“Ainda me persegue”, diz lateral Marcelo sobre vexame dos 7 a 1

Marcelo e Roberto Carlos conversaram com o repórter Eric Faria

Marcelo e Roberto Carlos conversaram com o repórter Eric Faria

O “Esporte Espetacular” da Globo traz neste domingo (6) uma entrevista de Eric Faria com dois dos maiores laterais brasileiros de todos os tempos, Roberto Carlos e Marcelo.

Marcelo, que já é o terceiro estrangeiro com mais atuações pelo gigante espanhol, admitiu que o 7 a 1 para a Alemanha, na Copa de 2014, ainda o persegue.”Toda vez que sou convocado eu boto na cabeça que é uma chance de apagar o 7 a 1″, disse o jogador.

Às vésperas do duelo com a Argentina, pelas eliminatórias da Copa de 2018, o lateral-esquerdo, fã declarado do ex-craque Roberto Carlos, recebeu o ídolo e a equipe da Globo em sua casa, em Madrid.

Na conversa, seleção e Real Madrid foram assuntos obrigatórios. Titular há dez anos do clube espanhol e atual dono da lateral-esquerda da seleção, Marcelo segue os passos de Roberto Carlos, pentacampeão mundial em 2002 e jogador estrangeiro com mais jogos pelo Real Madrid.

Roberto Carlos, por sua vez, considera Marcelo seu herdeiro natural. No Real Madrid e na seleção brasileira: “Marcelo é um fenômeno”, declara.

Enzo, filho de Marcelo, também participou da gravação.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Atlético Mineiro 4 x 1 Flamengo

Atlético-MG goleia o Fla em jogo com pênalti perdido e pintura de Dátolo

Galo domina a partida, vence por 4 a 1 e se mantém a cinco pontos do líder. Jogo teve lance desperdiçado por Alan Patrick, dois gols de Jemerson e um contra de Marcelo

Monotonia não entra no vocabulário do jogo entre Atlético-MG e Flamengo, na tarde deste domingo, no Independência, em Minas Gerais. O Galo se recuperou da goleada sofrida por 4 a 0 para o Santos com outra goleada: mostrou superioridade e venceu o Rubro-Negro por 4 a 1. O time de Oswaldo de Oliveira pecou pelos erros. Marcelo fez gol contra, Alan Patrick perdeu pênalti quando o placar estava em 0 a 0, e Jemerson marcou duas vezes de cabeça. Paulinho foi quem descontou para os visitantes, e Dátolo fechou o fim de semana atleticano com um golaço.

Com o resultado, o Atlético-MG se mantém na segunda colocação, com 52 pontos, a cinco do líder Corinthians. Na próxima rodada, enfrenta o Joinville, em Santa Catarina, domingo, às 16h (de Brasília). Já o Flamengo ocupa a sexta colocação, com 41 pontos, a três do G-4. O Rubro-Negro joga o clássico com o Vasco, no Maracanã, no mesmo dia e horário do confronto do Galo.

Dátolo, Atlético-MG x Flamengo Campeonato Brasileiro 2015, Independência (Foto: DANIEL TEOBALDO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Dátolo comemora golaço no Independência diante do Flamengo

(Foto: DANIEL TEOBALDO / FUTURA PRESS / ESTADÃO CONTEÚDO)

O ritmo do primeiro tempo valeu por um jogo de futebol inteiro. Os erros do Flamengo definiram a etapa inicial. O Atlético-MG fez uma blitz logo no início, mas foi o Rubro-Negro que mais assustou logo de cara. Aos oito minutos, Marcelo Cirino recebeu na frente e foi derrubado por Victor. Pênalti. Seria o primeiro gol do jogo, se Alan Patrick não tivesse desperdiçado a cobrança, defendida pelo goleiro atleticano. A partida pareceu virar a favor do Galo, que abriu o marcador quando Marcelo cabeceou contra o próprio patrimônio, em lance que deixou todos incrédulos. Mas a torcida da casa mal teve tempo de comemorar. Paulinho, de primeira, após receber de Canteros na área, igualou o placar. Aos 25, Dátolo levantou na área, e Jemerson subiu mais alto do que a zaga adversária para colocar os alvinegros na frente novamente.

O segundo tempo não deixou a desejar. O Flamengo pouco assustou, e o Galo passou a gostar ainda mais do jogo. Aos nove, Jemerson, de novo. O zagueiro aproveitou a cobrança de escanteio de Dátolo para ampliar a vantagem do Atlético-MG. A bola entrou e saiu do gol, mas o árbitro não deixou de validar o lance, corretamente. Dátolo ainda deu um presente para o público que foi ao Independência: linda caneta em Pará e chute colocado para fazer o quarto do time anfitrião. Um golaço que fechou com chave de ouro a vitória.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Real Madrid defeated by Roma 7 – 6 in penalties in Melbourne

AS Roma players celebrate their penalty shoot-out win over Real Madrid in Melbourne.

Roma emerged victorious after a penalty shoot-out in their International Champions Cup clash against Real Madrid in Melbourne.

Rafael Benitez’s first match in charge of Real Madrid ended in defeat as Roma triumped 7-6 on penalties in the International Champions Cup at the MCG on Saturday.

After a goalless 90 minutes, the Serie A side came out on top in the shoot-out thanks to goalkeeper Morgan De Sanctis and midfielder Seydou Keita.

De Sanctis saved Lucas Vasquez’s spot-kick and Keita stepped up to convert the following effort.

Benitez named a strong starting XI, with the Spaniard handing the captain’s armband to Manchester United target Sergio Ramos, while Cristiano Ronaldo, Gareth Bale, Luka Modric, Raphael Varane and Marcelo were all selected.

There was also a spot for 16-year-old Norwegian prodigy Martin Odegaard.

Francesco Totti, Daniele De Rossi, Gervinho, Radja Nainggolan and Ashley Cole were included by Roma boss Rudi Garcia.

Roma settled well and came close to breaking the deadlock after just four minutes.

De Rossi rattled the crossbar from inside the six-yard box and his shot sparked a goalmouth scramble as Totti’s follow-up effort was cleared off the line by Marcelo.

Real slowly worked their way into the match, with Ramos creating some space at the back post before firing over the bar.

Bale – the liveliest of Real’s front three during the first half – picked out Ronaldo inside the penalty area but Cole dispossessed the latter just as he was about to pull the trigger.

 

Keylor Navas was kept busy approaching the half-hour mark, forced into a save from distance by Totti, who was withdrawn soon after, while the Real goalkeeper also produced a fingertip save to keep out Salih Ucan.

As expected, both sides made a host of half-time changes, with the likes of Karim Benzema, Toni Kroos, Isco, Miralem Pjanic, Adem Ljajic and Juan Iturbe introduced.

And it had a detrimental impact on the spectacle, though Bale and Seydou Doumbia both had opportunities to break the deadlock early in the second half.

Bale came within a whisker of scoring after his header flashed wide of the post in the 53rd minute, while Doumbia hit the side netting just after.

With extra time looming, Real stepped it up a gear.

After having their penalty shouts for a handball waved away by referee Mark Clattenburg, Benzema played a first-time pass to second-half substitute Vasquez but De Sanctis came to Roma’s rescue.

That proved the last piece of action before the shoot-out, which saw Roma convert all seven of their penalties.

Football Federation Australia

Rede Record já tem projeto de programa para Xuxa

Sem programa na Rede Globo, Xuxa pode ir para a Record

O interesse na contratação da Xuxa é um tema praticamente frequente nas reuniões da Record. E não existe mais segredo em torno disso.

A partir do momento que aqui no UOL se revelou a existência da negociação, entendeu-se que não havia mais necessidade de fazer segredo.
Sabe-se agora, que já existe um projeto para Xuxa na Record e que ele se encontra sob os cuidados de Marcelo Silva, vice-presidente artístico e de programação. A ideia do programa, na verdade, é do próprio Marcelo e já foi apresentado para alguns executivos da casa.
Segundo informado, é algo inteiramente novo em se tratando de Xuxa, algo que a artista ainda não fez na televisão.
Antes de iniciar os entendimentos, a direção da Record ouviu várias opiniões, inclusive de que ela estaria acabada para a TV. Mas nada disso foi levado em consideração. Ao contrário.
A direção da emissora acredita no potencial da apresentadora, na sua força comercial e no projeto que poderá ser comandado por ela. O momento é de expectativa, mas é sempre bom lembrar que ainda existe um contrato em vigência com a Globo.
Também no dia de hoje, a Record informou que vai lançar o seu novo slogan no ano que vem: “Record, uma TV aberta para o novo” .
Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Alto Astral 05/12/2014

Laura se nega a desistir da investigação sobre sua mãe

Vicente revela a Laura que seu filho foi preso e acusado de envolvimento com drogas por culpa de sua mãe. Laura se nega a atender o pedido do avô para desistir da investigação. Marcos procura Marcelo para pedir um emprego para Laura, como parte do plano para reconquistar a moça. Úrsula orienta Débora para que Fernando envie o resultado de seu exame aos cuidados de Marcelo e exige que Maria Inês presencie a cena. Tina informa a Manuel que a reforma da lanchonete está pronta. Marcos avisa a Laura que conseguiu uma entrevista de trabalho para ela na revista de Marcelo. Caíque questiona a presença de Marcos na casa de Laura.

 

Atlético Paranaense 1 x 0 Goiás

1 x 0

37ª RODADA
MARCELO GARANTE VITÓRIA DO ATLÉTICO-PR SOBRE O GOIÁS NA DESPEDIDA DA ARENA
Em jogo para cumprir tabela, Furacão cresce no segundo tempo e mantém o oitavo lugar no Campeonato Brasileiro. Goiás fica na 13ª posição
O Atlético-PR despediu-se da Arena da Baixada com festa. Venceu o Goiás por 1 a 0 na noite deste domingo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. E, apesar de ter ficado longe do G-4, recebeu os aplausos da torcida no fim. O atacante Marcelo marcou o gol decisivo aos 16 minutos do segundo tempo. Com isso, o Furacão segue no oitavo lugar, agora, com 53 pontos. O Esmeraldino fica na modesta 13ª posição, com 46 pontos.

O primeiro tempo teve pouca emoção. Ficou concentrado no meio-campo, com raros lances de perigo. O Furacão cresceu no segundo tempo e chegou ao gol com Marcelo, que vinha sendo cobrado pela torcida e comemorou de forma tímida. Os mandantes pressionaram, mas ficaram no 1 a 0 mesmo. No fim, o zagueiro Jackson e o volante Thiago Mendes ainda foram expulsos.

Na última rodada, o Atlético-PR visita o Palmeiras, que luta contra o rebaixamento. O Goiás recebe a Chapecoense, que apenas cumpre tabela. Os jogos estão marcados para as 17h (horário de Brasília) de domingo, dia 6.

Comemoração do Atlético-Pr contra o Goiás (Foto: Geraldo Bubniak / Agência estado)
Jogadores celebram Marcelo, autor do gol contra o Goiás (Foto: Geraldo Bubniak / Agência estado)

Furacão cresce no segundo tempo e vence

Atlético-PR e Goiás protagonizaram um primeiro tempo com pouca emoção na Arena da Baixada. O time da casa jogava com apenas um meia de criação e três atacantes, o que deixava Bady sobrecarregado. No lance mais perigoso, o atacante Marcelo invadiu a área, mas, cara a cara com Renan, bateu em cima do goleiro. Depois, arriscou de fora da área e, mais uma vez, parou no camisa 1. Por outro lado, os visitantes contavam com três volantes e depositavam suas fichas no trio Ramon, Erik e Samuel. Eles trocavam passes e rondavam a área rubro-negra, mas sem conseguir levar perigo ao gol adversário.

Apoiado pela torcida, o Atlético-PR voltou sem mudanças, mas com uma postura mais ofensiva. Dellatorre cabeceou rente à trave após cobrança de falta. Depois, Bady e Hernani arriscaram de longe, para fora. A presão deu resultado aos 16. O lateral-esquerdo Natanael deu lançamento preciso, e Marcelo bateu firme para fazer 1 a 0. O Goiás até ameaçou com Samuel, que quase marcou um golaço de longe. Mas, depois, sentiu a pressão. Deu espaços para o Furacão, que quase ampliou com Cléo, Marcos Guilherme e Nathan. No fim, o Esmeraldino ainda teve dois expulsos: o zagueiro Jackson e o volante Thiago Mendes. Aí o Rubro-Negro só esperou o apito final para comemorar a vitória na despedida da Baixada em 2014.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Marcelo Oliveira perde terceira final de Copa do Brasil seguida e leva troféu Vasco da Gama

Cruzeiro é um especialista em mata mata. Sempre nessas competições mata a torcida de raiva (FOTO: Victor)

Cruzeiro é um especialista em mata mata. Sempre nessas competições mata a torcida de raiva
(FOTO: Victor)

Faça sua festa, Marcelo Olveira! Depois de alcançar o feito de ser tri vice campeão da Copa do Brasil, o treinador do Cruzeiro conquistou a Taça Vasco da Gama de Futebol. Muito feliz, o treinador comemorou o feito.

“É incrível ter uma conquista dessa. É mais um troféu para o meu currículo e dedico esse vice à torcida do Coritiba, já que o clube foi essencial para isso”, disse.

Apesar de dar nome à taça, o Vasco ainda não conquistou este título, principalmente depois de perder o vice da Série B 2014. O clube carioca estuda mudar sua sede para Curitiba, já que a cidade conta com o salão de festas Couto Pereira, do Coritiba, que tem o costume de receber os campeões da Copa do Brasil para jogar, como ocorreu em 2011 e 2012. Desta forma, voltaria a ser vice com certeza.

Com a Tri Vice Coroa, o treinador pensa em mudar seu nome para Marcelo da Gama.

 

Vitória 1 x 2 Flamengo

 1 x 2 

18ª RODADA
FLA VENCE QUINTA SEGUIDA E MANTÉM VITÓRIA NA LANTERNA DO BRASILEIRÃO
Paulo Victor defende pênalti de Juan em vitória de 2 a 1 no Barradão, com gols de Marcelo, de cabeça, e Alecsandro, de pênalti. Caio desconta
O Flamengo cresce no mesmo embalo em que o Vitória despenca no Campeonato Brasileiro. No começo da noite deste domingo, no Barradão, o time carioca venceu sua quinta partida seguida na competição e manteve os baianos na lanterna da disputa. O triunfo por 2 a 1 teve gols de Marcelo, de cabeça, e Alecsandro, de pênalti. Caio fez para o Vitória, que desperdiçou a chance da igualdade ao perder uma penalidade com Juan, ex-Fla. Paulo Victor defendeu.

Com o resultado, alicerçado em grande atuação de Everton, o Flamengo pulou para a nona colocação, com 25 pontos. São sete de distância para o G-4 e oito de afastamento para a zona de rebaixamento. O Vitória, com 15, está isolado em último, com um ponto a menos do que o Bahia, seu rival, vice-lanterna – o Palmeiras, primeiro fora do Z-4, tem 17.

Na próxima rodada, a última do primeiro turno, o Flamengo recebe o Grêmio no Maracanã. O jogo é sábado, às 18h30. Nos mesmos dia e horário, o Vitória visita o Santos. Antes disso, porém, os cariocas enfrentam o Coritiba, quarta-feira, no Maracanã, pela Copa do Brasil. Os baianos jogam no mesmo dia contra o Sport, pela Copa Sul-Americana, no Barradão.

marcelo vitoria x flamengo (Foto: Romildo Jesus/Futura Press)
Marcelo festeja primeiro gol do Flamengo no Barradão (Foto: Romildo Jesus/Futura Press)

O jogo

Foi um belo primeiro tempo. Vitória e Flamengo jamais abdicaram de atacar, usaram bastante os lados, não desfizeram suas estruturas. E criaram repetidas chances. Caio, no time baiano, e Everton, pelos cariocas, simbolizaram a movimentação da etapa. Foram as figuras mais ativas das duas equipes. E, não por acaso, participaram dos dois gols do justo empate por 1 a 1.

Everton já havia acertado a trave em chute cruzado pela esquerda e incomodado um bocado a defesa adversária quando, aos 32 minutos, cobrou o escanteio que resultou em cabeceio certeiro, preciso de Marcelo: gol do Flamengo. A vantagem, porém, durou pouco – e graças a Caio. O atacante recebeu cobrança de lateral de Ayrton e, entre três zagueiros, se livrou da marcação e bateu na bola do jeito que deu: meio de canela, desengonçado, mas o suficiente para encobrir Paulo Victor e empatar a partida. Dinei teve outras três chances ao longo do período, mas sem sucesso na finalização – a exemplo de Paulinho e Alecsandro no Flamengo.

wallace vitoria x flamengo (Foto: Romildo Jesus/Futura Press)
O Vitória acumula sua quarta derrota consecutiva na Série A (Foto: Romildo Jesus/Futura Press)

No segundo tempo, o Flamengo venceu, em grande parte, graças a seu goleiro. Se “Gatito” Fernández evitou duas vezes que Márcio Araújo fizesse para o time de Vanderlei Luxemburgo, o goleiro do Fla fez o mesmo contra os baianos. Defendeu cabeceio à queima-roupa de Caio e depois salvou pênalti batido por Juan. A infração foi anotada por toque no braço de Marcelo, mesma razão que fez o árbitro Anderson Daronco marcar pênalti para o Flamengo, em cruzamento de Mugni e toque de Juan. A diferença é que Alecsandro não perdoou: 2 a 1 e mais três pontos para o Fla.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Atlético Paranaense 2 x 0 Criciúma

 2 x 0 

11ª RODADA
ATLÉTICO-PR VENCE O CRICIÚMA NA VOLTA PARA A BAIXADA E ENTRA NO G-4
Marcelo e Coutinho garantem a primeira vitória do Furacão na nova Arena. Com atuação discreta de Paulo Baier, Criciúma segue próxima do Z-4

O Atlético-PR venceu o Criciúma por 2 a 0 no primeiro jogo oficial dele na nova Arena da Baixada e, de quebra, ainda entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro. Festa completa? Quase. Como punição pela briga no jogo contra o Vasco, no final do ano passado, o Furacão precisou jogar com os portões fechados. Foi o primeira das quatro partidas do clube em casa sem torcedor. Após um primeiro tempo frio, os atacantes Marcelo e Douglas Coutinho marcaram os gols da vitória rubro-negra em duelo válido pela 11ª rodada.

Os autores do gol, aliás, foram os personagens da partida. Marcelo por completar sete jogos e acabar de vez com as possibilidades de transferência ainda este ano para Corinthians,Cruzeiro ou São Paulo. E Douglas Coutinho por chegar aos seis gols na competição, atrás apenas do cruzeirense Ricardo Goulart, que tem sete.

O Atlético-PR, que usou uma formação ofensiva, com três atacantes, cresceu de produção no segundo tempo. O resultado leva o time para o quarto lugar, com 19 pontos. Já o Criciúma, que apostou nos contra-ataques e deu pouco trabalho ao goleiro Weverton, termina a rodada na 14ª posição, com 11 pontos – três à frente do Vitória, que abre o Z-4. Paulo Baier, que reencontrou o ex-clube pela primeira vez após a saída polêmica no final do ano passado, teve atuação discreta e saiu durante a etapa final.

O Atlético-PR tentará manter o embalo no Brasileirão na partida contra o Fluminense, às 16h (horário de Brasília) de domingo, mais uma vez na Arena da Baixada com os portões fechados. Já o Criciúma buscará a reação contra o Vitória, às 18h30 de sábado, no Heriberto Hülse.

Clima de treino? Só no primeiro tempo

Talvez pela ausência de torcida no jogo deste domingo, os times protagonizaram um primeiro tempo frio, com clima de treino. O Atlético-PR tinha dificuldades para criar e teveapenas uma chance perigosa. O zagueiro Fábio Ferreira desviou para trás, após cruzamento de Ederson, e quase marcou gol contra. Depois, Otávio e Marcelo arriscaram de longe, sem sucesso. Os catarinenses também criaram poucas oportunidades. Bruno Lopes parou em Weverton, e Silvinho bateu rente à trave.

Sem alterações, o Atlético-PR voltou com uma postura mais ofensiva para o segundo tempo. O resultado não demorou a aparecer. Douglas Coutinho cruzou para Marcelo, de cabeça, abrir o placar na Baixada. O camisa 7 já tinha feito o primeiro gol do Furacão no reformulado estádio em um amistoso contra o Corinthians, em maio. Logo depois, Douglas Coutinho finalizou duas vezes para ampliar o placar e anotar o sexto gol dele no Brasileirão – é o artilheiro da equipe. O Criciúma partiu para o ataque no final, esboçou uma pressão, sem resultado, e ainda deixou espaços atrás. Ederson e Marcos Guilherme, porém, não aproveitaram. Nada que fizesse falta. No primeiro jogo oficial na nova Arena, o Rubro-Negro conquistou os três pontos.

Marcelo Atlético-pr gol criciúma Série A (Foto: Agência Getty Images)
GLOBO ESPORTE.COM