Saiba os atores que interpretaram Edir Macedo em vários pontos da vida

 

As fases de Edir Então ficou assim: Enzo Barone viverá Edir Macedo na fase como criança, e logo depois José Victor Pires assumirá o papel, para o período jovem.

Tudo isso até a chegada em Petrônio Gontijo, que viverá os principais momentos da vida do líder religioso.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

 

José Victor Pires será Edir Macedo jovem no cinema

Divulgação

As fases de Edir Então ficou assim: Enzo Barone viverá Edir Macedo na fase como criança, e logo depois José Victor Pires assumirá o papel, para o período jovem.

Tudo isso até a chegada em Petrônio Gontijo, que viverá os principais momentos da vida do líder religioso.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Gravações do filme sobre a vida de Edir Macedo na África se iniciarão em outubro

 

Calendário Se o roteiro não sofrer alterações, as primeiras filmagens de “Nada a Perder”, sobre a vida de Edir Macedo, na África, acontecerão em outubro.

O diretor Alexandre Avancini comandará as equipes .

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Enzo Barone será Edir Macedo criança no filme “Nada a Perder”

Divulgação

O diretor Alexandre Avancini escalou o ator Enzo Barone para interpretar Edir Macedo quando criança, em “Nada a Perder”, filme sobre a vida do líder da igreja Universal e dono da Record TV, já com os seus trabalhos acontecendo em São Paulo e Rio de Janeiro .

Divulgação

Também foi determinante para a escolha o fato de Barone ser muito parecido com Macedo em seus tempos de menino (foto ao lado).

O próprio líder da IURD ficou impressionado com a semelhança e aprovou o garoto que irá interpretá-lo. Enzo já tem no currículo passagens pela série “A Garota da Moto”, exibida pelo SBT, e o filme “A Voz do Silêncio”, de André Ristum .

Na fase adulta, Petrônio Gontijo assumirá o papel. A cinebiografia entrará em cartaz no começo de fevereiro do ano que vem.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Filme sobre vida de Edir Macedo vai movimentar cerca de 130 atores

 

“Nada a Perder”, o filme sobre a vida de Edir Macedo, vai movimentar cerca de 130 atores, entre nomes conhecidos e outros nem tanto. A pré-produção já começou em São Paulo.

Como informado, Dalton Vigh e Eduardo Galvão foram confirmados no elenco e se juntam a Petrônio Gontijo, no papel do líder evangélico; Day Mesquita, como Ester Bezerra – mulher de Macedo; Beth Goulart; Leonardo Franco e Pedro Henrique Moutinho.

Sob a direção de Alexandre Avancini, as filmagens vão começar na segunda quinzena de maio, com locações em São Paulo, Rio de Janeiro e África do Sul. A parceria Record e Paris Filmes ainda não definiu quando o filme será lançado.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Dalton Vigh e Eduardo Galvão estarão em filme sobre Edir Macedo

 

Dalton Vigh e Eduardo Galvão foram confirmados no elenco de “Nada a Perder”, o filme sobre a vida de Edir Macedo, líder da igreja Universal e dono da Record TV. São atores muito conhecidos do público e com diversos trabalhos gravados na Globo, entre novelas e minisséries – em se tratando de produções mais recentes, Vigh foi o Dom Raposo de “Liberdade, Liberdade”, enquanto Galvão participou de “Malhação – Seu Lugar no Mundo”. Profissionais, atenderam à convocação para o filme sem nenhum problema. Por outro lado, a Record TV e a Paris Filmes já definiram o roteiro de trabalho de “Nada a Perder”. As filmagens vão começar na segunda quinzena de maio, com locações em São Paulo, Rio de Janeiro e África do Sul. O elenco também reúne Petrônio Gontijo, no papel do líder evangélico; Day Mesquita, como Ester Bezerra – mulher de Macedo; Beth Goulart; Leonardo Franco e Pedro Henrique Moutinho. A direção é de Alexandre Avancini.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Alexandre Avancini inicia preparações do filme sobre Edir Macedo

 

Ainda falando em cinema, o diretor Alexandre Avancini, agora, tem como prioridade o filme sobre a vida de Edir Macedo…
…Avancini só voltará às novelas no segundo semestre, para cuidar de “Apocalipse”.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery