Mesmo personagem tem interpretações diferentes de Santoro e Fagundes

Rodrigo Santoro e Antonio Fagundes como Afrânio de "Velho Chico"

Rodrigo Santoro e Antonio Fagundes como Afrânio de “Velho Chico”

“Velho Chico” entrou na sua segunda fase, mantendo o mesmo e bom ritmo da primeira, mas deixando seu telespectador meio que ressabiado com a ordem dos acontecimentos.

Embora tenha assistido parte das gravações no Nordeste e acompanhado de bem perto o trabalho do Rodrigo Santoro, percebe-se que Antônio Fagundes adotou uma linha de interpretação diferente para o mesmo personagem, Afrânio, em relação à apresentada pelo seu companheiro até a semana passada. Desigualdades na postura, no olhar e gestual, que antes de surpreender, chegaram até a incomodar um pouco o público da novela, levado num primeiro momento a imaginar que se tratava de pessoas diferentes. Discrepâncias essas, muito além do cabelo e da própria maneira de se vestir.

O totalmente inverso, no entanto, observou-se na passagem da Carol Castro para Christiane Torloni. Aí, sim, existiu esta coerência e foi imediatamente possível perceber, sem maiores exercícios, que se tratava da mesma Iolanda. Detalhes que no decorrer dos próximos capítulos serão obrigatoriamente assimilados por todos, mas que neste primeiro momento não deixaram de provocar certo e inexplicável estranhamento.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Caetano Veloso e Rodrigo Santoro gravaram o “Altas Horas”, na Globo

Surpresas

Reinaldo Marques / Globo

Caetano Veloso e Rodrigo Santoro gravaram o “Altas Horas”, na Globo

Caetano Veloso e Rodrigo Santoro gravaram o “Altas Horas”, do Serginho Groisman, que vai ao ar neste sábado.

Como curiosidade, Santoro, além de cantar, ainda revelou que o diretor Luiz Fernando Carvalho se inspirou no cabelo do Caetano para o seu personagem em “Velho Chico”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Silvio de Abreu diz que Rodrigo Santoro vai ajudar nas vendas internacionais de Velho Chico

 

Empurrãozinho

Para Silvio de Abreu, número 1 da Teledramaturgia da Globo, a presença de Rodrigo Santoro em “Velho Chico” pode colaborar no processo de venda da novela.

“Da experiência que tenho, votando no prêmio e indo às entregas do Emmy, o que mais impulsiona uma venda é a história e a produção, mas certamente um nome mais conhecido internacionalmente deve ajudar”, avalia.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Volta de Santoro às novelas vai durar exatos 24 capítulos

Rodrigo Santoro, que voltará às novelas da Globo

Rodrigo Santoro, que voltará às novelas da Globo

 

A volta de Rodrigo Santoro às novelas da Globo, após 12 anos de ausência, já tem uma quantidade de capítulos estabelecida.

Ele estará presente em 24 episódios de “Velho Chico”, substituta de “A Regra do Jogo”, como o personagem Afrânio, que depois será interpretado por Antônio Fagundes.

“Velho Chico” estreia no primeiro semestre de 2016 e também reúne no elenco Tarcísio Meira, Selma Egrei, Marcos Palmeiras, Camila Pitanga, Domingos Montagner, Marcelo Serrado, Irandhir Santos, Dira Paes, Rodrigo Lombardi, Fabiula Nascimento e Umberto Magnani, entre outros.

As gravações começam em janeiro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Rodrigo Santoro já tem o perfil de seu personagem na novela Velho Chico

 

Roteiro na mão
Rodrigo Santoro passou na Globo e já pegou a ficha completa do Afrânio – protagonista da primeira fase de “Velho Chico”.

Esta será a sua volta às novelas após um intervalo de doze anos. Grava em janeiro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Fãs de Mel Fronckowiak pedem que ela participe da novela Velho Chico com Rodrigo Santoro

 

Torcida

A presença confirmada de Rodrigo Santoro em “Velho Chico”, especialmente convidado para a primeira fase da novela, já despertou a torcida dos fãs da ex-“Rebelde” Mel Fronckowiak, namorada dele, para uma participação da jovem na mesma novela.
Sobre o assunto, a produção desconversa.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Rodrigo Santoro não estará em Joia Rara tão cedo

 

Rodrigo Santoro, devido a compromissos no cinema, não pode viver Buda em “Joia Rara”, nos primeiros capítulos.
E até hoje a equipe lamenta o fato de o ator não ter encontrado espaço na agenda para gravar a novela.
A presença dele, entre outras coisas, seria muito importante também para chamar atenção de possíveis compradores nas feiras internacionais.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Globo oferece papel de Buda para ter Santoro em novela

O ator Rodrigo Santoro pode ser Buda

O nome de Rodrigo Santoro, até então descartado por causa dos seus inúmeros compromissos com o cinema, entrou novamente na ordem do dia em “Joia Rara”, substituta de “Flor do Caribe”, no horário das 6.

A Globo acaba de fazer outra proposta ao artista, que parece ser das mais interessantes e ele, dificilmente, terá coragem de recusar. É uma cartada decisiva. Jogo pesado.

Se tudo der certo, Santoro será simplesmente o Buda. A novela estreia no dia 9 de setembro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Rodrigo Santoro diz não à nova novela da Globo

Movimento Fixo / AgNews

10.fev.2013 - Megan Fox posa ao lado do ator Rodrigo Santoro no Camarote Brahma; ator agora só tem tempo para Hollywood

10.fev.2013 – Megan Fox posa ao lado do ator Rodrigo Santoro no Camarote Brahma; ator agora só tem tempo para Hollywood

Rodrigo Santoro, devido aos filmes, aqui e lá fora, está praticamente descartado da próxima das 6, da Globo, “Joia Rara”.

Ainda não existe uma resposta dele quanto ao convite feito, mas a direção da novela já está em busca de um outro nome.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Pororoca será transmitida “ao vivo” para uma emissora chinesa

 

A rede CCTV, da China, irá transmitir o fenômeno da pororoca “ao vivo”, direto da Região Amazônica.

Um batalhão de profissionais estará envolvido na transmissão.

Segundo se comenta, o interesse dos chineses surgiu depois que o Luciano Huck, em dezembro, fez um trabalho por lá.

Na oportunidade, ele levou artistas globais, como Marcelo Serrado, Marcello Novaes, Carlos Burle e Rodrigo Santoro, para surfar no rio .

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery