Copa do Nordeste rende ao Ceará mais de R$ 4 milhões

Time alvinegro posa para a foto na decisão contra o Bahia (Foto: Bruno Gomes/Diário do Nordeste)

O título de campeão da Copa do Nordeste e o status de melhor time da Região não são apenas as conquistas do Ceará com a taça levantada, nessa quarta-feira, com o Castelão abarrotado.

A parte financeira, o clube alvinegro também tem muito o que celebrar. Afinal, com as rendas dos jogos e as cotas de participação e premiação os valores foram lá para cima.

Só a renda do jogo decisivo com o Bahia, o Ceará colocou no bolso cerca de R$ 1,2 milhão liquido. Praticamente o dobro de todas as outas cinco partidas como mandante, que renderam pouco mais de R$ 600 mil.

Já as cotas de participação e premiação chegaram a quase R$ 2,4 milhões. Só pelo título conquistado, o valor é de R$ 1,5 milhão.

No total, com renda e cotas, o Ceará embolsou R$ 4,2 milhões. Com uma folha salarial de cerca de R$ 1 milhão por mês, é como se os valores recebidos com a Copa do Nordeste tivessem pago até agora o elenco alvinegro em 2015.

E em 2016, os valores vão subir. É o que diz o presidente da Liga do Nordeste, Alexi Portela. “Devemos, sim, ter um aumento nas cotas, ainda não sei quanto será. Mas tomara que dobre o valor. Seria ótimo para todos”, avisou.

 

Diário do Nordeste – Mário Kempes – 30/04/2015

Copa do Nordeste: Final dá ao Ceará mais R$ 400 mil; se for campeão embolsa R$ 1,5 milhão

Troféu da Copa do Nordeste agora com nove arcos em referência aos nove Estados participantes

Já foram quase R$ 900 mil de premiação por ter chegado às semifinais da Copa do Nordeste. Agora, com a vaga na grande decisão, o Ceará já tem no mínimo garantido R$ 400 mil. Esse é o valor em caso de não conseguir levantar a taça de campeão.

Por outro lado, se o título for para Carlos de Alencar Pinto, aí o cenário é bem diferente. A premiação sobe para R$ 1,5 milhão. (R$ 500 mil será pago pela CBF, apesar de o presidente José Maria Marin, ter prometido R$ 1 milhão à época do lançamento do torneio).

Ou seja, no total, a Copa do Nordeste (tirando os valores das rendas dos jogos), só com cota de participação poderá render ao Ceará quase R$ 2,5 milhões, em apenas 12 partidas disputadas, em três meses de torneio.

Lembrando que na Série B do Brasileiro, onde disputa 38 rodadas em sete meses de campeonato, o valor é de R$ 3 milhões. Não é à toa que o Nordestão foi batizado de Lampions League

 

Mário Kempes – Diário do Nordeste – 13/04/0215