James Akel ironiza comentário de Henrique Meirelles sobre aumento de impostos

ATITUDE SEM PROPÓSITO DO MINISTRO DA FAZENDA

O antigo empregado da JBS que agora é ministro da Fazenda Henrique Meirelles diz que pode aumentar os impostos se precisar fazer.
A gente pode dar outras ideias pra ele.
Por exemplo ele pode ir à merda também.
Pode contar o que ele fazia quando era empregado de Joesley Batista.
Pode contar quanto Joesley pagava pra ele por mes e quanto a JBS recebeu do BNDES enquanto ele era empregado dele.
Mas pra começar vamos apenas mandar ele a merda.

 

James Akel no dia 04/07/2017

Governo precisa enfrentar questões estruturais, e não adotar medidas rápidas, diz Meirelles

Notícia Publicada em 25/07/2016 12:19

Ministro da Fazenda defendeu, por exemplo, que as receitas sejam desvinculadas das despesas

Em evento no Rio de Janeiro, ele disse ser natural que haja "ansiedade" por medidas rápidas (Reuters/Ueslei Marcelino)
Em evento no Rio de Janeiro, ele disse ser natural que haja “ansiedade” por medidas rápidas
(Reuters/Ueslei Marcelino)

RIO DE JANEIRO – O governo precisa enfrentar questões estruturais para resolver os problemas do Brasil, afirmou o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, nesta segunda-feira (25).

Em evento no Rio de Janeiro, ele disse ser natural que haja “ansiedade” por medidas rápidas, mas que apenas lidando com as causas estruturais os problemas do país serão resolvidos. Para tanto, ele defendeu, por exemplo, que as receitas sejam desvinculadas das despesas.

(Reportagem de Rodrigo Viega Gaier)

O Financista

Única maneira de evitar aumento de impostos é aprovar teto para despesas, diz Meirelles à Folha

Notícia Publicada em 25/07/2016 07:45

Ministro defendeu controle do avanço da dívida e prometeu cumprir o déficit de R$ 170 bi

Para Meirelles, com o fim da incerteza sobre o impeachment de Dilma Rousseff, a recuperação da economia virá de forma mais rápida (Reuters/Ueslei Marcelino)
Para Meirelles, com o fim da incerteza sobre o impeachment de Dilma Rousseff, a recuperação da economia virá de forma mais rápida (Reuters/Ueslei Marcelino)

SÃO PAULO – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a única maneira de evitar um aumento dos impostos é o Congresso aprovar o teto para os gastos públicos.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Meirelles afirmou que sem o limite a elevação dos tributos será a única saída para financiar o contínuo aumento das despesas. “O Brasil terá feito uma opção que acho errada, grave, de não controlar a evolução de sua dívida pública, e pagará um preço por isto nos próximos anos.”

O ministro declarou que irá cumprir a meta de fiscal deste ano de rombo de R$ 170,5 bilhões e que é contrário a um novo programa de refinanciamento de dívidas das empresas. Segundo ele, com o fim da incerteza sobre o impeachment de Dilma Rousseff, a recuperação da economia virá de forma mais rápida.

O Financista

James Akel comenta que Henrique Meirelles assumirá a Petrobras

Depois de mais de doze recusas de empresários e executivos em assumir a presidência da Petrobras, Henrique Meirelles deve deixar a presidência da JBS pra assumir a Petrobras.

É tudo que Dilma jamais aceitaria e se aceita agora é porque ela não governa mais o Brasil.

Dilma apenas fica fugindo de todas as situações adiando o impeachment o tempo que pode até onde der.


Escrito por jamesakel@uol.com.br às 09h10 no dia 04/02/2015

James Akel comenta atual presidente do Banco Central está sendo instruído pelo antecessor

 

A linha de telefone entre Toninho Tombini, presidente do Banco Central, e Henrique Meirelles, antigo presidente, está a cada dia mais usada.
O atual presidente do BC está sendo instruido a todo momento por Meirelles na maneira de como controlar a inflação da economia.
Isto tudo com autorização de Dilma Rousseff, que faz de conta que nada sabe sobre os telefonemas para Meirelles
.

 

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h09 no dia 03 de abril de 2013