James Akel comenta que colocar Gabriel Chalita no Ministério da Educação não mudar nada

 

O desejo de Dilma em agradar o PMDB colocando Chalita no ministério da Educação é uma atitude que nada vai mudar seu governo.

E o PMDB nem deveria aceitar tal pasta eivada de problemas de difícil solução no esquema de dinheiro do governo.

 

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h48 no dia 24/03/2015

James Akel comenta que as críticas de Gabriel Chalita sumiram da mídia

Ao ver as notícias da posse de Gabriel Chalita na secretaria de educação de Haddad me lembrei das notícias que li no passado sobre Chalita e as denúncias que fizeram contra ele e que sumiram da mídia.

Acho que Chalita está no lugar certo.


Escrito por jamesakel@uol.com.br às 09h26 no dia 16/01/2015

James Akel comenta que Gabriel Chalita está na marca do pênalti

 

Parece que será lauto o cardápio de Gabriel Chalita, a considerar o quanto estão assando suas batatas.
As novas denúncias contra ele ganharam novos documentos que mostram que ao menos parte da reforma de seu apartamento foi paga por empresa que recebia dinheiro de contrato com a secretaria de educação comandada por Chalita.
Pior é o prefeito Haddad que faz as vezes de psicólogo de Chalita em suas conversas telefônicas.
Haddad deveria se preocupar mais com a cidade.
E menos com seu amigo de infância.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h49 no dia 03 de abril de 2013

James Akel comenta atitudes recentes de Haddad e Chalita

 

O deputado Gabriel Chalita, investigado pelo Ministério Público por supostas irregularidades durante o tempo que foi secretário da educação, tem um amigo e confidente para os momentos de solidão que são muitos.

Trata- se do prefeito da cidade Fernando Haddad.

Chalita, que foi abandonado pelos companheiros do PMDB, que perdeu sua nomeação para ministro, só encontra nos ouvidos de Haddad refúgio para seus desabafos.

O PMDB parece ser um partido ingrato com Chalita.

Estivesse Chalita no PT, seria recebido sempre bem.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 00h18 no dia 11 de março de 2013

James Akel acredita que os advogados de Gabriel Chalita apostam na prescrição de supostos crimes cometidos por ele

Denúncias contra Chalita apontam desvios de pelo menos R$ 54 milhões

 

Os advogados de Gabriel Chalita estão defendendo a prescrição de supostos crimes cometido pelo Chalita quando secretário.
Mas os promotores tem no processo a alternativa de defesa de bens do Estado que teria sido supostamente prejudicado por ações do secretário e que deveria ser ressarcido pelo secretário.
Chalita tem inúmeros bens que poderiam vir a ser alvo de pedido de promotores.
Os promotores alegam que se houve prescrição, isto não ocorre no caso de danos ao patrimônio estadual.
Outra linha que os promotores podem seguir é a investigação de fortuna não equivalente aos rendimentos.
Mas é uma investigação muito mais difícil de ser provada pois teria que começar com a investigação da famosa compra da cobertura em Higienópolis, mais a reforma do megaimóvel.
Na época o jornal Folha fez reportagem sobre o assunto e o Ministério Público pode começar a investigação pela reportagem do jornal.
O Ministério Público tem acesso a detalhes que a Folha nem tinha.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h26 no dia 07 de março de 2013

James Akel comenta que o PT pediu que Gabriel Chalita fosse investigado

 

O líder do PT na Assembleia Legislativa, Roberto Felício, pediu investigação contra Chalita em 23 de setembro de 2008.
Na ocasião Felício declarou que Chalita teve evolução patrimonial de 849% entre 2000 e 2007.
Entre inúmeras argumentação, Felício também citou a nota da coluna de Mônica Bérgamo sobre a famosa compra do apartamento de Chalita.

Vejam o que escreveu Mônica Bergamo em sua coluna de 07/06/2004

DOCE LAR 1
Gabriel Chalita, secretário da Educação e um dos mais prestigiados da equipe do governador Geraldo Alckmin, está de casa nova. Ele comprou um deslumbrante dúplex, de 1.500 m2, numa das esquinas mais charmosas de São Paulo, a da rua Rio de Janeiro com a avenida Higienópolis. A cobertura tem até uma piscina e uma das vistas mais lindas da cidade.
O imóvel custa mais de R$ 4,5 milhões. O secretário diz que negociou o preço e deu imóveis que recebeu de herança como parte da negociação.

DOCE LAR 2
Chalita diz que tem uma coleção de 15 mil publicações que vai levar para o lugar.

Ao final, a investigação foi arquivada.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h53 no dia 07 de março de 2013

James Akel comenta o SBT fará nova aposta em Patrícia Abravanel

 

O que se comentava nesta semana nos bastidores do SBT era que Patrícia Abravanel teria neste semestre a chance de apresentar sozinha um programa de tv.
Silvio deve ter sido convencido por dona Iris durante a viagem de que deve dar uma chance para sua filha.
Até um consultor de imagem Patrícia já tem, que é Edson Giusti, o mesmo que é consultor de comunicação do Grupo Silvio Santos e do deputado Gabriel Chalita.
Giusti também foi consultor de comunicação do Banco Rural, além de outras consultorias na área política em secretarias.
Consultor de imagem com grande experiência é o que não falta pra Patrícia.
Agora resta ela aprender a se postar no palco, a saber segurar microfone de maneira natural e não com medo dele, saber falar com a plateia e com a dona-de-casa.
Mas pra isto precisa um talento que até agora ela nem demonstrou.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 08h16 no dia 07 de março de 2013