Pacaembu vai receber Fla-Flu após 74 anos

O estádio do Pacaembu, na região central de São Paulo, será palco de novo Fla-Flu depois de 74 anos, o segundo disputado na capital paulista — o primeiro foi em 1942. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) anunciou ontem a aprovação da realização do clássico entre Flamengo e Fluminense, pela 2ª rodada da Taça Guanabara (a 2ª fase do Estadual do Rio), no tradicional estádio paulistano.

Até a última quinta-feira, a informação dada aos clubes era que a possibilidade de jogar na capital paulista seria vetada pela Ferj, mas eles entraram em acordo com a entidade.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) também já deu o aval para os clubes. O jogo será disputado no dia 20 de março, um domingo, às 16 horas.

Com o Maracanã e o Engenhão em obras para a Rio-2016, as duas equipes têm enfrentado dificuldades para mandar seus jogos.

Na primeira etapa do Estadual, o clássico Fla-Flu foi disputado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A empresa responsável por aquela partida é a mesma que fez a intermediação para o jogo ser disputado em São Paulo.

Flamengo e Fluminense receberão em torno de R$ 600 mil cada um para se enfrentarem no Pacaembu.

Na primeira vez que os dois times se enfrentaram no Pacaembu, no dia 12 de março de 1942, o jogo era válido pelo torneio Quinela de Ouro. A partida terminou sem gols diante de 6.402 torcedores.

O Quinela de Ouro foi um torneio amistoso, disputado uma só vez, com cinco times do Rio e de São Paulo — além de Flamengo e Fluminense, participaram Corinthians, São Paulo e Palmeiras.(Folhapress)

 

Fonte : Jornal O POVO

Com férias a nove atletas, Fluminense encerra preparação para encarar Figueirense

Jean e Fred puxam lista de antecipação de descanso. Marlon é dúvida para domingo. Eduardo comanda primeiro rachão da gestão em dia de festa por fundador do clube

Gustavo Scarpa goleiro Fluminense (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com)

Gustavo Scarpa atuou em treino como goleiro (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com)

O Fluminense encerrou a preparação para enfrentar o Figueirense, domingo, às 17h (de Brasília), em Florianópolis, pela última rodada do Brasileirão. Na manhã deste sábado, nas Laranjeiras, no treino de despedida da temporada 2015, o Tricolor oficializou férias antecipadas a nove jogadores, entre eles Jean e Fred. Marlon é a única dúvida na escalação ao jogo que pode interferir no futuro do Vasco na competição.

A atividade foi descontraída. No primeiro rachão da sua gestão, Eduardo Baptista deixou os atletas à vontade. Apenas 22 deles participaram. Gum, Henrique, Antônio Carlos, Breno Lopes, João Filipe, Renato e Rafinha foram dispensados da sessão de trabalho. Juntam-se a Jean e Fred, liberados dos trabalhos há cinco dias – sem a oficialização das férias, por parte do clube. Osvaldo já não havia treinado na sexta. Wellington Paulista foi liberado para passar por uma cirurgia.

Gustavo Scarpa e Cícero, por exemplo, jogaram como goleiros nesta manhã. Sem indicação de time, o treinador deve mandar a campo a escalação indicada na coletiva de sexta. O time terá: Júlio César; Wellington Silva, Marlon (Artur), Nogueira e Léo Pelé; Pierre, Edson, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior e Magno Alves. Marlon sofre de tendinite no joelho direito, mas deve estar em campo.

Em 13º com 47 pontos, o Flu cumpre tabela na competição. Porém, se perder, determinará o rebaixamento do Vasco.

O sábado também foi dia de inauguração, nas Laranjeiras, do busto de Oscar Cox, fundador do Flu. Torcedores carregaram o busto, em caminhada, até a sede do clube.

Oscar Cox busto Fluminense (Foto: Hector Werlang / GloboEsporte.com)
Torcedores levaram busto de Oscar Cox até as Laranjeiras
(Foto: Hector Werlang / GloboEsporte.com)
GLOBO ESPORTE.COM

Renato Maurício Prado comenta que o Fluminense tem na Copa do Brasil 2025 a sua tábua de salvação

Será o Fluminense capaz de salvar a temporada de 2015, com a conquista da Copa do Brasil? Passar pelo Palmeiras, amanhã, quando o empate garante a classificação tricolor me parece possível e até bastante provável – principalmente se Fred jogar, como deverá acontecer. Mais complicado será bater o Santos, na decisão. O time de Dorival Jr. está “voando” e surge como grande favorito da competição qualquer que seja o oponente.

Apesar da campanha pífia no Brasileiro (seus resultados no returno são desastrosos), o Flu tem bons jogadores, do meio para a frente. Os jovens Gustavo Scarpa, Marco Júnior e Vinícius são exemplos disso. E, quando Fred joga e está bem, o poderio ofensivo das Laranjeiras é respeitável.

Some-se a isso um ótimo goleiro como Diego Cavalieri e outros valores, como o promissor zagueiro Marlon, o sempre eficiente volante Jean e o veterano Cícero e fica até difícil explicar a queda de rendimento e os péssimos desempenhos recentes. Algo que poderá ser esquecido, caso venha o título da Copa do Brasil, garantindo ainda a presença na Libertadores 2016.

Assim como aconteceu com o Flamengo, em 2013, esta pode ser a sua tábua de salvação.

 

Renato Maurício Prsdo – O GLOBO – 27/10/2015

Renato Maurício Prado comenta que a dupla FLA-FLU tem chance de disputar a Libertadores 2016

 

Sonho carioca

Os matemáticos dirão que as possibilidades são reduzidíssimas. Mas há chances reais de a Libertadores-2016 ter a dupla Fla-Flu (o rubro-negro, pelo Brasileiro, e o tricolor, pela Copa do Brasil). Sonhar não custa nada…

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 24 de outubro de 2015

Liga Sul-Minas-Rio tem os três grupos definidos. Confira quais são os times

Tabela da competição será anunciada na próxima segunda-feira

Alexandre Kalil em coletiva de imprensa no Independência (Foto: Bruno Cantini \Flickr Atletico-MG)

Alexandre Kalil é o executivo-chefe da Liga (Foto: Bruno Cantini \Flickr Atletico-MG)

A Liga Sul-Minas-Rio já tem os três grupos definidos. A competição, cuja primeira edição será no ano que vem – com início previsto para o fim do mês de fevereiro -, contará com 12 times participantes.A divulgação oficial do calendário e do regulamento será na próxima segunda-feira. A Sul-Minas-Rio recebeu o aval da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no último dia 9, quando o executivo-chefe da liga, Alexandre Kalil, esteve na entidade.

Confira os grupos:

Grupo 1: Cruzeiro, Fluminense, Avaí, América-MG
Grupo 2: Grêmio, Internacional, Atlético-PR, Chapecoense
Grupo 3: Atlético-MG, Flamengo, Figueirense e Coritiba

São 15 os clubes integrantes da liga, mas apenas 12 participarão da primeira edição, com início marcado para fevereiro do ano que vem – a final também já tem data: 30 de março.

– Isso já estava formatado. Nós temos nos reunido de 15 em 15 dias. Fomos à CBF, já havíamos ido à CBF outras vezes, e o que aconteceu ontem (quinta-feira) foi que o Kalil (Alexandre), representante da Liga, discutiu as datas com o pessoal da CBF. Serão três grupos de quatro times cada, se classificando para as semifinais os melhores de cada grupo e o melhor segundo colocado – disse o presidente da Liga, Gilvan de Pinho Tavares, que explicou o que ficou acordado com a CBF.

– Fizeram alguma alteração de datas. Concordaram com tudo o que foi acordado pela Liga. E a CBF disse que daria toda a assistência no aspecto dos árbitros. Além do tribunal. Precisávamos de um modelo, como acontece na Copa do Mundo, Copa América, porque o torneio é curto. Não dá para ter primeira, segunda instância. Então, será um julgamento mais rápido, um caráter diferente de julgar, mas aplicando o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Vai ter mais uma reunião na segunda-feira, mas já está tudo definido.

Fazem parte América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Flamengo, Internacional, Joinville, Grêmio e Paraná. Quando o grupo foi criado, a ideia era que a primeira edição do torneio contasse apenas com 10 participantes, sem Chape, Criciúma, Joinville, além de Paraná e América-MG, que se filiaram por último.

Há quem faça oposição à Liga Sul-Minas. O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, irritado com a participação da dupla Fla-Flu na competição,não crê que o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, autorizará o torneio.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Renato Maurício Prado comenta que conquistar a Copa do Brasil em 2015 seria ótimo para o Fluminense

https://i0.wp.com/futebolaovivo10.com/wp-content/uploads/2015/09/Fluminense-x-Palmeiras-ao-vivo.jpg

Ponte de salvação
Assim como aconteceu com o Flamengo, há dois anos, a Copa do Brasil pode salvar a temporada do Fluminense. Classificado para uma das semifinais, onde enfrentará o Palmeiras, o tricolor, jogando completo, pode, sim, acabar levantando o caneco. Seus três concorrentes (além do Verdão, o Santos e o São Paulo) fazem campanha bem melhor que a dele, no Brasileiro, mas isso também acontecia com o Grêmio, que acabou eliminado em plena arena. A má notícia, para os que estão disputando vaga na Libertadores, pelo Brasileirão, é que se o Flu vencer, ninguém sai da frente da turma que briga pelo quarto lugar – que é ameaçado ainda pela Sul-Americana, em caso de título de um brasileiro (Chapecoense e Atlético Paranaense estão nas quartas-de-final).

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 06/10/2015

Renato Maurício Prado comenta a má fase do Fluminense e alerta proximidade com a zona do rebaixamento

Só o STJD salva
E o Flu, hein? Já está a apenas três pontos da zona do rebaixamento e a torcida, enfurecida, pede a saída do vice de futebol Mário Bittencourt. Podem tirar o cavalinho da chuva. Até porque, se ele cair, recorrerá ao STJD… E lá ele é craque!

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 22/09/2015

James Akel said that Fred prevented Muricy Ramalho hiring for Fluminense

https://i2.wp.com/s02.video.glbimg.com/x240/3493949.jpg

Fred , player of Fluminense , was the great adversary that prevented the hiring of coach Muricy Ramalho for Fluminense this week.

After all settled and knowing of Muricy plans, Fred contacted the president of Fluminense, which does not seem to have as much as previously thought and made Muricy was no longer employed.

Friends of Muricy heard that it was better to happen now before commencing work than after turning a scandal.

Incidentally, after the episodes involving CBF names, no scandal of football has more grace

James Akel in 20/September/2015