Procon e Inmeq realizam operação de fiscalização em aeroporto da capital

Fiscalização ocorreu hoje (1º) no Aeroporto Marechal Cunha Machado.
Todas as 28 balanças dos guichês de bagagens foram averiguadas.

Bandeira do estado do Maranhão

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (Procon-MA) e o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA) fizeram durante a manhã desta sexta-feira (1º) uma operação de fiscalização no aeroporto internacional de São Luís, Marechal Hugo da Cunha Machado.

No local, os fiscais do Procon e do Inmeq, órgão que representa o Inmetro no Maranhão, realizaram uma vistoria nas 28 balanças dos guichês de check-in e despacho de bagagens das companhias aéreas. Os testes de pesagem, excentricidade e fidelidade foram feitos nas cargas dos passageiros.

Segundo o presidente do Procon-MA, Duarte Junior, a ideia do teste é não prejudicar o consumidor durante o embarque ou desembarque. “É muito importante que nessa oportunidade o consumidor saiba que nós estamos visando à garantia desse serviço e todo esse relatório vai subsidiar a investigação em prol da melhoria definitiva do nosso aeroporto”, explicou.

Na pesagem, os fiscais utilizaram medidas que vão de 100 gramas a 70 quilos. A fidelidade atesta se os resultados se repetem a cada nova aferição e o exame de excentricidade garante que todos os espaços da balança, e não somente o centro dela, registre o peso correto da carga.

Testes de pesagem, excentricidade e fidelidade foram feitos nas cargas dos passageiros no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, na capital (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Testes de pesagem, excentricidade e fidelidade foram feitos nas cargas dos passageiros no Aeroporto Marechal Hugo da Cunha Machado, na capital (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Nenhuma balança foi reprovada. Diferente do que ocorreu no mês de maio deste ano, quando os fiscais do Inmeq encontraram seis balanças com irregularidades. As empresas fizeram os reparos dentro do prazo e agora todas estão devidamente certificadas.

O presidente do Inmeq-MA, Geraldo Carvalho Junior, diz que o consumidor pode evitar ser lesado durante a viagem evitando alguns aspectos do funcionamento das balanças. “Eu queria chamar a atenção dos telespectadores sobre quando vierem ao aeroporto em qualquer tipo de balança três coisas são importantes verificar. Primeiro é verificar se o lacre do Inmetro está atualizado; ele vai até o ano seguinte; segundo é verificar se tem o selinho amarelo ou verde e terceiro verificar se o peso aparece visivelmente no display da balança. O display tem que está legível. Não pode ter nenhum segmento apagado. Isso é importante”.

De acordo com Duarte Junior, uma dica importante é pesar a bagagem antes de chegar ao aeroporto, e observar se os resultados batem. Ele acrescenta que caso o consumidor se sinta prejudicado ao pagar indevidamente pelo excesso de bagagem, por exemplo, numa viagem de avião, o passageiro deve exigir a reparação dos danos sofridos.

“Caso seja cobrado ao consumidor um valor a mais daquele que deve. Isso caracteriza uma cobrança e o consumidor tem o direito de receber esse valor atualizado monetariamente, mas é muito importante para evitar qualquer transtorno que o consumidor no momento da pesagem fique atento e exija os seus direitos”, pontuou o presidente do Procon-MA.

 

G1.COM.BR

Polícia Rodoviária do Maranhão apreende caminhão com 50 mil pacotes de cigarros em Imperatriz

Veículo estava sendo conduzido por Sérgio Aparecido Ricardo.
Ele foi atuado pelos crimes de contrabando e uso de documentação falsa.

Bandeira do estado do Maranhão

Carga vinha da cidade paulista de Marília e tinha como destino final Belém, no Pará (Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)

Carga vinha da cidade paulista de Marília e tinha como destino final Belém, no Pará

(Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)

A Polícia Rodoviária do Maranhão (PRF) apreendeu na tarde de sexta-feira (24), no km 260, da BR-010, próximo do Povoado Lagoa Verde, no município de Imperatriz, a 626 km de São Luís, um caminhão com 50 mil pacotes de cigarros contrabandeados.

Segundo informações dos policiais, o veículo de placas ODH-3807 do estado do Espírito Santo estava sendo conduzido por Sérgio Aparecido Ricardo, de 41 anos. O motorista que também é pedreiro é natural do estado do Paraná.

Ainda conforme os policiais da PRF, o material contrabandeado não possuía nota fiscal. Em depoimento, o motorista Sérgio Aparecido, que também apresentou documentação falsa durante a abordagem, afirmou que a carga foi passada a ele na cidade paulista de Marília e tinha como destino final Belém, no Pará.

O motorista também teve apreendida pela equipe da PRF oito mil quinhentos e quatorze reais em espécie, um GPS e mais dois aparelhos celulares.

Sérgio Aparecido Ricardo foi preso e autuado e encaminhado para a Sede da Delegacia da Polícia Federal em Imperatriz. Ele responderá pelos os crimes de contrabando e uso de documentação falsa

 

G1.COM.BR

Funcionários de supermercado em São Luís registram Boletim de Ocorrência por racismo

Ataques racistas já se repetiram em pelo menos três lojas da rede.
Órgãos como o MP e Procuradoria do Trabalho já foram acionados.

Bandeira do estado do Maranhão

Funcionários de uma rede de supermercados em São Luís registraram um boletim de ocorrência (BO) contra uma cliente da empresa, por agressões verbais e também de racismo.

Os ataques racistas já se repetiram em pelo menos três lojas causando muita indignação entre os funcionários da rede. Dentre os funcionários estão duas operadoras de caixa e uma auxiliar de embalagem da mesma rede, que contam que também já sofreram ou já testemunharam agressões racistas no trabalho.

Uma das funcionárias, que prefere não se identificar, afirma que a cliente a chamou de “negrinha” e que a expressão usada na ocasião teve um tom pejorativo, o que a deixou muito constrangida. “Não doeu a mente. Doeu a alma. Foi quando ela disse que não era para eu embalar porque eu era uma ‘negrinha’. Aquilo ali para mim foi constrangedor demais”, desabafou.

Segundo o assessor de imprensa da rede de supermercado, Gabriel Barreto, órgãos como o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) e a Procuradoria do Trabalho já foram acionados a fim de resolver o problema.  “Foi registrado um boletim de ocorrência. Já procuramos a Procuradoria, o Ministério Público, a Procuradoria do Trabalho e junto com o jurídico da empresa nós estamos tentando ver a melhor maneira possível para sanar este problema”, revelou.

A promotora de Justiça Lítia Cavalcanti ressalta que esse tipo de crime precisa ser denunciado pelo empregado sempre que ele se sentir discriminado. “Esse tipo de atitude não é de consumidor. Não existe relação de consumo. Não existe relação de trabalho. Existe sim um crime, um crime contra a dignidade da pessoa humana. Isso não pode ocorrer e o empregado tem que denunciar”, finalizou.

Funcionária do supermercado na capital, que prefere não se identificar, diz que a cliente a chamou de 'negrinha' em tom pejorativo (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Funcionária do supermercado na capital, que prefere não se identificar, diz que a cliente a chamou de 'negrinha' em tom pejorativo
(Foto: Reprodução/TV Mirante)
G1.COM.BR

Veículo de passeio capota na Avenida Litorânea em São Luís

Acidente aconteceu nesta tarde (9) e envolveu um carro do estado do Piauí.
Não foi registrado nenhum engarrafamento na Avenida Litorânea, na capital.

Bandeira do estado do Maranhão

Pneus do veículo ficaram para cima após o capotamento ocorrido na Avenida Litorânea em São Luís (Foto: Marcial Lima/TV Mirante)

Pneus do veículo ficaram para cima após o capotamento ocorrido na Avenida Litorânea em São Luís (Foto: Marcial Lima/TV Mirante)

Um veículo de passeio de placas OUA-8288, do estado do Piauí, capotou na tarde desta quinta-feira (9) na Avenida Litorânea, situada na orla marítima de São Luís. Após o capotamento, os quatro pneus do carro ficaram para cima.

Segundo informações de testemunhas, o veículo capotou e parou bem em cima do canteiro central da Avenida Litorânea. Não há registro de feridos, até o momento, no local do acidente.

Uma viatura da Polícia Militar e uma ambulância do Corpo de Bombeiros já estão no local para realizar os primeiros procedimentos.

Apesar da gravidade do acidente desta quinta (9), não foi registrado nenhum engarrafamento na Avenida Litorânea, na capital.

 

G1.COM.BR

Maranhão é o 2º estado do nordeste com maior número de queimadas

MA registrou 5,723 casos de incêndios de janeiro a junho deste ano.
Dados são do Instituto de Estudos Socioeconômico e Cartográfico (Imesc).

Bandeira do estado do Maranhão

O Maranhão foi classificado em segundo lugar no ranking do Nordeste sobre quantidade de focos de incêndio, causado por queimadas indiscriminadas, segundo pesquisa do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômico e Cartográfico (Imesc). Ao todo foram 5,723 registros queimadas em todo o estado. Em comparação com o período do ano passado, esse número mais que duplicou uma elevação de 140%.

Dentre os municípios maranhenses que tiveram mais queimadas, a cidade de Centro Novo se destaca com quase 400 registros, além de outras sete cidades que fazem parte da Reserva Biológica do Gurupi. Caxias e Balsas também completam a lista dos 10 municípios com mais focos este ano.

Segundo o meteorologista Márcio Elói, o segundo semestre poderá ser ainda mais preocupante devido a incidência do período de estiagem. “O aumento da intensidade do vento, o período seco, a ausência de chuva, o período de chuva inferior ao esperado faz com que o solo se mostre mais seco que o normal. Isso já vem desde 2012. São fatores que fundamental as condições da ocorrência de queima. Então, nós temos que está bem atento a essa realidade, em todo o estado do Maranhão”, explicou.

A ideia do órgão é que, com esse diagnóstico seja criado um planejamento para elaboração de políticas públicas no combate, especialmente, as queimadas criminosas que afetam não somente o meio ambiente, mas também a economia local da região. “A gente tem o aumento da temperatura. Então, todo o processo relacionado a esse aumento: erosão, modificação climática, perda de vegetação e biodiversidade. Tudo isso acarretado pelo processo de agricultura, a gente diminui, já que se perde o solo com isso. Daí já leva até mesmo por questões econômicas do estado”, finalizou Ribamar Carvalho.

Mirador (MA) é 2ª cidade do país com mais focos de incêndio em 2015 (Foto: Douglas Júnior / O Estado)
Mirador (MA) foi a 2ª cidade do país com mais focos de incêndio em 2015
(Foto: Douglas Júnior / O Estado)

No Nordeste o Imesc registrou mais de 17 mil casos. O estado da Bahia está em primeiro lugar no ranking da região, com 6.700 ocorrências.

 

G1.COM.BR

Comércio em São Luís Gonzaga fica fechado após ataques de criminosos

Agências bancárias, dos Correios e casa lotérica foram alvo de bandidos.
Município conta atualmente apenas com dois policiais militares.

Bandeira do estado do Maranhão

O comércio no município de São Luís Gonzaga do Maranhão, a 255 quilômetros de São Luís, está completamente fechado após as duas agências bancárias, além da agência dos Correios e uma casa lotérica terem sido alvo de ações criminosas na região.

O aposentado Almir Laurindo da Silva que mora na cidade reclama da situação e diz que está inconformado com a situação de abandono em São Luís Gonzaga do Maranhão. “Eu resolvia tudo aqui. Agora com esse ladrão aí fracassou. Não estou resolvendo nada”, desabafou o aposentado.

A funcionária pública Cleidiane Silva revela que a economia no município está sendo atingida pela a falta de serviços após os últimos assaltos na cidade. “Na semana passada houve um outro assalto no Bradesco e é assim agora. A cidade está completamente sem banco”.

Atualmente em São Luís Gonzaga apenas dois policiais militares realizam o plantão na cidade e a única viatura que deveria ser utilizada em rondas pelas ruas do município está parada após ser atingida por tiros disparados por bandidos em um assalto.

Sobre a falta de segurança na cidade, o tenente-coronel Jurandy Braga, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar de Bacabal, que responde pelo policiamento de São Luís Gonzaga do Maranhão, informou que o município possui um destacamento de 10 policiais que, em regime de plantão, trabalham em grupos de três PM’s. Quanto à viatura, Jurandy Braga disse que o veículo está em manutenção, depois de ter sido atingido por tiros no último assalto, mas que duas motocicletas auxiliam no patrulhamento da cidade.

Economia em São luís Gonzaga do Maranhão está sendo atingida pela a falta de serviços após os últimos assaltos na cidade (Foto: Reprodução/TV Mirante)Economia em São luís Gonzaga do Maranhão está sendo atingida pela a falta de serviços após os últimos assaltos na cidade (Foto: Reprodução/TV Mirante)
G1.COM.BR

Polícia apreende cerca de 25 kg de maconha em São Luís

Apreensão ocorreu na tarde desta segunda-feira (6) no Parque dos Nobres.
Três pessoas suspeitas de tráfico de drogas também foram presas.

Bandeira do estado do Maranhão

José Ribamar Macedo, José Maria  e Edelfran Nunes  foram autuados em flagrante em São Luís (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

José Ribamar, José Maria e Edelfran Nunes foram autuados em flagrante
(Foto: Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil, por intermédio da Superintendência Estadual de Repressão Narcotráfico (Senarc) apreendeu na tarde desta segunda-feira (6) no bairro Parque dos Nobres, em São Luís, cerca de 25 quilos de maconha.

Segundo informações dos policiais que participaram da ação, também foram presos durante a apreensão do entorpecente José Ribamar Macedo Maximo, de 29 anos, José Maria Alves Rodrigues, 40, e Edelfran Nunes de Moraes, que também é conhecido como “galo cego”.

Ainda conforme os policiais, a prisão dos suspeitos ocorreu no momento em que Edelfran estava pegando a droga na casa de José Ribamar que fica localizada na Rua dos Barões, no Parque dos Nobres.

Ao perceberem presença da equipe policial, os três suspeitos tentaram fugir, mas foram presos e encaminhados a sede da Senarc, na capital. Eles foram autuados em flagrante pelo o crime de tráfico de drogas.

 

G1.COM.BR