Nicole irá retornar na reta final de “Amor à Vida”

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/ec7834f0160095df869b876fe127a3d2.jpg

Divulgação/TV Globo

 

Nas últimas semanas, Félix (Matheus Solano) tem sido o grande destaque de “Amor à Vida” graças ao constante embate entre ele e César (Antônio Fagundes), seu “papi soberano”.

A rivalidade entre os dois chamou tanto a atenção do telespectador, que quase ninguém se deu conta de que Nicole (Marina Ruy Barbosa) finalmente se despediu de Thales (Ricardo Tozzi).
Assim que o amado, finalmente, lançou o livro que escreveu em sua homenagem, a “fantasminha” afirmou estar preparada para seguir o caminho da luz em paz e desgarrasse deste mundo.

Entretanto, a colunista Janaina Nunes afirma que a personagem retorna à novela de Walcyr Carrasco na reta final da história. A breve despedida seria apenas para o autor dar uma guinada na entrada de Natasha (Sophia Abrahão) na vida de Thales e Leila (Fernanda Machado).

 

NaTelinha

Marina Ruy Barbosa deixa “Amor à Vida” três meses após morte de Nicole

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/b2f3a5f0109809d0c94baac52c291c53.jpg

Nicole deixará “Amor à Vida” – Créditos: Globo/Estevam Avellar

Quase três meses após sua personagem morrer em “Amor à Vida”, Marina Ruy Barbosa finalmente deixará a Nicole para trás e sai de cena da história de Walcyr Carrasco.
Marina gravou pela última vez neste sábado (26) vestida de noiva, como sua personagem tem trajado desde o capítulo do dia 9 de agosto. A participação da garota se estenderá por mais alguns dias, afinal há uma janela entre o conteúdo que é gravado e vai ao ar, e no começo de novembro deverá sair em definitivo.
Com a saída de Nicole, que deixará de vagar nos sonhos e nas assombrações do núcleo de Thales (Ricardo Tozzi), Leila (Fernanda Machado) e Lídia (Angela Rebello), abre-se espaço para o desenvolvimento do triângulo amoroso entre sua irmã Natasha (Sophia Abrahão), o escritor golpista e o médico Rogério (Daniel Rocha).
[leiamais]
Entenda:
A sinopse original de “Amor à Vida” previa que Marina Ruy Barbosa raspasse a cabeça em um determinado momento.
No ápice de sua doença, ela teria seus cabelos cortados para se submeter a uma quimioterapia, a qual conseguiria vencer. De todo jeito, a milionária seria alvo das armações de Thales, porém, na sinopse original, ela perdoaria o rapaz e os dois terminariam juntos.
Com a recusa de Marina, Walcyr se viu obrigado a mudar a história. Ele também teve de manter a atriz em cena após reunião com a Globo, que quis evitar represálias. O autor cumpriu o combinado mas manteve a garota como “fantasma” – o que gerou grande insatisfação em muitos setores do canal, inclusive por parte de diretores de primeiro escalão.
NaTelinha

Câncer de Nicole em “Amor à Vida” é “altamente curável”, diz associação

Personagem irá morrer na novela

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/e82ae38f8e1eb894f6fc6318133f0dbe.jpg

Uma nova polêmica aparece sobre a novela “Amor à Vida”.

Após a reclamação de enfermeiros, advogados e a dúvida de Marina Ruy Barbosa sobre raspar o cabelo ou não, agora a morte da personagem Nicole também rende.

Na história de Walcyr Carrasco, os médicos dizem que ela tem um “câncer muito agressivo”. A jovem acaba morrendo na igreja, logo depois de se casar com Thales (Ricardo Tozzi).

Porém, em comunicado divulgado na última sexta-feira (26), a Associação Brasileira de Hematologia, Homoterapia e Terapia Celular (ABHH) diz que o tipo de câncer de Nicole na trama, o linfoma de Hodgkin tipo 4, é “altamente tratável e curável”.

“Apesar de a Associação considerar extremamente relevante trazer ao conhecimento do público o tema, e entender a licença poética do autor ao conduzir a trama, a entidade alerta para o fato de o linfoma de Hodgkin (LH) estádio IV não ser invariavelmente fatal, como alardeado na novela, mas, justamente o contrário, doença altamente curável. De acordo com o diretor da ABHH, Carlos Chiattone, o LH foi o primeiro dos tumores sólidos a ser curado de forma consistente na história da oncologia, sendo que hoje com os tratamentos atuais, mesmo os casos avançados alcançam taxas de cura acima de 80%. Nos casos de diagnóstico mais precoce, a cura pode chegar acima dos 90%, taxa superior inclusive a doenças não neoplásicas”, diz trecho da nota.

Depois de morrer, Nicole reaparecerá em “Amor à Vida” na forma de espírito, assombrando Thales.

 

Logotipo Na Telinha