“Planeta Extremo” será reativado pela Globo aos domingos

ecb1d-globo

O “Planeta Extremo”, cancelado no ano passado, vai voltar à programação da Globo, aos domingos, e com os mesmos condutores: Clayton Conservani e Carol Barcellos. Foi dado o sinal verde para o toque de reunir e a ideia é movimentar boa parte da equipe que tocou o programa nas últimas temporadas, hoje espalhada por outros produtos da casa. A lamentar, a ausência de seu principal cinegrafista, Ari Junior, morto na tragédia da Chapecoense.

A ordem para reativar o “Planex”, como seu pessoal se refere ao título de desafios radicais, surpreendeu a todos. Em março de 2016 seus profissionais receberam uma comunicação oficial anunciando o cancelamento do programa, apesar da boa audiência e vários prêmios conquistados. Como desculpa, o alto custo de produção.

Seguido à notícia, a Globo confirmou a descontinuidade, mas não descartou a possibilidade de um retorno à grade. “O fato de não termos decidido ainda por uma próxima temporada em 2017, não quer dizer que o ‘Planeta Extremo’ não volte em outro formato”, alertou a assessoria à época.
Decretada, portanto, esta nova temporada, as gravações terão início entre fevereiro e março – em alguma parte do mundo.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Depois do programa do Jô, Globo também acaba com “Planeta Extremo”

Equipe do "Planeta Vermelho" durante a cobertura do terremoto no Nepal

Equipe do “Planeta Vermelho” durante a cobertura do terremoto no Nepal

Além do Jô Soares, que só continuará até o fim deste ano, o “Planeta Extremo”, do Clayton Conservani e Carol Barcellos, também está se despedindo da programação da Globo.

Foi decidido que a atual temporada será a última e todos os seus integrantes serão realocados em outras áreas do jornalismo. Apesar da audiência sempre positiva, houve a decisão de descontinuar o programa, devido ao seu alto custo de produção.

É um produto que deixa uma história das mais positivas, inclusive concorrendo a prêmios internacionais, enquanto foi ao ar como quadro do “Esporte Espetacular” ou “Fantástico” e depois em formato de grade.

Em meio a tudo, em 2015, veio um momento que marcou para sempre a sua trajetória, ao documentar o terremoto que atingiu o Nepal, matando mais de 10 mil pessoas. A Globo, com o pessoal do “PE”, foi a primeira equipe de TV estrangeira a entrar com informações ao vivo.

A decisão já foi oficialmente comunicada a todos.

Outro lado
Sobre o fim do “Planeta Extremo”, a assessoria da Globo enviou a seguinte resposta:

“O Planeta Extremo nunca teve uma regra de periodicidade, nem formato, nem temporadas predeterminadas. Ele nasceu como um quadro do ‘Esporte Espetacular’, passou a ser exibido no ‘Fantástico’, ganhou um programa próprio e há duas temporadas ganhou uma nova participante, a Carol Barcellos… Este ano, os esforços da nossa equipe esportiva estão voltados para os Jogos Olímpicos Rio 2016. O fato de não termos decidido ainda por uma próxima temporada em 2017, não quer dizer que o “Planeta Extremo” não volte em outro formato'”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Conheça outras atrações do Planeta Extremo para 2016

 

Outros episódios
Nos demais programas, o “Planeta Extremo” irá visitar o Vulcão Kilauea, no Havaí; o Círculo Polar Ártico, na Suécia; os Tarahumaras, a tribo dos corredores descalços, no México.

E ainda o Truk Lagoon, o cemitério de navios na Micronésia, e Song Dong Cave, a maior caverna do mundo, no Vietnã.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Tragédia do Nepal abre nova temporada do “Planeta Extremo” na Globo

Equipe do "Planeta Extremo" durante cobertura do terremoto no Nepal

Equipe do “Planeta Extremo” durante cobertura do terremoto no Nepal

A Globo começa a exibir no próximo domingo (14), logo depois do “BBB”, a segunda temporada do “Planeta Extremo”, com Clayton Conservani e Carol Barcellos, em um total de oito episódios.

Para a coluna, Conservani declarou que esta nova edição “mistura o drama que passamos durante o terremoto no Nepal (que matou mais de 8.500 pessoas) com outras histórias e lugares que os telespectadores nunca viram antes”.

Por sua vez, Barcellos também destaca o momento vivido pela equipe no país asiático como um dos principais do programa:

“Colocamos ainda mais o coração nesta temporada. Passamos por uma tragédia. O que vimos e vivemos no Nepal fará para sempre parte de nós”.

Apenas recordando, os profissionais do “Planeta Extremo” se dirigiam para gravar um episódio quando foram surpreendidos pelo pior terremoto registrado naquele país nos últimos 80 anos.

Direto da capital Katmandu, foi a primeira equipe de TV estrangeira a entrar ao vivo com informações. E é justamente a cobertura dessa tragédia, ocorrida em 2015, que vai abrir a nova temporada do programa.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Planeta Extremo já tem data de estreia em 2016

Divulgação/Globo

Carol Barcellos no “Planeta Extremo”

Volta confirmada
O bom “Planeta Extremo” terá sua nova temporada exibida na Globo a partir do domingo, 14 de fevereiro.

Irá ao ar depois do “Fantástico” e do “BBB”. Apresentação de Carol Barcellos e Clayton Conservani.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Rede Globo define período de exibição da temporada 2016 do Planeta Extremo

 

E já inteiramente finalizada, a nova edição do Planeta Extremo” será exibida na Globo entre 14 de fevereiro e 10 de abril…
… Entre os destaques, o Vulcão Kilauea, no Havaí, e a Song Dong Cave, a maior caverna do mundo, no Vietnã.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Equipe do Planeta Extremo vai gravar os dois últimos episódios da temporada de 2016 onde?

A equipe do “Planeta Extremo” gravará na América do Sul, nas próximas semanas, dois episódios do programa, para fechar a série de 2016.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery