“A Record não tem cacife para me bancar”, dispara Marcello Antony

O ator não faz mais parte do elenco fixo da Globo.

https://i0.wp.com/rd1.ig.com.br/wp-content/uploads/2014/05/logo-record-novo11.jpg

Em entrevista à jornalista Renata Reif, do Portal IG, Marcello Antony comentou sobre o convite da Record para  protagonista a novela bíblica José e a Terra Prometida, a ser produzida em 2016.

“Não chegamos a um acordo financeiro. A Record não tem cacife para me bancar”, disse o ator, que também comentou sobre a notícia de que havia pedido R$ 100 mil para a emissora do bispo Edir Macedo:  “Eu pedi um dinheiro que a Record não tem para me dar. E se bancassem, eu estaria dentro do projeto, porque é legal. Depois fui descobrir que foi a própria Record que divulgou essa informação. E então entendi que eles fizeram isso com segundas intenções. Para quando forem contratar o protagonista, ele pedir um valor abaixo do que eu queria.”, finalizou.

Antony não faz mais parte do elenco fixo da Globo. Para ele, é natural: “O movimento é esse, de não ter vínculo com ninguém. É um direito deles, afinal é uma empresa”, analisa.

 

Notícias Da TV

Chaplin O Musical voltar a ser encenado no Teatro Procópio Ferreira amanhã

 

“Chaplin, O Musical”, com Jarbas Homem de Mello e Marcello Antony, reestreia em São Paulo neste sábado, dia 5, no Teatro Procópio Ferreira…
… Ficará em cartaz até 18 de outubro.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

TV Record conversa com Marcello Antony para protagonista de novela bíblica

Marcello Antony

 

A Record já deu início aos trabalhos de escolha de elenco da sua próxima novela bíblica, “Josué e a Terra Prometida”, adaptada por Renato Modesto, que irá substituir “Escrava Mãe” na temporada de 2016. Miriam Freeland e Thais Melchior já estão reservadas.

E um dos nomes cotados para viver o protagonista é o agora ex-Globo Marcello Antony. De acordo com informação passada à coluna, o ator já recebeu a sinopse e ficou bastante empolgado com o trabalho que, a exemplo de “Os Dez Mandamentos”, também será dirigido por Alexandre Avancini.
Aliás, a última palavra sobre a escolha do protagonista será do próprio Avancini, que planeja testar outros candidatos. Mas, até onde se sabe, Antony aparece como primeira opção ao papel.
O contrato do ator com a Globo terminou recentemente e sua última novela por lá foi “Amor à Vida”, da qual, dizem, ele não guarda boas lembranças. Ele fez o advogado Eron, um gay e criticou as incoerências do texto.
Ao UOL, ele chegou a declarar que:
“Acho que para se discutir os gays em uma novela no horário nobre, você tem que inserir os gays na sociedade. Eu abordaria outros temas. Por exemplo, eu inseriria a minha mãe achando ele muito fofo e vice versa. Eu vejo uma trama mais preocupada com a comédia, em vez de mostrar gays que têm família. Os personagens ainda são muito órfãos. Eu sofro para dizer aquele texto, porque é algo que eu nunca diria, mas eu sou apenas um veículo para expressar o que o autor escreve. Com todas suas coerências e incoerências.”
À época, Antony foi rebatido pelo autor Walcyr Carrasco:
“É óbvio que um ator diz textos que nunca diria, caso contrário só representaria a ele mesmo. A não ser quando o ator cria uma própria história na sua cabeça. Aí, o que ele acha incoerente é apenas a frustração de seus desejos”.
Marcello Antony, de outra parte, se prepara para a temporada carioca do musical “Chaplin”, de 21 a 30 de agosto, no Vivo Rio, ao lado de Jarbas Homem de Mello.
Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Continuar lendo

Walcyr Carrasco e Marcello Anthony trocam farpas

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/8a1b32fa95e4253c252851f0dd0a88f1.jpg
Eron, Amarilys (Danielle Winitis) e Nico (Thiago Fragoso) em “Amor à Vida”: Antony critica abordagem e diz sofrer com seu texto – Divulgação/Globo
Restando aproximadamente vinte dias para o seu desfecho, “Amor à Vida” virou alvo de uma troca de farpas entre o autor Walcyr Carrasco e o ator Marcello Antony, intérprete do advogado Eron na novela.
Em entrevista recente, Antony criticou o texto e disse que a abordagem é direcionada para o lado cômico, sem missão de ser verídico: “Eu vejo uma trama mais preocupada com a comédia, em vez de mostrar gays que têm família. Eu sofro para dizer aquele texto”.
Walcyr, em declaração posterior, rebateu: “É óbvio que um ator diz textos que nunca diria, caso contrário só representaria a ele mesmo. A não ser quando o ator cria uma própria história na sua cabeça. Aí, o que ele acha incoerente é apenas a frustração de seus desejos”.
Esta é a primeira vez que um ator global se manifesta publicamente de forma contrária ao texto de Walcyr Carrasco. Já houve vários rumores de que nomes como Susana Vieira, Vanessa Giácomo, Fernanda Machado e Marina Ruy Barbosa teriam se queixado sobre os rumos da novela, porém de forma privada.
Há um certo medo entre os atores de “Amor à Vida” de se queixar de Walcyr. O autor tem fama de rancoroso e castiga os nomes que lhe agridem ou questionam sua performance de alguma forma. Até mesmo Elizabeth Savalla, uma das mais queridas do autor, já sofreu sanção em outra novela por ter reclamado.
Além disso, como Walcyr Carrasco costuma emplacar uma novela a cada dois anos – enquanto a média de um autor global é de três a quatro -, sabe-se internamente que cair no gosto do autor ou ao menos não desapontá-lo garante boas possibilidades na Globo.
Com informações do jornal “Agora S.Paulo”.
NaTelinha

Amor à Vida 09/11/2013

Amarilys e Eron pedem para Niko sair de casa

Simone mente para justificar as fotos que tirou de Félix, mas o vilão desconfia. Herbert pede para Ordáliair à sua casa. Linda se encanta com Rafael. Niko se surpreende com a falsidade de Amarilys. Natasha exige que Lídia não seja tratada como empregada. Paulinha entrega a Paloma um convite para a exposição de Ninho. Ninho acredita que fará sucesso com sua exposição.

Aline garante a César que conseguirá fotografar Félix. Atílio informaa Félix que Amarilys deixou uma dívida alta no hospital. Gigi manda Murilo tentar conquistar Eudóxia. Valdirene sente falta de Carlito.Carlito consegue um emprego no bar dos médicos. Simone avisa a Aline que Félix saiu do hospital. Amarilys e Eron pedem para Nikosair de casa para que eles morem com Fabrício.

Aline fotografa Félix e Anjinho, e César se irrita ao ver os dois juntos. Bruno decide ir à exposição de Ninho com Paulinha e Paloma. César entrega a Bruno a máquina fotográfica com as fotos de Félix. Carlito pede Valdirene em casamento. Bruno e Márcia vão atrás de Efigênio.

Casal gay de “Amor à Vida” adota criança negra

O ator Kaiky Gonzaga, o Jayminho de "Amor à Vida"

 

Na próxima segunda-feira (7), no Projac, o menino Kaiky Gonzaga inicia participação nas gravações de “Amor à Vida”, do Walcyr Carrasco. Jayminho é o personagem, filho adotivo de Eron, Marcello Antony, e Niko, Thiago Fragoso.

Eles fazem a opção por uma criança negra. Jayminho sofrerá sempre a implicância de Amarilys, Danielle Winits, principalmente quando estiver próximo de Fabrício – filho dela com Eron. É mais um tempero forte na relação deles.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Antony sobre beijo gay em novela: “vai ser uma lambida no saco mesmo”

No ar em “Amor à Vida”, ator fala sobre possível cena

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/d1cb513528e27516cd347af7906a26d1.jpg

Atualmente no ar com o personagem gay Eron, em “Amor à Vida”, Marcello Antony disse, em entrevista à coluna “Famosidades”, que está preparado para gravar um beijo gay para o folhetim.

“Falo que não se trata nem de beijo gay, vai ser uma ‘lambida no saco mesmo’. Na verdade, isso vai depender do caminho que o autor vai dar aos personagens. Se vier, tudo bem”, disse.

Antony, que é pai de três filhos, revelou que as crianças não assistem a novela, mas poderiam acompanhar tranquilamente mesmo com seu polêmico personagem, não fosse a rotina de colégio.

“Meus filhos dormem cedo porque acordam às 5h30 da manhã para o colégio, mas se não dormissem poderiam ver a novela naturalmente. É certo que com uma orientação, sabendo o que está rolando. A gente conversa bastante sobre tudo, até sobre esse meu personagem ser bissexual. E eles riram à beça quando contei como seria”, falou.

