Chapa “Fechado Com Vozão” vence com 82,9% dos votos e Robinson de Castro é o novo Presidente do Ceará

Raimundo Pinheiro e Carlos Moraes serão os dois vices

Ceará Sporting Club

Ceará Sporting Club vai tentar disputar a Copa Total Sudamericana e a Copa do Brasil ao mesmo tempo

Ceará Sporting Club / 2003 - hoje

Frustração

Para o vice-presidente do Ceará, Robinson de Castro, o clube ainda vai tentar sensibilizar a CBF para tentar disputar os dois torneios. “Conquistamos o direito de participar das duas competições dentro de campo. Queremos jogar. Nos planejamos para isso, formamos um grande elenco, fizemos contratações caras para disputarmos, então será uma frustração muito grande se não pudermos disputar. Por isso, vamos tentar sensibilizar a CBF para rever essa situação”.

Sobre desistir da Copa do Brasil para participar da Sul-Americana, o dirigente foi taxativo: “o Ceará não entra em campo para perder. Se vamos jogar, queremos vencer”, concluiu.

 

Jogada – Diário do Nordeste – 23/05/2015

Dirigente do Ceará projeta título da Copa do Nordeste como ‘marco’

Robinson de Castro diz que possível conquista do título vai coroar o ciclo de transformações do clube.

Robinson de Castro

Robinson se diz estar tranquilo quanto ao assédio de clubes em jogadores do Ceará
FOTO: WILTON RODRIGUES

A decisão da Copa do Nordeste não cria expectativa só na torcida de Ceará e do Bahia. O clima de pré-jogo também contagia os dirigentes dos clubes. Do lado alvinegro, o vice-presidente do Ceará, Robinson de Castro, disse que a possível conquista do título inédito pode coroar o ciclo de transformações pela qual o time vem passando.

“Sabemos que a partida vai ser muito difícil, mesmo jogando em casa, com a nossa torcida em peso no Castelão. Mas temos esse sonho, essa expectativa de levar o título inédito da Copa do Nordeste. Uma conquista que pode ser um marco dessa nossa gestão. Pelo esforço que foi feito fora de campo para organizar o clube, do investimentos, das dívidas quitadas. Ter um título desse acaba corroando todo um trabalho que foi feito no comando do presidente Evandro Leitão”, disse o dirigente.

Premiação

Robinson de Castro também afirmou que já tem uma premiação definida desde o início da competição. “Não discutimos premiação durante a competição para não tirar o foco. Quando a torneio começa, temos que ficar preocupados com o que vamos fazer dentro de campo. Toda essa questão de premiação já foi definido bem antes”, explica.

Clubes de olho no elenco do Ceará

Chegar a final da Copa do Nordeste, fez o Ceará aumentar sua visibilidade no âmbito nacional, assim com o assédio de outros clubes em cima do elenco alvinegro. Robinson se diz estar muito tranquilo quanto a essa situação.

“Isso é natural. Na medida que o clube vai ganhando mais visibilidade, os jogadores também tem uma maior exposição. Mas nós temos, dentro do clube, uma tranquilidade em relação a absorver essas informações. A grande maioria dos nossos jogadores tem contrato até o fim desta temporada. Os demais tem contrato até o fim do ano seguinte. Desde da fase de contratação, deixamos bem claro que estavámos investindo em um bom elenco, que iamos ter algumas ambições durante o decorrer do ano. Disse que se o atleta quer vir para o clube, ele precisava saber que durante o ano não existe a possibilidade de sair do time. Salvo o pagamento da multa. Deixamos isso bem claro”, comentou o dirigente alvinegro.

Fernandinho

Para finalizar, Robinson de Castro falou com sobre o futuro do lateral Fernandinho. “Já estamos construindo com o Fernandinho a renovação de contrato. Falta só alguns detalhes. Ele tem o desejo de ficar no clube e nós temos o desejo na sua permanência. Ele é um jogador muito técnico, inteligente, um atleta que se cuida. A gente percebe que ele pode contribuir muito. Até porque encaixou muito bem no esquema, bem como ter se adptou muito bem no Ceará”, concluiu.

O jogo da decisão da Copa do Nordeste entre Ceará e Bahia acontece nesta quarta-feira (29), às 22h, na Arena Castelão. No primeiro duelo, realizado na Arena Fonte Nova, o Vovô venceu a partida por 1 a 0, com gol de Ricardinho.

Jogada – Diário do Nordeste – 28/04/2015

Tom Barros relembra dia em que Dimas Filgueiras recebeu homenagem de Evandro Leitão e Robinson de Castro

Image-1-Artigo-1827014-1

 

Recordando

No dia 2 de fevereiro de 2012, Dimas recebeu das mãos de Evandro Leitão e Robinson de Castro uma placa com a mensagem:

“Dimas Filgueiras,o Ceará Sporting Club parabeniza você pelos 500 jogos como treinador do Mais Querido e agradece por toda a dedicação e empenho durante os 40 anos em que você vestiu a camisa. A nossa missão continua… Obrigado, Soldado! A nação alvinegra sempre estará ao seu lado!”

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 02042015

De aviso prévio e em litígio, Dimas Filgueiras deve deixar o Ceará após 40 anos

Dimas em homenagem do clube pelos seus 500 jogos à frente do Ceará (Foto: Kiko Silva/Diário do Nordeste)

Um dos grandes nomes da história do Ceará está deixando Porangabuçu. Dimas Filgueiras entrou em litigio com o clube para receber seus direitos, e o imbróglio deverá terminar na Justiça.

O ex-jogador, dirigente e treinador do Vovô, que está em Carlos de Alencar Pinto desde 1972, pediu as contas e também R$ 1 milhão.

Dimas Filgueiras, que é funcionário do clube e está de aviso prévio com término na primeira quinzena de abril, possui uma loja de material esportivo dentro do Estádio Carlos de Alencar Pinto.

O Blog apurou que o Soldado Alvinegro, como foi batizado por vários torcedores do clube, havia feito um acordo para receber seus direitos, mas depois desistiu.

Internamente, a cúpula do Ceará tem se mostrado bastante irritada com a atitude de Dimas. Os motivos são vários. O valor que ele tem direito a receber, segundo o clube, não ultrapassa os R$ 400 mil.

Outro ponto de revolta dos dirigentes alvinegros é que todos os direitos trabalhistas de Dimas estão sendo pagos em dia. Além disso, ele está de aviso prévio e não aceita nenhum acordo para receber menos do que R$ 1 milhão.

O Blog tentou contato com Dimas por várias vezes, mas seu celular estava desligado.

Já o vice-presidente do Ceará, Robinson de Castro, afirmou ter um grande respeito pela história de Dimas Filgueiras dentro do clube, mas o pedido para receber R$ 1 milhão é absurdo.

Robinson garantiu ainda que Dimas não está impedido de entrar em Carlos de Alencar Pinto e que por ele ser dono de uma loja dentro do clube e conselheiro do Ceará isso jamais vai acontecer.

Agora, é esperar os próximos capítulos desse embate.

 

Blog do Mario Kempes – Diário do Nordeste – 31/03/2015

Robinson de Castro reafirma confiança no trabalho do técnico Silas

Dirigente garante a permanência do treinador até o fim do Estadual e Copa do Nordeste

Ceará Sporting Club / 1915 - 1954

O vice-presidente e diretor de futebol do Ceará, Robinson de Castro, reafirmou confiança no trabalho do técnico Silas, mesmo com as três últimas atuações da equipe sendo abaixo do esperado: o empate ante o Botafogo/PB, a derrota para o Fortaleza por 2 a 1 e a vitória ante o River/PI por 1 a 0. Para ele, o momento de dúvidas é passageiro e projeta a volta da tranquilidade após os jogos com Icasa e Fortaleza.

“O normal é somatizar os últimos jogos, e falando em clássico, o último, que perdemos. Nós da diretoria precisamos analisar o trabalho como um todo, as dificuldades de um ou outro jogo, a maratona envolvida. Digo que no primeiro clássico com o Silas, atropelamos o Fortaleza, não os deixamos jogar e ele foi bastante elogiado por comandar a nossa melhor partida no ano. Todos fizeram reverência ao trabalho dele”, comentou o mandatário, que relembrou a sequência de jogos após a derrota para o Fortaleza.

“Tivemos uma derrota no outro clássico, aliado a outro jogo, o empate com o Botafogo/PB, e depois o River, acaba colocando uma interrogação na torcida quanto ao trabalho dele, mas para a diretoria, o equilíbrio precisa prevalecer, assim como a confiança no trabalho do Silas. A cada rodada tudo muda, a cada jogo se reverte. Estamos vivendo o inverso, mas não tenho dúvida que saindo com uma grande vitória no sábado contra o Icasa e uma grande atuação na quarta-feira contra o Fortaleza, conseguimos resgatar essa confiança”, explicou.

Robinson ressalta que o técnico Silas tem a confiança da diretoria e garante a permanência dele até o fim do Estadual e Copa do Nordeste. “Nós não podemos trocar de treinador toda hora, não permitindo a ele que de uma sequência. A primeira coisa a ser analisada é o comando do grupo e isso ele tem. È um treinador que tem uma certa experiencia, como jogador sempre foi vencedor, em uma carreira de dispensa comentários, ele escuta outras opiniões, não é engessado, não é intocável. Hoje o Silas está trabalhando para buscar a melhor tática de jogo.O treinador tem a confiança da diretoria, vai até o final do Campeonato Cearense, do Campeonato do Nordeste”, concluiu.

Jogada – Diário do Nordeste – 13/03/2015

Diário do Nordeste desvenda saída de Sérgio Soares do Ceará

Vice-presidente do Ceará, Robinson de Castro, afirmou que Sérgio Soares não tinha mais força para motivar o elenco e quadro era irreversível com ele

Sérgio Soares

Sérgio Soares assumiu o Ceará em agosto do ano passado, em um ano e dois meses no comando conquistou o tetra Campeonato Cearense a Taça dos Campeões Cearenses no início deste ano
FOTO: NATINHO RODRIGUES
Image-0-Artigo-1726392-1

Zagueiro Sandro, titular absoluto na equipe alvinegra, está suspenso pelo 3º cartão amarelo
FOTO: KID JÚNIOR
Image-0-Artigo-1726372-1

Delegação alvinegra é recepcionada sob forte manifesto da torcida, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, após chegada de Juazeiro do Norte
FOTO: TUNO VIEIRA

Pela análise da diretoria do Ceará, a saída do técnico Sérgio Soares após a derrota por 2 a 1 para o Icasa, na última terça-feira, em Juazeiro do Norte, pela Série B, pode ser explicada pela apatia que tomou conta da equipe nas últimas apresentações da reta final do Campeonato.

Para o vice-presidente do clube, Robinson de Castro, o ex-técnico Sérgio Soares não seria mais capaz de extrair do elenco a motivação e os resultados necessários para o acesso do clube, restando apenas sete jogos para o fim da Brasileiro.

“Ele fez todo o possível, de todas as formas, para recuperar o brio e emocional do grupo, mas não conseguiu. Pelo semblante dele, após o jogo com o Icasa, não tinha mais forças para isso”, revelou.

A saída do técnico foi discutida ainda no vestiário do Romeirão, e sacramentada após uma reunião da diretoria do clube no hotel, em Juazeiro.

A cúpula alvinegra chegou a um consenso que a mudança teria de ser feita de imediato, caso contrário, o desempenho ante o Santa Cruz, amanhã, no Castelão, seria semelhante aos últimos jogos, ou seja, com derrota e um time apático em campo.

“Nós aceitamos a saída dele por entender que nada iria mudar contra o Santa Cruz. Que a expectativa seria o mesmo resultados dos outros dois jogos (as derrotas para Joinville e Icasa). Faltava uma injeção de animo, motivação, incendiar elenco, que tem qualidade, mas anda cabisbaixo”, disse ele.

Declínio

O momento do Ceará com Sérgio Soares já não era dos melhores na Série B, após uma campanha promissora no início. Depois de terminar como líder do primeiro turno com 35 pontos, integrar o G4 por 17 rodadas – e liderar por nove delas – a equipe perdeu o fôlego no returno, estacionando em 5º lugar, conseguindo apenas a 13ª campanha do returno, com 15 pontos conquistados em 12 jogos.

A campanha que foi de 61% de aproveitamento no 1ºturno, suficiente para a equipe conquistar o acesso mantendo o ritmo, caiu para apenas 41%.

Trajetória

Sérgio Soares assumiu o Ceará em outubro do ano passado, pegando a equipe a dois pontos da zona de rebaixamento da Série B. Após uma campanha de recuperação, que acabou terminando com uma derrota para o Joinville na última rodada, frustrou o sonho do acesso, mas o técnico foi mantido para ter uma nova chance de subir o time em 2014.

O ano até começou bem, com Soares levando o Ceará ao vice da Copa do Nordeste e ao título do Campeonato Cearense. No segundo semestre, alcançou as oitavas de final da Copa do Brasil, e liderava a Série B até sua equipe cair de produção e seu trabalho ser interrompido.

Sérgio Soares comandou o Ceará em 87 jogos, com 45 vitórias, 24 empates e sofrendo apenas 19 derrotas.

Zaga reserva contra o Santa

Com sérios problemas defensivos ao longo da Série B, e no momento ostentando a 3ª pior defesa da competição, com 45 gols sofridos, o Ceará não terá sua zaga titular – Sandro e Wellington Carvalho – para a partida contra o Santa Cruz, amanhã, pela 32ª rodada.

Ambos receberam o 3ª cartão amarelo diante do Icasa, na última terça-feira, e o clube deve recorrer ao recém recuperado de lesão, Diego Ivo, Alex Lima, reserva imediato, e Anderson, em baixa no grupo.

Além da zaga, a lateral esquerda também deve ser um problema. Vicente está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e seu substituto, Hélder, ainda se recupera de lesão.

A solução, caso Hélder seja novamente vetado para o jogo, será a improvisação de Samuel no setor esquerdo, e a utilização de Marcos na direita. Já o meia Nikão, que cumpriu suspensão automática, poderá ser novamente relacionado, após ser multado em 40% do salário.

Torcedores fazem protesto no desembarque do elenco

Aos gritos de “time sem vergonha”, “time de mercenários”, se não subir vai ter peia”, a delegação do Ceará, vinda de Juazeiro do Norte, onde o time perdeu para o Icasa por 2 a 1, pela Série B desembarcou, ontem às 20h15 no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Os gritos nada agradáveis aos atletas eram de 50 a 60 torcedores, que foram protestar pelos últimos resultados do time no Brasileiro.

Não houve agressão física aos jogadores, apenas verbais. Alguns torcedores mais exaltados tentaram impedir os cinegrafistas e os repórteres presentes de realizarem seu trabalho, colocando as mãos nas câmeras, e iniciando uma intimidação aos profissionais de imprensa. Mas, acabaram passando suas atenções para o time, que desembarcou todo em conjunto. Os atletas tiveram que ouvir muitos gritos até chegarem ao ônibus, do lado de fora da área de desembarque. Nesse setor, quatro viaturas do Cotam, com 11 homens preparados para alguma confrontação, fizeram a escolta dos jogadores.

“Eu acho válida a manifestação dos torcedores, desde que não parta para a agressão física, o corpo a corpo. Desde quando seja pacífica, eu acho válida”, disse o artilheiro do time, Magno Alves, o único a passar tranquilamente entre os torcedores, inclusive fazendo algumas pausas para fotos e autógrafos.

O atleta admitiu que o momento é delicado: “Nós podemos ultrapassar o quarto colocado no campeonato, mas não adianta nada a gente torcer tanto contra os nossos adversários e a gente não fazer a nossa parte”, disse Magno Alves.

“O momento é de se cobrar. O time vinha bem no primeiro turno, aí, veio o período pós-Copa, e a equipe caiu de produção. Nota-se que existe algum problema no elenco, e que não é apenas a questão do treinador”, disse Régis Alves, diretor da Cearamor.

Vladimir Marques
Repórter

d

 

Diário do Nordeste – Jogada – 23/10/2014

Com apenas Sandro, Samuel e Magnata para 2015, Ceará esconde renovações

Camisa 3 alvinegro é um dos destaques do time na temporada (Foto: Christian Alekson/Cearasc.com)

Do atual elenco do Ceará apenas três jogadores já renovaram vínculo com o clube para atuarem em 2015: o lateral-direito Samuel Xavier (12/2016), o zagueiro Sandro (12/2016) e o atacante Magno Alves (05/2015).

A diretoria do clube, no entanto, já avisou que outros atletas também vão permanecer em Porangabuçu para a próxima temporada, mas prefere não revelar.

“Estamos na reta final do Campeonato e lutando por um acesso. Então, nosso intuito é deixar os atletas focado apenas na Série B. Se renovarmos com um, e outro não, pode causar algum tipo de vaidade ou ciumeira. E isso não queremos. Mas vamos, sim, renovar com alguns jogadores para o próximo ano”, revelou o diretor de futebol do Ceará, Robinson de Castro.

Os volantes Ricardinho (no início deste ano,) João Marcos (ainda em 2013), o atacante Assisinho (ano passado) e o goleiro Luís Carlos (também em 2013) já haviam estendido seus vínculos também para 2015.

Faltam nove jogos para o término da Série B do Brasileiro. O Ceará está em quinto lugar com 50 pontos, um a menos que o Joinville (4º lugar), adversário do próximo sábado, em Santa Catarina. Uma vitória recoloca o time alvinegro no G4.

 

PS: agradecer aos amigos leitores para acrescentar o nome dos outros jogadores, que já tinham contrato com o clube até 2015.

 

 

Blog do Mário Kempes

Conquista Centenária: Ceará consegue equacionar dívidas fiscais

Os dirigentes comemoram o resultado do esforço dos últimos meses

Presidente do Ceará projeta mais 9 vitórias para acesso

Vladimir Marques | 22h01 | 10.09.2014

Robinson de Castro acredita que com 65 pontos o Vovô estará na Série A

Ceará Sporting Club

 

Depois da vitória ante o América/MG por 5 a 2, que reabilitou o Vovô na Série B e o manteve firme no G4 com 38 pontos, o presidente do clube, Robinson de Castro, mostrou otimismo quanto ao futuro do vovô na competição nacional. Para ele, com mais nove vitórias, o clube conquistará o acesso para a Série A de 2015.

Restando 17 rodadas para o fim do certame, Robinson acredita que com 65 pontos – os atuais 38 mais os 27 projetados – a equipe comemorará o acesso após a 38ª rodada.”Na nossa conta, faltam 9 vitórias. Ou seja, 27 pontos. È obvio que isto é um número que ainda vai se comprovar lá na frente, pode ser menos, subindo com 25 pontos, ou 29, não sei. Mas hoje, projetamos 9 vitórias em 17 jogos”.
Hoje em 3º colocado com 38 pontos, o Ceará tem quatro pontos de vantagem para o 5º colocado, a Ponte Preta, margem considerada boa para a diretoria alvinegra, que também mira a liderança do certame: o time está há um ponto do ponteiro Joinville.
“Nós estamos em uma posição favorável na tabela e pontuação. Se não estamos líderes, estamos há um ponto do líder e se mantivermos assim sempre, está ótimo. Mas ressaltando que temos o objetivo de sermos campeões da Série B. Conquistar o acesso é plenamente factível, tudo leva a crer, que é mais fácil o Ceará subir do que não. Não podemos mais oscilar como fizemos até vencer o América/MG. Tivemos uma oscilação, perdemos uma gordura, que conquistamos para estes momentos. A perdemos, mas temos uma margem boa, de quatro pontos a frente do 5º colocado, uma margem de risco que dá tranquilidade”.
Com a pontuação estipulada por Robinson de Castro, de 65 pontos, segundo o site Chance de Gol, a possibilidade de acesso é de 80 %. Em 2012, o Vitória foi 4º colocado e subiu com 71 pontos. O São Caetano ficou fora, em 5º, com a mesma pontuação. Em contrapartida, em 2013, o Figueirense subiu com apenas 60 pontos. O Vovô foi o 7º, com 59.

 

Diário do Nordeste – Jogada – 11/09/2014