Artur Neto lidera disputa para prefeito de Manaus com 32%, diz Ibope

Marcelo Ramos tem 16%, Serafim, 10%, Henrique, Hissa, e Silas, 8%.
Instituto ouviu 805 eleitores entre os dias 20 e 23 de agosto.

Resultado de imagem para Artur Neto senado

Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (24) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Prefeitura de Manaus:
– Artur Neto (PSDB) – 32%
– Marcelo Ramos (PR) – 16%
– Serafim Corrêa (PSB) – 10%
– Henrique Oliveira (SD) – 8%
– Hissa Abrahão (PDT) – 8%
– Silas Câmara (PRB) – 8%
– José Ricardo (PT) – 5%
– Luiz Castro (REDE) – 1%
– Queiroz (PSOL) – 1%
– Branco / nulo – 8%
– Não sabe / não respondeu – 3%

A pesquisa foi encomendada pela Rede Amazônica.

O Ibope ouviu 805 eleitores entre os dias 20 e 23 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) sob o protocolo Nº AM-00754/2016.

Rejeição
O Ibope também apontou a rejeição dos candidatos. A maior rejeição é a Serafim Corrêa (37%). Na sequência, aparecem Artur Neto (29%), Silas Câmara  (24%), Henrique Oliveira (17%), Queiroz (13%), Hissa Abrahão (11%), José Ricardo (11%), Luiz Castro (10%), Marcelo Ramos(10%).

Avaliação da administração Artur Neto
Na mesma pesquisa, os eleitores também responderam sobre a avaliação da administração do prefeito Artur Neto (PSDB). Veja os números:
– Ótima / boa – 36%
– Regular – 39%
– Ruim / péssima – 24%
– Não sabe – 2%

Segundo o Ibope, 49% aprovam a forma como Artur vem administrando o município; 44% declaram que a reprovam. Aqueles que não sabem ou preferem não responder somam 6%.

Principais problemas de Manaus
O Ibope também perguntou aos eleitores quais são, na opinião deles, os principais problemas enfrentados hoje na capital amazonense. A saúde foi escolhida por 46% dos eleitores, o transporte coletivo (12%), a segurança (9%), a educação (6%), o abastecimento de água (5%), a geração de empregos e calçamento de ruas e avenidas (4%), o trânsito (3%), a corrupção (2%), iluminação pública, limpeza pública, administração pública, impostos e taxas, e rede de esgoto (1%).

Nível de interesse
Os eleitores também foram perguntados pelo Ibope sobre o nível de interesse nas eleições deste ano. Os que revelaram ter muito interesse são 20% dos eleitores, interesse médio (27%), pouco interesse (29%) e nenhum interesse (22%).

 

G1.COM.BR

Artur Neto derrota Vanessa Graziotin

Artur Neto acena logo após votação no domingo (28) (Foto: Girlene Medeiros/G1 AM)Artur Neto acena logo após votação no domingo (28) (Foto: Girlene Medeiros/G1 AM)

Artur Neto (PSDB) foi eleito prefeito de Manaus neste domingo (28), em segundo turno. O resultado foi confirmado às 17h31, com 83% das urnas apuradas.

Artur Neto acompanhou o final da apuração em seu apartamento, na Ponta Negra, Zona Oeste, e deverá seguir para a sede do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), na Zona Centro-Sul, onde irá cumprimentar o presidente do órgão, Flávio Pascarelli.
Artur esteve à frente da disputa eleitoral desde o início. Entre suas principais bandeiras de campanha estava a revitalização do Centro de Manaus, implantar o sistema BRT no transporte público, e a construção de creches e escolas de tempo integral.
Vanessa Grazziotin, que ficou em segundo lugar, teve extenso apoio de políticos locais e nacionais — como a presidenta Dilma Rousseff, ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, governador Omar Aziz, e o senador Eduardo Braga — mas não conseguiu reverter o resultado.
Biografia
Arthur Virgílio Neto é manauense e tem 66 anos. Formou-se em Direito na Universidade do Amazonas. Foi líder estudantil, diretor de Relações Externas do Centro Acadêmico Cândido de Oliveira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e é diplomata.
Foi eleito deputado federal em 1979. Em 1988, foi eleito prefeito de Manaus, vencendo o ex-governador Gilberto Mestrinho, e exerceu o cargo até 1992. Em seguida, no ano de 1994, voltou à Câmara dos Deputados, em Brasília, onde exerceu mais dois mandatos.
Artur foi então eleito senador pelo Amazonas, onde ficou de 2003 a 2010. O prefeito eleito tentou a reeleição para o Senado, em 2010, quando perdeu a vaga para a sua atual adversária na disputa pela prefeitura, Vanessa Grazziotin.
Campanha
No primeiro turno, Artur foi citado na polêmica de uma suposta agressão à candidata do PC do B. Na ocasião, Vanessa afirmou que correligionários do candidato tucano jogaram ovo e cuspiram nela na chegada de um debate. As pesquisas após o episódio apontaram crescimento de Vanessa Grazziotin, mas mesmo assim Artur continuou à frente e foi o mais votado com 385.855 votos, que representam 40,55% dos votos válidos.
No segundo turno, Artur Neto contou com apoio dos candidatos derrotados no primeiro turno Serafim (PSB), Henrique Oliveira (PR), e Pauderney (DEM).
Propostas
Dentre as principais propostas do prefeito eleito estão implantação do sistema BRT no transporte público, a revitalização do Centro de Manaus, levar água às casas em todos os bairros da cidade, contratar mais 164 novas equipes de saúde da família, construir 110 novas creches em Manaus e criar escolas de ensino integral.