Santos 0 x 0 Ponte Preta

DESTAQUE

NADA DE GOLS

Depois de 20 vitórias em 20 jogos no Pacaembu, o Santos parou na Ponte Preta, na noite deste sábado, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O Peixe teve mais posse de bola (59%) e criou muitas chances, mas falhou nas finalizações, e o placar acabou sendo de 0 a 0.

DESTAQUE

POLÊMICA

A Macaca soube se segurar na defesa e ainda volta para Campinas na bronca com a arbitragem, por conta da anulação de um gol contra de David Braz. O lance foi aos 39 do primeiro tempo. Em cobrança de falta, David Braz, de cabeça, marcou contra. O próprio zagueiro santista admitiu que o toque para o gol foi dele. A arbitragem comandada por Igor Benevenuto, porém, assinalou impedimento de Elton. Os pontepretanos reclamaram, argumentando que o toque foi do santista. Os membros do time de arbitragem não dão entrevistas. A versão que chegou ao banco da Ponte foi que o árbitro entendeu que houve falta de ataque do zagueiro Rodrigo, que estava perto de David Braz e, por isso, anulou o gol.

DESTAQUE

DE SAÍDA?

Depois do jogo, Lucas Lima foi questionado sobre seu futuro no Santos. Ele tem vínculo até dezembro e pode assinar pré-contrato com outro clube a partir do dia 30. A resposta dele foi: “Quero ser feliz aonde eu estiver. Fico aqui até o final do ano. Não quero mais falar sobre isso. Quanto menos eu falar e mais jogar, melhor pra mim. Tenho que mostrar serviço para estar na Seleção”

DESTAQUE

MACACA INDIGESTA

Vale lembrar que o Santos já havia parado na Ponte Preta nas quartas de final do Paulistão. Na ocasião, a Macaca venceu por 1 a 0 em Campinas, o Peixe devolveu o placar no Pacaembu, mas, na disputa por pênaltis, o time do interior foi quem avançou.

Santos 0 x 0 Flamengo

Ruim para ambos: goleiros vão bem e garantem 0 a 0 entre Santos e Fla

Resultado tira Peixe do G-4 e praticamente detona fio de esperança do rival pela Libertadores. R. Oliveira tem má atuação, e Guerrero começa no banco pela 1ª vez

Santos e Flamengo fizeram um jogo disputado na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas o 0 a 0 decepcionou e foi ruim para os dois lados. Os times até conseguiram criar algumas jogadas, só que pararam em Vanderlei e Paulo Victor, que fizeram importantes defesas. O empate tirou o Peixe do G-4 e praticamente detonou o fiozinho de esperança rubro-negro pela vaga na Libertadores do próximo ano.

O Santos perdeu a quarta posição do Brasileirão para o São Paulo e agora aparece em quinto, com 55 pontos, fora da zona de classificação para o torneio sul-americano. A equipe de Dorival Júnior volta a campo no domingo, às 19h30, contra o Coritiba, no Couto Pereira. O Flamengo chegou a 48 pontos e permanece na 11ª posição da tabela. O clube da Gávea enfrenta a Ponte Preta também no domingo, às 18h, no Mané Garrincha – vendeu o mando para Brasília.

Santos x Flamengo, Vila Belmiro Campeonato Brasileiro 2015 (Foto: FLAVIO HOPP/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
Ricardo Oliveira entre os zagueiros do Fla
(Foto: FLAVIO HOPP/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

O Santos teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas quem teve as melhores oportunidades foi o Flamengo. O time carioca foi perigoso, com destaque para as jogadas criadas por Gabriel, mas parou em algumas boas defesas do goleiro Vanderlei. O Peixe melhorou na volta para a segunda etapa e passou a atacar mais o rival, tanto que forçou Paulo Victor a trabalhar bem. O Rubro-Negro ainda teve chances no fim com Guerrero e Canteros, mas novamente foi parado pelo camisa 1 santista. O time de Oswaldo de Oliveira perdeu Jorge por expulsão e atuou com 10 jogadores nos minutos finais.

No duelo de atacantes de peso, Ricardo Oliveira não teve boa atuação em sua volta da seleção brasileira. O artilheiro do Campeonato Brasileiro com 20 gols esteve sumido em campo, participou muito pouco da partida e ainda errou vários passes, não conseguindo dar sequência às jogadas de ataque do Santos.

Guerrero, por sua vez, começou no banco pela primeira vez em 17 jogos pelo Fla. A decisão foi tomada após conversa com a comissão técnica. Dois dias antes, ele havia atuado 90 minutos pelo Peru contra o Brasil. Na Vila, o camisa 9 entrou aos 19 minutos do segundo tempo no lugar de Kayke. Teve uma chance no fim, mas viu Vanderlei sair rápido do gol para afastar o perigo.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Joinville 0 x 0 Santos

Com gramado encharcado, Joinville e Santos empatam sem gols e emoção

Em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, os catarinenses e os paulistas não conseguiram superar as condições ruins na Arena Joinville

Joinville e Santos se enfrentaram neste domingo à noite, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mas o principal adversário do JEC, e do Peixe foi a chuva, que prejudicou, e muito, as condições do gramado da Arena Joinville e não permitiu que os jogadores tocassem a bola e criassem jogadas. Sem emoção e com muita água, a partida terminou 0 a 0.

Desesperado contra o rebaixamento, o Joinville até tentou, com muita força de vontade, superar as condições ruins de seu campo, mas não foi capaz. O Peixe deixou de lado o estilo que gosta de praticar, com toque de bola e velocidade, para explorar lançamentos. Também não deu certo. Por isso, o confronto não teve grandes lances.

 

Com o empate em casa, o Joinville segue lutando contra o rebaixamento no Brasileirão. A equipe agora está em último lugar na tabela de classificação, com 31 pontos. O Santos permanece na quarta colocação, com 54 pontos, agora com um a mais do que o São Paulo, que perdeu para o Cruzeiro.

O Campeonato Brasileiro será pausado por causa da disputa das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. Por isso, o Joinville só volta a campo no próximo dia 18 (quarta-feira), às 21h (de Brasília), para enfrentar o Avaí na Ressacada. O Santos joga no dia seguinte, 19 (quinta-feira), às 22h (de Brasília), na Vila Belmiro, contra o Flamengo.

O jogo

Com o gramado da Arena Joinville em péssimo estado por causa das fortes chuvas na cidade, as duas equipes não conseguiram tocar a bola para criar jogadas. O volante Renato, do Santos, admitiu que o time buscaria a ligação direta entre zaga e ataque para tentar surpreender o adversário, mas nem isso surtiu efeito. O Joinville também não foi capaz de superar as poças d’água do campo, e o primeiro tempo terminou sem emoções.

Kempes Joinville x Santos (Foto: Divulgação/JEC)
Kempes e Renato dividem bola durante empate na Arena Joinville (Foto: Divulgação/JEC)

Depois do intervalo, a única alteração foi no lado dos times em campo, porque as condições ruins continuaram atrapalhando os atletas das duas equipes. Dorival Júnior tentou mudar a postura do Santos colocando Alison no lugar de Lucas Lima, mas as chances diminuíram ainda mais – se era possível. Sem emoção e sem gols, o confronto terminou empatado.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Governo lança passaportes dos clubes brasileiros que nunca caíram; Entenda

Parabéns aos envolvidos por salvar milhões de vidas (FOTO: Felipão)

Parabéns aos envolvidos por salvar milhões de vidas
(FOTO: Felipão)

O Olé do Brasil noticiou ontem que muitos brasileiros estavam ressabiados com o novo passaporte, que poderia fazer o avião tremer durante as viagens.

Por isso, a Polícia Federal e a Casa da Moeda apresentaram neste sábado o novo passaporte comum brasileiro dos clubes brasileiros que nunca caíram: Internacional, São Paulo, Santos, Flamengo e Cruzeiro.

O objetivo é ressaltar que, ao utilizar um desses passaportes, o avião pode até tremer, dar pinta de que vai acontecer uma tragédia, mas nunca vai cair.

“Queremos tranquilizar os cidadãos brasileiros de que não existe risco viajar utilizando o novo passaporte, como se pensou inicialmente, devido à semelhança com o escudo do Cruzeiro. Para isso, criamos os passaportes de todos os clubes ‘incaíveis’. Esperamos um aumento bem grande na procura por passagens e pacotes de viagens”, disse o presidente da Casa da Moeda, Tio Patinhas.

Patinhas cogitou criar um passaporte do Fluminense, que se tornou incaível recentemente, mas desistiu da ideia: “Queremos privilegiar quem não cai dentro de campo”, finalizou.

 

Santos toma 4 gols do Goiás em 15 minutos: “Homenagem a Seleção Brasileira”

Parecia a Alemanha mas era o Goiás (FOTO: Robinho)

Parecia a Alemanha mas era o Goiás
(FOTO: Robinho)

 

O dia 08 de julho é um dia que marcou a memória de todos que gostam do futebol no país. A tragédia ocorrida na Copa do Mundo, em que o Brasil foi humilhado mundialmente pela Alemanha foi relembrada por todos durante o dia de hoje, seja com protestos, hashtags e matérias na mídia. Nessa onda, o Santos prestou a homenagem mais criativa, tomando 04 gols em 15 minutos e trazendo à tona os momentos da eliminação no Mundial:

“Muita gente fala que tomamos um gol para cada torcedor jovem do Santos, mas dessa vez resolvemos homenagear a Seleção Brasileira, que sofreu um “apagão” durante a Copa e também tomou vários gols. Só não tomamos 7 para não atrapalhar a programação televisiva no dia seguinte”, explicou o zagueiro Werley.

Se a defesa falhou em conseguir tomar os sete gols, o ataque foi eficiente e conseguiu marcar um gol com a promessa do clube, Ricardo Oliveira, em cobrança de pênalti: “Foi tudo combinado para deixar a homenagem o mais real possível.”

No Paulistão o Santos foi um tubarão, mas no Brasileirão o time segue sendo apenas um lambari.

 

Santistas querem Record em camisa do Santos na final do Paulistão; entenda

Santistas querem Record em camisa do Santos na final do Paulistão; entenda

O ódio dos santistas com a Globo acabou gerando uma grande campanha na internet para provocá-la no próximo domingo (26) em partida válida pela final do Campeonato Paulista, entre Santos e Palmeiras, no Allianz Parque, às 16h.

Os torcedores querem que o alvinegro praiano estampe o logotipo da Record na camisa como um patrocinador master, assim como o Vasco da Gama fez na final da Copa João Havelange em 2000, contra o São Caetano, colocando o SBT no uniforme.
Na época, tal fato foi feito sem conhecimento do SBT, com o presidente do time carioca, Eurico Miranda, querendo apenas provocar a Globo.
Romário na final da Copa João Havelange em 2000: provocação de Eurico à Globo
Os diretores do Santos rechaçaram a ideia por respeito à Globo e seus contratos, e estampará o patrocínio do Museu Pelé nas finais contra o alviverde.
Em 2015, a emissora só exibiu uma partida do Santos: um clássico contra o Corinthians, na fase classificatória do certame.
Nas quartas-de-final, na semana passada, a Globo preferiu exibir Corinthians x Ponte Preta no sábado, em vez de Santos x XV Piracicaba no domingo.
No lugar do tradicional horário de futebol, o canal optou por lançar seu pacote de filmes 2015, transmitindo “O Espetacular Homem-Aranha” na “Temperatura Máxima”, marcando uma audiência abaixo do futebol. O longa-metragem registrou apenas 12 pontos de média.
NaTelinha

Presidente do Santos entra na justiça e também tenta rescindir com o clube

Presidente mostra quantos sócios-torcedores o Santos tem  (FOTO: Enderson)

Presidente mostra quantos sócios-torcedores o Santos tem
(FOTO: Enderson)

O Santos vem perdendo jogadores na justiça através de acordos que visam evitar ações judiciais. Saíram Pelé, Arouca, Mascote Baleia, Damião, Aranha e Mena, mas pode ter mais gente seguindo esse caminho.

A crise é tão grande, que até o presidente recém eleito do do clube, Coitado Martins, busca na justiça o seu desligamento do clube: “Não aguento mais sofrer à frente da equipe. Processos, brigas internas, time enfraquecido, saudades do Neymar. É muito sofrimento para pouca torcida. É muito problema para pouco dinheiro”, disse Coitado.

Pesou na decisão do presidente o fato de ter pedido ajuda financeira à gigante torcida santista, e ter recebido apenas R$ 15,00.

 

Corinthians é superado por rivais e deixa de ser o mais visto na Globo

O atacante Guerrero, do Corinthians, comemora gol contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro
Por PAULO PACHECO, em 14/12/2014 · Atualizado às 07h26

Queridinho da Globo, o Corinthians foi superado pelos rivais Palmeiras, São Paulo e Santos no Ibope do Campeonato Brasileiro de 2014 na emissora. Com receitas com televisão de mais de R$ 100 milhões por ano e maior número de transmissões de jogos, quatro vezes mais do que o Palmeiras, o clube deixou de ser líder de audiência absoluto até 2013 para se tornar lanterna neste ano. Na Band, contudo, continua imbatível na audiência.

Levantamento obtido pelo Notícias da TV com exclusividade mostra que os jogos do Corinthians na Globo no Campeonato Brasileiro de 2014 tiveram média de 16,9 pontos na Grande São Paulo. Foi o pior desempenho no Ibope na era dos pontos corridos. Perdeu para São Paulo (17,0), Palmeiras (17,1) e Santos, que vence o rival nos centésimos (16,93 x 16,87). Pelo critério de arredondamento do Ibope, os quatro grandes estão empatados em 17 pontos.

Em 2013, a história foi diferente. O Corinthians liderou no Ibope do Brasileirão com 17,8 pontos. O Santos, ainda sob o efeito Neymar, marcou 17,3. Ameaçado pelo rebaixamento, o São Paulo não empolgou a torcida e ficou em terceiro (15,8). O Palmeiras, na Série B, teve jogos transmitidos aos sábados, com menos audiência do que os domingos, e foi o lanterna (10,1).

Na comparação dos dois campeonatos, o Corinthians foi o time que mais perdeu audiência (- 5%). O São Paulo, com o retorno de Kaká e a aposentadoria de Rogério Ceni (que foi suspensa e adiada até julho de 2015), cresceu 7,6%. De volta à primeira divisão, o Palmeiras subiu quase 70%. Sem Neymar, o Santos teve leve queda (- 2%).

O Corinthinas teve 20 dos 38 jogos do Campeonato Brasileiro exibidos na TV aberta, três a mais do que o São Paulo. O Palmeiras apareceu na Globo durante o Brasileirão apenas cinco vezes. O Santos praticamente sumiu: só três jogos foram exibidos em São Paulo.

Audiência da Band

Em compensação, na Band o Corinthians foi o clube mais visto (5,4). Supera, nos décimos, Palmeiras (5,3) e Santos (5,2). O São Paulo está em último (4,7). Somadas as audiências de Globo e Band no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras supera o Corinthians por um décimo (22,4 x 22,3).

Confira a audiência dos clubes paulistas no Brasileirão: