#Retrospectiva2019 Classificação final da Serie B do Campeonato Brasileiro #Feliz2020

Neste sábado (30), sete jogos foram disputados pela 38ª rodada da competição, que confirmou Bragantino, Sport, Coxa e Dragão na Série A em 2020

A edição de 2019 da Série B do Campeonato Brasileiro chegou ao fim neste sábado (30). Sete jogos foram disputados pelo país, com ainda duas vagas abertas para a elite do futebol nacional. Além do campeão Bragantino e do Sport, os outros dois times que garantiram acesso à Série A de 2020 foram Coritiba e Atlético-GO. Na parte de baixo da tabela, Londrina, São Bento-SP, Criciúma e Vila Nova-GO já chegaram na 38ª rodada com o rebaixamento confirmado.

Coritiba bate o Vitória na última rodada da Série B e garante acesso à Série A de 2020Coritiba bate o Vitória na última rodada da Série B e garante acesso à Série A de 2020
Créditos: Jhony Pinho/AGIF

(12º) Vitória 1 x 2 Coritiba (3º)

No Manoel Barradas, o Coritiba entrou em campo focado em conquistar o acesso à Série A. Para isso, precisava de apenas um empate. No entanto, o time comandado por Jorginho bateu o Vitória por 2 a 1 e alcançou o objetivo. O primeiro tempo foi de boas chances para os dois lados, mas foi o Leão quem saiu na frente. Já aos 47 minutos, Eron deu bom passe para Anselmo Ramon, que dominou e chutou para defesa parcial de Muralha, que soltou a bola e viu o atacante completar para o gol vazio.

A equipe alviverde não desanimou e voltou para o segundo tempo buscando a reação. Serginho quase empatou aos oito minutos, com uma bomba defendida por Martín Rodríguez. Até que, aos 15, Robson recebeu lançamento e cruzou de primeira para a Wanderley, que se esticou para fazer 1 a 1. O empate já ia classificando o Coxa, mas Wanderley ainda anotou mais um para garantir o triunfo. Aos 31, o atacante recebeu de Juan Alano atrás da marcação e finalizou rasteiro para alívio da torcida: 2 a 1.

Com resultados da rodada, empate em 0 a 0 com o Sport garantiu o Atlético-GO na Série A de 2020Com resultados da rodada, empate em 0 a 0 com o Sport garantiu o Atlético-GO na Série A de 2020
Créditos: Heber Gomes/AGIF

(4º) Atlético-GO 0 x 0 Sport (2º)

O Atlético-GO começou a rodada ocupando a quinta posição, mas ainda com chances de acesso. E os resultados foram favoráveis ao time goiano, que ficou no 0 a 0 com o Sport, no Antônio Accioly, mas acabou a competição no quarto lugar e garantiu vaga na Série A de 2020. O Leão, segundo colocado, já entrou em campo confirmado na elite no ano que vem.

O primeiro tempo em Goiânia foi equilibrado entre as equipes, que criaram boas chances. Do lado do Atlético, Aylon cabeceou com perigo, mas foi parado na defesa de Luan Poli, e Nathan mandou uma bomba de fora da área que quase entrou. O Leão chegou perto com Marcinho, que viu Maurício Kozlinski fazer a defesa, e com Charles, que acertou a trave. No segundo tempo, os times pouco criaram. O Atlético foi quem deu mais trabalho, com as finalizações de Moacir, Nicolas e Pedro Raul, mas que não terminaram em gol.

(5º) América-MG 1 x 2 São Bento-SP (18º)

No Independência, o São Bento visitou o América-MG e acabou tirando o acesso do time mineiro, que dependia apenas de si para subir para a Série A. No primeiro tempo, o Coelho aproveitou o apoio dos mais de 20 mil torcedores e pressionou o adversário, arriscando em várias oportunidades. As melhores chegadas foram com Sávio e Felipe Azevedo, mas sem sucesso no último passe. O Bentão apostou em contra-ataques e conseguiu os gols em duas arrancadas. Fábio Bahia, por cobertura, abriu o placar. Depois, Minho arrancou pelo campo e passou para Romão completar: 2 a 0.

Na volta do intervalo, o América buscou a reação de todas as formas. Logo aos dois minutos, Felipe Azevedo acertou a trave. Até que, aos 19 minutos, Juninho recebeu cruzamento de Ademir e desviou de cabeça para descontar para o Coelho. Com o gol marcado, o Coelho passou a pressionar ainda mais. Felipe Azevedo mandou na rede, mas pelo lado de fora. Ademir pegou rebote, mas mandou para fora. E, já aos 48, Matheusinho recebeu cruzamento, mas finalizou pelo lado de fora. O São Bento – já confirmado na Série C em 2020 – segurou o ímpeto do time da casa e saiu com a vitória por 2 a 1.

Bragantino recebeu a taça de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro de 2019Bragantino recebeu a taça de campeão da Série B do Campeonato Brasileiro de 2019
Créditos: Rebeca Reis/AGIF

(1º) Bragantino 2 x 0 CRB-AL (7º)

Campeão antecipado da Série B de 2019, o Bragantino recebeu o CRB-AL no Nabi Abi Chedid e venceu por 2 a 0. A vitória selou a festa da premiação do Massa Bruta, que garantiu o título há duas rodadas e recebeu a taça neste sábado. Os gols do jogo foram marcados por Ytalo e Claudinho, no segundo tempo.

(8º) Cuiabá 1 x 2 Vila Nova-GO (20º)

Na Arena Pantanal, o já rebaixado Vila Nova-GO venceu o Cuiabá por 2 a 1. Bruno Mezenga e Elias marcaram para o time goiano, enquanto Moisés descontou para o Dourado, de pênalti.

(16º) Figueirense 1 x 1 Operário-PR (10º)

Sem mais pretensões na última rodada da Série B, Figueirense e Operário-PR empataram em 1 a 1, no Orlando Scarpelli, e mantiveram as posições na tabela. No segundo tempo, o Fantasma saiu na frente com gol contra de Luis Ricardo, e Felipe Mateus empatou para o time catarinense.

(17º) Londrina 2 x 0 Guarani (13º)

Já confirmado na Série C em 2020, o Londrina encerrou a temporada com uma vitória sobre o Guarani por 2 a 0, no Estádio do Café. Sem vencer há sete rodadas, o Tubarão encerrou o jejum com gols de Léo Passos e Matheus Bianqui. O Bugre ficou na 13ª posição.

 

CBF

Classificação da Serie B do Campeonato Brasileiro após a quinta rodada

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Minas Gerais América Mineiro 13 5 4 1 0 11 2 +9 87 Aumento1 Zona de promoção à Série A de 2015
2 Santa Catarina Joinville 13 5 4 1 0 9 3 +6 87 Baixa1
3 Rio Grande do Norte ABC 10 5 3 1 1 6 3 +3 67 Aumento1
4 Mato Grosso Luverdense 9 5 2 3 0 6 3 +3 60 Aumento3
5 Ceará Ceará 8 5 2 2 1 6 7 –1 53 Estável
6 Rio de Janeiro Vasco da Gama 7 4 2 1 1 7 3 +4 58 Baixa3
7 Rio Grande do Norte América de Natal 7 5 2 1 2 9 9 0 47 Aumento5
8 São Paulo Ponte Preta 7 5 1 4 0 8 7 +1 47 Baixa2
9 Pernambuco Náutico 5 4 1 2 1 6 5 +1 42 Baixa1
10 Paraná Paraná 5 5 1 2 2 6 6 0 33 Aumento1
11 São Paulo Oeste 5 5 1 2 2 5 7 –2 33 Aumento2
12 Minas Gerais Boa Esporte 5 5 1 2 2 4 6 –2 33 Aumento1
13 São Paulo Bragantino 5 5 1 2 2 6 9 –3 33 Baixa4
14 Ceará Icasa 5 5 1 2 2 4 7 –3 33 Aumento1
15 Pernambuco Santa Cruz 5 5 0 5 0 4 4 0 33 Aumento1
16 Maranhão Sampaio Corrêa 4 4 1 1 2 5 5 0 33 Baixa6
17 Santa Catarina Avaí 4 4 1 1 2 4 6 –2 33 Estável Zona de rebaixamento à Série C de 2015
18 Goiás Atlético Goianiense 4 5 0 4 1 6 9 –3 25 Estável
19 São Paulo Portuguesa 2 5 0 2 3 5 10 –5 13 Estável
20 Goiás Vila Nova 1 5 0 1 4 0 6 –6 7 Estável

Classificação da Serie B do Campeonato Brasileiro após a quarta rodada

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Santa Catarina Joinville 12 4 4 0 0 9 3 +6 100 Estável Zona de promoção à Série A de 2015
2 Minas Gerais América Mineiro 10 4 3 1 0 9 2 +7 83 Estável
3 Rio de Janeiro Vasco da Gama 7 4 2 1 1 7 3 +4 58 Aumento4
4 Rio Grande do Norte ABC 7 4 2 1 1 5 3 +2 58 Baixa1
5 Ceará Ceará 7 4 2 1 1 5 6 –1 58 Aumento6
6 São Paulo Ponte Preta 6 4 1 3 0 7 6 +1 50 Aumento8
7 Mato Grosso Luverdense 6 4 1 3 0 4 3 +1 50 Baixa1
8 Pernambuco Náutico 5 4 1 2 1 6 5 +1 42 Baixa4
9 São Paulo Bragantino 5 4 1 2 1 6 7 –1 42 Baixa4
10 Maranhão Sampaio Corrêa 4 3 1 1 1 5 4 +1 44 Baixa1
11 Paraná Paraná 4 4 1 1 2 6 6 0 33 Baixa3
12 Rio Grande do Norte América de Natal 4 4 1 1 2 7 8 –1 33 Estável
13 Minas Gerais Boa Esporte 4 4 1 1 2 4 6 –2 33 Aumento5
São Paulo Oeste 4 4 1 1 2 4 6 –2 33 Baixa3
15 Ceará Icasa 4 4 1 1 2 3 6 –3 33 Aumento5
16 Pernambuco Santa Cruz 4 4 0 4 0 3 3 0 33 Baixa1
17 Santa Catarina Avaí 3 3 1 0 2 3 5 –2 33 Baixa4 Zona de rebaixamento à Série C de 2015
18 Goiás Atlético Goianiense 3 4 0 3 1 6 9 –3 25 Baixa2
19 São Paulo Portuguesa 2 4 0 2 2 4 8 –4 17 Baixa3
20 Goiás Vila Nova 1 4 0 1 3 0 4 –4 8 Baixa1

 

Tom Barros comenta o desempenho de Geraldo no Icasa

Elogio. A experiência do meia Geraldo foi citada como fator importante para a atual situação do Icasa. Segundo o técnico Sidney Moraes, ele sabe motivar o grupo, principalmente quando assume e passa aos companheiros a pregação de que o sonho é possível. Essa maturidade, nesta reta final, tranquiliza os mais jovens.

Tom Barros-Jogada-Diário do Nordeste-20/11/2013

Tom Barros comenta o desinteresse de alguns clubes nessa reta de chegada da Serie B do Campeonato Brasileiro

 

Interesse e desinteresse

Igual ao Joinville, que dispensou seis jogadores, outros clubes na mesma situação (sem chances de subir, sem risco de cair) também deverão tomar medida similar antes das próximas rodadas. Isso compromete o interesse de terceiros, mas aliviar o cofre é necessidade premente dos times que não mais têm objetivos na competição. Saber aproveitar a fragilidade daí decorrente será missão de quem ainda enfrentará o Joinville ou os demais que venham a dispensar jogadores. A propósito, time que tem por meta apenas cumprir tabela, ainda que não demita atletas, jamais vai à luta com o elã de quem está no páreo. Tudo girará em torno de interesses e desinteresses.

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 20/11/2013

Tom Barros comenta chances de acesso do Icasa à primeira divisão

 

Fora
A esperança do Icasa está no bom retrospecto fora de casa onde ganhou do Paysandu, Sport, Chapecoense, Atlético/GO e América/MG. Como fará ainda três jogos fora (ABC, Bragantino e Paraná), exatamente aí poderá fazer a diferença. Boa expectativa.

Jogo a menos
Amanhã o Icasa atento aos concorrentes que tem um jogo a menos: Avaí e América/MG. O Avaí joga com o Atlético/GO em Goiânia; o América recebe o Paysandu em Minas. Tropeço de Avaí e América aumentará chances do Icasa.

 

Tom Barros-Diário do Nordeste-Jogada-28/10/2013

Band vai perder importante alavanca de audiência noturna

 

A saída da Série B do Campeonato Brasileiro da  Bandeirantes, no ano que vem, vai afetar e muito sua audiência.

Nesse dia, o futebol funciona como uma alavanca importante para toda a sua programação noturna.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Tabela de classificação da Serie B após a sexta rodada

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG %
1
Chapecoense
16
6
5
1
0
16
5
11
88.9
2
Joinville
15
6
5
0
1
14
4
10
83.3
3
Palmeiras
12
6
4
0
2
8
3
5
66.7
4
América-MG
12
6
4
0
2
11
10
1
66.7
5
Figueirense
10
6
3
1
2
11
10
1
55.6
6
Bragantino
10
6
3
1
2
6
5
1
55.6
7
Paraná
10
6
3
1
2
4
3
1
55.6
8
Sport
9
6
3
0
3
9
8
1
50
9
São Caetano
8
6
2
2
2
7
4
3
44.4
10
Oeste
8
6
2
2
2
8
10
-2
44.4
11
Boa Esporte
8
6
2
2
2
6
8
-2
44.4
12
Icasa
7
6
2
1
3
11
11
0
38.9
13
Avaí
7
6
2
1
3
9
11
-2
38.9
14
ASA
7
6
2
1
3
6
9
-3
38.9
15
Atlético-GO
7
6
2
1
3
5
9
-4
38.9
16
Ceará
7
6
1
4
1
6
6
0
38.9
17
Paysandu
5
6
1
2
3
6
7
-1
27.8
18
Guaratinguetá
4
6
1
1
4
6
13
-7
22.2
19
América-RN
3
6
0
3
3
7
12
-5
16.7
20
ABC
2
6
0
2
4
3
11
-8
11.1

Coluna do Tom Barros 24 de maio de 2013

 

Rumo à Série A

O maior desejo dos alvinegros é ver o Ceará de volta à elite nacional. A longa caminhada começa hoje diante do São Caetano em São Paulo. Serão 38 jogos, numa maratona que exigirá muito dos atletas. No caminho, Oeste, Avaí, São Caetano, Boa, Chapecoense, Paysandu, Asa, Figueirense, América/RN, Joinville, Bragantino, Icasa, Sport/PE, Palmeiras, Atlético/GO, Guaratinguetá, América/RN, ABC e Paraná. Pelo visto, nada fácil. Mas nada também tão complicado que não possa ser superado. A rigor, o nível da competição é uma incógnita. Somente será possível avaliá-la após algumas rodadas. Ainda assim, vejo o Ceará no rumo da Série A, desde que faça as correções no tempo devido.

Corredores de ar

No estádio Castelão e em seu entorno, o sinal de telefonia e os problemas de mobilidade urbana poderão ser resolvidos, pelo menos é essa a promessa. Agora há um que certamente não será de tão fácil solução: devolver os corredores de ar que antigamente existiam à praça esportiva da Boa Vista. Mas esse assunto não pode ficar à margem das discussões. As inteligências nas áreas de Arquitetura e Engenharia estão aí para isso.

Só aqui mesmo

Do ano de 1996 para os dias atuais, das 27 unidades da Federação, só o nosso Estado manteve apenas dois campeões. Depois do Ferroviário bicampeão estadual em 1994/1995, o Ceará, no total, foi campeão nove vezes; já o Fortaleza levou nove taças. No mesmo período, Pará (Remo, Paysandu e Independente) e Pernambuco (Sport, Santa e Náutico) tiveram três campeões. Dados de Homero Benevides (pesquisador).

Ajustes normais

Os defeitos detectados no Castelão são normais na fase de ajustes. Mas não pode haver demora na solução. Na Itália em 1989, um ano antes da Copa, lá estive com Sérgio Pinheiro e Carlos Silva. Fomos transmitir para a Verdinha o amistoso Itália x Brasil no Estádio Renata Dallara em Bologna. Houve emissoras brasileiros que só começaram a transmitir no segundo tempo porque houve problemas de conexão. Já na Copa, em 1990, tudo perfeito. Aqui, espero que sejam feitos os reparos em tempo recorde. Afinal, a tecnologia de hoje não é a de 24 anos atrás.

Recordando

1970. Festa de entrega das faixas do Ferroviário campeão cearense naquele ano. A partir da esquerda (em pé): ex-prefeito José Walter Cavalcante, ? , Aluísio Linhares, ? , Gomes, Eldo e Coca-Cola. Na mesma ordem (agachados): Mano, ? , ? , Amilton Melo, Edmar e Alísio. Foto enviada por J. Augusto Lima (Rua Azevedo Bolão, 193 – Parque Araxá.
Contraste

Marcelo Veiga, atualmente técnico do São Caetano, é bem conhecido dos cearenses por suas passagens aqui como jogador e também como treinador. Desde o início deste mês, ele levou o Azulão do ABC Paulista para a cidade de Itu, onde realizou a intertemporada, ou seja, entre o Campeonato Paulista e a Série B do Brasileiro. Enquanto o Ceará se desgastava na decisão cearense, o São Caetano seguia uma preparação especial. Contraste.

Notas & notas

Calouros do Ar, campeão cearense de 1955, quer voltar à elite do futebol cearense. Para começar bem nesta missão, promoverá bingo, dia 9 de junho, no Clube B-25, com muito forró. Informações: 8811-9627. /// Segue a Copa OAB Dafonte 2013. Ao todo, são oito times divididos em duas chaves. Surpresa: Liga da Justiça 5 x 0 OAB Master. Dr. Daniel de Paula Pessoa, do Master, ficou atônito após o resultado adverso, mas promete reagir.

“Veterano, que pega uma sequência de jogos seguidos nas quartas e nos domingos, não suporta a carga. Geralmente se contunde”.

Ronaldo Angelim
(Ex-jogador que se aposentou há poucos dias)

 

Coluna redigida pelo jornalista Tom Barros para o jornal cearense Diário do Nordeste no dia 24 de maio de 2013

Sonho da elite começa nesta sexta, e Palmeiras é de novo o protagonista

Série B 2013 tem início com quatro jogos. Após 10 anos, Verdão revive obrigação de subir. Sport, Figueira, Atlético-GO e Ceará também brigam

Não faz muito tempo. Há dez anos, o Palmeiras – ao lado do Botafogo – encarava o amargo desafio de disputar a segunda divisão do futebol brasileiro. Naquela ocasião, enquanto os clubes da elite brigavam pelo título nacional no inédito sistema de pontos corridos, o Verdão teve que enfrentar seus rivais da Série B em três fases até garantir, de novo ao lado do Glorioso, o retorno à Primeirona (relembre no vídeo ao lado uma reportagem sobre um dos jogos da campanha palmeirense).

A partir deste sábado, o Alviverde volta a encarar a missão, disputando contra 19 clubes, em turno e returno (desde 2006, a competição adotou esse formato), uma das quatro vagas para a Série A de 2014, ano de Copa do Mundo no Brasil. A competição tem início nesta sexta, com quatro jogos. Apenas seis rodadas serão disputadas antes da parada de três semanas para a Copa das Confederações.

A fórmula de disputa mudou de dez anos para cá. Naquela época, 24 times jogavam em turno único na primeira fase, classificando os oito melhores para dois quadrangulares de ida e volta na segunda fase. Palmeiras e Sport se destacaram em um grupo que eliminou Brasiliense e Santa Cruz; e Botafogo e Marília deixaram Náutico e Remo fora na outra chave. Mais uma vez em turno e returno, os quatro se enfrentavam, e os dois primeiros subiam – na época, Séries A e B caminhavam com o objetivo de reduzir para 20 participantes. Se olhar para a campanha daquela competição, o Palmeiras teve uma vida tranquila: liderou em todas as fases e sofreu apenas três derrotas em 39 partidas – venceu 23 e empatou nove.

Palmeiras comemoração título Série B 2003 (Foto: Fernando Pilatos / Futura Press )
Palmeiras na comemoração do título da Série B de 2003 (Foto: Fernando Pilatos / Futura Press )

Para o comentarista do SporTV Wagner Vilaron, que também participa das transmissões da Série B pelo PremiereFC, desta vez o Palmeiras não vai encontrar a facilidade de dez anos atrás.

– Palmeiras é o grande favorito, mas não acredito em tranquilidade. Com este elenco atual, sobe, mas vai passar por apuros. Se não quiser que seja assim, tem que se reforçar. Trazer jogadores cascudos, experientes e com rodagem.

Gilson Kleina treino Palmeiras (Foto: Alex Silva/Agência Estado)
Kleina: ‘Entrega e respeito são fundamentais’
(Foto: Alex Silva/Agência Estado)

Vaga é obrigação no Palmeiras

Rebaixado após uma campanha desastrosa no Brasileirão do ano passado, o time alviverde não tem outra saída a não ser conquistar uma das quatro vagas. Do contrário, certamente entrará em profunda crise.

Com Gilson Kleina no comando desde a reta final do ano passado – quando assumiu a vaga do atual técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari – e sob o comando de um novo presidente, Paulo Nobre, o Palmeiras montou um time sem estrelas, na base do bom e barato. Até agora, o resultado é o seguinte: uma eliminação na semifinal do Paulistão e outra nas oitavas de final da Taça Libertadores.

Na Série B, no entanto, não há espaço para falhas. O planejamento da diretoria e da comissão técnica não prevê nada que não seja o retorno à Série A. É preciso voltar de qualquer maneira. Kleina sabe que isso é uma questão fundamental, mas mesmo assim alerta:

– Vamos ter problemas se acharmos que vamos vencer de qualquer maneira. Temos de entender que a tradição é importante, mas a entrega e o respeito são fundamentais para fazer valer a nossa grandeza. Temos de encarar o espírito de Série B. Temos de entender que é semelhante à Libertadores, com uma qualidade menor – disse o treinador na semana que antecede a disputa.

Neste início, aliás, por conta de punição imposta pelo STJD, o Verdão vai mandar seus quatro primeiros jogos em Itu, no interior paulista. É lá que acontece sua estreia, neste sábado, contra o Atlético-GO, outro time que caiu da elite no ano passado.

lucas lima sport (Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)
Lucas Lima: ‘Mostramos nossa força no Estadual’
(Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press)

Times que também brigam pela elite

Contando com o Palmeiras, São Paulo é o estado com mais representantes na Série B 2013, cinco: Bragantino, Guaratinguetá, São Caetano e Oeste, que debuta na competição. Mas a grande força da Segundona é o Nordeste, com seis clubes, dois deles apontados entre favoritos: Sport e Ceará. Curiosamente, os dois acabaram eliminados da Copa do Brasil por outros participantes da região, ABC e ASA – América-RN e Icasa completam a lista de nordestinos.

Para o meia Lucas Lima, do Sport, há uma semelhança de forças entre o time pernambucano e o Palmeiras.

– Apesar de o Sport ter sido rebaixado no ano passado, entramos forte na Série B por nossa tradição e qualidade. Mostramos nossa força, disputando o título do Pernambucano, assim como o Palmeiras fez uma boa Libertadores.

O treinador do Ceará, Leandro Campos, acha importante que os jogadores do Vozão tenham consciência de que a Série B é uma competição árdua.

Jean Carlos, atacante, é novo reforço do Figueirense para a Série B (Foto: Marcelo Silva / globoesporte.com)
Atacante Jean Carlos aposta no acesso do Figueira
(Foto: Marcelo Silva / globoesporte.com)

– Estamos progredindo a cada jogo. O momento da equipe é bom. Espero que não paremos por aí. Temos tudo para fazer ainda mais do que fizemos no Campeonato Cearense.

Santa Catarina é o segundo estado com mas participantes, com quatro times: a estreante Chapecoense, Avaí, Joinville e Figueirense, outro apontado como candidato ao acesso. Para Paulinho Criciúma, ex-jogador e comentarista do PremiereFC, o estado realmente colhe os frutos de sua organização.

–  Os quatro de Santa Catarina são muito fortes. Pelo que conheço do futebol catarinense, sei da maneira profissional que esses times trabalham, são candidatos bem fortes pra subir. Joinville quase subiu, Avaí também fez uma boa campanha, e o Figueirense estava na elite ano passado.

O atacante do Figueirense Jean Carlos, que se recupera de uma artroscopia no joelho direito, está se dedicando ao máximo para retornar antes da parada para a Copa das Confederações. Ele acha que o clube está preparado para fazer uma boa Série B.

– É muito disputado, são 38 jogos, e claro que o Figueirense quer subir. Infelizmente, caiu com grandes jogadores, mas isso faz parte. Estamos trabalhando direitinho, com as coisas corretas. Acho que vamos fazer uma grande Série B e, no fim, ao acesso.

Completam a lista de participantes os mineiros América-MG e Boa Esporte, o Paraná Clube, o Paysandu, tradicional time paraense que volta a disputar a competição depois de seis anos, e o Atlético-GO, outro que aparece na maior parte das listas de favoritos. O atacante do Dragão William Barbio, um dos que participaram da campanha vice-campeã do Goiano, vai disputar a Série B pela primeira vez.

Wiliam Barbio, atacante do Atlético-GO (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Wiliam Barbio: atacante do Atlético-GO vai jogar a
sua 1ª Série B (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

– Não entramos em desespero após perder o título goiano. Fizemos um grande campeonato e poderemos brigar com força na Série B. Precisamos de contratações apenas porque nosso elenco é reduzido, e é uma competição longa. Mas o Atlético-GO poderá fazer um bom papel.

O comentarista Wagner Vilaron acha que o fato de São Paulo ser o estado com mais participantes não significa que se possa apostar em mais paulistas subindo para a Série A no ano que vem. Para ele, a surpresa pode vir da Região Norte.

– Os paulistas do interior acho que não sobem. O Paysandu pode surpreender. Tem todo aquele clamor, o Mangueirão lotado, o fato de ser campeão paraense. Se tivesse que apostar em uma surpresa, seria o Papão.

O zagueiro Jean, do Paysandu, no entanto prefere não se deixar empolgar pela possibilidade imediata de voltar à elite, onde o Papão não pisa desde que caiu em 2005.

– Acho que quando o clube sobe da Série B para A, ou da C para a B, o primeiro passo é se manter. A gente não pode iludir o torcedor, pois não é fácil. Mas acho que é tudo por etapa. Primeiro é alcançar a pontuação mínima para a nossa manutenção, e depois disso, vislumbrar o acesso. Tudo na sua hora e no seu devido lugar.

Regulamento e cobertura do GLOBOESPORTE.COM

Após 38 rodadas onde os 20 times se enfrentam em turno e returno, os quatro primeiros colocados garantem vaga na Série A do Brasileirão. Os quatro piores colocados perdem o direito de disputar a competição no próximo ano, caindo para a Série C, equivalente a terceira divisão do futebol brasileiro. Em caso de igualdade por pontos, os critérios de desempate são maior número de vitórias, maior saldo de gols, maior número de gols pró, confronto direto (apenas para caso de empate entre dois clubes), menor número de cartões vermelhos recebidos, menor número de cartões amarelos recebidos e, em último caso, sorteio.

O GLOBOESPORTE.COM vai acompanhar todos os 380 jogos da Série B lance a lance em Tempo Real, com página especial para cada confronto e vídeo de todos os gols, além da tabela da classificação dinâmica e página de artilharia. O SporTV e os canais PremiereFC vão transmitir todas as partidas da competição.

Veja os jogos da primeira rodada (horários de Brasília):

Sexta, 24/05
19h30m – Oeste x Avaí – Amaros (Itápolis, SP)
19h30m – São Caetano x Ceará – Anacleto Campanella (São Caetano do Sul, SP)
21h50m – Boa Esporte x Chapecoense – Melão (Varginha, MG)
21h50m – Paysandu x ASA – Arena Verde (Paragominas, PA)

Sábado, 25/05
16h20m – Figueirense x América-RN – Orlando Scarpelli (Florianópolis, SC)
16h20m – Joinville x Bragantino – Arena Joinville (Joinville, SC)
16h20m – Icasa x Sport – Romeirão (Juazeiro do Norte, CE)
16h20m – Palmeiras x Atlético-GO – Novelli Júnior (Itu, SP)
21h – ABC x Paraná – Almeidão (Natal, RN)
21h – Guaratinguetá x América-MG – Dario Rodrigues Leite (Guaratinguetá, SP)

*Colaboraram Cláudio Rabha (RJ), Fernando Vasconcelos (GO), Jorge Sauma (PA), Leandro Canònico (SP), Lula Moraes (PE), Roberto Leite (CE), Thiago Braga (SP) e Vítor Vieira de Oliveira (SC).