Tom Barros comenta retorno de Luís Carlos ao gol do Ceará

Luís Carlos Dallastella

 

O goleiro Luís Carlos estará em ação hoje pelo Ceará diante do Náutico na Arena Pernambuco. Luis voltou bem contra o América/MG. Bom goleiro. Ocupa espaço onde fizeram história Pintado, Ivan Roriz, Harry Carey, Aloisio Linhares, George, Lulinha, Gilvan Dias, Ita, Pedrinho, Hélio Show, Sérgio Gomes, Ivanhoé, Washington, Chico.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 12/09/2014

Tom Barros relembra quando Magno Alves , Mota e Lulinha eram o trio de atacantes do Ceará

Ceará Sporting Club

O leitor lembra quando Mota, Magno e Lulinha formaram na linha de frente do Ceara? Lulinha, não raro, surgia e assinalava belos gols. Hoje, vejo Lulinha meio perdido no esquema, assim como quem está sempre em busca de se encontrar. Com a palavra Sérgio Soares.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 08.09.2014

Ceará 1 x 3 Joinville

 1 x 3 

11ª RODADA
JOINVILLE TEM INÍCIO AVASSALADOR, VENCE POR 3 A 1 E TOMA A LIDERANÇA DO CEARÁ
Catarinenses marcam três gols nos primeiros 45 minutos e, com ótima atuação de Marcelo Costa, ganham por 3 a 1 em Presidente Vargas cheio
Depois de receber os treinos do Brasil e da Holanda na Copa do Mundo, o Presidente Vargas abriu suas portas para a Série B do Campeonato Brasileiro. Os 17.834 torcedores que encheram o estádio nesta terça-feira até tentaram empurrar o Vovô, mas um gol relâmpago surpreendeu os alvinegros que estavam no campo e na arquibancada. O Joinville, que no ano passado frustrou o sonho do acesso do Ceará na última rodada, aplicou outro duro golpe, venceu por 3 a 1 e tomou do adversário a liderança da Segundona, com 23 pontos. Os donos da casa, com 21, caíram para a terceira colocação, ultrapassados também pelo Luverdense.

As vaias da torcida do Vovô no intervalo foram o espelho da desilusão que se estabeleceu nos primeiros 45 minutos. Marcelo Costa, aos 39 segundos e aos 46 minutos, e Jael desenharam a vitória precoce. Na etapa complementar, o Alvinegro de Porangabuçu até tentou, mas faltou capricho. Os torcedores deixaram o estádio cedo e mal viram o único gol dos donos da casa, que esboçaram uma reação, mas já sem tempo de conseguir mudar o resultado.

O próximo compromisso do Ceará é contra o Icasa no sábado, às 16h20, na Arena Castelão. Para se manter na ponta, o Joinville enfrenta o ABC na sexta-feira, às 19h30, no Frasqueirão.

Ceará x Joinville (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
Joinville bate Ceará fora de casa e abocanha a liderança da Série B (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)

Goleada precoce, e reação tardia

No reencontro com o estádio do bairro Benfica, o torcedor do Ceará vibrou antes de a bola rolar. E continuou apoiando mesmo depois do primeiro gol sofrido, nos segundos iniciais, com Marcelo Costa aproveitando cruzamento de Bruno Costa. Em campo, Nikão era o que mais apresentava perigo ao goleiro do Joinville, acertando a trave em uma das tentativas. Os visitantes, com menos posse de bola, tinham pela frente uma zaga insegura. E aproveitaram a falha de Jaílson para ampliar, com Jael, aos 27. Contando com sorte e desvio de bola em Marcelo Costa, o time catarinense aplicou o último golpe nos segundos finais. O chute foi de Edson Ratinho, mas a arbitragem confirmou o gol para Costa.

No início da etapa complementar, os donos da casa partiram para o ataque. Precisando de gols para diminuir a vantagem catarinense, o Ceará não conseguia passar pela sólida defesa adversária. A pressão durou pouco tempo, e a torcida logo notou. Tanto que muitos começaram a deixar o PV antes dos 30 minutos. Nem viram o gol de Lulinha, aos 43, completando o chute de Magno Alves, que encobriu o goleiro. O mesmo Lulinha ainda fez mais um, anulado equivocadamente pela arbitragem, que assinalou impedimento. No fim, o Ceará pressionou, mas já era tarde. A liderança da Segundona agora é catarinense.

Ceará x Joinville (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
Derrota para o Joinville foi a primeira do Vovô sob seus domínios (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)
GLOBO ESPORTE.COM

Tom Barros comenta a contratação de Lulinha pelo Ceará

Importância

Dentre as contratações feitas pelo Ceará no período de recesso, uma das mais significativas foi a de Lulinha, que teve ótima passagem pelo clube, máxime quando entrosou na frente com Magno Alves.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 15.07.2014

 

Paulo César Norões comenta casos de jogadores que trocaram o Ceará pelo Fortaleza e vice-versa

 

O vai-vem de jogadores entre Ceará e Fortaleza é intenso. Mas nem todos conseguem brilhar nos dois lados. Tiquinho, ídolo no Vovô, e Clodoaldo, do Leão, não jogaram nem metade do que jogavam antes de virarem a casaca. Já Amilton Melo, Zé Eduardo, Osmar, Pedro Basílio, Lulinha, Marciano, Hamilton Rocha, Marquinhos Capivara, dentre outros,

 

Paulo César Norões – Jogada – Diário do Nordeste – 05/12/2013

Paulo César Norões comenta que o Ceará encontra dificuldades para renovar com Lulinha

 

Difícil Diretoria do Ceará quer manter Lulinha, em 2014. Problema é que o atleta achou baixa a proposta para renovar. Com o nome que tem e o bom desempenho este ano, está chovendo proposta.

 

Paulo César Norões-Diário do Nordeste-Jogada-02/12/2013

Paulo César Norões comenta que Lulinha e Magno Alves querem ficar no Ceará

 

Renovar

Com a saída de Mota, cai por terra a intenção da diretoria do Ceará de manter o trio de ataque que tanto sucesso fez na temporada. Lulinha e Magno Alves também ficam sem contrato ao fim da série B. A vantagem é que, mesmos valorizados, desejam ficar.

 

Paulo César Norões-Diário do Nordeste-28/11/2013

Tom Barros transcreve em sua coluna frase de Lulinha sobre as chances de acesso de Ceará e Icasa ao mesmo tempo

 

“Seria bom que entrassem os dois, Icasa e Ceará. Mas agora a disputa passou a ser muito direta. Claro, nesse caso, eu quero que entre o Ceará. E vou fazer o possível para isso acontecer”.

Lulinha
Meia alvinegro

 

Jogada-Diário do Nordeste-Tom Barros-14/11/2013

Ceará 4 x 1 Sport

 4 x 1 

Foi um jogo para quem gosta de gols bonitos. Em uma partida repleta de golaços, o Ceará bateu o Sport na Arena Castelão, por 4 a 1, neste sábado (9). Com chutaços de fora da área de Ricardinho e Mota, gol voleio de Lulinha, o Vovô fez valer o mando de campo e chegou aos 53 pontos, cada vez mais perto do G-4 da Série B. O Leão, que fez o de honra com Marcos Aurélio em outro belo chute de fora da área, segue em terceiro, com 56 pontos.

O próximo compromisso do Ceará será contra o Avaí, outro adversário direto na briga pelo acesso. O jogo será na próxima terça-feira (12), na Arena Castelão, às 21h50m (de Brasília). Já o Sport visita o Atlético-GO, que briga para não cair, no Serra Dourada, nos mesmos dia e horário.

Ricardinho comemora gol do Ceara contra o Sport (Foto: Lc Moreira / Agência estado)Ricardinho comemora gol do Ceará contra o Sport (Foto: LC Moreira / Agência Estado)

Ceará sai na frente, mas Sport empata

O Ceará foi só pressão, nos primeiros quinze minutos de jogo. Com o apoio da torcida, não demorou para abrir o placar no Castelão. Ricardinho precisou de apenas três minutos para deixar o dele. O meia alvinegro acertou um belo chute e contou com a falha do goleiro Magrão para dar alegria ao torcedor do Vovô. De falta, o camisa 8 do Ceará quase marca o segundo. Mota e Magno Alves também tiveram suas chances, mas desperdiçaram.

Foi então que o Sport acordou e entrou no jogo. Marcos Aurélio começou a pôr fogo na partida e a abrir o caminho do Rubro-Negro no ataque. Aos 32, após interceptar o toque de bola do adversário, o atacante do Leão arriscou um chute da intermediária e acertou o ângulo direito do goleiro Fernando Henrique. Golaço no Castelão e empate do visitante: 1 a 1. E poderia ter sido pior se Neto Baiano não tivesse perdido a ótima chance no fim do primeiro tempo.

Sport com um a menos e vitória alvinegra

Na volta para a etapa complementar, as equipes não mudaram. No entanto, com apenas quatro minutos, o Sport saiu no prejuízo. Oswaldo, que já tinha amarelo, levou o segundo e foi expulso após falta dura em Rogerinho, que foi substituído, na sequência, por Léo Gamalho. Mais ofensivo, o Vovô voltou a ser superior e fez o segundo. Após chute de Magno Alves, Magrão não agarrou e Lulinha acertou um belo voleio, ampliando para os donos da casa: 2 a 1.

Buscando o ataque, o técnico Geninho sacou Neto Baiano e colocou Felipe Azevedo. Entretanto, foi o Ceará quem conseguiu chegar ao gol novamente. Em mais um chute de fora da área, Mota acertou ‘onde a coruja dorme’ e ampliou para o Vovô: 3 a 1. No fim, Léo Gamalho ainda marcou o quarto sobre o rubro-negro pernambucano, ratificando a goleada (4 a 1) e a certeza da permanência na briga pelo acesso até o fim do campeonato.

Tom Barros comenta enquete realizada no Programa da Sasso

 

Recordando. No “Programa da Sasso”, todo domingo às 15h30 (TV Diário), uma enquete (via internet) tem chamado a atenção dos desportistas: a escolha do melhor goleiro de todos os tempos. A disputa acirrada está entre o saudoso Lulinha, ídolo na década de 1970, e Fernando Henrique, atual goleiro do Ceará. Lulinha, que morreu domingo passado, foi ídolo e campeão no Ceará e no Fortaleza. Lulinha era querido mesmo pelas duas torcidas. Ele tinha estatura média, mas compensava com notável impulsão. Fernando Henrique todo mundo conhece porque em ação no Ceará. Qual o melhor? Vote através do htpp://facebook.com/programadasasso e eleja quem na sua ótica é o melhor. Lembrete: você pode voltar num outro goleiro que no seu entendimento foi ou é o melhor.

 

Tom Barros-Diário do Nordeste-Jogada-02/11/2013