Marcílio Moraes viajará a Lisboa pedir para o Brasil se filiar a Cisac

Resultado de imagem para mARCÍLIO Moraes

 

Direitos dos autores Como presidente da Gedar, entidade criada para recolher direitos autorais dos nossos autores-roteiristas, Marcílio Moraes embarca para Portugal na segunda semana de junho. Na capital Lisboa, em reuniões já agendadas, ele pleiteará a filiação do Brasil na Cisac, organização responsável pelo recolhimento dos valores referentes às obras exibidas lá fora.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Marcílio Moraes entregou à TV Record sinopse sobre Martinho Lutero

 

E aí? Já tem uns três meses que Marcílio Moraes entregou uma sinopse na Record sobre a vida de Martinho Lutero, um dos principais nomes da Reforma Protestante, que ocorreu a partir do século XVI.

Por enquanto, não aconteceu nenhuma manifestação da emissora a respeito desse trabalho. O Marcílio continua na espera.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Marcílio Moraes já elabora a segunda temporada do seriado Plano Alto

Marcílio Moraes e sua equipe de colaboradores já estão trabalhando nos capítulos da segunda temporada da série “Plano Alto”…
… A produção vai girar entre 12 e 15 episódios na Record…
… Será gravada este ano, mas para exibição somente em 2016, com direção de Ivan Zettel…
… Sobre a sua realização, a Record não descarta parceria com uma produtora internacional.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Bery

Segunda temporada de Plano Alto é adiada para agosto ou setembro de 2015

38340-record-hd

 

Apenas isso

A segunda temporada de “Plano Alto”, série do Marcílio Moraes, já foi devidamente aprovada pela direção da Record.

A produção que iria iniciar no começo do ano, ficou para agosto ou setembro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Sem espaço na Globo, Lima Duarte recebe convite público de autor da Record

Sem espaço na Globo, Lima Duarte recebe convite público de autor da Record

Longe das novelas desde 2010, quando interpretou o Max em “Araguaia”,  Lima Duarte  concedeu declarações recentes de que desejava voltar às telinhas e recebeu um convite público de  Marcílio  Moraes, autor da Record. 

Marcílio, que escreveu “Plano Alto” e está preparando uma nova novela para 2015, convidou Lima publicamente através de seu perfil no Facebook: “Lima, se eu fizer mesmo uma novela no final do ano que vem, tenho um papel perfeito, ideal, para você. Só tem que vir para a Record”.

Caso Lima Duarte aceitasse o convite, os dois voltariam a trabalhar juntos após praticamente 30 anos. Marcílio colaborou com Dias Gomes em “Roque Santeiro”, lançada em 1985, onde Lima viveu um de seus principais personagens: o Sinhozinho Malta.

Com uma carreira de mais de 60 anos, Lima Duarte pretende se despedir das telinhas com um papel marcante e por isso não tem aceitado a qualquer proposta. Ao UOL, declarou: “Tudo que faço agora dá impressão que é a última coisa que vou fazer na vida, então quero que seja algo especial. Não vou fazer o galã da Isis Valverde, da Bruna Marquezine. Não dá”.

Ele também justificou o porquê de ter desistido de “Boogie Oogie”, onde inicialmente atuaria ao lado de Regina Duarte – repetindo assim o casal de “Roque Santeiro”. “Só faria sentido fazer essa novela se fosse com ela”, disse.

Em tempo:

Apesar do convite feito, são poucas as chances de Lima Duarte vir a integrar o casting da Record. Com contrato vigente com a Globo, o ator ironizou o canal concorrente ao receber uma proposta há oito anos.

Em uma entrevista concedida à Folha de S.Paulo, o ator descreveu: “Trabalho há 35 anos na Globo. Fui convidado a ir para a Record, olha que importante sou. Fui convidado a ir para a Igreja Universal. Logo no começo da conversa, falaram: ‘Dinheiro não é problema’. E respondi: ‘Para mim também não’. Ganho muito bem, tenho contrato longo, acho que até o fim da minha vida, mais cinco anos”.