NaTelinha

“Nem todo gay tem que dar pinta”, diz Marcello Antony sobre personagem

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/d1cb513528e27516cd347af7906a26d1.jpg

Divulgação/TV Globo

No ar em “Amor à Vida” como o homossexual Eron, Marcello Antony falou sobre seu personagem em entrevista ao site da Globo.

Na trama de Walcyr Carrasco, Marcello vive Eron, que faz par romântico com Niko, papel de Thiago Fragoso. Apesar disso, Eron não dá pinta de gay, mas assume publicamente a opção sexual.

“Estou curioso para saber o que eu vou receber nas ruas. E tem que levar com bom humor. Ele não dá pinta nenhuma, mas é assumidíssimo, não tem medo. Nem todo gay tem que dar pinta”, disse.

Eron é diferente de Niko e Félix (Mateus Solano), mas o ator acha importante haver essa diferença no estilo da personalidade de cada um.

“Se o meu personagem também fosse assim, a luta seria em vão e passaríamos a mesma coisa do casal caricato”, falou Antony.

NaTelinha

“Amor à Vida”: Ator diz que personagem gay já repercute antes da estreia

“Me chamam de Felixiano”, diz Mateus Solano sobre Félix

https://i0.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/bb3305a70c5924f0f6f511cdda960818.jpg

Em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, o ator Mateus Solano contou que seu personagem na próxima novela das 21h, “Amor à Vida”, já está repercutindo antes mesmo da estreia, que acontecerá no próximo dia 20.

“As pessoas me chamam de Felixiano”, disse o ator, fazendo referência ao seu papel na história, Félix.

O ator contou um pouco sobre seu personagem, o primeiro homossexual de sua carreira. “O Félix é muito excêntrico, é muito extrovertido, não tem vergonha do jeito dele e, ao mesmo tempo, tem uma família convencional que ele mantém para segurar esse lugar nessa sociedade que a gente vive”, explicou.

Apesar de gay, Félix é casado com Edith (Bárbara Paz), numa relação de fachada.

“Acho que o público vai torcer contra ele e vai se divertir muito, com as piadas fora da hora, com o jeito desprendido dele de ser”, disse Mateus.

“Amor à Vida” tem autoria de Walcyr Carrasco e um elenco formado por atores como Antônio Fagundes, Susana Vieira, Malvino Salvador, Paolla Oliveira, Eliane Giardini, Carolina Kasting, Tatá Werneck, Ricardo Tozzi, Bárbara Paz, Caio Castro, Leona Cavalli, Nathalia Timberg, Ary Fontora, Danielle Winits, Vanessa Giácomo, Thiago Fragoso, Marcello Antony e Daniel Rocha, entre outros.

NaTelinha

Globo volta a apostar forte nos seus galãs

Mateus Solano, Juliano Cazarré e Malvino Salvador estarão em "Amor À Vida"

Como em tudo na vida, talento é fundamental e não se pode abrir mão dele. Mas, em se tratando de televisão, para se atrair a atenção do público, apenas isto não basta. É preciso encontrar alguns atalhos e lançar iscas, como outras estratégias. Assim, amparados pelo princípio que as mulheres são maioria na faixa nobre, Walcyr Carrasco e Wolf Maya, autor e diretor de “Amor à Vida”, decidiram rechear a nova novela das 9 de “homens bonitos”, na certeza de poder atender a todos os gostos e sabores.

Não faltaram esforços para assegurar as participações de Antônio Fagundes, Malvino Salvador, Juliano Cazarré, Mateus Solano, Caio Castro, Marcello Antony, Thiago Fragoso, Emílio Orciollo Neto, Ricardo Tozzi, Daniel Rocha… e até o Neymar, em participação especial. Neymar?!

Evidente que beleza sempre ajuda, mas por trás de tudo precisa existir a garantia de uma boa história, uma boa direção, ganchos que motivem o telespectador a voltar no dia seguinte, e o tempo todo jogar na certeza. E por “jogar na certeza” entenda-se a presença de feras como Fúlvio Stefanini e Ary Fontoura.

Ah, e nada contra o time feminino, que perde apenas na quantidade. Paolla Oliveira, Danielle Winits e Bruna Linzmeyer, entre outras, aparecem na linha de frente.

Assim que é bom
Os atores, com maiores medalhas, por acaso presentes ao lançamento do novo Smartphone, no Rio, receberam cachês que variaram de 15 a 45 mil reais. Nada mal, para uma ou duas horinhas lá.

Já os menos conhecidos foram contemplados com os aparelhos de brinde. Nada mal também.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery