Em segredo, filha de Edir Macedo corrige capítulo de novela da Record

Cristiane Cardoso se emociona na inauguração do Templo de Salomão, ao lado do marido, Renato Cardoso
Por DANIEL CASTRO, em 26/03/2015 · Atualizado às 06h44

Filha de Edir Macedo, Cristiane Cardoso está acompanhando de perto Os Dez Mandamentos, primeira novela bíblica da Record. Nenhum roteiro segue para gravação sem antes passar por uma atenta revisão de Cristiane. Prontos, os dois primeiros capítulos da produção também passaram pela aprovação dela antes de irem ao ar, nesta semana.

A missão de Cristiane é evitar que a Record leve ao ar interpretações bíblicas que não sejam as mesmas do líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono do emissora. Casada com o bispo Renato Cardoso, apontado como sucessor de Macedo, ela não tem cargo na igreja, mas é bastante atuante e exerce forte liderança espiritual sobre mulheres. Ao lado do marido, apresenta o programa The Love School, de aconselhamento para casais.

Segundo uma alta fonte na Record, Cristiane Macedo funciona como “controle de qualidade” e autora oculta de Os Dez Mandamentos, que desponta como o maior sucesso da emissora desde 2010. Ela corrige passagens bíblicas, corta falas e sugere diálogos. Também interfere na edição final dos capítulos, pedindo a reedição de cenas. Cristiane, no entanto, não aparece, e pouquíssimas pessoas sabem de seu trabalho. Suas intervenções são creditadas ao bispo Marcelo Silva.

Os Dez Mandamentos já é a segunda obra do “currículo” de Cristiane. Ela começou a atividade de “censora interna” com Milagres de Jesus, minissérie bíblica.

‘Fui BBB por 90 minutos: Gelada, casa tem câmera até no banheiro’

O jornalista Daniel Castro no palco da eliminação de Big Brother Brasil, cenário é a fachada de uma casa
RESUMO: Dezoito jornalistas viveram uma ‘Experiência BBB’: durante 90 minutos, ficaram confinados na ‘casa mais vigiada do Brasil’, conferindo detalhes da nova decoração, agora ‘retrô’, e especulando sobre o uso dos ambientes. Editor do Notícias da TV, Daniel Castro conta o que viu e o que viveu: lá dentro, as pessoas logo perdem a noção de tempo e de que estão sendo filmadas

Por DANIEL CASTRO, em 14/01/2015 · Atualizado às 11h12

Encrustrada em uma extremidade do Projac, vista de fora a casa de Big Brother Brasil não lembra em nada uma casa de verdade. É um conjunto de galpões de alumínio, feios, improvisados há 14 anos ao pé de uma montanha na zona oeste do Rio de Janeiro. A entrada (ou saída), onde Pedro Bial recebe os eliminados, lembra a garagem de um galpão com fachada cenográfica _tão cenográfica que as janelas são telões de LED.

Por dentro, a casa é aquilo que o telespectador já conhece. Uma ampla cozinha com sala de jantar, uma sala de estar e dois quartos. No quintal de grama sintética, uma piscina. Neste ano, a academia de ginástica deixou a área externa, ao lado do palco das festas, e migrou para o mezanino, dentro da casa. De longe, a cozinha e a piscina são os lugares mais aprazíveis.

Neste ano, a casa está com uma decoração “retrô”, seguindo a proposta de sintetizar os 14 anos de existência do programa. A sala recebeu revestimento que parece cimento queimado e alguns quadros. O piso da cozinha lembra pátina. Sobre os armários e na pia, dezenas de vasos com ervas (manjericão, alecrim, tomilho, cebolinha, sálvia). O confessionário tem um telão de LED ao fundo e uma poltrona quadrada de camurça, forte candidata a entrar na lista dos produtos mais desejados da CAT, a Central de Atendimento ao Telespectador.

Jornalistas brindam com champanhe na entrada na casa de Big Brother Brasil: Uhuuuu

Ontem (13), a Globo levou um grupo de 18 jornalistas para viver uma “Experiência BBB”. Como se fossem participantes do reality show, que estreia na próxima terça (20), os jornalistas tiveram que entrar na casa apenas com a roupa do corpo. Câmeras, canetas, celulares e blocos de anotação ficaram do lado de fora _também para evitar o vazamento indesejado de imagens.

Na entrada, fomos “microfonados” (o microfone deste ano é novo, parece um colar). Na entrada, muitos “uhus” irônicos e uma descoberta: a grama do quintal, neste calor, incomoda pés descalços, de tão quente. Fomos recebidos com champanhe e um bolo na despensa.

Os repórteres logo se espalharam pelos quartos, cozinha e área externa da “casa mais vigiada do Brasil”. Jornalistas se jogaram sobre as camas. Uns até experimentam a sensação de ficar debaixo do edredon durante alguns segundos. O excesso de cor em um dos quartos, predominantemente laranja, chama a atenção de uma repórter: “Deve ser para estressar os participantes”.

Um segundo quarto, quase todo azul, tem um banheiro individual. Uma jornalista fica intrigada. Fica a imaginar que a casa poderá ser dividida em dois grupos, como em anos anteriores. Uma colega, que se identifica como “ruim”, sugere que o ambiente funcione como uma prisão. Para ela, os participantes deveriam ser trancados lá dentro, sem poder circular pela cozinha.

Como os telespectadores já sabem, banheiros com privadas são ambientes separados dos chuveiros. Os boxes de banho são expostos (de propósito). Mas o que pouca gente sabe é que existe câmera até no banheiro em que se fazem as tais necessidades fisiológicas. Uma Go-Pro, pequena câmera famosa pela lente grande-angular, captura tudo o que se move lá dentro. A Globo diz que esses equipamentos não estão ligadas no switcher, a sala de controle de todas as imagens da casa. Seriam câmeras de segurança, para detectar se alguém passa mal (ou faz algo impróprio lá dentro).

Na cozinha, sala e quartos, o ar é muito frio. Tão frio que os óculos embaçam quando se abre a porta e se depara com o verão carioca “in natura”. A piscina é um oásis. Alguns jornalistas, como este que vos escreve, não resistiram e se jogaram na água (a Globo avisou que poderíamos levar roupas de banho). Mico. Mas “Experiência BBB” sem piscina do BBB não é “Experiência BBB”, certo? Uhuuu!

Daniel Castro nada na piscina do BBB: ‘Experiência BBB’ sem piscina não é ‘Experiência BBB’

No confinamento, mesmo com a objetividade que norteia um repórter (a busca de informações), a gente se esquece logo de que está sendo filmado e ouvido o tempo todo. Então, na cozinha, as coleguinhas logo manifestam suas obsessões por ordem e limpeza. Nenhuma louça restou suja na casa. Fui repreendido por uma jornalista por deixar um recipiente com peito de peru fora da geladeira, sobre a mesa. Ah, se eu votasse no paredão… Seria a primeira, por falta de afinidade, claro.

O Big Fone (agora estilizado como um orelhão inglês) tocou duas vezes. Jornalistas, como bbbs, saíram correndo, se atropelando, mas não havia mensagem nenhuma. Frustração. Estavam loucos para mandar alguém direto para o paredão. Não teve eliminação, mas uma repórter de São Paulo aproveitou que estava perto do Big Fone e encenou uma imagem “clássica” do BBB. No quintal, ajoelhou e gritou: “Obrigado, Brasil!”.

O tempo era curto. Logo fomos chamados para falar com Pedro Bial e Rodrigo Dourado, o novo diretor-geral do reality show. A entrevista, claro, foi via televisor da sala. O áudio falhou uma vez. “Ah, isso nunca aconteceu”, brincou Bial, irônico. A entrevista foi rápida, talvez tenha durado uns 20 minutos. Muitas perguntas deixaram de ser feitas. Os jornalistas foram embora satisfeitos com a experiência, mas queriam mais, talvez um dia inteiro de confinamento e acesso ao quarto do líder (que foi negado). Minha primeira pergunta lá fora? “Que horas são?”.

Daniel Castro na nova cozinha de Big Brother Brasil: ‘Vou te mandar para o paredão’

James Akel comenta o fato da TV Globo não ter levado Faustão e Jô Soares para gravar a vinheta de fim de ano no Rio de Janeiro

A tecnologia deve ir até o limite onde não comprometa a realidade e a credibilidade.

O site Notícias da TV editado por Daniel Castro revelou que na vinheta de fim de ano da TV Globo usaram imagens de Faustão e Jô Soares pra inserir na vinheta e por esta razão os dois não são abraçados por outros que ali estão de verdade e não de brincadeirinha.

Fazer economia pra não alugar um jato que levasse Faustão e Jô de São Paulo até o Rio pra participar da gravação é algo tão absurdo que a gente custa a acreditar em coisas assim.

Todo mundo se cumprimentando e as duas grandes atrações da emissora inseridas eletronicamente e sem interagir com os companheiros.

Pra não falar que todos estavam de roupas casuais claras e Jô de terno escuro e gravata.

Se a situação da TV Globo está tão difícil, mesmo eles tendo faturado mais de 12 bilhões do ano passado, bastaria pedir emprestado o jato de qualquer empreiteira amiga que emprestariam pra levar Faustão e Jô ao Rio pra participar de verdade do show minha gente.


Escrito por jamesakel@uol.com.br às 07h17 no dia 11/12/2014

Diretor de Sabrina Sato e Marcos Mion assume direção artística da Record

Carlos César Filho, o Cesinha, ao lado da diretora Rita Fonseca e da apresentadora Sabrina Sato
Por DANIEL CASTRO, em 03/12/2014 · Atualizado às 16h47

A Record terá em janeiro um novo organograma na área artística. A nova estrutura acomoda a chegada de Paulo Franco, que retornou à emissora em setembro, após passagens por SBT e Fox. Oficialmente superintendente Artístico e de Programação, Franco será o segundo na hierarquia, abaixo apenas do bispo Marcelo Silva, vice-presidente. Mafran Dutra, que até recentemente era o segundo homem, passará ser chamado de diretor-geral de Produção.