 

NaTelinha

Autor de “Plano Alto” fala sobre Ibope e tem apoio de profissionais da TV

Autor de  “Plano Alto” , série política da Record lançada na terça-feir a passada (30), Marcílio Moraes se pronunciou oficialmente neste fim de semana sobre os baixos índices de audiência registrados até agora.

Marcílio, que tem uma carreira de mais de 30 anos na TV, não se mostrou surpreso com os números registrados por enquanto – a série oscila entre 3 e 5 pontos em São Paulo: “Eu não tinha expectativas de que ‘Plano Alto’ atingisse altas audiências. É um trabalho que exige um certo esforço intelectual do espectador. E a moçada hoje em dia, de um modo geral, não tem essa disposição”.

Ainda que não estivesse surpreso por conta do baixo Ibope, o roteirista não escondeu sua frustração: “Mas me frustra que a pontuação no Ibope não seja expressiva, porque o produto é de alta qualidade, do texto (modéstia à parte) à realização, latu sensu. O impulso natural é me sentir “com a cachorra”, como se diz. Mas prefiro ficar com o velho Mário Quintana: “Eles passarão…Eu passarinho!”. A qualidade sempre acaba se impondo”.

Marcílio Moraes encerrou a publicação compartilhando os links dos episódios publicados na internet.
No decorrer das últimas horas, vários profissionais ligados à TV se manifestaram dando apoio e respaldo ao texto publicado por Marcílio.


Milhem Cortaz, Gracindo Jr. e Bernardo Falcone em “Plano Alto”

O diretor Ivan Zettel, por exemplo, fez coro ao colega: “Nós sabíamos da dificuldade que teríamos, você sempre me avisou”. Ele ainda complementou: “É raro nos dias de hoje fazer algo em que todos os envolvidos se orgulhem tanto de ter realizado, muitas vitórias num mar de dificuldades. Até agora 100% de criticas positivas e o resto … O resto virá …porque sempre vem , estamos juntos”.

A colunista Cristina Padiglione elogiou a produção mas destacou que a Record pouco tem feito na questão de habituar o telespectador a produções que exijam maior esforço de pensamento.


Carla Diaz, intérprete da Lucrécia, em cena de protesto

Sandro Rocha, o Aldomar da série, foi outro que destacou a qualidade do produto: “Eu também passarinho Marcílio Moraes e Ivan Zettel só consigo enxergar êxito , ousadia e qualidade neste trabalho”.

Atores como Bernardo Falcone, Íttala Nandi, Valquíria Ribeiro e outros profissionais, como a autora Solange Castro Neves, a jornalista Regina Rito e a produtora teatral Janaina Ávila também endossaram Marcílio Moraes.

NaTelinha

Roteirista de “Se Eu Fosse Você” será colaborador de nova “A Lei e o Crime”

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/7bf9226ddc5e85cae2b9d2a5154dea8a.jpg

Renê Belmonte será colaborador da segunda temporada de “A Lei e o Crime” – Divulgação

Com importantes passagens pelo cinema, através de “Se Eu Fosse Você” (em suas duas versões) e “Assalto ao Banco Central”, Renê Belmonte já tem um novo projeto na Record.
O roteirista, que atualmente colabora no texto de “Pecado Mortal”, de Carlos Lombardi, exercerá a mesma função na segunda temporada de “A Lei e o Crime”, série de Marcílio Moraes que será lançada no segundo semestre deste ano.
Renê já havia trabalhado na série em sua primeira temporada e repetirá a parceria com Marcílio.
A nova temporada de “A Lei e o Crime” será ambientada e produzida em São Paulo. O início da narrativa ocorrerá no Rio de Janeiro e em seguida haverá a migração da história para a capital paulista.
A direção-geral, a princípio, ficaria a cargo de Alexandre Avancini. No entanto, com a antecipação de “Moisés e os Dez Mandamentos” e a transformação do projeto de minissérie para novela – e com a sua direção -, é possível que um novo nome seja escalado para a direção.
NaTelinha