Casamento Blindado será escrito por Bosco Brasil

 

Na Record, o especial “Casamento Blindado”, que seria escrito pela Margareth Boury, foi passado para o Bosco Brasil.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Record exibirá nove especiais em sua grade de fim de ano

 

 

Direção da Record também encomendou da autora Margareth Boury um outro especial para o fim do ano.
Serão, no total, nove projetos de parceria da Record com produtoras independentes…
… Alguns já serão conhecidos nesta sua programação de fim de ano.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Autora de “Rebelde” pode ser promovida para a faixa das 22h na Record

Autora das duas temporadas de “Rebelde” e de “Alta Estação”, Margareth Boury já está desenvolvendo um novo trabalho para a Record e está em vias de ser promovida para a faixa das 22h.

Margareth, que está na casa há sete anos, prepara uma sinopse que se passará num país fictício na América do Sul no ano de 1888.

Comédia, aventura e romance deverão ser os principais pilares do folhetim, que deve ir ao ar na sequência de Cristianne Fridman – que por sua vez, virá após “Pecado Mortal”, de Carlos Lombardi, a substituta de “Dona Xepa”.

Com informações da coluna Controle Remoto.

natelinha

Saiba qual será a ordem das novelas da Record para o futuro próximo

Ficou assim a ordem de entrada das novelas da Record na sua faixa das 22 horas. Depois de “Balacobaco”, virá “Dona Xepa”, de Gustavo Reiz, e em seguida, “Pecado Mortal”, de Carlos Lombardi. Na sequência, uma história de Cristianne Fridman, que, por sua vez, entregará o horário para Margareth Boury. Fica faltando saber quando será a vez do Marcílio Moraes ou até mesmo do Lauro César Muniz.
Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

“Chiquititas”: “Vai ser um prazer estar no SBT”, diz Guilherme Boury

https://i1.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20130120180841.jpg

Divulgação
Após quatro anos na Record e uma passagem pela Globo em 2011, onde atuou na novela “Fina Estampa”, o ator Guilherme Boury foi contratado pelo SBT e estará na nova versão brasileira de “Chiquititas”.
Em entrevista à coluna “Canal Zap”, ele contou que assinou contrato até agosto de 2014. “A vida é movida de oportunidades. Estamos sempre fazendo escolhas. Vai ser um prazer estar no SBT. Até agosto de 2014, sou deles”, comemora.
Na nova adaptação de Íris Abravanel, Guilherme será Júnior, um rapaz do bem e tímido, que volta ao Brasil após um tempo trabalhando fora. Ao longo da história, ele se envolve com a professra Carolina, protagonista do folhetim que ainda não teve uma atriz definida pela emissora.
Para o novo trabalho, Guilherme Boury iniciou aulas de canto e dança. “É algo totalmente novo para mim. Fiz aula de canto, mas nada profissional. Mas não fiquei assustado com a ideia. Atores devem ser profissionais completos: dançar, cantar e interpretar”, explicou ele.
O ator já está morando em São Paulo e já iniciou o processo de preparação. Em “Chiquititas”, ele terá a oportunidade de ser dirigido pelo avô, Reynaldo Boury, pela primeira vez.
“É uma das maiores felicidades neste projeto para mim. Vou aprender com um dos grandes mestres da tevê brasileira”, elogiou o rapaz, filho da novelista Margareth Boury.
“Chiquititas” tem estreia prevista para julho, substituindo o sucesso “Carrossel” .
natelinha

Record quer reaproveitar cenografia de “Rebelde” em “Dona Xepa”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20121220054931.jpg

Vila Lene: bairro fictício criado para “Rebelde” deverá ser reaproveitado em “Dona Xepa”
Embora tenha apresentado uma estrutura inovadora e enxuta de novelas para “Dona Xepa”, que deverá contar com no máximo 90 capítulos, a Record pretende compensar tal novidade com investimentos menos agressivos em seu próximo folhetim.

Segundo a jornalista Anna Ramalho, do “Jornal do Brasil”, a Record pretende reaproveitar ao máximo a cenografia utilizada em “Rebelde”, encerrada em outubro após pouco mais de um ano e meio no ar.

A cidade cenográfica a ser utilizada deverá ser a mesma, com mudanças sensíveis na fachada. Já os cenários internos também ganharão ajustes mas não deverão ser totalmente diferentes dos utilizados na trama de Margareth Boury.

As semelhanças acima não serão as únicas com “Rebelde”. A direção-geral será de Ivan Zettel, que esteve à frente do folhetim adolescente, e vários outros atores do mesmo voltarão ao ar na adaptação de Gustavo Reiz. Diego Montez, Arthur Aguiar, Pérola Faria e Rayana Carvalho também estarão na nova novela.

Em tempo:
Esta não é a primeira vez que a Record reaproveita cenografia para suas produções. “Balacobaco”, que está em cartaz atualmente, tem sua cidade cenográfica reaproveitada de “Vidas em Jogo”. Como o folhetim foi colocado no ar às pressas, com cerca de seis meses de antecedência, fez-se necessária o uso deste artifício. Daniel Clabunde foi o responsável pelo desenho desta.
natelinha

Record quer 5 novelas em 2013

Com atualmente uma novela no ar, o RecNov fica juntando teias de aranha enquanto vários atores ficam ganhando altos salários sem trabalhar. Para resolver os problemas, a direção da emissora ordenou que em 2013 se produzam 5 novelas, fora uma minissérie.

Segundo a coluna do Flávio Ricco, a decisão visa fazer o complexo de gravação de dramaturgia valer o preço que custou e produzir algo. O auge da produção da Record foi com três tramas simultâneas no ar, quando exibia dois folhetins em horário nobre mais a novelinha “Alta Estação”, escrita por Margareth Boury seguindo um estilão mais “Malhação”.

Só um detalhe não bate a respeito dessas cinco novelas: vão enfiá-las onde? A programação da Record, embora flutuante, não comporta muitas novelas simultâneas por conta dos programas sazonais (“Ídolos”, “A Fazenda” etc). Vai ser um baita desafio colocar tanta novela assim no ar.