Ceará 2 x 0 Vasco

2 x 0

35ª RODADA
NO RITMO DO “EU ACREDITO” E “OLÉ”, CEARÁ BATE INOFENSIVO VASCO: 2 A 0
Joel entra com três zagueiros, e time de PC Gusmão marca duas vezes de bola parada. Cearenses chegam ao G-4 e cariocas seguem em terceiro.
Depois de cinco jogos sem vitória – quatro derrotas e um empate -, enfim, o Ceará voltou a vencer: 2 a 0 sobre o Vasco, gols de Diego Ivo e Ricardinho. O placar, construído no primeiro tempo em dois lances de bola parada, mantém as esperanças da equipe de PC Gusmão em conseguir a classificação para a Série A faltando três rodadas para o fim da competição. O time carioca, que perdeu sua sétima partida na Série B – seis delas fora de casa -, segue sua rota turbulenta no caminho de volta à Primeira Divisão.

Com 59 pontos, o Vasco ainda tem uma vantagem razoável para o quarto lugar, o próprio Ceará, que tem 54 pontos. O quinto, primeiro fora da zona de classificação, é o Boa Esporte, que entra em campo contra o Sampaio Corrêa, às 21h, no Maranhão.

O time de Joel Santana agora tem uma sequência de duas partidas em casa. Na terça, pega o Vila Nova em São Januário, e no sábado, o Icasa, no Maracanã, antes de fechar a competição contra o Avaí, em Florianópolis. Os cearenses têm tabela inversa, com dois jogos fora (ABC e Luverdense) e um em casa (Portuguesa).

Impedimento e desvio

Característica deste Vasco de 2014, a troca de passes e a lentidão até funcionavam até os 31 minutos do primeiro tempo. Com dificuldades para chegar próximo ao gol adversário, a equipe de Joel Santana chegou perto da área apenas duas vezes. Numa delas, Kleber foi ao fundo e cruzou muito forte para Douglas. Em outra, Guiñazu tabelou e também errou o passe final, colocando a bola por cima do gol.

A bomba de Diego Ivo, que mudaria o jogo, saiu depois de dois erros – um sutil, outro nem tanto. O primeiro do bandeirinha, que não assinalou impedimento de Magno Alves no início da cobrança de falta. Guiñazu ainda cortaria a bola nos pés do Magnata, mas ela sobraria, após outra trombada na área, para o zagueirão do Ceará, que pegou bem e fez bonito gol. No lance, afoitos, Rodrigo e Anderson Salles, dois dos três zagueiros escalados pela primeira vez por Joel, foram dividir a mesma bola e deixaram Diego Ivo sozinho para marcar.

Antes do gol, eram poucas as oportunidades criadas pelo Vovô. E surgiu a única oportunidade do Vasco, quando Douglas achou Kleber, que chutou muito mal na cara do goleiro Luis Carlos.

O Ceará tentava com Vicente pela ponta, mas os três zagueiros vascaínos e a presença de Aranda e Guiñazu na frente da área fechavam as portas. Em falta do volante argentino em Magno Alves, Ricardinho fez o segundo gol em bonita cobrança de falta. O chutaço desviou em Aranda e matou Martín Silva.

Comemoração do Ceara contra o Vasco (Foto: Reprodução / Site Oficial do Ceara)
Diego Ivo comemora seu gol, o primeiro do Ceará contra o Vasco (Foto: Reprodução / Site Oficial do Ceara)

Três para lá, três para cá

Com placar adverso, Joel Santana tirou Anderson Salles para colocar Rafael Silva, seu ex-companheiro de Ituano. Os vascaínos mostravam ora nervosismo, que ficou claro em divididas fortes de Luan e Rodrigo contra Bill, ora abatimento. Douglas recuava até atrás do meio de campo, enquanto Kleber saía da área constantemente.

A troca de passes dos vascaínos até funcionou aos 11 minutos, em triangulação bonita do ataque, mas Douglas, ao invés de chutar, tentou recuar e a defesa do Ceará cortou. Era uma das poucas chances criadas pelo time. Quem estava mais próximo de marcar era o time da casa. Bill perdeu duas boas chances, uma delas por puro preciosismo.