Dutra ficará na terceira posição do organograma, mas cuidará do dia a dia de todos os programas de entretenimento da emissora, enquanto Franco fará o planejamento de médio e longo prazos.

Sob a alçada de Dutra, haverá quatro diretorias. A grande novidade é a diretoria Artística, a ser ocupada por Carlos César Filho, o Cesinha. Sem ligação com a Igreja Universal do Reino de Deus, Cesinha é atualmente diretor do núcleo de sábado e responsável pelo Programa da Sabrina e Legendários. Ele cuidará do conteúdo e da plástica de todos os programas da emissora, da iluminação à implantação de quadros novos.

No mesmo nível do diretor Artístico, ficarão as diretorias de Programação (Marcelo Caetano), Produção (Marcelo Trindade) e Financeiro/Produção (Alvomi Leitão), que já existiam. Detto Costa, diretor de Criação, completa o time.

Daniel Castro vai para a Jovem Pan

0danielc1609

 Daniel Castro, agora à frente de um trabalho independente com o seu site, “Notícias da TV”, está acertando contrato com a Jovem Pan…
… Deve dividir o noticiário televisivo com José Armando Vannucci.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Cortes da Record irão se estender a seu portal na internet

https://i2.wp.com/natelinha.ne10.uol.com.br/imagem/noticia/1ba37471e51af0cfeb30ad203c738911.jpg

A série de cortes que a Record está promovendo em São Paulo, na sua filial do Rio e em sua sede de novelas, no RecNov, irão se estender também ao portal de internet R7.
Segundo o jornalista Ricardo Feltrin, vários contratos de funcionários, colunistas e diretores estão prestes a vencer e os primeiros cortes começarão a ocorrer a partir daí.
Muitos dos colaboradores não continuarão na casa e serão dispensados. Já os outros deverão receber propostas com redução salarial de 50% a 70%.
O R7 é o portal de notícias e entretenimento da Record. Inaugurado em 2009, o site produz conteúdo próprio e transmite o produzido pela emissora e por suas filiais pelo Brasil.
Além disso, há um extenso portfólio de blogs com nomes consagrados em suas respectivas áreas, como Daniel Castro, Cosme Rímoli, Fabíola Reipert, Rosana Hermann e parceiros.
NaTelinha

Globo pode mudar diretor do programa “Encontro com Fátima Bernardes”

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120713120817.jpg

Insatisfeita com os números de audiência do “Encontro com Fátima Bernardes”, que enfrenta problemas para chegar à liderança, a Globo estaria planejando algumas mudanças para as próximas semanas.

Mesmo sem ter completado um mês no ar, o matinal pode ganhar um novo diretor. A emissora carioca estaria buscando em seus quadros algum diretor-geral que tenha pulso mais firme. Atualmente, esse cargo é desempenhado por Fabrício Mamberti, com ampla experiência na dramaturgia e em novelas como “A Vida da Gente” e “Viver a Vida”.

Já o modelo do cenário também pode ser alterado. Embora não se fale na mudança total, é possível que algumas mudanças sejam feitas. A saída da plateia, por exemplo, seria uma delas.

Com informações do jornalista Daniel Castro.
 

Universal Channel irá mandar dublar seus seriados

smash 2 e1338927141669 Universal Channel também passará a dublar séries em português

Cena de Smash, série americana exibida pelo Universal Channel (Foto: Divulgação)

 

Único canal de séries ainda totalmente legendado, o Universal Channel passará a dublar as produções que exibe.

“Em algum momento a gente vai começar a dublar. A dublagem é o caminho, uma questão de tempo”, afirmou ontem Paulo Barata, diretor-geral do canal, no Fórum Brasil de Televisão, em São Paulo.

Barata não informou quando o Universal passará a dublar séries _o canal já dubla filmes.

A dublagem é inevitável por causa do crescimento da base de assinantes de TV paga, impulsionado por telespectadores da classe C, que cresceram ouvindo programas dublados na TV aberta e não conseguem acompanhar as legendas.

O número de assinantes quase triplicou de 2007 para cá. Sem dublagem, o Universal vem perdendo posições no ranking do Ibope (mesmo ganhando público).

Em 2007, o canal era o terceiro canal mais visto nas classes A e B e o sétimo na classe C. Hoje, é o 10º mais assistido pelos mais assistido nos segmentos A e B e o 12º no B2 e C.

O Universal e o Warner (que recentemente passou a exibir séries dubladas em horários alternativos) são hoje os únicos canais não totalmente em português entre os dez mais vistos da TV paga.

“Se algum canal quer estar entre os dez mais assistidos, tem que dublar. Se pretende se tornar competitivo, tem que dublar”, afirmou Barata.

O executivo diz que o Universal Channel irá oferecer a opção de trocar o áudio dublado pelo áudio original com legendas. Mas, mesmo assim, prevê uma troca de público.

Para Barata, o fã de séries com som em inglês tende a trocar de canal quando se depara com uma programação dublada, não procura a opção de áudio original.

 

Daniel Castro R7