Gravações da Terceira Temporada de Conselho Tutelar foram iniciadas

 

Elenco

No Rio, acontecem as gravações da terceira temporada da série “Conselho Tutelar”. O elenco reúne Fernando Pavão, Roberto Bomtempo, Claudio Gabriele, Petrônio Gontijo, Paulo Gorgulho, Francisco Carvalho, Cassia Linhares, Luísa Curvo, Andrea Neves, Paulo Vilela, Gabi Aviaras, Dudu Varello, Marcela Muniz, Roberto Bataglin, Bel Kutner, Juliana Boller, Iran Gomes, Roberto Berindelli, Caetano O’Maihlan e Beth Goulart.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Gravações da segunda temporada do seriado Conselho Tutelar

Terminaram as gravações da segunda temporada da minissérie “Conselho Tutelar”, da Record, com direção de Rudi Lagemman…
… No elenco fixo, Roberto Bomtempo, Paulo Vilela, Petrônio Gontijo, Paulo Gorgulho e Cássia Linhares…
… Contando também com participações de Alessandra Loyola e Rafaela Mandelli…
… Um total de cinco episódios para exibição em dezembro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Roberto Bomtempo vai participar da novela Vitória

57366-data0002tssnapshot16162

Resgate
O ator e diretor Roberto Bomtempo fará uma participação nos últimos capítulos de “Vitória”, na Record.

E o detalhe: ele vai reviver seu personagem da minissérie “Conselho Tutelar”, o conselheiro Sereno.

 

Flávio Ricco com olaboração de José Carlos Nery

“Conselho Tutelar” retoma clichês de mocinho-bandido e engaja o espectador

Estação NT

"Conselho Tutelar" retoma clichês de mocinho-bandido e engaja o espectador

Fotos: Divulgação/TV Record

Na última segunda-feira (01), a Record estreou a série “Conselho Tutelar”. Sem muito alarde e com apenas cinco episódios gravados, a história, como o título apresenta, é focada na rotina dos profissionais que cuidam de denúncias de maus tratos a crianças e adolescentes, e todo o universo que gira em torno deste ofício espinhoso, como pais, juízes e advogados.

Desde a concepção visual até a proposta central, “Conselho Tutelar” mostra a tentativa de exibir um produto moderno, com cara de documentário, que saia do lugar-comum das tramas bíblicas, até então marca registrada da emissora de Edir Macedo.

Feita em parceria com uma grande produtora, escrita por Marco Borges e Carlos de Andrade, dirigida pelo experiente Rudi Lagemann e filmada em ultradefinição, a série se guia pela linguagem das séries policiais americanas.

O protagonista, Sereno (Roberto Bomtempo), traz ecos dos investigadores de “Law & Order”. As histórias, confessadamente inspiradas em casos reais, são contadas sem rodeios, com a intenção de colocar o espectador no centro dos acontecimentos, como o caso da juíza (vivida por Lucinha Lins) que espancava a filha adotada, por exemplo, ou a tentativa de Sereno de equilibrar a vida pessoal e a profissional. Mas a semelhança com o similar estrangeiro para aí, quando “Conselho Tutelar” escorrega no moralismo.

A série não esconde que também quer prestar serviço social ao apresentar, no fim de cada episódio, depoimentos reais de conselheiros tutelares, e nos intervalos, campanhas para que o espectador denuncie agressões a jovens.

O problema é que esta intenção contamina a ficção através de diálogos pobres (“agora a criança está com uma família de verdade!”), interpretações inseguras (com exceção de Bomtempo e o juiz vivido por Paulo Gorgulho, que praticamente levam a série nas costas) e o mais grave, o ar de bem contra o mal que paira sobre toda a trama. Aspecto que diminui a complexidade dos casos tão delicados apresentados pelo roteiro.

Mesmo assim, “Conselho Tutelar” tem atingido Ibope bem superior a “Plano Alto”, série política da Record com trama mais densa e personagens melhor construídos. Talvez o apelo da série esteja em algo mais simples: retrata a época na qual um clique ou compartilhamento nas redes sociais já se converte em denúncia (todos sentem que “contribuem com algo”) e cujo jornalismo policial (praticado pela própria Record) mistura os limites entre ficção e realidade.

Na sua qualidade técnica e maniqueísmo, “Conselho Tutelar” despertaria o “nós contra eles” dentro de cada espectador.

Ariane Fabreti é a nova colunista do NaTelinha. Formada em Publicidade e em Letras, adora TV desde que se conhece por gente. Escreve sobre o assunto há seis anos.

 

NaTelinha

Estreia de Conselho Tutelar registra boa audiência

Mesmo em horário tardio, série da Record garante média satisfatória.

38340-record-hd

Com ampla divulgação, Conselho Tutelar entrou no ar neste segunda-feira, 1º de dezembro, na Record. A série, livremente baseada em casos reais, surpreendeu em audiência. Mesmo exibida às 23h30, atingiu 6,6 pontos de média, ficando na vice isolada.

Com autoria de Carlos de Andrade e Marco Borges e direção de Rudi Lagemann, cada um dos cinco episódios vai tratar de um caso a ser resolvido pela equipe liderada por Sereno (Roberto Bomtempo) e César (Paulo Vilela). Paulo Gorgulho e Petrônio Gontijo interpretam, respectivamente, um juiz e um promotor de justiça que vão impor obstáculos aos protagonistas.

O Planeta TV

Atriz da saga Crepúsculo estará em nova série da Record

A atriz Carolina Virguëz

 

Chegaram ao fim no sábado as gravações da série “Conselho Tutelar”, uma co-produção Record e VisomDigital e direção-geral de Rudi Lagemann, que estreia ainda neste semestre.
Em cinco episódios, a história de dois conselheiros tutelares e de umapsicóloga na rotina de resolveremcasos de violência a crianças e adolescentes.

No elenco Roberto Bomtempo, Paulo Vilela, Gaby Haviaras, Andrea Neves, Paulo Gorgulho, Petrônio Gontijo, Cássia Linhares, Lucinha Lins, Marcello Escorel, Cintia Rosa e CarolinaVirguëz, atriz colombiana naturalizada brasileira, que trabalhou na “Saga Crepúsculo – Amanhecer – Parte 1”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Conheça o elenco fixo do seriado Conselho Tutelar

Ficheiro:Rede Record - 2012.jpg

 

Roberto Bomtempo, Paulo Vilela, Gaby Haviaras, Andrea Neves, Paulo Gorgulho, Petrônio Gontijo e Cássia Linhares formam o elenco fixo da série “Conselho Tutelar”, em gravações na Record, mas ainda sem data de estreia.

O programa terá sempre uma participação especial em seus episódios.É o caso de Lucinha Lins, que já gravou.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Record confirma a produção da série Conselho Tutelar

 

Record pretende apostar suas fichas em um novo seriado. A emissora, em parceria com a produtora Vison Digital, iniciou a produção de Conselho Tutelar

A série abordará a história de dois conselheiros tutelares e uma psicóloga no combate à violência contra crianças.

A produção tem no elenco Cássia Linhares, Roberto Bomtempo, Lucinha Lins, Paulo Figueiredo, Esther Góes, Andrea Neves e Petrônio Gontijo. Ainda não há data de estreia.

Fonte : O Planeta TV

Rede Record define locais de gravações do seriado Milagres de Jesus Cristo

 

A Record liberou externas da minissérie “Milagres de Jesus Cristo” no Piauí, e agora resta definir outras locações….. Como em Minas Gerais e Paraná, por exemplo…… Em relação ao elenco, foram acertadas as participações de Francisca Queiroz, Paulo Gorgulho, Roberto Bomtempo e Gracindo Junior.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery