Sampaio Corrêa 1 x 1 Paraná

Na despedida da Série B, Sampaio Corrêa e Paraná empatam no Castelão

Time paranaense abre o placar no primeiro tempo, mas time da casa, com gol de Nadson, empata na etapa final na última partida das equipes no Brasileiro 2015

Na despedida do Campeonato Brasileiro da Série B, Sampaio Corrêa e Paraná Clube, ambos apenas cumprindo tabela na última rodada, fizeram um jogo morno, apesar do forte calor em São Luís. Com gols de Carlão no primeiro tempo e Nadson, no segundo, o time do Maranhão e o time paranaense terminaram a partida empatados em 1 a 1, no Estádio do Castelão.

O jogo ainda contou com uma polêmica no final do confronto. Ricardinho, do Paraná, teve um gol anulado após tocar a mão na bola, lance que indignou a comissão técnica paranista. O jogador ainda foi expulso pelo árbitro da partida.

Com o resultado, o time dirigido por Leonardo Condé termina a Segundona com 58 pontos, na oitava posição. Enquanto o Tricolor, com 47 pontos, se despede da competição na 13ª colocação.

Sampaio e Paraná no Castelão (Foto: Afonso Diniz / GloboEsporte.com)
Sampaio e Paraná ficam no empate de 1 a 1 no Castelão (Foto: Afonso Diniz / GloboEsporte.com)
O jogo

Sob um calor de mais de 30 graus em São Luís, a partida entre Sampaio Corrêa e Paraná Clube começou em marcha lenta. Sem maiores ambições na competição, os times poucos se arriscavam. A primeira e praticamente única chance de toda a etapa inicial saiu dos pés do time visitante. Aos 14 minutos, Ricardinho invadiu a área e chutou cruzado. A bola bateu na trave e no rebote, Carlão completou para o fundo das redes.

Na volta para o segundo tempo, o time da casa veio com um espírito diferente. Liderado por Alex Maranhão, o time não demorou para empatar a partida. Após rebote de Marcão, Nadson, o artilheiro do Sampaio, pega de primeira e deixou tudo igual no Castelão. Depois do gol, as duas equipes diminuíram o ritmo, mas a partida ganhou em emoção.

Aos 39 minutos do segundo tempo, Ricardinho, do Paraná, teve um gol anulado pelo árbitro, lance que revoltou o time paranaense. No lance, o jogador ainda foi expulso. Um minuto depois, após falta em cima de jogador do Sampaio, todo o elenco paranista se revoltou com a marcação e foi para cima do juiz, dando emoção e polêmica na última partida das equipes na Série B de 2015. Passada a confusão, o jogo terminou com um morno empate em 1 a 1, na despedida dos clubes da temporada.

GLOBO ESPORTE.COM

 

ABC 2 x 3 Sampaio Corrêa

Com três gols de Nádson, Sampaio vence o ABC e cola no G-4 da Série B

Tricolor maranhense fica com um ponto a menos que o Bahia, enquanto o time potiguar se aproxima cada vez mais do rebaixamento para a Série C de 2016

Com três gols de Nádson, o Sampaio encerrou o jejum de vitórias fora de casa e venceu o ABC por 3 a 2 na noite deste sábado, no Frasqueirão. Bismarck e Adriano descontaram para os donos da casa. A vitória, mantém o time maranhense colado no G-4 e sonhando com o acesso para a Série A, enquanto a equipe potiguar vai ficando mais perto do rebaixamento para a Série C.

O Sampaio chega aos 54 pontos, ocupando a quinta colocação, e na próxima rodada vai encarar o Oeste, no próximo sábado, no Castelão. Com 28 pontos e na 18ª posição, o ABC volta a campo na sexta-feira, para encarar o Ceará no Castelão.

TR ABC x Sampaio Corrêa - Frasqueirão (Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com)
Sampaio vence o ABC e fica próximo do G-4 na Série B (Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com)

Vantagem no minuto final
O ABC começou a partida controlando a bola e tentando criar as melhores chances. Marcando a saída de bola do Sampaio, aos 19, a bola sobrou para Romarinho, que no chute de fora da área acertou a trave do goleiro Rodrigo. Após o susto, o Sampaio imediatamente respondeu com um contra-ataque, mas Jheimy perdeu a chance de abrir o placar, quando a bola sobrou, e jogou por cima do gol.

O time maranhense passou a controlar o jogo e apostava nos cruzamentos para tentar abrir o placar. Em uma dessas jogadas, a bola chegou para Diones, que cabeceou por cima do gol. No minuto final da primeira etapa, Nádson tabelou com Jheimy e chutou cruzado para abrir o placar no Frasqueirão e colocar o Sampaio em vantagem antes de ir para os vestiários.

ABC ensaia reação, e Nádson se consagra
O Sampaio voltou acelerado para o jogo e logo nos primeiros minutos Henrique fez boa jogada e novamente Jheimy desperdiçou a chance de marcar o segundo. Apesar disso, o ABC diminuiu o ritmo do jogo, e, após cruzamento de Erivelton, Bismarck apareceu para empatar o jogo aos 13 minutos.

Apesar disso, o Tricolor maranhense precisou de pouco tempo para responder. Aos 18, após boa jogada de Válber, Nádson deu um toque sutil para recolocar o Tubarão na liderança do placar. Nádson voltou a aparecer aos 36 minutos e marcou o terceiro para o Sampaio, praticamente garantindo a vitória maranhense. O ABC ainda ensaiou uma reação quando Adriano descontou aos 45, mas não teve forças para chegar ao empate.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Sampaio Corrêa 1 x 0 CRB

Com golaço de Nadson, Sampaio vence CRB diante de 13 mil pessoas

Meia acertou belo chute para furar ferrolho da defesa do CRB. Triunfo leva time maranhense, temporariamente, à quarta colocação, com 31 pontos.

Com golaço de Nadson e show dos 13 mil torcedores nas arquibancadas, o Sampaio derrotou o CRB pelo placar de 1 a 0 na noite desta terça-feira, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.  A vitória deixou o clube ainda mais perto dos primeiros colocados e manteve a série invicta do Tricolor no estádio Castelão, em São Luís (MA).

O triunfo deixa o Sampaio Corrêa no G-4, temporariamente na quarta colocação, com 31 pontos. Se o Botafogo vencer o ABC, o time maranhense fica em quinto lugar. O CRB fica estacionado nos 22, na 13ª posição.

Nadson comandou a vitória do Sampaio sobre o CRB no Castelão (Foto: Biaman Prado/O Estado)
Nadson comandou a vitória do Sampaio sobre o CRB no Castelão (Foto: Biaman Prado/O Estado)

As duas equipes voltam a campo no fim de semana. O próximo compromisso do Sampaio será contra o Paraná, na sexta-feira, 14, às 19h, no estádio Durival Britto. No sábado, 15, o CRB recebe o Criciúma no Rei Pelé às 16h30.

O jogo

Faltou emoção, mas sobraram divididas, faltas e alguns chutões que tornaram boa parte do primeiro tempo monótono. A marcação forte de ambos os times deixou o meio campo-travado e as chances reais de gols foram cenas raras de se ver na etapa inicial. Uma delas surgiu dos pés de Douglas aos 21 minutos, após troca de passe com Pimentinha. O goleiro Juliano salvou o CRB.

O time do Galo da Pajuçara não conseguia uma sequência de passes para se aproximar da área maranhense. Tanto que o goleiro Rodrigo praticamente assistiu à partida. O melhor momento do CRB surgiu aos 40 minutos com Clebinho, quando o meia passou por dois marcadores e, na hora do arremate, foi travado por Luiz Otávio. Melhor jogada do ataque regatiano.

Ainda na etapa inicial, Cleitinho e Danilo Bueno foram substituídos após se machucarem. O jogador do Sampaio foi levado a um hospital particular com suspeita de fratura. O meia do CRB sentiu lesão muscular.

