Integrantes mais antigos do Pânico estão descontentes com a atual fase do programa

 

Sem graça Nos bastidores do “Pânico” observa-se também certo descontentamento dos componentes mais antigos com o seu atual momento.

Não tá legal. O tudo e mais um pouco pela audiência vai acabar jogando contra.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Pânico vira elefante branco na Rede Bandeirantes

Os problemas de audiência enfrentados pelo “Pânico” na Bandeirantes não chegam a ser surpresa porque é algo de muito tempo e aqui já destacado. Como também é bem conhecida a tentativa para recolocar o programa nos trilhos, ao trocar o seu diretor, Alan Rapp por Marcelo Nascimento e lançar novos quadros. Mas já estamos em junho e o “ponteiro” simplesmente insiste em não reagir. Pelo menos não como deveria, para justificar o investimento. E a frustração é a ainda maior uma vez que, mesmo “beneficiado” pela ação da Simba, que tirou Record, Rede TV! e SBT da TV paga, o “Pânico” não embala no Ibope. Isso já fez acender o sinal amarelo e todos estão muito preocupados com o futuro do programa. A equipe não sabe mais o que se reinventar para alterar este estado de coisas. Fala-se também que em função deste quadro preocupante, aumentaram nos últimos tempos as conversas entre as duas cúpulas – Band e Jovem Pan – a fim de buscar saídas e tentar dar a volta por cima. O problema é que ninguém está conseguindo enxergar uma luz no fim do túnel! O “Pânico” estacionou atrás de Globo, SBT e Record e ainda sofre com o “Encrenca” da Rede TV!. Não tá fácil !

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

“Pânico” não para de crescer nas redes sociais

O “Pânico”, exibido aos domingos na Band, tem dado de goleada na concorrência… nas redes sociais. São incríveis 14 milhões de seguidores no Facebook e um desempenho interessante também em outras plataformas digitais.

No Instagram, por exemplo, o programa ganhou quase 30 mil novos seguidores em abril, batendo em 4,7 milhões. Já o número de inscritos no canal do Pânico na Band no YouTube cresceu 133% em abril, alcançando mais de 116 milhões de v.isualizações. Entre os aparelhos utilizados para assistir aos vídeos nessa plataforma, o smartphone lidera com 60%, seguido do computador, 29%.

Não deve existir outro programa da TV brasileira com tantos fãs no Facebook. O “BBB”, no caso, possui 8 milhões; “Legendários”, 7 milhões, e o “Encrenca”, 700 mil. Portanto, o grande desafio da equipe de Emílio Surita é encontrar uma forma de “transferir” toda essa audiência – ou boa parte dela – para a TV.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Carioca estreia domingo no “Pânico” como Batena, imitação de Datena

 

O humorista Márvio Lúcio, o Carioca, estreia no domingo (9) no “Pânico” um dos seus 3 novos quadros previstos para entrar ainda este ano no programa. Com o Batena, ele vai imitar o jornalista José Luiz Datena.

O quadro vai se chamar “Póim na Tela”, nessa sátira ao “Brasil Urgente”. Na tarde desta quinta, Carioca, devidamente caracterizado, fez uma entrada no “Brasil Urgente” para apresentar seu novo tipo. Trabalho aprovado.

A caracterização foi tão boa que muita gente na emissora confundiu os Datenas.

Segundo Emílio Surita, outras novidades também serão apresentadas ao longo desta temporada no “Pânico”, como quadros, comediantes e panicats.   Ele está aproveitando para fazer vários testes e, aqueles que mais se destacarem, terão lugar garantido na atração.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Quadro Zé Pequeno do Consumidor terá mais espaço no Pânico

 

Agradou

Quanto ao que já está no ar, no “Pânico”, o quadro “Zé Pequeno do Consumidor”, com Leandro Firmino, apresentou bons resultados. E vai ganhar mais espaço nas próximas edições.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Band quer “Pânico”, ao vivo, no domingo de carnaval

34702-logo-band

O “Pânico”, neste próximo domingo, mesmo com o carnaval comendo solto em todo o Brasil, será exibido, ao vivo, na Band, ainda que com horário alterado e sua duração um pouco menor.

Em vez das 10 da noite, como normalmente passou a acontecer, será levado ao ar a partir das 21h20 até 23h30 e aí entregar para o “Band Folia”.

Um acontecimento inédito na história do programa. Antes, isto nunca tinha acontecido, mesmo contabilizando o período de Rede TV!.

Como novidade, está certa a estreia do humorista Filipe Pontes, que era do “Legendários”, do Marcos Mion.

O contrato com a Record foi rescindido na segunda-feira (20) e ele assinou ontem com a Jovem Pan, dona do “Pânico”, para apresentar um novo quadro, já a partir deste próximo programa.

A sua chegada acontece imediatamente após o programa da Band sofrer baixas importantes no seu elenco. Gui Santana, na última semana, como último caso, preferiu não renovar porque tem convite da Globo para fazer o novo “Trapalhões”.

Antes dele, foram anunciadas as saídas de Aline Riscado e Fernanda Lacerda.

O “Pânico” passa por mudanças em seu elenco em pleno voo e outras alterações poderão ser conhecidas no decorrer das próximas semanas.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Guilherme Santana deixou o Pânico e agora pode negociar com a TV Globo

Manuela Scarpa/Foto Rio News

Fato consumado
Guilherme Santana está fora do “Pânico”. O contrato terminou ontem e não foi renovado, porque não se chegou a um acordo na parte do dinheiro.

Ele tem agora pista livre para acertar com a Globo.

Mas continua no ar
Dentro do “Pânico” e na própria Band, depois de um grande silêncio, a saída do Guilherme Santana passou a ser admitida.

O que todos ainda ficam sem entender é por que as chamadas do programa, que irá ao ar domingo agora, continuam com ele como destaque. Não é esquisito?

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Vesgo está confirmado na temporada 2017 do Pânico

34702-logo-band

O “Pânico na Band” voltará a ser apresentado ao vivo no dia 5 de fevereiro. Nos bastidores o novo diretor do programa, Marcelo Nascimento, começa a moldar o seu formato, promover uma reestruturação, no sentido de torná-lo mais competitivo.

Serão inevitáveis as mudanças no elenco, evidentemente, mas já é possível garantir que Rodrigo Scarpa, o Vesgo, está confirmado na temporada 2017 do “Pânico”, dentre outros motivos, porque se tornou uma de suas figuras mais importantes.

Além dele, sem surpresas, o Carioca, Márvio Lúcio, e o apresentador Emílio Surita. Jovem Pan e Band ainda não se pronunciam sobre a lista com todas as mudanças no “cast”.

Por sua vez, Alan Rapp, substituído na direção, passou a cuidar da área digital do programa.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Pânico :Marcelo Nascimento não poderá mexer na apresentação e nos quadros do Carioca

34702-logo-band

 

Intocáveis
O diretor Marcelo Nascimento chega ao “Pânico” sabendo na verdade que poderá mexer em quase tudo. Menos na apresentação, realizada por Emílio Surita, e nos quadros do Carioca – Márvio Lúcio. Os dois são considerados intocáveis.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Sob nova direção na Band, “Pânico” tentará se reinventar; vai conseguir?

34702-logo-band

O diretor Marcelo Nascimento já tem sido visto nos corredores da Bandeirantes. É ele que recebeu a complicada missão de reinventar o “Pânico”, um programa que fez muito sucesso na RedeTV!, mas não conseguiu atingir seus objetivos na Band. Ao contrário, viu sua audiência despencar nos últimos tempos e, daí, a necessidade de passar o formato a limpo e reformular a equipe.

O “capitão” Nascimento, como é chamado por alguns integrantes, teve passagem pelo “Super Pop”, da Rede TV!, e substitui Alan Rapp, que comandou a atração durante quase 13 anos. Recebeu carta branca para promover as necessárias mudanças, tanto no elenco quanto no formato, na tentativa de reerguer o programa e já tem data para mostrar serviço.

Correndo contra o tempo, porque o “Pânico” voltará ao vivo dia 5 de fevereiro, nesses próximos dias o diretor irá definir quem continua e quem deixa o time. Por outro lado é muito difícil imaginar que uma simples troca de comando (ou de algumas peças) possa recolocar imediatamente o programa no caminho da audiência, uma vez que Globo, Record e SBT estão estabilizadas na faixa de confronto. Nascimento vai precisar de tempo pra isso!

Inicialmente a sua briga, tudo leva a crer, vai ser para não perder o posto para a Rede TV! (“Encrenca”). Em 2016, o desempenho do “Pânico” até que não foi tão ruim: registrou 6 pontos de média e share de 9%, um crescimento de 20% em relação à audiência de 2015, na Grande São Paulo.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery