Tom Barros refuta a teoria conspiratória na qual o Ceará sempre se dá mal quando joga no PV

[16-11] Ceará 0 x 1 Corinthians - 20

Local do jogo

Dizem que o Ceará não joga bem no PV, onde sofreu alguns tropeços. Resultados mostram o contrário. Ora, no Castelão o Ceará foi eliminado pelo Asa. No Castelão perdeu a Copa do Nordeste para o Sport/PE. No Castelão, foi goleado pelo Joinville quando com um empate subiria para Série A. No Castelão, tendo boa vantagem, foi eliminado pelo Bota na Copa do Brasil.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 05.09.2014

Tom Barros comenta as mudanças que o Estádio Presidente Vargas sofreu para atender à imprensa

 

Respeito II

Vejam o PV de agora, modernizado, dentro do que a Fifa exigiu. Pois bem, lá estão dezenas de cabines de rádio estrategicamente situadas. Respeito a uma tradição que veio de 1941 até os dias atuais. Na reforma do PV, os engenheiros e arquitetos trocaram ideias com as entidades da crônica e tudo saiu perfeito, como em outros estádios brasileiros.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 29.07.2014

Tom Barros comenta o espaço que as emissoras de rádio tinham no Estádio Presidente Vargas

Rádio

Antes dos estádios, foram as emissoras de rádio que pugnaram por suas construções. Assim no PV, assim no Castelão. Vejam as fotos da época de inauguração do PV. Lá estavam duas cabines de rádio, feitas de madeira, mas altivas porque vozes de cronistas que fizeram campanha pela construção do velho Estádio Presidente Vargas.

 

Tom Barros-Jogada-Diário do Nordeste-29.07.2014

Tom Barros comenta que o Estádio Presidente Vargas é mais agradável à imprensa

No PV respeito e atenção

No Estádio Presidente Vargas, o tratamento dado pelos funcionários aos torcedores e cronistas é muito bom. Nada de privilégio senão a natural manifestação de respeito e elegância de quem está preparado para o exercício da função. Já no Castelão dissabores são registrados em todas as áreas. Prova está nas reclamações da torcida do Fortaleza no sábado passado. Elogios, pois, ao tratamento cordial, atencioso que só encontro no PV.

 

Tom Barros-Jogada-Diário do Nordeste – 29.07.2014

Tom Barros prova que o Estádio Presidente Vargas não morreu

Redescoberto

Nos primeiros tempos de Castelão, o PV foi ignorado. Pouco a pouco, porém, foram redescobrindo a sua vantagem pela localização, máxime para jogos noturnos. Anos depois, nas voltas da vida, o Castelão, com sérios problema, foi interditado. Aí o PV voltou.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste- 24.07.2014

Tom Barros comenta que o Estádio Presidente Vargas poderia ter sido “sepultado”

Resistente

Em 1973, quando o Castelão foi inaugurado, anunciaram o fim do PV, que houvera sido construído em 1941. Seria a aposentadoria definitiva e irrevogável do velho estadinho da Gentilândia. Seria sepultado com toda sua tradição e história de 32 anos.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 24.07.2014

Tom Barros comenta que o Estádio Presidente Vargas poderia ter sua capacidade expandida para 30000

Coisa nossa

O “Velho PV”, apesar de também modernizado para a Copa 2014, manteve a característica de coisa nossa. Erro foi não terem ampliado sua capacidade para 30 mil lugares como sugeri na época. Assim, só em finais precisaríamos do Castelão.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 24.07.2014

Tom Barros comenta que jornalistas já sofreram agressões no Estádio Presidente Vargas

  Antecedentes A APCDEC, entidade dos cronistas esportivos, deve também solicitar junto à Secel (Secretaria de Esporte e Lazer da Prefeitura de Fortaleza) as devidas providências, iniciativa concreta, visando a dar aos profissionais de imprensa via de acesso, isolada do público. Em tempo: cronistas e cinegrafistas já foram agredidos.

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 03.04.2014

Ceará x Vitória será no Estádio Presidente Vargas

Image-0-Artigo-1544975-1

Assim como em 2013, Ceará e Vitória duelarão no PV pela 2ª Fase do Nordestão
FOTO: KID JUNIOR
S

O Centro de Treinamento do Ceará foi oficialmente nomeado como CT Luís Campos – Cidade do Vozão, após enquete realizada com a torcida alvinegra, que conhecerá a estrutura do local em evento no dia 22 deste mês
FOTO: KIKO SILVA

De nada adiantou toda articulação do Ceará e da Federação Cearense de Futebol (FCF) em antecipar ou adiar a segunda partida entre o clube e o Vitória, pela 2ª Fase da Copa do Nordeste. Ontem à tarde, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) informou à diretoria alvinegra que manteve a data original (26 deste mês), horário (21h50), e local (Presidente Vargas).

A diretoria do Ceará ainda tinha esperanças de modificar o local da partida (para o Castelão) e a data da mesma (para o dia 19 deste mês ou 5 de março), após um ofício enviado pela FCF à CBF, ainda na segunda, 10.

No documento, a mentora do futebol cearense argumentava que a Polícia Militar recomendava a não realização de dois eventos no mesmo dia por conta da segurança, já que o show do cantor Elton John está marcado na mesma data para o Castelão.

Porém, o argumento parece não ter sensibilizado a CBF, que manteve a programação anterior, para lamento alvinegro.

“Não tivemos detalhamento algum sobre a decisão (da CBF). Simplesmente não mudaram a data. Foi a informação que recebemos. Não foi passada nenhuma explicação, ou motivo, não aceitaram a justificativa que aqui no Estado haveria dois eventos grandes, o que complicaria a segurança. Havia datas no calendário neste momento”, argumentou o vice-presidente do clube, Robinson de Castro.

O dirigente ressaltou o prejuízo que o clube terá de arcar ao jogar uma decisão para as semifinais do Nordestão no Presidente Vargas em vez de atuar no Castelão. “É um problema que surgiu na nossa mão. Incrível como o Ceará é sempre prejudicado quando há uma possibilidade de conseguir uma boa renda, enfim, jogar em um Castelão lotado. Todos perdem com isso”, argumentou o dirigente.

Prejuízo

Pelo fato de o Presidente Vargas comportar aproximadamente apenas 19 mil torcedores, o clube deverá aumentar o valor dos ingressos para este jogo. Isso para tentar amenizar os prejuízos financeiros por não atuar no Castelão, um estádio com capacidade para mais de 60 mil pessoas. “Temos de sentar e trabalhar. Foi criado um fato novo e precisamos reavaliar a situação, pelos compromissos que temos, como folha de pagamento. Infelizmente, o torcedor também sairá perdendo, pois talvez terá de assumir um preço de ingresso que a gente estava imaginando. Vamos colocar a cabeça para funcionar para definir isso, a carga para o torcedor comum e sócios torcedores”, argumentou.

A primeira partida entre Ceará e Vitória acontece no domingo, às 16 horas, no estádio de Pituaçu, em Salvador. O jogo de volta será às 21h50.

Vladimir Marques
Repórter

Ceará marca inauguração do CT Luís Campos para o dia 22

No próximo dia 22, o Ceará irá fazer o lançamento oficial do seu Centro de Treinamento. Localizado em Itaitinga, município da Região Metropolitana de Fortaleza, o antigo Ceten será oficialmente chamado de “CT Luís Campos – Cidade do Vozão”.

Após reunião na última terça-feira, a diretoria alvinegra e os conselheiros do clube definiram o nome completo do CT. Uma enquete foi aberta para que os torcedores do Alvinegro indicassem nomes para o novo espaço. Da consulta, mais de 700 participaram e elegeram “Cidade Vozão” como o nome que mais agradou à diretoria.

Para a inauguração, o jornalista Milton Neves confirmou participação pelo Twitter e ainda revelou que a Panicat Renata Molinaro também estará presente.

Torcedor

O lançamento do CT será aberto ao torcedor. A diretoria do clube ainda definirá o número de torcedores que terão acesso ao evento, entre sócios-torcedores e torcedores comuns.

A diretoria do Ceará avisa que desde o início de fevereiro vem realizando mudanças no CT para deixá-lo com “a cara do clube”. “Estamos fazendo algumas reformas, como a pintura (o CT tinha cores que não eram a do Ceará), toda a comunicação visual, informativos, todos já com nossa logomarca e o escudo do clube. O torcedor terá a oportunidade de ir lá, conhecer e participar o tamanho do empreendimento que o Ceará adquiriu”, informa o supervisor de futebol do clube, Mazinho Patrão.

SAIBA MAIS

Maratona

A manutenção da data da partida contra o Vitória deve ser um complicador para o Ceará, como explica Robinson de Castro. “No dia 23, jogaremos com o Guarany de Sobral, fora, pelo Estadual. No dia 26, o jogo de volta com o Vitória. No sábado de carnaval, outro pelo cearense. Além disso, jogos na quarta, sexta e domingo. Teremos de mesclar o time”

Vicente

O lateral-esquerdo Vicente é o único considerado titular que corre o risco de não jogar na 1ª partida no dia 16, contra o Vitória. O atleta ainda faz fisioterapia no clube e apenas na sexta-feira haverá uma definição sobre sua utilização no jogo. Segundo o médico do clube, Joaquim Garcia, as chances dele jogar são de 50%

 

 

Diário do Nordeste – Jogada – 13/02/2014

Tom Barros comenta que o PV poderia receber 30000 pessoas após sua reforma

estádio presidente vargas ceará campo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)PV ficou sobrecarregado por causa de reforma do Castelão (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)

Pena que, na reforma do PV, não o deixaram com capacidade para pelo menos 30 mil torcedores. Se assim tivesse sido, a independência do nosso futebol com relação ao Castelão estaria selada. E para lá somente seria necessário ir nas grandes decisões.

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 07/02/2014