Pacaembu vai receber Fla-Flu após 74 anos

O estádio do Pacaembu, na região central de São Paulo, será palco de novo Fla-Flu depois de 74 anos, o segundo disputado na capital paulista — o primeiro foi em 1942. A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) anunciou ontem a aprovação da realização do clássico entre Flamengo e Fluminense, pela 2ª rodada da Taça Guanabara (a 2ª fase do Estadual do Rio), no tradicional estádio paulistano.

Até a última quinta-feira, a informação dada aos clubes era que a possibilidade de jogar na capital paulista seria vetada pela Ferj, mas eles entraram em acordo com a entidade.

A Federação Paulista de Futebol (FPF) também já deu o aval para os clubes. O jogo será disputado no dia 20 de março, um domingo, às 16 horas.

Com o Maracanã e o Engenhão em obras para a Rio-2016, as duas equipes têm enfrentado dificuldades para mandar seus jogos.

Na primeira etapa do Estadual, o clássico Fla-Flu foi disputado no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A empresa responsável por aquela partida é a mesma que fez a intermediação para o jogo ser disputado em São Paulo.

Flamengo e Fluminense receberão em torno de R$ 600 mil cada um para se enfrentarem no Pacaembu.

Na primeira vez que os dois times se enfrentaram no Pacaembu, no dia 12 de março de 1942, o jogo era válido pelo torneio Quinela de Ouro. A partida terminou sem gols diante de 6.402 torcedores.

O Quinela de Ouro foi um torneio amistoso, disputado uma só vez, com cinco times do Rio e de São Paulo — além de Flamengo e Fluminense, participaram Corinthians, São Paulo e Palmeiras.(Folhapress)

 

Fonte : Jornal O POVO

Com férias a nove atletas, Fluminense encerra preparação para encarar Figueirense

Jean e Fred puxam lista de antecipação de descanso. Marlon é dúvida para domingo. Eduardo comanda primeiro rachão da gestão em dia de festa por fundador do clube

Gustavo Scarpa goleiro Fluminense (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com)

Gustavo Scarpa atuou em treino como goleiro (Foto: Fred Gomes / GloboEsporte.com)

O Fluminense encerrou a preparação para enfrentar o Figueirense, domingo, às 17h (de Brasília), em Florianópolis, pela última rodada do Brasileirão. Na manhã deste sábado, nas Laranjeiras, no treino de despedida da temporada 2015, o Tricolor oficializou férias antecipadas a nove jogadores, entre eles Jean e Fred. Marlon é a única dúvida na escalação ao jogo que pode interferir no futuro do Vasco na competição.

A atividade foi descontraída. No primeiro rachão da sua gestão, Eduardo Baptista deixou os atletas à vontade. Apenas 22 deles participaram. Gum, Henrique, Antônio Carlos, Breno Lopes, João Filipe, Renato e Rafinha foram dispensados da sessão de trabalho. Juntam-se a Jean e Fred, liberados dos trabalhos há cinco dias – sem a oficialização das férias, por parte do clube. Osvaldo já não havia treinado na sexta. Wellington Paulista foi liberado para passar por uma cirurgia.

Gustavo Scarpa e Cícero, por exemplo, jogaram como goleiros nesta manhã. Sem indicação de time, o treinador deve mandar a campo a escalação indicada na coletiva de sexta. O time terá: Júlio César; Wellington Silva, Marlon (Artur), Nogueira e Léo Pelé; Pierre, Edson, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior e Magno Alves. Marlon sofre de tendinite no joelho direito, mas deve estar em campo.

Em 13º com 47 pontos, o Flu cumpre tabela na competição. Porém, se perder, determinará o rebaixamento do Vasco.

O sábado também foi dia de inauguração, nas Laranjeiras, do busto de Oscar Cox, fundador do Flu. Torcedores carregaram o busto, em caminhada, até a sede do clube.

Oscar Cox busto Fluminense (Foto: Hector Werlang / GloboEsporte.com)
Torcedores levaram busto de Oscar Cox até as Laranjeiras
(Foto: Hector Werlang / GloboEsporte.com)
GLOBO ESPORTE.COM

Renato Maurício Prado comenta que o Fluminense tem na Copa do Brasil 2025 a sua tábua de salvação

Será o Fluminense capaz de salvar a temporada de 2015, com a conquista da Copa do Brasil? Passar pelo Palmeiras, amanhã, quando o empate garante a classificação tricolor me parece possível e até bastante provável – principalmente se Fred jogar, como deverá acontecer. Mais complicado será bater o Santos, na decisão. O time de Dorival Jr. está “voando” e surge como grande favorito da competição qualquer que seja o oponente.

