Presos trabalham para regredir pena e geram economia de R$ 150 mil/mês

Em Cruzeiro do Sul, 85 presos do semiaberto trabalham de graça.
‘Com tornozeiras, presos já dormem em casa’, diz juiz Torquato.

Bandeira do Acre

Bilhetes revelam plano de fuga em presídio de Cruzeiro do Sul (Foto: Tácita Muniz/G1)
Ao todo, 85 presos do semiaberto e vão passar Natal
e Ano Novo com a família (Foto: Tácita Muniz/G1)

Já monitorados pela tornozeleira eletrônica por terem trabalho fixo, 85 presos do regime semiaberto de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, regridem com o trabalho suas penas e geram uma economia de R$ 150 mil por mês ao Presídio Manoel Nery.

De acordo com o juiz Hugo Torquato, da Vara de Execuções Penais da Comarca de Cruzeiro do Sul, todos os presos que estão no regime semiaberto já estão em suas casas sendo monitorados pela tornozeleira eletrônica.

“Eles já não estão na unidade prisional. Ficam com essa monitoração e dormem em casa. No semiaberto, eles são obrigados a estudar ou trabalhar, estar em casa até as 18 horas. No final de semana só têm autorização de sair no domingo para visitar parentes. Além disso, saídas extra trabalho durante a semana não podem ocorrer, somente em emergência”, afirma o juiz.

Segundo Torquato, no ano passado alguns presos tiveram o benefício de saída de Natal. O juiz explica que como eles não tinham carta de emprego, não podiam usar tornozeleira, e com isso, tinham que ficar na unidade prisional.

Um convênio feito com a Secretaria de Obras de Cruzeiro do Sul permitiu que todos os presos que não tinham emprego, tivessem essa oportunidade.

“Agora eles trabalham de graça na Secretaria de Obras fazendo serviços gerais. Isso proporcionou que eles pudessem sair da unidade. É uma forma de devolver algum prejuízo causado à sociedade. Por conta disso, todos estão na rua”, diz.

Economia de mais de R$ 150 mil
Com o monitoramento eletrônico e presos sem dormir na unidade prisional, a economia mensal é de mais de R$ 150 mil. Ao G1, o juiz Torquato explica que sem os custos com jantar, café da manhã e segurança no período noturno, a redução nos gastos por preso são de pelo menos R$ 60 por dia.

“Todo tempo vamos fazendo uma análise de viabilidade econômica junto com a ideia de manter a punição. Se for um sistema muito leve, ele para de surtir efeito. Então, se o preso retorna para dormir na unidade, o estado fica responsável pelo jantar, café da manhã e segurança. Ainda se algo ocorre com o preso nesse tempo, o estado pode ter que indenizá-lo. Tem todas essas questões. O preso em liberdade está por conta própria”, explica.

O juiz ressalta ainda que, com o trabalho, o preso tem direito à redução de pena e acaba saindo do sistema mais rápido. “Com isso, o sistema de monitoração, que também tem um custo para o estado, já deixa de ser usado. É uma medida que muda o estilo de vida da pessoa também”, conclui.

 

GG1.COM.BR

Organização espera movimentar até R$ 200 mil em feira natalina no Acre

Evento reúne pequenos empreendedores de Cruzeiro do Sul.
Feira começou nesta sexta-feira (18) e vai até o dia 24 de dezembro.

Bandeira do Acre

Feira Natalina Cruzeiro do Sul (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
Feira Natalina Cruzeiro do Sul (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)

Artesãos, costureiras e outros pequenos empreendedores do município de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, estão reunidos na Praça Orleir Cameli entre os dias 18 e 24 de dezembro na 1ª Feira Natalina de Pequenos Negócios. A estimativa da organização é que o evento movimente aproximadamente R$ 200 mil.

A feira é realizada através de parceria do Sebrae com os poderes públicos municipal e estadual.

Entre os expositores está a indígena Maria Amélia de Oliveira Marubo, da etnia Marubo, que aproveita a feira para comercializar o artesanato indígena e mostrar um pouco da cultura de seu povo aos visitantes.

“É muito importante esse tipo de feira para que as pessoas possam conhecer mais nossos produtos. Sempre vendemos para as pessoas da Funai que viajam para fora do estado. Espero vender bem e faturar um dinheiro extra e divulgar nosso trabalho para as pessoas daqui”, afirma.

A pensionista do INSS, Edna Soares, de 59 anos, perdeu um seio há sete anos após ter tido câncer na mama. Após conseguir vencer a doença, ficou com dificuldade de movimentação no braço esquerdo e encontrou no artesanato a terapia que precisava, além de uma renda extra.

“Quando eu venci o câncer com a ajuda de Deus, tive coragem de buscar uma alternativa de vida. Com a retirada do meu membro, perdi a mobilidade do braço esquerdo e encontrei nesse tipo de trabalho um meio de ocupação do meu tempo”, salienta.

O secretário de Pequenos Negócios do Acre, Henry Nogueira, destaca que a feira faz parte de um programa do Governo que abrange todas as cidades do estado e aposta no sucesso do evento.

“Essa é a primeira feira natalina que visa oportunizar ao pequeno negócio a comercialização dos seus produtos. Acreditamos que vamos ter uma feira muito participativa. Todos os empreendimentos são locais e isso deve atrair muita gente”, finaliza.

G1.COM.BR

Voos noturnos em Cruzeiro do Sul ‘são prejuízos’, alega Infraero

Gastos aumentam em R$ 45 mil, diz superintendente da Infraero na cidade.
Rota foi inserida em junho devido a obras na pista e segue noturno.

Bandeira do Acre

Horários de voos no aeroporto de Cruzeiro do Sul serão alterados (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)

Horários de voos no aeroporto de Cruzeiro do Sul
vão permanecer noturnos
(Foto: Adelcimar Carvalho/G1)

A empresa Gol Linhas Aéreas informou na terça-feira (8) que o horário dos voos no aeroporto de Cruzeiro do Sul vai permanecer noturno.

De acordo com o superintendente da Infraero do município, Carlos Augusto Santos Andrade, os custos com adicional noturno e aumento no consumo de energia elétrica devem chegar a R$ 45 mil podem ser os principais responsáveis pelo “prejuízo”.

“Para nós é prejuízo. A situação do aeroporto já é super deficitária, e vai continuar piorando por conta da mudança de horário de voo. O aeroporto abre as 7 h e fecha meia noite. Antes abria as 6h e ia até as 18h”, diz Andrade.

Desde junho, a nova rota foi inserida devido à obras na pista. Segundo a empresa, o pouso dos aviões continua às 23h55 e as decolagens às 00h25.

Diante disso, o superintendente afirma que o horário de funcionamento do aeroporto que antes era de 12 horas, vai passar para 17 horas. Andrade conta que ao todo o local possui 117 funcionários distribuídos nos três turnos.

População aprova novo horário
Para o gerente regional do Serviço Nacional de Aprendizagem e Comércio (Senac) em Cruzeiro do Sul, Izau Melo, de 30 anos, a mudança no horários dos voos é positiva para quem precisa viajar a trabalho e a tratamento.

Segundo ele, o tempo de espera é reduzido e é possível realizar os compromissos em um tempo mais curto.

“Apesar das horas de sono perdidas, você não perde um dia. Por exemplo, você voa à noite e de manhã já está disponível para os compromissos. As empresas adoram isso, porque sempre tinham que pagar duas diárias a mais. Se o compromisso era na terça e quarta, antes a gente ia na segunda e voltava na quinta. Agora você pode ir segunda à noite e voltar na quarta à noite”, afirma.

A dentista Lindinalva Garcia, de 46 anos, diz que precisa viajar uma vez por mês para Rio Branco por conta de uma especialização, ela diz que o horário noturno ajuda a não “perder tempo” na capital acreana.

“Viajo na quarta-feira de madrugada e na quinta já estou na minha aula. Se o voo fosse à tarde eu perderia a tarde e a noite em Rio Branco. Para voltar também, porque volto no domingo e na segunda de manhã já estou indo para meu trabalho”, conta a dentista.

 

G1.COM.BR

Sensação térmica chega a 42° C em Rio Branco e mais três cidades

Sipam diz que previsão é de céu nublado e chuva em todo o estado.
Temperaturas devem oscilar entre 23° C e 35° C.

Bandeira do Acre

Instabilidade deve permanecer durante esta terça-feira (14) (Foto: Reprodução/TV Acre)

Tempo deve ser abafado, mas há previsão de chuva
nesta sexta-feira (27) (Foto: Reprodução/TV Acre)

O tempo deve ficar abafado e com muito calor em todo o Acre, nesta sexta-feira (27). De acordo com a Divisão de Meteorologia e Climatologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), o céu deve ficar nublado com pancadas de chuva e trovoadas, que deverão ocorrer no período da tarde e noite.

Em Acrelândia e Rio Branco  a temperatura mínima deve chegar a 24° C e a máxima a 35° C; em Brasileia, Tarauacá e Sena Madureira a variação deve ser entre 23° C e 35° C; por fim em Cruzeiro do Sul termômetros oscilam entre 23° C e 34°.

G1.COM.BR

Sensação térmica pode chegar a 47° C em Rio Branco e Acrelândia

Sipam prevê calor em boa parte do dia nas cidades acreanas, nesta quinta.
Temperaturas devem oscilar entre 22° C e 35° C.

Bandeira do Acre

Calor deve predominar nesta quinta-feira (15) (Foto: Reprodução/TV Acre)

Calor deve predominar nesta quarta-feira (18)
(Foto: Reprodução/TV Acre)

O calor deve predominar na maior parte do Acre, nesta quinta-feira (18), e a sensação térmica pode chegar a 47° C em Acrelândia e Rio Branco. Já em Cruzeiro do Sul, Sena Madureira e Tarauacá pode fazer 41° C. Essa é a previsão da Divisão de Meteorologia e Climatologia do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

Ainda segundo a instituição, a influência de áreas de instabilidade devem atuar na região oeste do Acre deixando o céu variando de parcialmente nublado a nublado com pancadas de chuva e trovoadas em áreas isoladas, nesta quinta-feira (18), entre os períodos da tarde e a noite.

Nas demais áreas, incluindo Rio Branco, tempo deve permanecer firme e a previsão é de céu variando de claro a parcialmente nublado com possibilidade de chuvas em áreas isoladas, principalmente no período da tarde.

Em Acrelândia e Rio Branco pode fazer mínima de 22° C e máxima de 35° C; em Brasileia e Sena Madureira deve fazer mínima de 23° C e máxima de 33° C; já em Cruzeiro do Sul e Tarauacá os termômetros devem oscilar entre 22° C e 33° C.

G1.COM.BR