No segundo tempo, o Tricolor adiantou mais a marcação e com isso passou a trocar passes no campo de ataque. Como resultado uma chance clara de gol aos 3 minutos do segundo tempo, após troca de passe entre Pimentinha e Alex Maranhão, que desperdiçou bela chance de abrir o marcador.

Com a melhora do Tubarão, o Galo ficou encurralado, sem conseguir sair da defesa e apesar da pressão, o time maranhense não conseguia furar o ferrolho do CRB. Com menos espaço, o caminho foi arriscar de fora da área. Nadson, com muita qualidade, conseguiu quebrar a retranca dos visitantes. Aos 30 minutos, ele chutou forte da entrada da área para acertar o ângulo superior direito do goleiro Juliano, que nada pode fazer.

GLOBO ESPORTE.COM

Sampaio Corrêa 2 x 0 Bragantino

Pé calibrado de Nadson dá vitória ao Sampaio Corrêa sobre o Bragantino

Meia acerta dois chutes de fora da área após vacilos da defesa do Massa Bruta. Triunfo por 2 a 0 deixa Tricolor colado no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

A noite inspirada do meia Nadson somada ao dia infeliz do setor defensivo do Bragantino resultaram em uma fácil vitória do Sampaio Corrêa por 2 a 0 na noite desta terça-feira, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O Tricolor não precisou criar muito no estádio Castelão, em São Luís (MA) para faturar os três pontos. Foram duas chances claras, com dois chutaços de Nadson, após falhas da defesa do Massa Bruta. No finzinho, com o placar já garantido, os donos da casa quase fizeram o terceiro, mas Moisés tirou em cima da linha.

Sampaio x Bragantino (Foto: De Jesus/O Estado)
Sampaio e Bragantino se enfrentaram na noite dessa terça-feira, no Estádio Castelão
(Foto: De Jesus/O Estado)

O triunfo deixa o Sampaio Corrêa muito perto do G-4, temporariamente na quinta colocação, com 28 pontos. O Bragantino fica estacionado nos 22, na 10ª posição.

As duas equipes têm, agora, uma semana de preparação até a próxima rodada. O Sampaio Corrêa receberá o CRB na terça-feira, 11, às 19h. O Bragantino retorna ao Nabizão para enfrentar o Paraná no mesmo dia, mas às 21h30.

O jogo

Faltou emoção no primeiro tempo. O Bragantino foi ao Maranhão para se defender e explorar contra-ataques, enquanto o Sampaio Corrêa foi ao ataque, mas parava na forte defesa dos visitantes. O Massa Bruta se fechou bem e não deu chances para o Tricolor invadir sua área. Então, o caminho foi arriscar de longa distância. E com muita inspiração, Nadson conseguiu quebrar o ferrolho dos visitantes. Aos 23 minutos, ele soltou uma bomba de fora da área. A bola explodiu no travessão e entrou. Depois do gol, o duelo voltou ao seu ritmo lento, sem chances claras de gol até o fim da primeira etapa.

O segundo tempo seguia o mesmo rumo dos primeiros 45 minutos. Apesar de atrás no marcador, o Bragantino estava sonolento, enquanto o Sampaio Corrêa queria gols. Viu no disperso adversário sua oportunidade para aumentar o saldo de gols. E assim como no primeiro tempo, sobrou categoria para Nadson. O meia marcou mais um após a zaga do Bragantino sair errado e parar em uma cobrança de impedimento. Copetti, adiantado, apenas assistiu Nadson dar um belo toque de cobertura de fora da área. O Sampaio ainda teve o lateral Marcelinho expulso por retardar o reinício do jogo, mas mesmo com um a menos, não teve trabalho para segurar o Massa Bruta até o fim e garantir o resultado de 2 a 0.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Sampaio Corrêa 3 x 2 ABC

Invicto em casa, Sampaio Corrêa segura o ABC e se aproxima do G-4

Tricolor maranhense explora jogadas nas laterais e marca três vezes com Diones, Válber e Nadson. Alvinegro não vence há três jogos e time mostra abatimento

O Sampaio Corrêa mostrou que manda no Castelão e conseguiu sua quinta vitória em casa, das oito já obtidas nesta Série B. A vitória por 3 a 2 sobre o ABC, em jogo pela 14ª rodada da competição – com gols de Diones, Válber e Nadson -, deixou o bem próximo ao G-4, ocupando a quinta posição, com 25 pontos. O ABC, que estreou o novo técnico Toninho Cecílio, não vence há três jogos e não consegue repetir o bom desempenho do início da competição, quando chegou a figurar entre os líderes. A derrota deixou o Alvinegro com o sinal de alerta aceso, já que o time caiu para a 15ª colocação, com 16 pontos.

Na próxima terça-feira, o Sampaio Corrêa enfrenta o Oeste no Estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco. O ABC recebe em casa, no Frasqueirão, o Ceará. Os dois jogos estão marcados para as 19h30.

Sampaio x ABC no Castelão (Foto: Bruno Alves / GloboEsporte.com)
Sampaio Corrêa mantém invencibilidade no Castelão e vence o ABC
(Foto: Bruno Alves / GloboEsporte.com)

O jogo

Explorando a grande extensão do campo do Castelão, o Sampaio Corrêa começou bem e mostrou uma boa presença no setor ofensivo. Com um chute forte, Nadson assustou Saulo aos quatro minutos. Logo depois, Pimentinha deixou Diones sozinho dentro da área, mas o volante errou o chute. Em seguida, Nadson buscou o canto esquerdo de Saulo, mas o goleiro conseguiu a defesa. De tanto insistir, o Tricolor maranhense chegou ao gol aos 23 minutos, numa cobrança de falta pela direita. Nadson colocou a bola na cabeça de Diones, que mesmo dividindo o lance com Leandro Amaro, teve mais sorte e abriu o placar. Com o gol sofrido, o Alvinegro acordou para o jogo e obrigou o goleiro Ruan a fazer duas boas defesas, a primeira em um chute cruzado de Kayke e a segunda após cabeceio de Rafael Miranda. Na terceira tentativa, o Alvinegro empatou a partida. Aos 36 minutos, Bismark foi lançado na entrada da área e marcou um golaço, após encobrir o goleiro do Sampaio.

Tubarão fulminante

O segundo tempo começou fulminante para o Sampaio. Explorando as jogadas nas costas do lateral Marcílio, do ABC, o time maranhense aproveitou a velocidade de Pimentinha para infernizar a defesa alvinegra. Pelo outro lado, a entrada da Raí na ponta esquerda deu mais força ao ataque tricolor, que conseguiu o segundo gol em lance saindo dos pés do lateral-esquerdo. Aos 16 minutos, depois de pedalar e colocar a bola entre as pernas de Reginaldo, Raí deu um lindo passe para Válber, que bateu firme.

Atrás no placar, o técnico Toninho Cecílio tirou o volante Neto e colocou o atacante Rafael Oliveira, mas a alteração acabou abrindo, ainda mais, a defesa alvinegra. Aos 19 minutos, em rápido contra-ataque, o Sampaio Corrêa aproveitou a velocidade dos seus meias e avançou pela direita com Pimentinha. A bola chegou para Douglas, que rolou para Nadson mandar um chutaço e marcar o terceiro gol do Tricolor.

Pressionado, o ABC se lançou ao ataque e diminuiu o placar com Rafael Oliveira. Depois de um passe de Wellington Bruno, que substituiu Bismark, o meia achou o atacante na esquerda e deu o passe entre os zagueiros. Oliveira partiu em direção ao gol e tocou na saída de Ruan.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Sampaio Corrêa 3 x 1 Luverdense

Em jogo emocionante, Sampaio vence Luverdense com direito a golaços

Gols foram marcados Douglas Oliveira, Nádson e Pimentinha para o Sampaio. O Luverdense fez com Diego Rosa. Partida foi no Castelão, em São Luís

Um jogo que teve gols e maiores emoções guardados para os minutos finais. O Sampaio venceu o Luverdense, por 3 a 1, no Castelão, na noite desta terça-feira e conseguiu transformar a frustração da torcida em êxtase. Isso pelo fato de que o jogo estava 1 a 1 até aos 44 minutos.

Nádson do Sampaio comemora gol na vitória contra Luverdense (Foto: Biaman Prado / O Estado)
Nádson comemora gol na vitória contra Luverdense (Foto: Biaman Prado / O Estado)

Os gols foram marcados Douglas Oliveira, Nádson e Pimentinha para o Sampaio. O Luverdense fez com Diego Rosa.

Com o resultado, o Sampaio saltou para o 18 pontos e se manteve na oitava colocação.  O Luverdense ficou com os 11 pontos e encostou ainda mais na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada os dois times jogam às 16h30 de sábado. O Sampaio joga contra o Boa Esporte, novamente no Castelão, em São Luís. O Luverdense enfrenta o CRB, no Rei Pelé, em Alagoas.

Jogo

Primeiro tempo de domínio do Sampaio e com tentativas de contra-ataque do Luverdense, mas frustradas com a atenção redobrada da defesa do time anfitrião. Pimentinha e Nadson foram os destaques da primeira etapa com jogadas de velocidade e dribles objetivos.

O destaque negativo foi à contusão do zagueiro Edimar, que sentiu dores musculares e foi substituído por Plínio. O jogador estava voltando a jogar como titular e até a braçadeira de capitão estava de volta. Tudo isso depois de passar por uma longa recuperação após uma cirurgia de joelho.

Douglas, do Sampaio, fez o primeiro gol do time na vitória contra Luverdense (Foto: Biaman Prado / O Estado)
Douglas, do Sampaio, fez o primeiro gol do time na vitória contra Luverdense
(Foto: Biaman Prado / O Estado)

Depois da baixa no Tricolor, veio à parte boa. Aos 25 minutos, o atacante Douglas Oliveira acertou um belo chute e fez um golaço após um chute forte de Nádson que o goleiro Edson rebateu. O jogador foi bastante criticado na derrota por 5 a 0 para o Botafogo pelas chances desperdiçadas.

Aos 38 minutos, Nádson protagonizou outro belo lance. O meia, de fora da área, bateu buscando o ângulo superior esquerdo do goleiro do Luverdense, mas desta vez o defensor foi melhor e colocou a bola pela linha de fundo.

Segundo tempo

Logo no reinício da partida, o Sampaio voltou a ser dono do jogo. Em jogada boa de Nádson e cruzamento de William Simões, Pimentinha chegou batendo, mas o goleiro Edson fez uma defesa de alto grau de dificuldade e evitou o segundo gol do Sampaio antes do primeiro minuto do segundo tempo.

Depois disso só deu Sampaio, que criou bastante, mas não concluiu em gol. As jogadas foram envolventes e sempre em velocidade.

Só que aos 24 minutos, Diego Rosa conseguiu uma arrancada incrível do meio-campo, passou por cinco jogadores do Sampaio e bateu por cima do goleiro Rodrigo na saída do camisa 1. O golaço serviu de empate para o time de Mato Grosso.

Aos 38 minutos, Pimentinha fez uma jogada boa e passou para Vanger. O atacante tricolor ficou sozinho com o goleiro Edson e o defensor do Luverdense fez boa defesa.

Quando o jogo já se encaminhava para o empate, aos 45 minutos do segundo tempo, o meia Nádson chutou forte de fora da área e fez a torcida “boliviana” extravasar no Castelão.

E para transformar de vez a frustração em alegria, Pimentinha fez uma jogada daquelas aos 48 minutos. Passou por três adversários e bateu cruzado e rasteiro para fazer o terceiro gol do time.

 

GLOBO ESPORTE.COM