James Akel comenta que a Globo deveria pedir desculpas às famílias da tortura

 

Já que era pra pedir desculpas pra alguém, a família Marinho deveria pedir desculpas aos que morreram, vítimas de tortura, mas que eram apresentados no Jornal Nacional sendo mortos por coisas comprovadamente mentirosas.
A começar pelo caso do declarado suicídio de Herzog, que foi mostrado no Jornal Nacional sendo suicídio mas que era assassinato puro de torturadores.
Outros inúmeros casos de execução pura e simples que foram mostradas no Jornal Nacional sendo atos de duplo tiroteio.
Aqui não se discute ideologia qualquer que seja mas apenas o quanto o Jornal Nacional não mostrou o lado correto do jornalismo e dos fatos reais.
Se era pra pedir desculpas que se pedisse às famílias das vítimas que sofreram com o desaparecimento de pessoas, com os famosos voos da morte, onde presos das masmorras das torturas eram levados pra dentro de aviões e jogados no mar sob silêncio absoluto da TV Globo.
Os herdeiros da família Marinho estão perdidos por ignorância do passado e sem saber o que fazer com o futuro.
Correram pra pedir ajuda a Lula.
A maior emissora de TV do Brasil correu pra pedir ajuda desesperada pra Lula e em demonstração de fidelidade ao futuro patrão Lula, foram a público declarar ofensas à memória do pai fundador Roberto Marinho.

 

James Akel em seu perfil no Facebook

James Akel comenta que a derrubada da TV Globo é péssima para o mercado publicitário

 

Esta coleção de manifestações contra a TV Globo, feita por baderneiros mascarados e gente mandada pelo governo pra intimidar a família Marinho, está dando certo porque os filhos de Roberto Marinho são despreparados pra o que quer que seja em matéria de comunicação.
Os três filhos tem atuação incompetente e despreparada e sequer são a sombra do que foi o pai.
Não estão à altura sequer de usar o par de sapatos do pai.
Mas nesta situação atual qual sai perdendo é o mercado de trabalho de jornalismo e entretenimento.
A TV Globo só tem a força que tem porque as outras redes não tem donos com competência de comandar adequadamente suas emissoras e dividir o mercado publicitário.
Se ao menos a TV Record ou o SBT tivessem comando adequado o mercado já estaria mais dividido.
Mas TV Record, por falta de comando adequado e profissional, demitiu muita gente e reduziu em muito seu espaço de trabalho.
O SBT também demitiu muito e reduziu espaço de entretenimento.
Se a TV Globo se retrair do jeito que o governo petista deseja, não apenas ficará refém do governo mas também reduzirá seu mercado de trabalho.
Então os artistas e jornalistas que ficam falando mal da TV Globo deveriam entender isto e não participar deste movimento de redução do mercado de trabalho no ramo.
Muitos são os jovens que estão se formando em jornalismo e atuação.
Alguém tem que dar emprego pra eles e não vai ser Lula ou Dilma que vão dar este emprego embora os atores até possam fazer papel de petistas.

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h53 no dia 04/09/2013