Hebe Camargo receberá homenagem póstuma na terça-feira na ALESP

Resultado de imagem para Hebe Camargo

 

Na terça que vem, dia 13, na Assembleia Legislativa de São Paulo, será realizada a outorga da Comenda Mazzaropi, in memoriam, a Hebe Camargo…

… O filho dela, Marcelo, é quem irá receber.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Biografia de Hebe Camargo será lançada dia 10 de maio no Rio

Resultado de imagem para Hebe Camargo

 

Lançamento da biografia da Hebe Camargo, escrita por Artur Xexéo será na quarta-feira que vem, 10, na Livraria da Travessa do Leblon…
… E no dia seguinte, quinta, em São Paulo, na Cultura do Conjunto Nacional.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Diferentes ações são lançadas para imortalizar trabalho de Hebe Camargo

Resultado de imagem para hEBE Camargo

Claudio Pessutti, sobrinho e empresário de Hebe Camargo por muitos anos, acaba de lançar as redes oficiais da artista.

O objetivo da ação digital, segundo ele, é imortalizar o trabalho da apresentadora, atriz e cantora, que atuou por mais de 60 anos no rádio e na televisão brasileira.

Outras iniciativas, ainda relativas a elas, estão previstas para este ano, a começar pelo lançamento de uma biografia, assinada por Artur Xexéo, e as produções de um filme e de um musical, baseados na vida da apresentadora.

Também como parte de todo este trabalho, existe também o projeto de uma exposição, com todos os seus pertences, na casa do Morumbi, onde ela viveu os últimos anos de vida.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Trajetória de Hebe Camargo será relembrada no teatro e no cinema

Hebe Camargo

Hebe Camargo

 

Hebe Camargo, morta em setembro de 2012, vai ganhar um musical nos palcos sobre sua trajetória, como parte de um pacote de homenagens. À frente do projeto está o empresário Cláudio Pessutti, sobrinho da saudosa apresentadora e que foi seu fiel escudeiro durante muito tempo.

Segundo Pessutti, a ideia de se produzir esse show começou a ser discutida há pouco tempo e, até em função disso, ainda não existe uma previsão de estreia. Os nomes para a composição da equipe, em especial um diretor-geral, estão sendo contatados somente agora.

Existe ainda outro projeto baseado na vida de Hebe, este voltado para o cinema, mas tudo indica que a prioridade será mesmo o musical.

Quanto ao filme, já houve muita especulação sobre nomes de atrizes que poderiam viver Hebe e que o mesmo estava previsto para ser lançado este ano. De acordo com Pessutti não tem nada decidido por enquanto.

Por outro lado, um acervo fotográfico da apresentadora, com mais de 40 mil fotos, está passando por um processo de digitalização e deverá proporcionar uma exposição.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Em última gravação, Patrícia Abravanel se emociona com mensagem de Hebe

Patrícia Abravanel

Prestes a dar à luz seu primeiro filho, fruto do relacionamento com o deputado Fábio Faria, Patrícia Abravanel já fez a última gravação do programa “Máquina da Fama” antes de entrar de licença-maternidade.

Na atração do SBT, Patrícia foi surpreendida com um depoimento inédito de Hebe Camargo, gravado em julho de 2012, dois meses antes de sua morte.

Segundo informações da coluna Outro Canal, Hebe disse: “Essa menina nasceu para o que está fazendo”.

O vídeo fez a filha de Silvio Santos chorar. O programa também contou com depoimentos de colegas do SBT e outras atrações especiais.

Patrícia Abravanel começou sua carreira como apresentadora em 2011, com o “Festival SBT 30 anos”. No ano seguinte, já ganhou o “Troféu Imprensa” como revelação. Também apresentou os programas “Cante Se Puder” e “Roda a Roda”, antes de assumir o “Máquina da Fama” no ano passado.

Sua atração chegará ao fim nas próximas semanas, quando será substituído por “Esse Artista Sou Eu”, de Márcio Ballas.

Após a licença-maternidade, ainda não se sabe o que Patrícia fará no SBT.

NaTelinha

James Akel comenta porque a Rede Record não publicará mais livro sobre seus 60 anos

 

O novo site Notícias da TV comandado pelo jornalista Daniel Castro revelou em sua edição de ontem que a TV Record não vai mais publicar um livro sobre os 60 anos da emissora e nem realizar a mega exposição.
Não vou acreditar que o motivo de tudo isto seja redução de custos.
Se até eu edito meus próprios livros, não vou acreditar que a TV Record não tenha dinheiro pra editar os dela.
Na verdade real acredito que ao terminarem os textos viram que a TV  Record da família Carvalho, que tinha nomes como Manoel Carlos, Tuta, Nilton Travesso, Raul Duarte, Hebe Camargo, Randal Juliano, Vicente Leporace, Clarice Amaral, Arrelia, Pimentinha, Durval de Souza, Hélio Ansaldo, Eduardo Moreira, Armando Rosas, Waldomiro Barone, Silvio Luiz, Ferreira Neto, Blota Jr, Sônia Ribeiro e alguns outros que não me lembro agora, enquanto que a TV Record da família Macedo e sócios não teve a oportunidade de ter nomes que marcassem igualmente e nem programação que a fizesse igual.
Por um curto espaço de tempo a TV Record da família Macedo e sócios teve bom ibope enquanto dirigida por profissionais do ramo.
Assim que a família Macedo e sócios acharam que não precisava dos profissionais do entretenimento pra tocar o negócio o ibope resolveu viajar.
Eu acho que a TV Record fez muito bem em não publicar o livro nem fazer a mega exposição sobre os 60 anos da emissora.
As pessoas leriam o livro e veriam a exposição onde veriam que a TV Record foi uma grande emissora de TV que jamais voltou a ser e nas mãos dos donos atuais não será mais.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h34 no dia 19/09/2013