Evento da P&G vai convocar Camila Queiroz e Marina Ruy Barbosa em Salvador

Embaixadoras
Um grande evento da “P&G”, programado para dia 30, em Salvador, vai mexer com algumas produções da Globo. Camila Queiroz, por exemplo, estrela de um de seus produtos, precisará dar uma fugidinha das gravações de “Êta Mundo Bom!”, a exemplo de Marina Ruy Barbosa, atualmente envolvida com “Justiça”, no Rio.

Gisele Bündchen também é aguardada por lá, mas, neste caso (presença no evento) quem decide é ela.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Três são mortos em troca de tiros com policiais no bairro de Valéria

Confronto ocorreu nesta quinta-feira (16), em Salvador.
Suspeitos foram levados para hospital, mas não resistiram, diz policia.

Bandeira do estado da Bahia

Três homens morreram após uma troca de tiros com policiais civis e militares no bairro de Valéria, em Salvador, nesta quinta-feira (16). De acordo com informações da Polícia Militar, o confronto ocorreu na Rua do Paraíso, por volta das 13h.

Segundo a PM, os policiais foram até o local após um homem que havia sido preso com drogas horas antes indicar o local onde teria comprado o entorpecente. Uma equipe da 8ª Delegacia Territorial/CIA também participou da ação.

A PM informa que quando os agentes chegaram na rua indicada foram recebidos a tiros. No confronto, os três suspeitos foram baleados. De acordo com a polícia, os homens ainda chegaram a ser socorridos e encaminhados para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiram.

Os suspeitos não tiveram nomes e idades divulgados. Com eles, a polícia diz ter apreendido drogas, dinheiro e armas de fogo.

 

G1.COM.BR

Confira o esquema especial do ferry boat para o feriado de São João

Esquema funcionará entre os dia 21 e 27 de junho.
Sete embarcações estarão operando; Uma outra ficará em stand by.

Bandeira do estado da Bahia

Ferry Maria Bethânia se envolveu em batida em terminal em Salvador (Foto: Imagem/TV Bahia)

Ferry Maria Bethânia estará em funcionamento durante a operação
(Foto: Imagem/TV Bahia)

A Internacional Travessias Salvador, administradora do sistema ferry boat, divulgou, nesta quinta-feira (16), o esquema especial de travessia entre Salvador e a Ilha de Itaparica planejado para o feriado de São João, celebrado no dia 24 de junho. A operação começará no dia 21 de junho e seguirá até o dia 27.

De acordo com a empresa, o sistema contará com sete embarcações que irão funcionar de acordo com a demanda e disponibilidade em razão dos momentos de manutenção. Mais um ferry estará disponível para o caso de emergências. As embarcações disponíveis para o período são: Agenor Gordilho, Dorival Caymmi, Anna Nery, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Pinheiro, Rio Paraguaçu e Zumbi dos Palmares.

Para agilizar a saída da capital entre os dias 21 e 23, a operação será feita initerruptamente no terminal de São Joaquim. Já para atender o movimento de retorno, esse mesmo esquema funcionará entre os dias 26 e 27, no terminal de Bom Despacho, na Ilha de Itaparica. A Internacional Travessias estima um movimento de aproximadamente 80 mil passageiros e 20 mil veículos.

A empresa disponibilizou um total de 9.190 vagas no serviço de Hora Marcada, que é exclusivo aos condutores de veículos. Destas, 620 são extras, distribuídas nas madrugadas de 22, 23 e 27 de junho entre os dois terminais. Neste caso, as viagens acontecerão de hora em hora, entre 1h e 4h de cada dia. A disponibilidade pode ser verificada no site da Internacional Travessias. O pagamento para esta modalidade tem a opção de ser feito através dos cartões de débito ou crédito.

As passagens para quem não vai viajar de hora marcada podem ser adquiridas nos terminais por meio dos cartões de crédito, débito ou dinheiro.

Além disso, o sistema disponibiliza uma Central de Atendimento ao Cliente (CAC), localizada no Terminal São Joaquim, aberta de segunda a sexta, das 8h às 18h, e aos sábados, das 7h às 13h. A central pode também ser contatada pelo telefone (71) 3032-0475.

 

G1.COM.BR

Em meio a polêmica, ACM Neto recebe PDDU e aponta aprovação

Prefeito de Salvador recebeu novo projeto nesta quinta-feira (16).
Novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano foi aprovado na segunda (13).

Bandeira do estado da Bahia

O novo Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Salvador, aprovado na Câmara de Vereadores de Salvador na última segunda-feira (13), foi entregue ao prefeito do município, ACM Neto, nesta quinta-feira (16). O projeto conta com 133 emendas, sendo 52 de iniciativa popular e 80 de autoria dos vereadores. O prefeito disse que já conhece o projeto e indicou que o novo PDDU não terá qualquer veto.

Em meio a polêmica, ACM Neto recebe PDDU e aponta aprovação  (Foto: Maiana Belo/G1 BA)
ACM Neto recebe PDDU, em Salvador.
(Foto: Maiana Belo/G1 BA)

“A gente vai se debruçar sobre a redação final que foi encaminhada para a Câmara, mas eu diria que dificilmente haverá algum veto porque nós já conhecemos o inteiro teor do texto. Nós acompanhamos todo o processo de votação e discutimos juntamente com a Câmara [de Vereadores] as emendas que foram feitas desse processo. Eu diria que dificilmente haverá qualquer tipo de veto. Ao menos que tenha alguma questão de ordem de redação, no mérito, ao que se refere ao conteúdo, 100% será sancionado pelo executivo”, disse o prefeito.

A partir desta quinta-feira, o prefeito tem até 15 dias para avaliar e apresentar uma definição sobre o PDDU. Depois, será iniciada uma nova etapa: a discussão sobre a Lei de Ordenamento e Uso do Solo, a Lous. Discussões polêmicas sobre construções na orla da cidade e nas dunas do Abaeté, devem ser ampliadas nos debates sobre a Lous, segundo relatou o prefeito.

“A discussão sobre gabarito, sobre cada uma das zonas, como elas vão ficar ou não serão feitas a partir da Lei de Ordenamento e Uso do Solo [Lous], que será encaminhada na próxima semana para a Câmara [de Vereadores]. Essa lei vai rebater nos mapas da cidade. Nós vamos garantir respeito sobre sombreamento. Não há interesse em comprometer o paisagismo da nossa orla”, disse ACM Neto.

Ainda conforme o prefeito, as dicussões sobre a Lous serão abertas ao público. Documentos e mais informações sobre as audiências estão disponíveis na internet.

Principais pontos
O PDDU contempla, entre outras pontos, novo incentivo para a indústria hoteleira, principalmente nas regiões de Itapuã e Stela Maris; aumenta a possibilidade de autonomia dos bairros com a permissão de construção de supermercados e centros comerciais, possibilitando descentralização da cidade; tem função social de permitir que áreas hoje consideradas sociais, como Gamboa e Calabar, possam ter farmácias e padarias, o que hoje a lei não permite.

O plano também cria 19 parques municipais, obriga grandes empreendimentos imobiliários a ter que destinar 5% da área para habitações de interesse social, na área do empreendimento ou fora dele. No plano, ainda é destacado que haverá regularização fundiária, urbanística e jurídico-legal das terras de povos e comunidades de terreiro e quilombolas, como por exemplo os quilombos do Tororó e da Praia Grande, na Ilha de Maré; além da criação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Pedra de Xangô, no bairro de Cajazeiras 10.

 

G1.COM.BR

Três são mortos em troca de tiros com policiais no bairro de Valéria

Confronto ocorreu nesta quinta-feira (16), em Salvador.
Suspeitos foram levados para hospital, mas não resistiram, diz policia.

Bandeira do estado da Bahia

Três homens morreram após uma troca de tiros com policiais civis e militares no bairro de Valéria, em Salvador, nesta quinta-feira (16). De acordo com informações da Polícia Militar, o confronto ocorreu na Rua do Paraíso, por volta das 13h.

Segundo a PM, os policiais foram até o local após um homem que havia sido preso com drogas horas antes indicar o local onde teria comprado o entorpecente. Uma equipe da 8ª Delegacia Territorial/CIA também participou da ação.

A PM informa que quando os agentes chegaram na rua indicada foram recebidos a tiros. No confronto, os três suspeitos foram baleados. De acordo com a polícia, os homens ainda chegaram a ser socorridos e encaminhados para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiram.

Os suspeitos não tiveram nomes e idades divulgados. Com eles, a polícia diz ter apreendido drogas, dinheiro e armas de fogo.

 

G1.COM.BR

Cidade do Saber oferece 162 vagas para oficinas de dança de salão

Período de matrículas vai de 27 a 30 de junho, em Camaçari.
Oficinas gratuitas ensinam forró, bolero, samba, zouk, bachata e salsa.

Bandeira do estado da Bahia

Oficinas de dança acontecem em Camaçari ensinam seis ritmos diferentes (Foto: Divulgação)

Oficinas de dança acontecem em Camaçari ensinam seis ritmos diferentes (Foto: Divulgação)

A Cidade do Saber, em Camaçari, região metropolitana de Salvador, oferece 162 vagas para  oficinas gratuitas de dança de salão do 3° trimestre de 2016. O período de matrículas inicia no dia 27 de junho e segue até o dia 30.

Podem preencher as vagas, divididas igualmente entre homens e mulheres, moradores de Camaçari com idade igual ou superior a 15 anos. As oportunidades de aprendizado são divididas entre seis ritmos: forró (36 vagas), bolero (18), samba (18), zouk (36), bachata (18) e salsa (36).

As aulas acontecerão nos turnos vespertino ou noturno, às terças e quintas, com duração de 50 minutos cada. Excepcionalmente para forró, zouk e salsa, há a opção de aula apenas uma vez por semana, às sextas, com duração de 1h50.

Os interessados devem comparecer à Secretaria de Cursos, no térreo do Prédio Educação. É preciso levar documentos como RG, CPF, comprovante de residência de Camaçari, cartão do Bolsa Família (caso possua) e atestado de matrícula na rede de ensino formal (para menores de 18 anos). Menores de idade também devem estar acompanhados de um dos pais ou um responsável.

Mais informações podem ser obtidas no Manual de Matrícula dos cursos e também nos murais internos da Cidade do Saber. Para falar diretamente com a Secretaria de Cursos, os interessados podem ligar para o telefone (71) 3644-9824.

 

G1.COM.BR

Equipe médica do HGE é demitida; Sesab diz que serviço não é afetado

Informação foi divulgada nesta quinta pelo Sindicato dos Médicos da Bahia.
Segundo a Sesab, após reforma, unidade terá 40 leitos de UTI.

Bandeira do estado da Bahia

HGE funciona em dia de protesto em Salvador (Foto: Imagem/ TV Bahia)

Equipe de médicos é demitida do HGE

(Foto:Imagem/ TV Bahia)

Uma equipe de cerca de 10 médicos plantonistas que atuavam em uma das UTI do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, foi demitida, segundo informação divulgada nesta quinta-feira (16), pelo Sindicato dos Médicos da Bahia (Sindimed). Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou as demissões, mas destacou que a decisão não afeta o atendimento à população.

De acordo com Luiz Américo Câmara, vice-presidente do Sindimed, nove leitos de UTI da unidade foram fechados em 2014, por conta da reforma que está sendo realizada no local. Com isso, a equipe que atuava nesses leitos foi remanejada para outros e agora foi demitida. “Isso é um sinal de que os novos leitos criados na reforma não vão ser abertos tão cedo”, disse Câmara.

A Sesab informou que por conta das obras de reforma e ampliação do hospital, iniciadas em 2014, foi necessária uma readequação temporária do número de leitos de UTI para ampliação do número de leitos do Centro de Recuperação Pós Anestésico (CRPA).

Ainda segundo a secretaria, a equipe de médicos havia sido contratada, inicialmente, para atuar no HGE 2, nova unidade que seria inaugurada no final de 2015. Por questões técnicas, a obra teve que passar por ajustes no projeto inicial, o que impossibilitou, até o momento, a sua abertura. Com isso, esses médicos foram distribuídos em setores do HGE. Com o encerramento do contrato, os profissionais deixaram de atuar na unidade, sem nenhum prejuízo para o atendimento à população. Ainda de acordo com a Sesab, o HGE 2 contará com 40 leitos de UTI.

Através de nota, o Sindimed repudiou a demissão dos médicos e afirmou que enviou ofício ao secretário de Saúde, Fábio Villas Boas, pedindo a revisão imediata da medida. Ainda segundo o Sindimed, uma denúncia foi encaminhada ao Ministério Público do Trabalho (MPT), além de ofícios para o Conselho Regional de Medicina (Cremeb) e a diretoria geral do hospital.

 

G1.COM.BR