O atacante do Ceará saiu na cara de Martín Silva, mas o goleiro uruguaio conseguiu cortar com o pé a bola. Em ótima bola de Ricardinho, Bill tentou fazer um golaço, ao tentar encobrir Martín, mas a bola saiu por pouco.

O ataque vascaíno só voltou a incomodar com a entrada de Edmilson – que entrou na vaga de Maxi, enquanto Montoya substituiu Douglas. Logo nas duas primeiras jogadas, o atacante reserva incomodou o goleiro Luis Carlos primeiro com os pés, depois de cabeça.

No fim, aos gritos de “eu acredito” e “olé” dos cearenses, o time da casa por muito pouco não marcou o terceiro gol. Martín fez grande defesa em chute de Magno Alves. Na sobra, Lulinha não alcançou a bola e reclamou de pênalti de Luan. Mas era o suficiente para a vibração dos cearenses e um desânimo que estava estampado na cara dos jogadores vascaínos.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Diego Ivo e Vicente são vetados pelo DM e não jogarão contra o Vasco

Contra o Internacional, os dois jogadores foram substituídos

Diego Ivo e Vicente foram reavaliados pelo Departamento Médico (DM) nesta manhã

Diego Ivo e Vicente foram reavaliados pelo Departamento Médico (DM) nesta manhã
(Foto: Divulgação/CearaSC.com)

Diante do Internacional/RS, pela Copa do Brasil 2014, o técnico Sérgio Soares foi obrigado a fazer duas mudanças na equipe por conta de lesão. O zagueiro Diego Ivo e o lateral-esquerdo Vicente saíram de campo após disputas de bola com o atacante Wellington Paulista, do Inter, e foram vetados pelo Departamento Médico (DM).

Diego Ivo deixou o gramado da Arena Castelão aos 26 minutos, após sofrer um trauma no joelho direito. Já Vicente, disputou jogada no fim da etapa inicial e não voltou a campo para o segundo tempo.

Na manhã desta quinta-feira, 14/08, Diego Ivo e Vicente foram reavaliados pelo DM, que preferiu vetar os dois atletas para o compromisso diante do Vasco da Gama, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2014.

Site do Ceará Sporting Club

Tom Barros comenta limitações e habilidade de Sandro , Diego Ivo e Anderson

Ceará

 

Apesar das falhas de marcação, é incorreto ver apenas deficiência nos zagueiros Sandro, Diego Ivo ou Anderson. São zagueiros goleadores. Isso é bom. Mas, enquanto não alcançarem a sintonia fina, as críticas construtivas continuarão.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 28.07.2014

Tom Barros comenta baixa produção do Icasa contra o Ceará

Os gols da vitória por 2 x 1 foram anotados pelo zagueiro Diego Ivo e pelo meio-campista Nikão

Os gols da vitória por 2 x 1 foram anotados pelo zagueiro Diego Ivo e pelo meio-campista Nikão
(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

Confuso

Não gostei da produção do Icasa, exceto nos 15 minutos finais do jogo em que perdeu para o Ceará. O Verdão, apesar da presença de bons jogadores como o goleiro Fábio, Dodó e Felipe Klein, passou a impressão de um time ainda confuso. Tarcísio Pugliese, creio, terá muito trabalho para colocá-lo no padrão da melhores formações.

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 21.07.2014

Tom Barros transcreve em sua coluna comentário de Diego Ivo após a vitória sobre o Icasa

Diego Ivo Pires

“Não vamos priorizar competição. Nós queremos chegar nas duas: na Copa do Brasil e na Série A do Campeonato Brasileiro”.

Diego Ivo, Zagueiro do Ceará, após a vitória sobre o Icasa

 

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 21.07.2014

Diego Ivo comemora liderança e já mira duelo pela Copa do Brasil

Zagueiro festeja vitória diante do Icasa e primeiro lugar na tabela da Série B e diz
que Alvinegro deve priorizar as duas competições em disputa no ano do Centenário

Autor do primeiro gol do Ceará na vitória por 2 a 1 sobre o Icasa, o zagueiro Diego Ivo comemora a liderança da Série B reconquistada pelo Vovô com os três pontos ganhos com o triunfo. O defensor ressalta a importância de assumir novamente a ponta da tabela, após ter perdido no meio da última semana com a derrota para o Joinville.

– Esse era o nosso objetivo. Vencer e voltar para a liderança. Fizemos nossa parte. Agora é dar sequência. Temos um jogo difícil pela Copa do Brasil. Nossa equipe tá focada em busca dosobjetivos. Um deles é voltar para a Série A – afirmou Diego Ivo.

Antes do próximo confronto pela Série B, o Ceará encara a Chapecoense pela Copa do Brasil. A partida contra a equipe catarinense ocorre próximo dia 23 no Estádio Presidente Vargas é a volta da segunda fase. No jogo de ida, em Chapecó, vitória alvinegra por 2 a 1.

Para o jogo contra a Chapecoense, Diego Ivo descarta o Ceará priorizando uma das duas competições que ainda está em disputa. Para o zagueiro, o Vovô deve dar a mesma atenção para a Copa do Brasil e para a Série B.

– A gente quer as duas. É um ano de centenário que a gente quer conquistar tudo. Temos uma boa equipe e vamos em busca de todos os objetivos – cravou o zagueiro.

Contra a Chapecoense, o Ceará pode perder por até um gol de diferença que se classifica para enfrentar o Internacional na terceira fase. Na sequência, o Vovô enfrenta o Santa Cruz, dia 26, no Arruda.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Ceará 2 x 1 Icasa

 2 x 1 

12ª RODADA
CEARÁ DOMINA ICASA E LEVA SUSTO NO FIM, MAS VENCE E É LÍDER DA SÉRIE B
No retorno à Arena Castelão após a Copa, Vovô é absoluto no primeiro tempo emarca com Diego Ivo e Nikão. Gilberto desconta no fim .
Começou feio, mas ficou bonito. Pelo menos para a torcida do Ceará. Os chutões da defesa logo se transformaram em amplo domínio no ataque. Os gols saíram sem dificuldade, e a liderança veio como recompensa a um time que foi absoluto do início ao fim. Na volta à Arena Castelão após a Copa do Mundo, o Ceará bateu o Icasa por 2 a 1 neste sábado e assumiu a liderança da Série B do Brasileirão.

O placar foi desenhado ainda no primeiro tempo. Sempre no ataque, os donos da casa marcaram aos 15, com Diego Ivo, e aos 22, com Nikão. Gilberto ainda descontou para o Verdão no fim, aos 38, mas havia pouco tempo para uma reação. O Ceará alcançou 24 pontos e tem um a mais do que América-MG e Joinville. O Luverdense, que soma 21, poderia terminar a 12ª rodada em primeiro lugar, mas foi derrotado em casa pelo Atlético-GO. O Icasa caiu uma posição e está em 14°, com 12 pontos.

O próximo desafio do Icasa será no Romeirão, contra a Portuguesa, na terça-feira. Já o Ceará viaja para pegar o Santa Cruz, no Arruda, no sábado. Antes, na quarta-feira, recebe no Presidente Vargas a Chapecoense, pela Copa do Brasil.

Ceará vence assume liderança da Série B (Foto: Kléber Gonçalves/Agência Diário)
Ceará vence assume liderança da Série B (Foto: Kléber Gonçalves/Agência Diário)

Alvinegro imponente

Os primeiros minutos de jogo podem até ter deixado o torcedor apreensivo na arquibancada. Com a bola, João Marcos e Sandro escorregaram e por pouco não cederam contra-ataque ao Icasa. A torcida chiou. Mas foi só. A vantagem era toda alvinegra. O goleiro Jaílson apenas assistia à partida. Uma hora o gol iria sair, pensavam os torcedores. E não demorou tanto. Aos 15 minutos, saiu o primeiro, em cabeçada de Diego Ivo. Sete minutos depois, Nikão recebeu bom passe de Samuel Xavier e marcou o segundo. O Icasa, perdido em campo, sequer oferecia perigo aos donos da casa.

Susto e pressão no fim

O segundo tempo foi uma continuação do primeiro. Com a posse de bola, o Ceará criava as oportunidades, e o Icasa apenas se defendia. O goleiro Jaílson mais cobrava tiros de meta do que defendia bolas perigosas. Seguro no ataque, o Ceará cozinhou o jogo e apenas administrou o resultado para embolsar os três pontos. O Icasa ainda marcou o seu, com Gilberto, no fim da partida. Lulinha e Lima arrancaram os últimos suspiros da torcida antes do apito final. Não havia mais tempo para nada.

 

GLOBO ESPORTE.COM

Ceará 4 x 0 Vila Nova

 4 x 0 

8ª RODADA
CEARÁ GOLEIA VILA NOVA POR 4 A 0 E ASSUME VICE-LIDERANÇA DA SÉRIE B
Alvinegro constrói vitória com Diego Ivo, Samuel Xavier, Bill e Ricardinho e soma 17 pontos. Time goiano continua na lanterna da Segundona .
O Ceará não encontrou dificuldade para golear por 4 a 0 o lanterna Vila Nova na noite desta terça-feira, no Estádio Domingão, em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza. O placar elástico fez com que os cearenses subissem uma posição na tabela, ultrapassando o Joinville no número de gols marcados e chegando à vice-liderança da Série B do Brasileirão. O América-MG, primeiro colocado, também soma 17, mas tem melhor saldo (oito contra cinco).

Mais técnico e perigoso, o Alvinegro chegou ao intervalo com 2 a 0, gols de Diego Ivo e Samuel Xavier, e fez outros dois no segundotempo, com Bill e Ricardinho. Na nona rodada, viaja até São Luís para encarar o Sampaio Corrêa, às 16h20min de sábado. O Vila Nova acumula sete derrotas seguidas e soma apenas um ponto, obtido na primeira rodada. Sua próxima partida será em casa, contra o Bragantino, às 21 horas, no mesmo dia.

Na primeira etapa, o Ceará não chegou a atuar bem. Errou muitos passes e pecou nas finalizações. Mas foi o suficiente para mandar em campo e não dar chances para o Vila Nova. A rede balançou primeiro em cobrança de escanteio. A bola sobrou para o zagueiro Diego Ivo, que mandou chute de canhota, aos 29 minutos. O segundo gol veio aos 43, com o lateral-direto Samuel Xavier aproveitando cruzamento para a área.

Bill comemora gol do Ceara contra o Vila Nova (Foto: Reprodução)
Bill comemora seu 13º gol na temporada pelo
Ceará (Foto: Reprodução)

No segundo tempo, o Ceará começou sem atacar, apenas administrando o resultado positivo. Com isso, o Vila Nova chegou com mais perigo ao ataque até os 15 minutos, mas suas finalizações deram pouco trabalho ao goleiro Jailson. O técnico Sérgio Soares fez mudanças e, em cinco minutos, o Vovô já voltava a dominar as ações em campo.

Aos 19 minutos, o atacante Bill marcou o terceiro, após driblar o goleiro Cléber Alves. Ainda houve para o quarto gol, justamente o que garantiu a vice-liderança da Série B. Ricardinho pegou rebote, após conclusão na trave, e fechou a goleada, aos 33 minutos.

 

GLOBO ESPORTE .COM

Tom Barros comenta Ceará 2 x 0 Treze

Ceará x Treze Copa do Nordeste Castelão (Foto: Bruno Gomes/Agência Diário)

Ceará levou pressão do Treze, mas acabou com
vitória (Foto: Bruno Gomes/Agência Diário)

O Ceará ganhou bem, 2 a 0, mas poderia ter definido o jogo com o Treze logo na primeira fase. Leandro Brasília teve as melhores chances. Apesar de Leandro ter sido substituído, ele e Gilson (goleiro do Treze) foram os melhores do jogo.

Tom Barros – Jogada – Diário do Nordeste – 03/02/2014