Novela bíblica da Record peca no didatismo e parece Carnaval

Zécarlos Machado interpreta o faraó Seti com Moisés criança (de costas) em Os Dez Mandamentos
Por RAPHAEL SCIRE, em 28/03/2015 · Atualizado às 13h41

Um telespectador desavisado que a partir desta semana sintonizou na tela da Record em algum dia às 20h30, pode ter tido a impressão de que estava assistindo a um desfile de escola de samba fora de época. Não era. Tratava-se apenas de Os Dez Mandamentos, a primeira novela bíblica exibida pela emissora.

Com a experiência acumulada em séries do gênero, a Record encontrou no filão religioso um espaço importante para criar uma identidade própria para seus produtos de teledramaturgia, sem emular o padrão da Globo, sua principal concorrente.

Os Dez Mandamentos conta a saga de Moisés (Guilherme Winter), desde seu nascimento até a vida adulta. Dividida em quatro fases, a primeira semana da novela limitou-se a contar a história de Moisés ainda criança e de como sua mãe, Joquebede, fez para salvá-lo da matança de recém-nascidos hebreus. Nas próximas fases, Guilherme Winter assumirá o papel, e o ator já mostrou ter carisma de sobra para encarar um protagonista.

É preciso reconhecer que a caracterização e a cenografia, ainda que lembrem alegorias carnavalescas, melhoraram muito. O elenco é bom e conta ainda com nomes de peso, como Zécarlos Machado (Seti I) e Samara Felippo (Joquebede). A direção de Alexandre Avancini é convincente, com cenas iluminadas e paisagens bonitas. Sequências de ação foram bem executadas, como a cena inicial dos bebês hebreus arrancados do colo de suas mães e em seguida jogados no rio.

Mas o problema principal está no texto, que fez pouquíssimas concessões ao original bíblico nessa adaptação para a televisão, o que deixa a novela um tanto hermética. Reside aí o primeiro problema da produção, feita para quem conhece a Bíblia de trás para frente e já tem certa familiaridade com as histórias.

Um exemplo simples que poderia ser facilmente corrigido: o nome dos inúmeros personagens, quase todos sem um pingo de correspondência em português. E são muitos, com pérolas como Henutmire (Mel Lisboa), Paser (Paulo Nigro) e Num (Vicente Tuchinsky) _como não pensaram na cacofonia do texto quando deram esse nome para um personagem? Para compensar, há uma nítida tentativa de trazer didatismo aos diálogos, o que torna tudo muito artificial e pomposo.

Por outro lado, Os Dez Mandamentos mostra um amadurecimento da emissora no que diz respeito à promoção e divulgação da história: a rede apresentou no Jornal da Record uma série de reportagens sobre o Egito, um gancho importante e necessário para promover a novela que entrou no ar.

Com uma máquina de alcance a diferentes públicos à disposição como a televisão, ninguém melhor do que a própria emissora para divulgar seus produtos, coisa que a Globo faz há tempos com seus folhetins.

Vivian de Oliveira já adaptou outros textos bíblicos para a televisão, a exemplo de Rei Davi (2012) e José do Egito (2013) _houve, inclusive, espaço para inserir imagens desta última enquanto Anrão (Roger Gobeth) contava a história do povo hebreu para seus filhos.

Em suas minisséries, a autora teve o cuidado de não torná-las peças evangelizadoras, mas numa novela com mais de cem capítulos esse cuidado tem de ser redobrado. O que deve ser colocado como objetivo principal é a história a ser contada. O desafio da produção é manter o desfile carnavalesco impecável até a apoteose.

Estreia de Os Dez Mandamentos alcança vice-liderança de audiência

38340-record-hd

Depois de cinco minisséries bíblicas, a Record lançou nesta segunda, dia 23, Os dez Mandamentos, sua primeira novela com temática religiosa. A superprodução conta a história do personagem bíblico Moisés, desde seu nascimento até a chegada de seu povo à Terra Prometida, passando pela fuga do Egito através do Mar Vermelho e o encontro com Deus no Monte Sinai.

O primeiro capítulo impressionou pelos o uso dos efeitos especiais, que foram produzidos em Hollywood, e pela qualidade da produção e figurino.

A audiência da estreia correspondeu bem à inovação. Os Dez Mandamentos estreou com média de 10 pontos, segundo a prévia do Ibope. Exibida entre 20h29m e 21h29m, a novela ocupou a terceira colocação no ranking, atrás da Globo (20 pontos) e SBT (10 pontos). Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.

Escrita por Vivian de Oliveira e dirigida por Alexandre Avancini, a novela teve cenas gravadas no deserto do Atacama, no Chile, e também em um trigal do município de Guarapuava, no Paraná. O elenco de traz nomes como Guilherme Winter, Sergio Marone, Camila Rodrigues, Giselle Itié, Denise Del Vecchio, Angelina Muniz, Larissa Maciel, Petrônio Gontijo, Samara Felippo, Heitor Martinez e Luciano Szafir.

 

O Planeta TV

 

Confira, abaixo, a chamada elaborada pela Record para promover Os Dez Mandamentos

Rede Record promove Os Dez Mandamentos com afirmação falsa

A Record começou a veicular em sua programação as primeiras chamadas de Os Dez Mandamentos, primeira novela bíblica da emissora a ser exibida a partir de março, num novo horário de novelas: às 20h30. Escrita por Vivian de Oliveira e dirigida por Alexandre Avancini, a trama substituirá Vitória na Record.

Com o novo horário na grade, contratações de atores que foram “esquecidos” pela Globo e muita verba por parte da emissora para as gravações no exterior e para a pós-produção em Hollywood, a Record espera tirar a estabilidade do SBT que, nesse horário, exibe Chiquititas; além disso, a emissora irá estrear uma nova programação, ainda a ser confirmada por completo. No entanto, a Record erra ao afirmar que Os Dez Mandamentos é a primeira novela bíblica do mundo. Em 1968, na extina TV Tupi, foi exibida O Rouxinol da Galiléia, a primeira novela bíblica brasileira, com Wanda Cosmo na autoria e na direção-geral. Trata-se, portanto, de uma falsa afirmação por parte da Record a fim de exaltar o produto que tem em mãos.

No elenco, estão nomes como Paulo Gorgulho, Samara Felippo, Petrônio Gontijo, Denise Del Vecchio, Zé Carlos Machado, Angelina Muniz, Mel Lisboa, Vera Zimmermann, Juliana Didone, Heitor Martinez, Tammy di Calafiori, Giselle Itié, Eduardo Lago, Adriana Garambone, Giuseppe Oristânio, Camila Rodrigues, Milhem Cortaz, Sidney Sampaio, Lisandra Souto, Luciano Szafir, Sérgio Marone, Floriano Peixoto, Gabriela Durlo, Roger Gobeth, Larissa Maciel e Guilherme Winter, que dará vida ao protagonista Moisés.

O PLANETA TV

Rede Record divulga elenco da novela Os Dez Mandamentos que viajará ao Chile

38340-record-hd

Embarque  – 1
Kiko Pissolato, Vitor Pecoraro, Denise Del Vecchio, Larissa Maciel, Roger Gobeth, Samara Felippo,  Valéria Alencar, Stella Freitas, Marina Moschen, Vicente Tuchinski, Isabella Koppel, Mel Lisboa, Day Mesquita, Maria Ceiça, Angelina Muniz, Vera Zimmermann, Floriano Peixoto, Adriana Garambone, Kadu Schons, Guilherme Winter, Camila Rodrigues e Eduardo Lago são os artistas convocados pela Record para as externas de “Os 10 Mandamentos” no deserto do Atacama.

Embarque – 2
A viagem para o Chile está confirmada para a próxima segunda-feira.

No plano de gravações, o nascimento de Moisés e o momento em que a princesa Henutmire (Mel Lisboa) encontra o cesto com o bebê dentro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Dramaturgia da Globo torce pelo sucesso da Record

30.ou.2014- Escaladas para "Os Dez Mandamentos", nova novela da Record, Samara Felippo, Mel Lisboa e Gisele Itié fazem selfie antes de assistirem palestra na emissora

30.ou.2014- Escaladas para “Os Dez Mandamentos”, nova novela da Record, Samara Felippo, Mel Lisboa e Gisele Itié fazem selfie antes de assistirem palestra na emissora

Há uma situação no mínimo inusitada acontecendo na Globo, de seus profissionais torcerem para que a Record possa voltar a fazer alguma ameaça à líder de audiência. E isso principalmente entre pessoas da área de dramaturgia.

Para esses profissionais –autores, diretores e técnicos– seria importante que a concorrente também exibisse produções de sucesso e provocasse uma sacudida no mercado para que eles pudessem ser ainda mais valorizados em casa.

O problema em questão é passar do desejo à prática, ou seja, acontecer essa forte reação da Record, porque nada indica para isso. Bem ao contrário, até porque o momento requer os pés no chão, economia mesmo, nada de “loucuras” nos próximos tempos.

Não se pode esperar, inclusive, que “Os Dez Mandamentos”, que estreia no ano que vem, possa operar milagres. É pouco.

Assim sendo, a Globo, tudo indica o cenário atual, vai permanecer absoluta, ditando o ritmo, as regras. É bom, portanto, não alimentar falsas ilusões.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Samara Felippo será stripper virtual em “O Caçador”

Samara Felippo será stripper virtual em
Reprodução

Afastada da televisão depois de uma participação no seriado “José do Egito”, da Record, a atriz Samara Felippo voltará ao ar e à Rede Globo na série “O Caçador”.

Em entrevista para o jornal “O Globo”, Samara falou sobre sua personagem: Paulinha, uma stripper virtual que será morta em uma queima de arquivo.

“Estudei por conta própria. Não vi necessidade de uma pesquisa mais profunda porque são poucas cenas. Então resolvi não pagar, apenas perguntei a amigos que já tiveram esse tipo de experiência. Sobre ver isso, eu não julgo ninguém. É uma fuga, uma forma de extravasar uma vontade reprimida, mas não julgo. Cada um com sua fantasia, tesão e desejo”.

Porém, para a tristeza dos homens de plantão, Samara não aparecerá nua na série: “Não tive que tirar a roupa. Foi só insinuação”.

“O Caçador” estreia nesta sexta (11), logo após o “Globo Repórter”, às 23h30, na Globo.

 

 

NaTelinha