinha