Católicos de Mato Grosso celebram a abertura da ‘Porta da Misericórdia’

Jubileu inicia o período de perdão aos arrependidos pelos pecados.
Celebrações marcam a abertura do Ano da Misericórdia.

Bandeira do estado deMato Grosso

Cerca de 2 mil fiéis participaram de celebração em Várzea Grande (Foto: Reprodução/ TVCA)
Fiéis participaram de celebração em Várzea Grande (Foto: Reprodução/ TVCA)

As igrejas católicas de Mato Grosso fizeram a abertura da ‘Porta da Misericórdia’ ou ‘Porta Santa’, neste domingo (13), para marcar o início das atividades do período de perdão àqueles que estão arrependidos pelos pecados. Em Cuiabá, a cerimônia no Santuário Divino Espírito Santo foi presidida pelo padre Jean Jacky Genesté.

Pela primeira vez, a ‘Porta da Misericórdia’ foi aberta em igrejas fora de Roma. A cerimônia marca a abertura do Ano da Misericórdia, Ano Santo instituído pelo Papa Francisco.

Além de Cuiabá, a ‘Porta da Misericórdia’ foi aberta nas igrejas de Várzea Grande, na região metropolitana da capital, Nobres, Jangada, Acorizal, Distrito da Guia, Rosário Oeste, Barão de Melgaço e Santo Antônio de Leverger.  Passar por ela tem um grande significado para os fiéis: o perdão dos pecados. O Ano Santo vai até novembro de 2016.

“Toda vez que confessamos, tiramos os pecados. É como uma ferida que você se machuca e fica aquela mancha e passando por essa porta a gente elimina todo ele [pecado] e, com isso, vem todas as bênçãos, vem a alegria de viver. Isso para mim foi muito importante”, disse a dona de casa Luzeni Matos.

Na Igreja Católica, o jubileu [celebra algo em especial], também chamado Ano Santo, acontece a cada 25 anos, mas o Papa Francisco promulgou o Jubileu Extraordinário, anunciado no dia 13 de março 2015, com o lema “Misericordiosos como o Pai” (Lc 6,36). A última celebração foi no ano 2000.

É a primeira vez que a ‘Porta da Misericórida’ é aberta nas paróquias, catedrais e santuários, ou seja, não é preciso ir a Roma, localizada na Itália, para receber o perdão pelos pecados.

“Sentir e ser comovido pelas falhas, pelas fraquezas, reconhecendo Deus misericordioso. Sentindo a conversão, uma mudança de vida para um caminho de luz e de santidade”, explicou o padre Jean Jacky, pároco do Santuário Divino Espírito Santo.

G1.COM.BR

Mariana Godoy vai entrevistar o Papa Francisco

 

Bem adiantado

Nesta altura já é possível dar como certa a entrevista que Mariana Godoy fará com o Papa Francisco, conforme desejo da produção e jornalismo da Rede TV!.

A informação é que o Vaticano já concordou e só está faltando marcar a data.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

RedeTV! quer entrevista do Papa Francisco com Mariana Godoy

Mariana Godoy tem talk show na RedeTV!

 

Tem um comentário forte de que a Rede TV! está tentando uma exclusiva com o Papa Francisco, para exibir no novo programa da Mariana Godoy às sextas-feiras.

Agora é aguardar o desfecho disso.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Papa Francisco diz que diálogo é antídoto

O papa Francisco afirmou aos cristãos do Oriente Médio que o diálogo é o único antídoto contra o extremismo, segundo carta divulgada, ontem, por ocasião do Natal. No texto, enviado em sete idiomas, inclusive em árabe, o pontífice pede aos cristãos que insistam no diálogo interreligioso, apesar de todas as dificuldades, já que “não existe outra alternativa”.

 

Diário do Nordeste – Internacional – 24/12/2014

Canadá e Vaticano atuaram para reaproximar EUA e Cuba

Reuniões secretas foram realizadas no Canadá e no Vaticano.
EUA e Cuba anunciam retomada de relações diplomáticas.

O Vaticano e o Canadá atuaram nos bastidores das negociações de mais de um ano que resultaram na libertação do americano Alan Gross e no anúncio da retomada de relações entre Estados Unidos e Cuba nesta quarta-feira (17), abrigando reuniões secretas entre representantes dos dois países.

O Vaticano esteve envolvido nas conversas entre Cuba e Estados Unidos desde o começo, com o Papa Bento XVI e agora com o Papa Francisco, segundo contou ao jornal “Washington Post” um teólogo que trabalhou na embaixada dos Estados Unidos no Vaticano entre 2009 e 2012. Segundo o teólogo, “vozes” diplomáticas, políticas, religiosas e de agências humanitárias pediram por “justiça”.

Durante seus pronunciamentos nesta quarta, Barack Obama e Raúl Castro mencionaram o importante papel do Vaticano e do Papa Francisco em facilitar as negociações históricas entre os dois países.

Nos últimos meses o Papa Francisco escreveu aos dois presidentes “convidando-os a resolver questões humanitárias de interesse comum, como a situação de alguns detidos, para dar início a uma nova fase de relações entre as duas partes”, segundo afirmou o Vaticano em comunicado. Segundo o Vaticano, seus diplomatas facilitaram as negociações de modo a “resultarem em soluções aceitáveis para ambos”.

Nesta quarta, Obama dissse que o Papa ajudou ao pressionar pela libertação de Alan Gross, americano prisioneiro solto por Cuba nesta quarta. Gross, de 64 anos, cumpriu cinco anos de uma pena de 15 anos de prisão por “ameaças à segurança de Estado”. Ele era um funcionário terceirizado do governo dos Estados Unidos e tentou estabelecer um serviço ilegal de internet na ilha caribenha. Ele foi solto em troca de três cubanos que estavam presos nos Estados Unidos.
Raúl Castro também agradeceu o apoio do Papa Francisco para “ajudar a melhorar as relações entre Cuba e os EUA”. Ele também agradeceu ao Canadá pelo apoio logístico.

Em nota, o prmiê canadense Stephen Harper parabenizou o êxito do diálogo e disse que o Canadá apoia um futura a Cuba que inclua “os valores de liberdade, democracia, direitos humanos e o Estado de Direito”.

 

G1.COM.BR

Papa vai visitar Coreia do Sul

KOR

 

Cidade do Vaticano. O papa Francisco fará sua primeira viagem à Ásia em agosto, em uma visita à Coreia do Sul para um festival de jovens católicos da Ásia, informou o Vaticano ontem. Francisco estará na Coreia do Sul entre 14 e 18 agosto, divulgou o Vaticano, sem dar detalhes de sua agenda.

A Sexta Jornada Mundial da Juventude Asiática vai acontecer na diocese de Daejeon, entre 10 e 17 agosto. O líder da Igreja Católicas, que foi eleito há quase um ano, visitou o Brasil em julho doano passado e deverá fazer uma viagem à Jordânia, Israel e territórios palestinos em maio. O Papa João Paulo 2º visitou a Coreia do Sul duas vezes.

O papa Francisco deixou o Vaticano no último domingo antes do primeiro aniversário de seu pontificado, que acontecerá na Cúria Romana, para um retiro quaresmal realizado fora da cidade-Estado pela primeira vez em décadas.

A decisão de celebrar a semana de oração e pregação na cidade de Ariccia, no Monte Alban, a cerca de 25 quilômetros do Vaticano, é mais um sinal de como o Papa não tem medo de mudar as velhas convenções.

 

Diário do Nordeste-Internacional-11.03.2014

Papa Francisco confunde pronúncia e fala palavrão durante bênção

Ficheiro:Papa Francisco na JMJ - 24072013.jpg
Durante bênção no último domingo (2), no Vaticano, o Papa Francisco se confundiu e falou um palavrão no seu discurso. O sumo pontífice usou, no lugar da palavra “caso” (no caso), a palavra “cazzo” – gíria italiana usada para falar do órgão sexual masculino. Rapidamente o Papa se corrigiu.
“Se cada um de nós não acumular riqueza apenas para nós mesmos, mas também a serviço dos outros, nesse “cazzo” [pausa], nesse caso, a providência de Deus ficará visível por meio desse gesto de solidariedade”, disse o sumo pontífice.
Diário do Nordeste – Internacional – 04/03/2014