Apesar da campanha pífia no Brasileiro (seus resultados no returno são desastrosos), o Flu tem bons jogadores, do meio para a frente. Os jovens Gustavo Scarpa, Marco Júnior e Vinícius são exemplos disso. E, quando Fred joga e está bem, o poderio ofensivo das Laranjeiras é respeitável.

Some-se a isso um ótimo goleiro como Diego Cavalieri e outros valores, como o promissor zagueiro Marlon, o sempre eficiente volante Jean e o veterano Cícero e fica até difícil explicar a queda de rendimento e os péssimos desempenhos recentes. Algo que poderá ser esquecido, caso venha o título da Copa do Brasil, garantindo ainda a presença na Libertadores 2016.

Assim como aconteceu com o Flamengo, em 2013, esta pode ser a sua tábua de salvação.

 

Renato Maurício Prsdo – O GLOBO – 27/10/2015

Renato Maurício Prado comenta que a dupla FLA-FLU tem chance de disputar a Libertadores 2016

 

Sonho carioca

Os matemáticos dirão que as possibilidades são reduzidíssimas. Mas há chances reais de a Libertadores-2016 ter a dupla Fla-Flu (o rubro-negro, pelo Brasileiro, e o tricolor, pela Copa do Brasil). Sonhar não custa nada…

 

Renato Maurício Prado – O GLOBO – 24 de outubro de 2015

Liga Sul-Minas-Rio tem os três grupos definidos. Confira quais são os times

Tabela da competição será anunciada na próxima segunda-feira

Alexandre Kalil em coletiva de imprensa no Independência (Foto: Bruno Cantini \Flickr Atletico-MG)

Alexandre Kalil é o executivo-chefe da Liga (Foto: Bruno Cantini \Flickr Atletico-MG)

A Liga Sul-Minas-Rio já tem os três grupos definidos. A competição, cuja primeira edição será no ano que vem – com início previsto para o fim do mês de fevereiro -, contará com 12 times participantes.A divulgação oficial do calendário e do regulamento será na próxima segunda-feira. A Sul-Minas-Rio recebeu o aval da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no último dia 9, quando o executivo-chefe da liga, Alexandre Kalil, esteve na entidade.

Confira os grupos:

Grupo 1: Cruzeiro, Fluminense, Avaí, América-MG
Grupo 2: Grêmio, Internacional, Atlético-PR, Chapecoense
Grupo 3: Atlético-MG, Flamengo, Figueirense e Coritiba

São 15 os clubes integrantes da liga, mas apenas 12 participarão da primeira edição, com início marcado para fevereiro do ano que vem – a final também já tem data: 30 de março.

– Isso já estava formatado. Nós temos nos reunido de 15 em 15 dias. Fomos à CBF, já havíamos ido à CBF outras vezes, e o que aconteceu ontem (quinta-feira) foi que o Kalil (Alexandre), representante da Liga, discutiu as datas com o pessoal da CBF. Serão três grupos de quatro times cada, se classificando para as semifinais os melhores de cada grupo e o melhor segundo colocado – disse o presidente da Liga, Gilvan de Pinho Tavares, que explicou o que ficou acordado com a CBF.

– Fizeram alguma alteração de datas. Concordaram com tudo o que foi acordado pela Liga. E a CBF disse que daria toda a assistência no aspecto dos árbitros. Além do tribunal. Precisávamos de um modelo, como acontece na Copa do Mundo, Copa América, porque o torneio é curto. Não dá para ter primeira, segunda instância. Então, será um julgamento mais rápido, um caráter diferente de julgar, mas aplicando o Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Vai ter mais uma reunião na segunda-feira, mas já está tudo definido.

Fazem parte América-MG, Avaí, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Figueirense, Fluminense, Flamengo, Internacional, Joinville, Grêmio e Paraná. Quando o grupo foi criado, a ideia era que a primeira edição do torneio contasse apenas com 10 participantes, sem Chape, Criciúma, Joinville, além de Paraná e América-MG, que se filiaram por último.

Há quem faça oposição à Liga Sul-Minas. O presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, irritado com a participação da dupla Fla-Flu na competição,não crê que o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, autorizará o torneio.

 

GLOBO ESPORTE.COM