Aos 45 do 2º tempo, Esporte Interativo confirma transmissão da Série C do brasileiro

Emissora carioca vai transmitir Icasa x Fortaleza, domingo, no Romeirão (Foto: Kiko Silva/Diário do Nordeste)

Assim como aconteceu ano passado, o canal Esporte Interativo adquiriu os direitos de transmissão da Série C do Campeonato Brasileiro de 2015. O anúncio foi feito nessa quinta-feira, 14.

A emissora carioca, que pertence ao grupo americano Turner, ainda vai divulgar quais partidas irá transmitir ao longo da 1ª Fase do Nacional. Contudo, nesta 1ª Rodada, dois jogos já estão confirmados:

Sábado: Confiança x ASA, 16h, Estádio Lourival Batista, em Aracaju.

Domingo: Icasa x Fortaleza, 19h, Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte.

Vale ressaltar que diferente do ano passado, o Esporte Interativo anunciou que vai transmitir de forma exclusiva a Série C do Brasileiro. Em 2014, o Sportv também transmitiu.

Na TV aberta, a exibição dos jogos segue com a emissora estatal, TV Brasil, que, aliás, também vai mostrar ao vivo Icasa x Fortaleza.

 

Mário Kempes – Diário do Nordeste – 15/05/2015

Tom Barros acreditou que o Icasa teria condições de disputar de igual para igual o título de campeão estadual

ADRC ICASA – Site Oficial do Verdão do Cariri

 

Perto

Outro que imaginei em condições de ganhar o título foi o Icasa, que já chegara a seis decisões. Bem que o técnico Vladimir de Jesus lutou, mas os problemas dentro e fora de campo foram maiores. Ainda assim deu trabalho ao Fortaleza na reta final. O Icasa tem um título estadual, mas fora de campo, no tapetão, em 1992, dividido com Fortaleza, Ceará e Tiradentes.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 20/04/2015

Ceará derrota o Guarani de Juazeiro : 3 – 0

Desde 2009 o Alvinegro Cearense vem chegando às decisões do Estadual

Site do Ceará Sporting Club

Tom Barros comenta expulsão de Lima do Fortaleza e Da Silva do Icasa

Mesmo sob forte marcação o meia Éverton foi um dos destaques do jogo, sendo o responsável pela maioria das jogadas ofensivas do Leão. (Fotos: Nodge Nogueira)

 

Diferenças

Na expulsão de Lima, do Fortaleza, providencial e compreensível a ação do zagueiro leonino para impedir o gol do Verdão. Na expulsão de Da Silva, do Icasa, uma irresponsabilidade do atleta que de forma desnecessária agrediu com um chute o adversário. Da Silva comprometeu todo o projeto que Vladimir organizara para a fase final.

 

Jogada – Tom Barros – Diário – 13/04/2015