Por não ter completado 7 jogos pelo Vasco, Respeito deve jogar em outro time da Série A

Respeito não joga no mesmo time do Herrera (FOTO: Rodrigo)

Respeito não joga no mesmo time do Herrera
(FOTO: Rodrigo)

Para quem pensa que a fase do Vasco não pode piorar, aí vai uma bomba: o Respeito pode estar oficialmente deixando o clube. Por não ter completado 7 jogos com a camisa vascaína, o gênio deve sair de São Januário.

Diversas propostas foram realizadas, mas o empresário do jogador, Reverêncio, garante que não fechou com ninguém. Portanto, Respeito pode até mesmo seguir treinando separado do elenco vascaíno.

“O Respeito só entrou em campo 3 vezes pelo Vasco e pode se transferir para outro clube. Contudo, não garanto essa transferência, apesar de focarmos em ficar na Série A, algo que o Vasco não pode nos oferecer”, disse.

O Corinthians cogitou sua contratação, mas a chegada de um gênio como este poderia causar ciúmes no trio de arbitragem e criar uma rixa no vestiário.

 

Eurico Miranda: “O Vasco está 90% livre do rebaixamento”

Estava tão fácil que até o Wesley fez gol (FOTO: Guiñazu)

Estava tão fácil que até o Wesley fez gol
(FOTO: Guiñazu)

O torcedor cruzmaltino pode ficar tranquilo! Eurico Miranda, dirigente, presidente e manda-chuva do Vasco veio a público após a derrota contra o São Paulo para explicar a situação do clube e comentar a projeção para o Brasileirão 2015.

“Nós não vamos cair. Para falar a verdade, nas minhas contas, o Vasco está 90% livre do rebaixamento. Ainda mais com a chegada de reforços, como o Ronaldinho Gaúcho, Respeito e o Léo Moura. O Roth vai dar um jeito no time e com certeza vamos classificar para a Libertadores”.

Ainda que tenha tomado 4 gols, o Vasco criou algumas oportunidades claras que foram desperdiçadas pelo atacante Riascos. Ao ser questionado, o técnico Celso Roth explicou o ocorrido: “Tivemos chances de marcar, mas o Riascos esqueceu qual perna era boa e se confundiu na hora do chute. Mas vou escalar alguns volantes a mais nos próximos jogos, empatar todas no Brasileirão e salvar o time do rebaixamento”.

Procurado para comentar as declarações. o tal de Respeito não foi encontrado no Vasco.

 

Decepcionados, vascaínos apagam tatuagens com a palavra Respeito

Foi anunciado, mas nunca avistado (FOTO: Bernardo)

Foi anunciado, mas nunca avistado
(FOTO: Bernardo)

O Vasco não vence no Brasileirão desde 2013, não toma água desde 1973 e, para piorar, a diretoria do clube ainda cria novos motivos para os torcedores rivais fazerem piadas.

Na segunda-feira, o presidente vascaíno, Eurico Miranda, anunciou Léo Moura, e disse que Ronaldinho Gaúcho estava 90% certo com a equipe. Entretanto, no mesmo dia, o empresário do R10 viajou para fora do país para negociar o astro e Léo Moura desistiu do time de São Januário. Ou seja, o Respeito não voltou. Ponto.

Irritados com a ausência do Respeito, que também foi anunciado pelo clube durante o Campeonato Carioca, os torcedores do Vasco tomaram uma atitude extrema. Assim como os flamenguistas apagaram tatuagens de Léo Moura enquanto o lateral estava supostamente fechado com o Vascão, vascaínos decidiram apagar tatuagens do ex-ídolo Respeito, que nunca voltou, como foi prometido pela direção do clube.

Os estúdios de tatuagem do Brasil inteiro ficaram muito movimentados. Abastecidos de água e com freelancers para dar conta de tanto vascaíno revoltado desejando apagar as tatuagens com a palavra Respeito, alguns estabelecimentos chegaram a faturar 22,2 mil reais em apenas uma tarde.

O Atlético-MG foi o primeiro clube a anunciar um jogador que não veio. O Vasco foi o segundo.

 

URGENTE: Respeito também rescinde contrato com o Vasco

Respeito virou fumaça (FOTO: Guinazu)

Respeito virou fumaça
(FOTO: Guinazu)

Depois de Marcinho e Douglas Silva deixarem o Vasco e Bernardo ser afastado, foi a vez do Respeito se mandar do clube. Insatisfeito por usarem seu nome em vão e, principalmente, por não ser utilizado no Brasileirão, o Respeito decidiu procurar um novo clube para atuar nesta temporada.

O empresário do Respeito, o inglês #Respect, se manifestou e criticou duramente o clube carioca: “O Vasco não é um clube feito para ter o Respeito. Disseram tanto que o Respeito voltou, mas nunca voltou de verdade, porque os salários dele estavam atrasados. Por isso que ele não atuou no Brasileirão”, disse.

A contratação do Respeito pelo Vasco está sendo comparada à chegada de Anelka ao Atlético-MG, já que nenhum dos dois chegou a estrear pelos clubes.

Com a saída do Respeito, o Vasco já tem mais dispensas do que pontos no Brasileirão.