Renato Maurício Prado comenta as poucas obras de mobilidade urbana prontas para a Copa

Portal da Copa/ ME/ Dezembro 2012#

 

Dado definitivo, revelado por minuciosa reportagem de Eduardo Mendes e Leo Burlá, publicada no Lance! da terça-feira passada: das 40 obras de mobilidade urbana previstas nas 12 cidades sede da Copa (originalmente, eram 49!), apenas três (vale repetir: três!!!) estavam prontas a 100 dias do início da competição. Corredores expressos de ônibus, Veículos Leves sobre Trilhos, alargamento de avenidas e criação de novas vias, na esmagadora maioria dos casos, viraram apenas obras de ficção.

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 09.03.2014

“Estou matando um leão ou dois por dia”, afirma Roberto Cláudio

Prefeito de Fortaleza promete muito trabalho para cumprir obras para a Copa. Foto: Lucas de Menezes

Prefeito de Fortaleza promete muito trabalho para cumprir obras para a Copa. Foto: Lucas de Menezes

O prefeito Roberto Cláudio afirmou que está “matando um leão ou dois por dia” para dar conta das obras de mobilidade no entorno da Arena Castelão. Roberto fez a afirmação durante evento que discute “detalhes” da Copa das Confederações em Fortaleza. A reunião ocorre durante toda esta quinta-feira (14) na Arena Castelão, em Fortaleza, e discute os planos operacionais das cidades-sede para a Copa das Confederações de 2013, que será realizada no Brasil. O evento teve início às 10h e tem previsão de término às 19h.

Roberto revelou a data que utiliza como limite para finalizar os trabalhos. “Meu compromisso é entregar as obras do entorno da Arena Castelão em 15 de junho. Temos tempo para nos preparar bem e recuperar o tempo perdido”, disse, em referência ao que definiu como “atraso” herdado da última gestão municipal. O governador Cid Gomes elogiou a postura do prefeito. “Roberto Cláudio dá claras demonstrações de um novo ritmo no comando da cidade”, afirmou Cid.

Governador garante Centro Olímpico

Cid Gomes garantiu que conseguiu junto à presidenta Dilma Rousseff o apoio necessário para a construção do primeiro Centro de Formação Olímpica do Nordeste. O Centro, segundo o governador cearense, irá abrigar e formar atletas para competirem em 26 das 32 modalidades olímpicas disputadas. “Será um marco nos esportes. Quero fazer o registro oficial de minha gratidão para com o governo de Dilma, que tem atenção especial para com o Ceará”, frisou Gomes.

Alinhamento e integração são discutidos nas cidades-sede

Na Capital cearense estão presentes o ministro do Esporte, Aldo Rebelo; o CEO do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trade e o Secretário Executivo do Ministério dos Esportes, Luís Fernandes. Eles participam da reunião juntamente ao governador do Estado do Ceará, Cid Gomes, ao prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio, ao  secretário Especial da Copa 2014 no Ceará,  Ferruccio Feitosa e ao secretário da Copa no Município, Domingos Neto.

São discutidos 12 temas que visam definir detalhes da operacionalização das áreas de Segurança, Coleta e Controle de Ingressos, Aeroportos, Transporte e Mobilidade, Acomodação e Receptivo Turístico, Telecomunicações, Energia, Vigilância Sanitária, Saúde, Cultura, Meio Ambiente, Comunicação e Voluntariado.

O grupo reune-se a representantes de várias outras áreas do Governo Federal, entre elas Casa Civil da Presidência da República, dos ministérios do Esporte, do Planejamento, da Fazenda, das Cidades, dos Transportes, da Defesa, da Justiça, da Saúde, do Turismo, do Meio Ambiente, das Minas e Energia, da Cultura e das Comunicações, do Gabinete de Segurança Institucional, da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, da Secretaria de Portos, do COL, do Governo do Estado do Ceará e da Prefeitura de Fortaleza.

Cid fez questão de permanecer no evento para “acompanhar pessoalmente os debates”. A reunião, depois de encerrada em Fortaleza, irá ocorrer em Recife (26/03), Salvador (27/03) e Belo Horizonte (02/04).

Cai avaliação geral de especialistas sobre os preparativos para a Copa 2014

Dos sete itens pesquisados, apenas “Estádios” obteve avaliação aceitável. Todos os demais ainda estão “reprovados” pela mostra. Foto: José Leomar

Dos sete itens pesquisados, apenas “Estádios” obteve avaliação aceitável. Todos os demais ainda estão “reprovados” pela mostra. Foto: José Leomar

Uma pesquisa realizada mostrou que a confiança dos especialistas em relação aos preparativos para a Copa de 2014 édesanimadora.

A terceira edição do Termômetro Copa 2014, pesquisa realizada trimestralmente que avalia a opinião de especialistas quanto a realização e organização do evento, demonstra umaqueda na percepção geral, que passou de 2,2 nas duas primeiras edições para 2,1 na medição atual (em uma escala de 1 a 5).

O item “Estádio” continua sendo o mais bem avaliado, com média 3. É o único que ultrapassou a metade da escala de valores (2,5). Na medição anterior, os itens “Telecom” e “Hospedagem” também estavam acima desta média, mas caíram nesta edição. “Qualificação de mão de obra”, apesar de abaixo da média, registrou evolução de 0,1 na percepção dos especialistas.

“O resultado da terceira medição do nosso termômetro é bastante preocupante. Estamos a poucos meses do início da Copa das Confederações e a percepção dos especialistas quanto aos preparativos não melhorou”, destaca Fernando Trevisan, pesquisador e consultor da Trevisan Gestão do Esporte.

Os especialistas continuam considerando como preocupantes as obras de mobilidade, tanto as urbanas quanto aeroportuárias. Cerca de 1.000 especialistas, entre professores, alunos e ex-alunos foram ouvidos na realização da pesquisa.

 

Diário do Nordeste – Diário na Copa – 06/03/2013