Náutico 0 x 0 América Mineiro

O JOGO

NADA ANIMADOR

A partida esteve longe, muito longe, de empolgar. Sequer teve lances perigosos. Em uma duelo abaixo da média, Náutico e América-MG empataram sem gols na Arena Pernambuco. Resultado muito justo se for levado em consideração o que foi apresentado pelas duas equipes. Na estreia da Série B, os dois times mostraram que terão que evoluir muito.

DESTAQUE

AGENDA

O Náutico volta a jogar nesta terça-feira, contra o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, pela decisão do terceiro lugar do Campeonato Pernambucano. Pela Série B, o próximo compromisso é no outro sábado, dia 20, contra o Figueirense, fora de casa. O América-MG atua na próxima sexta-feira, contra o Goiás, no Estádio Independência, pela segunda rodada da Série B.

DESTAQUE

PRIMEIRO TEMPO

O jogo foi de portões fechados. É certo que, se os torcedores pudessem comparecer, não gostariam do primeiro tempo. Náutico e América-MG não conseguiram ser efetivos, quase não construíram jogadas de ataque e fizeram um primeiro tempo frio. O Coelho chegou a assustar apenas uma vez, em um chute de Rafael Lima. De resto, só para se ter uma ideia, o que mais chamou a atenção foi a lesão do goleiro Tiago Cardoso, que deixou o campo sentindo a coxa direita – foi substituído por Jeferson.

DESTAQUE

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo não foi nada diferente. Uma partida morna, concentrada no meio de campo e sem construção ofensiva de nenhuma das duas partes. Dono da casa, o Náutico não conseguiu fazer o goleiro João Ricardo sujar as luvas. Jeferson também não trabalhou. E, dessa maneira, o placar zerado foi mantido até o fim.

GLOBO ESPORTE .COM

O Náutico não pode viver apenas do hexacampeonato

faixa protesto torcida do náutico

Na Arena Pernambuco, no clássico Náutico x Santa Cruz, pelo Pernambucano, a insatisfação dos alvirrubros está estampada na faixa que foi estendida no palco da partida. Feriu no orgulho dos alvirrubros. A conquista do hexacampeonato é o que o Náutico ostenta de mais importante em sua história. E de fato teve um papel fundamental para o clube crescer e ser respeitado. Mas de lá para cá,  o Náutico conquistou apenas sete títulos estadual, conseguiu acessos à Série A do Campeonato Brasileiro, mas que foram esquecidos com os rebaixamentos.

Aliás, esse baixo número de conquistas de títulos incomoda até mesmo quem está à frente do Náutico neste momento. Durante o processo eleitoral, o atual presidente Glauber Vasconcelos e equipe do Movimento Transparência Alvirrubra (MTA) afirmavam a necessidade de o clube conquistar títulos nacionais. Mas se está difícil conquistar o campeonato estadual, o que dizer de levantar um título nacional? O problema é que o Náutico vem mergulhando numa crise há anos. E a situação fica, agora, complicada porque não há dinheiro e o clube está explicitamente rachado.

Escuto muitos torcedores afirmando que não fazem questão de ser campeão pernambucano, que o foco deve ser sempre a competição nacional. Pode ser. Mas se o clube não conquista um título estadual há 11 anos, há uma necessidade de título. Além do mais, quando não ganha o Pernambucano, surgem os questionamentos. Gera uma crise. Costumeiramente o treinador é demitido logo em seguida. Enfim, ser campeão pernambucano daria ao Náutico confiança para alçar voos maiores. Mas isso precisa ter uma continuidade. É disso que o Timbu precisa. De um chão mais pavimentado.

Do contrário, o Náutico vai viver apenas do hexacampeonato.

 

Blog Arquibancada – Marcelo Cavalcante

Santa Cruz 0 x 0 Náutico

 0 x 0 

SEGUNDO TURNO – 6ª RODADA
EM CLÁSSICO SONOLENTO, SANTA CRUZ E NÁUTICO NÃO SAEM DO 0 A 0 NA ARENA
No único lance de emoção, Betinho desperdiçou um pênalti pelo Tricolor. Resultado mantém os corais dentro e os alvirrubros fora do G-4 do estadual

Poucos remédios contra insônia conseguiriam o mesmo efeito do clássico entre Santa Cruz e Náutico, neste domingo. Em um dos piores jogos do Campeonato Pernambucano, as equipes abusaram dos erros e protagonizaram um taxativo 0 a 0, na Arena Pernambuco. Nem mesmo a penalidade favorável ao Tricolor e desperdiçado por Betinho, que deixou o campo como vilão, foi capaz de mudar o justo placar. Compatível com o que foi desempenhado durante os 90 minutos.

Com o resultado, o Santa Cruz manteve-se na 4ª posição no hexagonal do título do Pernambucano, com sete pontos, dentro da zona de classificação para as semifinais. Em crise, o Náutico permanece na vice-lanterna, com seis. Na próxima rodada, o Tricolor viaja para encarar o Salgueiro, no Sertão, enquanto o Timbu receberá o Central, na Arena Pernambuco, os dois jogos no próximo domingo.

