Westfield FFA Cup Preliminary Round wrap – week 2

 

The Westfield FFA Cup kicked off again over the weekend.

Monday, 23 February 2015

John Greco
It was another huge weekend of preliminary rounds in the Westfield FFA Cup with some huge scores around the country as Western Australia kicked off their first matches of the year in Geraldton and a 15-year-old scored a hat-trick in Victoria.

 

Chapman Athletic and Olympic Heat were the two sides to advance to the next stage in WA, the Heat producing an excellent performance to knock off the Geraldton Rovers 3-1.

There was plenty of goals in Northern NSW as some clubs flexed their muscles with huge wins.

The pick of those was Mayfield Senior United who trounced Dudley Redhead United 17-1.

Singleton Strikers also hit double figures as they crushed Muswellbrook 12-0, Beresford United put 10 past Warners Bay, while Kahibah (9-1) and Valentine (8-3) beat Westlakes Wildcats and Lake Macquarie City respectively.

Other notable results in Northern NSW included Kotara South’s 7-1 demolition of Mereweather Advance, while Hunter Simba edged Morisset United in a nine-goal thriller 5-4 and Medowie beat Tenambit Sharks 5-3.

Victoria also played host to a stack of matches across the weekend with plenty of thrilling action.

Truganina Hornets were among the most impressive, chalking up a 6-1 win over Marcellin Old Collegians, while Hoppers Crossing had little trouble in disposing of Newmarket Phoenix.

The best individual effort of the weekend arguably came from teenager Marcelo De La Plaza-Sanchez, the 15-year-old bagging a hat-trick in Laverton’s Park’s 4-1 win over Northern United.

Other results in Victoria included: Brimbank Stallions beating Old Xaverians 6-3, Brighton knocking off Mitchell Rangers 3-1 and Noble Park edging out Casey Panthers 4-3.

For a full list of the weekend’s results, olus Westfield FFA Cup news and videos, head to  www.theffacup.com.au

Source : Football Federation Australia Website

Universidad de Chile 1 x 0 Flamengo -Copa Sudamericana 2011

 1 x 0 

Oitavas de final
FLAMENGO DÁ ADEUS À SUL-AMERICANA COM NOVA DERROTA PARA LA U
Cheio de reservas, Rubro-Negro tem atuação apagada e, ao menos, não é goleado novamente pelos chilenos: 1 a 0. Willians abusa das furadas .

Os reservas do Flamengo cumpriram, nesta quarta-feira, os últimos 90 minutos do clube na edição 2011 na Copa Sul-Americana. Depois de perder por 4 a 0 no Engenhão, o time precisava ao menos devolver o placar no estádio Nacional de Santiago para seguir sonhando com a classificação. Entretanto, o que se viu em campo foi uma atuação sem brilho e uma nova vitória do Universidad de Chile. Desta vez, ao menos, o placar não foi elástico: 1 a 0, gol do volante Díaz, ainda no primeiro tempo.

Com o resultado, La U se classificou para enfrentar o Arsenal, da Argentina, na fase de quartas de final. O primeiro jogo do confronto é já na próxima semana, novamente na capital chilena.

Léo Moura no banco

Apesar de Léo Moura ter viajado para Santiago, o lateral começou no banco de reservas. Willians foi o único jogador que habitualmente é titular a fazer parte do onze inicial rubro-negro. Vanderlei Luxemburgo optou por mandar a campo uma equipe com três zagueiros (David Braz, Angelim e Gustavo). Fierro e Rodrigo Alvim jogaram nas alas, com Maldonado, Willians e Vander no meio. O ataque foi formado por Negueba e Jael.

Os primeiros minutos foram de tímida animação do Flamengo. Negueba deu uma arrancada que acabou em escanteio para o time carioca. Depois, Vander arriscou um chute, fraquinho, que Herrera defendeu sem qualquer dificuldade.

gustavo gallegos universidad do chile x flamengo (Foto: Reuters)
O zagueiro Gustavo dá o bote em Gallegos, da Universidad do Chile (Foto: Reuters)

Com todo o Estádio Nacional torcendo a favor, La U tratou de cadenciar o ritmo e não precisou suar muito para abrir o marcador. Aos 22, Díaz pegou uma bola espirrada na entrada da área rubro-negra e soltou a bomba de canhota, sem chances para Paulo Victor. Belo gol, 1 a 0 para os donos da casa.

Willians, para o bem e para o mal

O gol não fez o Flamengo melhorar. Até o intervalo, o time só teve uma chance boa de gol. Willians roubou bola no campo de ataque e arriscou de fora da área, assustando Herrera. Foi o melhor momento do volante, que protagonizou duas furadas bisonhas e ainda ganhou um cartão amarelo em sua participação na etapa inicial.

Antes de ir para o vestiário, o Flamengo ainda ouviu alguns gritos de “olé” da torcida chilena. Na volta para o segundo tempo, Vanderlei Luxemburgo tratou de mexer: Diego Maurício tomou o lugar de Negueba, enquanto Galhardo substituiu Vander. O jovem lateral passou a ocupar a ala direita, com Fierro passando a atuar mais centralizado.

marcelo diaz universidad do chile x flamengo (Foto: Reuters)
Díaz comemora gol da Universidad de Chile no Estádio Nacional de Santiago (Foto: Reuters)

Com ampla vantagem no marcador (5 a 0 na soma dos resultados), La U manteve sua velocidade de cruzeiro. O time da casa praticamente nunca era ameaçado pelo Flamengo, e tampouco forçava a barra para ampliar o placar.

Gustavo dá susto

Aos 20, Luxa fez uso de sua última opção no banco além do goleiro Vinícius: Léo Moura entrou no lugar de Willians. O panorama, entretanto, pouco mudou. Sem grande ímpeto, foi o Universidad de Chile a criar as chances de gol. Numa delas, Gallegos furou na hora da conclusão.

A partir dos 30, o Flamengo até que mostrou serviço. Angelim, em duas conclusões, e depois Galhardo obrigaram o goleiro Herrera a trabalhar. O arqueiro mostrou por que é ídolo da torcida e eviotu o empate.

Já perto do fim, em disputa pelo alto, o zagueiro Gustavo teve um choque de cabeças com Canales. O rubro-negro levou a pior e chegou a ficar desacordado no gramado. Depois de atendido, o zagueiro se recuperou e conseguiu voltar a campo para terminar o jogo.

GLOBO EPORTE.COM

Flamengo 0 x 4 Universidad de Chile – Copa Sudamericana 2011

 0 x 4 

Oitavas de final
EM NOITE DE TERROR, FLA É HUMILHADO E GOLEADO POR LA U NO ENGENHÃO
Chilenos colocam o Rubro-Negro na roda, vencem por 4 a 0, desperdiçam pênalti e ainda têm gol mal anulado. Bottinelli se lesiona e preocupa .

Se vale como lição, que seja de tudo que o Flamengo não pode fazer se quiser conquistar o título do Brasileirão. Em noite catastrófica, o Rubro-Negro recebeu e foi humilhado por 4 a 0 pela Universidad de Chile, nesta quarta-feira, no Engenhão, na primeira partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Apático, desastroso defensivamente, nulo no ataque, com os craques em baixa e com direito a uma expulsão justa após entrada absurda de Aírton, o time carioca vai para casa cabisbaixo, mas com a certeza de que o placar ficou barato.

vargas flamengo x universidad do chile (Foto: EFE)
Para desespero de Welinton e David Braz, Vargas comemora um dos gols de La U (Foto: EFE)

No lugar de Montillo, carrasco da eliminação na Libertadores de 2010, também após derrota no Rio, mas por 3 a 2, Vargas foi o carrasco da noite. O atacante marcou dois gols, sofreu pênalti e fez Welinton lembrar o passado recente de vaias com dribles desconcertantes. José Rojas e Lorenzetti completaram para os chilenos, que ainda desperdiçaram um pênalti e tiveram um gol mal anulado.

Na próxima quarta-feira, em Santiago, as duas equipes voltam a se encontrar, e o Fla precisa vencer por quatro (a partir de 5 a 1) ou mais gols de diferença para enfrentar o Arsenal, da Argentina, nas quartas de final. A repetição do placar leva a decisão para os pênaltis.

No próximo domingo, às 18h (de Brasília), novamente no Engenhão, o Rubro-Negro pega o Santos, pela 31ª rodada do Brasileirão. Para completar a noite de horror, Luxemburgo, que já não tem Thiago Neves, Ronaldinho e Renato, suspensos, pode perder Bottinelli para a partida. O argentino deixou o campo com suspeita de fratura no pé esquerdo.

Com direito a baile, La U goleia no primeiro tempo

O mesmo adversário, o mesmo filme. Assim como na partida de ida das quartas de final da Libertadores de 2010, no Maracanã, a Universidad de Chile não deu bola para o Flamengo nem para os rubro-negros. Fora de casa, partiu para cima cheia de autoridade e atropelou o adversário com um primeiro tempo que beirou a perfeição, conforme os 3 a 0 no placar deixam claro. E o beirou é porque podia ter descido para o intervalo vencendo ainda com mais folga.

ronaldinho gaúcho flamengo x universidad católica (Foto: Agência Estado)
Ronaldinho em lance no primeiro tempo: camisa 10 do Fla esteve apagado (Foto: Agência Estado)

Um chute forte de Castro para boa defesa de Felipe logo no primeiro lance deixou claro que os chilenos não vieram para o Rio de Janeiro para se defender. Além da disposição ofensiva, La U encontrou pela frente um Flamengo totalmente desarrumado defensivamente, sentindo muito a ausência de Alex Silva, e sem poder ofensivo. Suspensos da partida contra o Santos, domingo, Ronaldinho e Thiago Neves estiveram em campo, mas somente de corpo presente, uma vez que nada acertaram.

Aos 13, a pressão da Universidad se transformou em gol. Após bate e rebate na área, a bola sobrou limpa para José Rojas chutar colocado de canhota no canto direito de Felipe. O goleiro até chegou na bola, mas sem firmeza, e a viu tocar na trave e em seu corpo antes de cruzar a linha. Acuado, o Flamengo forçou a primeira defesa do goleiro Jhonny Herrera somente aos 25, em chute de longe de Airton. Já depois de La U ter ter gol de Lorenzetti mal anulado pela arbitragem.

No minuto seguinte, porém, o volante dificultou ainda mais as coisas para sua equipe, ao ser expulso com justiça. Ele deixou o pé no joelho de Osvaldo Gonzalez após levar a pior em dividida. Pouco depois, mais um problema para o Fla: Bottinelli, com dores no tornozelo, deu lugar a Renato Abreu.

Quase sem passar do meio-campo, o Rubro-Negro segurou a desvantagem mínima até os 42, quando em um minuto foi vazado duas vezes: primeiro, Mena escorou lançamento de Lorenzetti para Vargas chutar de primeira para o fundo da rede. Logo em seguida, Welinton furou feio e deixou o próprio Vargas avançar com liberdade e tocar na saída de Felipe: 3 a 0 para La U. Fora o baile.

Chilenos vencem por 4 a 0, e ficou barato!

O Flamengo voltou do intervalo mais preocupado em evitar uma catástrofe maior do que em diminuir o placar, com Maldonado no lugar de Deivid. Não deu muito certo. Totalmente desestruturado defensivamente, a equipe era presa fácil para a Universidad de Chile, mesmo após a expulsão de Castro, aos cinco, por atingir Willians com o cotovelo. A jogada tinha passado despercebida pelo árbitro, que foi avisado pelo quarto árbitro e pelo auxiliar do lance.

A superioridade chilena foi comprovada novamente aos 16, quando David Braz segurou e derrubou Castro na área: pênalti. Na cobrança, Felipe impediu gol de Rodriguez em lance polêmico. A defesa aconteceu em dois lances e ficou a dúvida se a bola ultrapassou ou não a linha. A jogada animou Luxemburgo, que trocou Galhardo por Jael em busca de ao menos um gol.

Na primeira jogada, o atacante aproveitou cruzamento de cabeceou firme no travessão. Boa jogada, mas isolada. No contra-ataque seguinte, aos 26, Rodriguez descolou lindo passe de calcanhar para Lorenzetti chutar bonito de esquerda e fazer 4 a 0.

A partir daí, o que se viu foi uma Universidad de Chile abusando do preciosismo e colocando o adversário na roda, diante de um Flamengo que praticamente dá adeus à possibilidade de conquistar um título internacional depois de 12 anos. Que venha o Brasileirão.

 

GLOBO ESPORTE . COM

SBT corta telebarraco e joga Arena na madrugada para salvar sábado

Por PAULO PACHECO, em 11/04/2014 · Atualizado às 17h48

O SBT começou a fazer mudanças para tentar salvar as noites de sábado. A partir do dia 19, o Caso Encerrado Proibido deixa a programação. No seu lugar, entra a sessão de filmes CineFamília, até a meia-noite. Com isso, o Arena SBT, que ainda não emplacou no Ibope, será exibido de madrugada (hoje é a partir das 23h15) e perderá quase metade da sua duração.

Uma das principais apostas do SBT em 2014 para frear o Legendários, da Record, o Arena SBT ainda não mostrou a que veio. A mistura de programa esportivo e jornalístico derrubou para dois pontos a audiência no horário, que costumava chegar a cinco. A atração ja perdeu para a Band e até para a Rede TV!.

Para piorar, o SBT passou a exibir, antes do Arena, edições proibidas para menores de 14 anos do telebarraco latino Caso Encerrado, que não deu certo na grade diária e fracassou aos sábados, com médias entre 3 e 4 pontos.

Com as mudanças, o Arena SBT terá apenas 1 hora de duração e fará um sanduíche com duas sessões de filmes: Cine Família, às 22h15, e Cine Belas Artes, à 1h.

Neste sábado (12), o Arena SBT, ainda às 23h15, terá uma entrevista exclusiva de Lívia Andrade com Pelé.