Honorilton Gonçalves está na Bahia

 

Ele está lá

Honorilton Gonçalves, ex-número 1 da Record, continua na Bahia, tocando o projeto Nova Canaã, que com a ajuda de doações e voluntários visa levar melhores condições para regiões e pessoas mais necessitadas. O próximo será em Brasília.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Ex-todo poderoso da Record vira apresentador na Bahia

Honorilton Gonçalves apresenta programa

Pessoal que foi ao carnaval de Salvador, se surpreendeu ao encontrar Honorilton Gonçalves, o até bem pouco tempo todo poderoso da Record, apresentando o programa local da igreja nas madrugadas.

Era ele mesmo, só que agora cultivando barba e bigode, ao melhor estilo de Edir Macedo.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Volta de Honorilton Gonçalves à Rede Record ganha adeptos na Rede Record

Aliás, ainda sobre a campanha “Volta Gonça”, em função dos desacertos na Record, ontem a galera lançou mais uma “é nóis, Gonça!”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Tem gente na Record que pede a volta de Honorilton Gonçalves

Avenida Brasil Papel de Parede

 

Foi tão confusa a última semana na Record, que os seus funcionários resolveram levar na brincadeira.

Alguns, diante de tanto tumulto, com muito bom humor resolveram lançar a campanha “Volta Gonça”, referindo-se ao retorno do ex-número 1, o bispo Gonçalves.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Honorilton Gonçalves é o novo homem das rádios da Record

Honorilton Gonçalves, ex-diretor da TV Record

 

Honorilton Gonçalves, o número 1 do Artístico e Programação da Record até bem poucos meses, agora com uma longa barba branca – como Edir Macedo, está morando na Bahia.

Além de exercer funções na igreja, ele passou a cuidar das emissoras de rádio, a partir de Salvador.
 
Dentro disso…
 
A partir de agora, teoricamente, devem receber um ponto final todos os rumores sobre a possível volta de Honorilton Gonçalves para um cargo na televisão.

Ele, inclusive, acaba de mudar para a Bahia com toda a família.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Flávio Ricco comenta o desempenho de Marcelo Silva à frente do Artístico da Record

 

Com um estilo de trabalhar diferente de Honorilton Gonçalves, seu antecessor no cargo, Marcelo Silva está conseguindo impulsionar o Artístico da Record com muita segurança.

Hoje, verifica-se, nada é feito para o mesmo dia ou para o minuto seguinte. Há um planejamento, o que se comprova agora com o volume de novidades anunciadas para 2014.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Honorilton Gonçalves continua vivo na Rede Record

 

Marcelo Silva, número 1 da Record, a exemplo de outros tantos e tantos, também foi acompanhar as novidades mais recentes da feira de entretenimento em Cannes.
O evento termina ontem , quinta-feira.

Mesmo longe do Brasil, Marcelo, que sucedeu Honorilton Gonçalves, segundo os seus próximos, em nenhum momento desviou a atenção dos principais assuntos daqui.
Nos últimos dias, não foram poucos os emails disparados, com orientações para o Artístico e Programação.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

James Akel comenta que a Rede Record não fará festa de fim de ano para economizar

 

Mais um ato absurdo e de pouca inteligência do comando da TV Record.

Embora Honorilton Gonçalves tenha saído da emissora, parece que os que ficaram se impregnaram de sua filosofia.

Não vai ter festa de fim de ano da emissora pra economizar dinheiro.

Isto é um descalabro monumental.

Não se precisa gastar fortuna pra fazer uma festa de final de ano pra comemorar o ano com os colegas de trabalho.

O que vale é o espírito natalino e de coleguismo.

O antigo dono da TV Record, Paulo Machado de Carvalho, antes de passar o comando para o filho mais velho, sempre manteve a tradição de uma festa de fim de ano, sem ostentação, sem grandes gastos, apenas as pessoas reunidas na quadra de futebol da emissora e os filhos de funcionários ganhavam um brinquedinho discreto que tinha sido arrecadado pela permuta de publicidade e um guaraná que também era servido pela permuta de publicidade.

Mas o espírito de amizade entre as pessoas sempre lema de Paulo Machado de Carvalho era o símbolo da humanidade.

O velho Paulo Machado de Carvalho sempre atendia a todos e sempre tinha todos que trabalhavam com ele sendo seus colaboradores no exato motivo da palavra.

Exatamente por isto o velho Paulo Machado de Carvalho era o ídolo de todos que com ele trabalhavam.

E ele nem era pastor mas tinha o sentimento religioso de irmandade em seu trabalho.

Pra se fazer uma festa de final de ano de uma emissora não se precisa distribuir carros nem presentes de grande valia, mas sim ter o espírito humanitário de trabalho entre pessoas que se ajudam umas às outras e não se competem

Mas na TV Record de hoje, que é de um pastor, nada disso acontece.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 10h18 no dia 03/10/2013

Marcelo Silva não quer repetir os erros de Honorilton Gonçalves

 

O novo vice-artístico da Record, Marcelo Silva, no uso das suas funções, não fala, mas tem deixado claro que não deseja repetir os erros da administração anterior.

A ordem é não promover mudanças frequentes na grade de programação. Trabalhar sempre em cima de um planejamento.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Mercado aponta possível volta de Honorilton Gonçalves à Record

https://i2.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/1ba37471e51af0cfeb30ad203c738911.jpg

 

Novo vice-presidente artístico da Record, Marcelo Silva está pressionado.

De acordo com informações de Keila Jimenez, da coluna “Outro Canal”, existem comentários no mercado que apontam numa possível volta do bispo Honorilton Gonçalves ao cargo.

Falam que Marcelo tem um prazo de 90 dias para obter resultados de audiência, caso contrário Honorilton poderá voltar.

O bispo já chegou a deixar e voltar à Record em duas ocasiões diferentes, há alguns anos.

Além da direção artística, Edir Macedo também mudou o presidente de sua emissora. No início de julho, saiu Alexandre Raposo e entrou Luiz Claudio Costa.

A nova dupla tem o desafio de acertar a Record financeiramente e voltar a crescer na audiência.

NaTelinha