Erros de passes, falta de objetividade e pouca produtividade. O primeiro tempo de Santa Cruz e Náutico foi praticamente um relato do nada. Com as duas equipes sem inspiração, coube ao Tricolor os poucos lances de perigo. Ricardinho optou por uma escalação mais ofensiva com o quinteto João Paulo, Raniel, Biteco, Waldison e Betinho. No entanto, a falta de eficiência coral exigiu muito pouco do goleiro Júlio César.

Enquanto isso, a equipe alvirrubra padecia da falta de organização. Sem qualquer demonstração de lucidez em campo, o Timbu só conseguiu fazer com que Fred segurasse a bola (em um chute fraco) após os 30 minutos. Panorama que fez os times descerem para os vestiários sob vaias.

Santa Cruz x Náutico (Foto: Antônio Carneiro/Pernambuco Press)
Santa Cruz e Náutico fizeram um jogo fraco tecnicamente na Arena PE (Foto: Antônio Carneiro/PE Press)

O Santa Cruz voltou disposto a acordar a torcida. Errando menos passes, o Tricolor chegou a marcar logo no primeiro minuto, mas o árbitro invalidou o lance. A jogada animou a equipe de Ricardinho, que se atirou ao ataque e teve a chance de abrir o placar as sete minutos, quando o árbitro marcou penalidade em cima de Moisés. Era a chance.

Mas Betinho, herói da vitória coral na última quarta-feira, decidiu assumir o papel de vilão e chutou a bola nas mãos de Júlio César. O susto, que poderia acordar a equipe alvirrubra teve efeito contrário. Desorganizado, o Timbu não conseguiu levar perigo ao gol de Fred. Sem mais emoções, o clássico seguiu em branco até o apito final.

 

GLOBO ESPORTE .COM

Ricardo Berna pode ser o primeiro reforço do Ceará para 2015

Berna atuou pelo Fluminense durante oito anos (Foto: ricardoberna.com.br)

O ex-goleiro do Fluminense, Ricardo Berna, tem tudo para vestir a camisa do Ceará na próxima temporada. A informação é do comentarista Sérgio Pinheiro, da Rádio Verdes Mares.

Berna, de 35 anos, esteve na semana passada em Fortaleza, onde se encontrou com o presidente do conselho deliberativo do Ceará, Humberto Aragão Filho. O jogador não atua desde que deixou o Náutico, ano passado, quando o time foi rebaixado para a Série B.

Nesta temporada, ele acabou não aceitando uma redução salarial da diretoria do time pernambucano e deixou clube.

Em oito anos no Fluminense, Ricardo Berna atuou em 94 partidas, onde conquistou dois campeonatos brasileiros, uma Copa do Brasil, um Campeonato Carioca, e ainda fez parte do grupo que vice-campeão da Copa Libertadores 2008 e da Copa Sul-americana 2009.

 

 

Blog do Mário Kempes

Tom Barros torce para que o Ceará faça uma boa partida hoje contra o Náutico

Clube Náutico Capibaribe

Náutico

X
Ceará Sporting ClubCeará

A propósito, hoje em Recife a esperança é de que o Ceará repita a bela atuação da vitória sobre o América/MG, quando Eduardo e Magno Alves deram show. Eduardo, então, extrapolou pelos gols e passes precisos. Resta saber se Sérgio Soares conseguirá corrigir os problemas da defesa, máxime no jogo aéreo.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 12/09/2014

Joinville 1 x 0 Náutico rendeu boa audiência para a Rede TV!

 

A Série B, com Joinville e Náutico, já apareceu entre as principais audiências da Rede TV! no fim de semana.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Para subir na tabela, Vozão recebe o Náutico em clássico nordestino

O duelo de logo mais é importante para as duas equipes, mas o Vozão joga em casa

Venda de ingressos para Ceará x Náutico começa hoje

(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

A venda de ingressos para o confronto entre Ceará x Náutico, válido pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2014, vai começar nesta terça-feira, 29/04, nas Lojas Oficiais do clube, a partir das 14 horas. A venda online estará disponível através do:www.cearasc.com/ingresso.

Os ingressos para o duelo a ser realizado no próximo sábado, 03/05, estarão sendo vendidos nos seguintes locais:

– Loja Oficial Sou Mais, Av. Barão de Studart, 1501 – Aldeota;
– Loja Oficial Sou Mais, Av. Oliveira Paiva, 2797 – Shopping Granito;
– Loja Oficial Sou Mais, Av. Bezerra de Menezes, 500a – São Gerardo;
– Loja Oficial Sou Mais, Rua Senador Pompeu, 1099 – Shopping Camelo 2 – Centro;
– Loja Oficial Sou Mais, Av. João Pessoa, 3532.

– Ingresso ONLINE:
 www.cearasc.com/ingresso.

O confronto entre Ceará x Náutico vai ser realizado às 16h20min, na Arena Castelão. Seguem abaixo os valores dos ingressos:

ARQUIBANCADA SUPERIOR
Inteira:
 R$ 30,00;
Meia e Fidelidade: R$ 15,00;
PLANOS: Diamante, Ouro, Prata, Bronze, Sênior (Ouro, Prata e Bronze), Gloriosa (Ouro, Prata e Bronze), Teen (Ouro, Prata e Bronze), Nação Alvinegra (Ouro, Prata e Bronze), Cidadão Alvinegro, Kids e Fidelidade.

ARQUIBANCADA INFERIOR – NORTE (Atrás do gol)
Inteira:
 R$ 40,00;
Meia e Fidelidade: R$ 20,00;
PLANOS: Diamante, Ouro, Prata, Sênior (Ouro e Prata), Gloriosa (Ouro e Prata), Teen (Ouro e Prata), Nação Alvinegra (Ouro e Prata), Kids e Fidelidade.
Neste setor, o torcedor oficial do plano Geral Alvinegra tem entrada garantida.

SETOR ESPECIAL
Inteira:
 R$ 50,00;
Meia e Fidelidade: R$ 25,00;
PLANOS: Diamante, Ouro, Prata, Sênior (Ouro e Prata), Gloriosa (Ouro e Prata), Teen (Ouro e Prata), Nação Alvinegra (Ouro e Prata), Kids e Fidelidade.

SETOR PREMIUM
Inteira:
 R$ 80,00;
Meia e Fidelidade: R$ 40,00;
PLANOS: Diamante, Ouro, Sênior (Ouro), Gloriosa (Ouro), Teen (Ouro), Nação Alvinegra (Ouro), Kids e Fidelidade.

Vale lembrar: para comprar meia entrada será preciso apresentar a carteira de estudante. O documento deve ser apresentado pelo titular, pai ou mãe do estudante.

Torcedor, faça já seu plano de Torcedor Oficial e associe-se ao clube. Assim, você poderá acompanhar todos os nossos jogos em casa. Para se firmar como Torcedor Oficial do clube basta ligar para o Call Center: (85) 3033-1600.

GRATUIDADES
As gratuidades para crianças podem ser retiradas juntamente com a venda de ingressos. A entrega das gratuidades para idosos (65 anos ou mais) e policiais (civil, militar, bombeiros e federal) será na sexta-feira, 02/05, na Arena Castelão, das 8 às 15 horas, na bilheteria do estádio.

Site do Ceará Sporting Club

Em tático, Lisca mostra preferência por Elicarlos e Marcelinho no Náutico

Técnico não fecha trabalho e diz estar em dúvida quanto à escalação. Mas volante e atacante aparecem entre supostos titulares que podem pegar Sport, nesta quarta-feira .

náutico treino (Foto: Daniel Gomes)

Lisca tenta esconder, mas time está praticamente definido para grande final (Foto: Daniel Gomes)

Diferentemente do ocorrido anteontem ,técnico Lisca não fechou o treinamento nesta terça. Mas nem por isso confirmou quem vai enfrentar o Sport, nesta quarta-feira. Porém, no trabalho tático comandado no centro de treinamento Wilson Campos, na Guabiraba, dividindo o elenco em três grupos, deu mostras de qual equipe pode enfrentar o Leão na grande final do estadual. Duas deverão ser as novidades: Elicarlos, recuperado de lesão, e Marcelinho.

Dois times foram divididos e foi nesse momento que as intenções de Lisca ficaram mais claras. Em relação ao que jogou a primeira final, na Ilha do Retiro, o volante Yuri saiu para o retorno de Elicarlos. Outra mudança foi a entrada de Marcelinho no lugar de Leleu. Sem coletes, a equipe foi formada por: Alessandro; Jackson, Leonardo Luiz, Flávio e Raí; Elicarlos, Dê, Marcos Vinícius e Zé Mário; Paulo Júnior e Marcelinho.

A equipe de colete foi formada por jogadores que costumam estar entre os reservas e alinhou com Hélder Maurílio, Diego, William Alves e Izaldo; Yuri, Liniker, Rodrigo Possebon e Vinícius; Marinho e Hugo.

Elicarlos Náutico (Foto: Daniel Gomes)
Elicarlos está recuperado de lesão e deve estar em campo contra o Sport (Foto: Daniel Gomes)

Nos trabalhos, um grupo de seis jogadores comcoletes verdes fazia a movimentação de ataque e defesa. Entre eles, estavam João Ananias, Romário, Gustavo Henrique, Leleu, Geovane e Rodrigo Careca.

– Não vou confirmar ninguém, só Alessandro. Já temos algumas opções ofensivas para este jogo. Marinho está liberado e Marcelinho também. Estou em dúvida em relação a Rodrigo Careca, se ele pode ser uma opção no banco de reservas. Posso usar Geovane, Leleu e Hugo. É bom ter essas opções ofensivas – disse o técnico Lisca.

 Pênaltis

No fim do treino tático, alguns jogadores bateram pênaltis. Sem obedecer uma ordem, nem de batedores e nem de goleiros, atletas como Flávio, Elicarlos, Leonardo Luiz, Zé Mário e MarcosVinícius, considerado titulares, fizeram algumas cobranças. De todas as tentativas, apenas Marcos Vinícius perdeu uma .

GLOBO ESPORTE .COM