Ex-mulher fala sobre Raí: “É homem total em todos sentidos”

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120806172328.jpg

Reprodução

Em entrevista à revista “Quem”, Danielle Dahoui, ex-mulher de Raí, falou sobre os boatos questionando a sexualidade do ex-jogador.

Danielle elogiou bastante o craque: “Ele é um super pai, um super ex-namorado, é um namorado maravilhoso, é homem total em todos sentidos, não caiu para outra banda e se cair vai assumir maravilhosamente bem porque ele é uma pessoa muito bem resolvida”, disse à publicação.

Ela, que é mãe de uma menina, fruto do relacionamento com Raí, garante que o boato não afetou a vida pessoal deles: “Não afetou na vida dele em nada e nem da minha filha, que ainda é super novinha. Ele entrou no processo contra a jornalista porque ele é contra as coisas erradas, ele é superpolitizado”.

O boato, plantado pela blogueira Fabíola Reipert no portal R7, dizia que Raí e Zeca Camargo tinham um caso. Sobre o apresentador da Globo, Danielle disse: “Ele é um querido. Zeca é meu amigo, não é nem de Raí”.

Na entrevista, ela garantiu que Raí “pega geral”: “O Rai gosta de viver a vida intensamente. É uma pessoa super aberta e pega geral”, disse, aos risos.

Entenda o caso

No último dia 16, Fabíola Reipert publicou uma notícia insinuando que Raí e Zeca estavam mantendo um relacionamento afetivo. As insinuações geraram enorme repercussão nas redes sociais, onde os internautas reproduziam o boato do suposto relacionamento entre Raí e Zeca.

Processo

Diante do boato, o ex-jogador resolveu abrir um processo contra o portal R7, que hospeda o blog da jornalista: “informamos que foi proposta ação judicial referente ao falso boato publicado na internet em relação ao Raí. Esperamos com isso, além da retratação e indenização por parte dos responsáveis, colaborar para a construção de um jornalismo sério e verdadeiro”, afirmou Paulo Velasco, sócio e assessor de imprensa do ex-atleta.

Segundo ele, não existe fundamento algum nas informações divulgadas pela jornalista. “Trata-se de uma notícia falsa, desrespeitosa e sem pé nem cabeça”, disse ele.

O valor da indenização não foi divulgado.

natelinha

O estranho processo de Raí contra Fabíola Reipert

O antigo jogador de futebol Raí está processando a jornalista Fabíola Reipert.
O motivo seria a insinuação de que Raí estaria tendo um caso com o apresentador Zeca Camargo.
Ora, isto é um típico caso de homofobia por parte do jogador Raí.
Se Fabíola tivesse insinuado que Raí tivesse um caso com Xuxa, duvido que o processo seria o mesmo.
Mas ao ser a insinuação sobre um suposto caso homossexual, Raí se sentiu ofendido.
Sentir-se ofendido por ser citado num caso homossexual, apenas isto já é um ato homofóbico.
A relação homossexual não pode ser considerada uma ofensa.
Se fosse uma relação adúltera, aí sim poder-se-ia dizer que era uma ofensa.
Mas uma relação homossexual, onde os dois são solteiros, jamais pode ser considerada uma ofensa pelas leis brasileiras.
É aí que Raí comete uma incoerência perante a lei.
Mesmo que existisse uma citação objetiva de suposição de relação, esta citação não pode ser considerada uma agressão à honra.
Esta acusação contra Fabíola é um ato homofóbico e eu conclamo a todos os artistas que são assumidamente gays que se posicionem a favor de Fabíola Reipert e mostrem que uma suposição de relação homossexual jamais pode ser considerada pelas leis brasileiras uma agressão à honra de alguém no Brasil brasileiro.

Escrito por James Akel no dia 02 de agosto de 2012