Podemos cantar, vaiar e xingar a senhora mãe do juiz, FCF?

Nação Alvinegra,

Não sei o que esgota mais rápido. Ingressos para a semi final do Nordestão ou a paciência com o autoritarismo da exemplar FCF.

Um time leva sacode numa série C e uma torcida quebra 600 cadeiras, rouba câmeras de vigilância, quebra banheiros. Aí eu te pergunto: a culpa é de quem?

Não sei, mas baseado nisso, a torcida alvinegra foi punida. Não, você não leu errado. NÓS FOMOS PUNIDOS.

A Federação Cearense de Futebol (aquela que rejeitamos um troféu) proibiu a torcida ALVINEGRA de levar bandeiras, baterias, PAPEL PICADO, faixas. Destaquei o papel picado porque é estranho que num aluguel caríssimo que prevê limpeza do estádio após a partida, não se possa recolher o papel que viria a embelezar a festa.

Enfim, nada pode!

Pergunto, cara FCF: Podemos cantar? Vaiar o adversário? Xingar não pode? Mais alguma recomendação tosca?

O pior (pra eles) é que a Maior Torcida do Estado, independente de qualquer coisa, não abandona o Ceará Sporting Club e desde o começo da semana, filas e mais filas para garantir o ingresso desse jogo histórico.

 

A Maior Torcida do Estado sempre acredita!

Vai vendo!

***

Em tempo – Guichês: reclamações de falta de guichês para atender nas lojas oficiais e algumas denúncias ainda mais graves tem que ser revistas. Falaram-me que pessoas na fila da inteira, entravam mais rápido na loja e quando estavam lá, compravam meias. Alguém do SOU MAIS precisa organizar isso. O torcedor merece!

Em tempo 2 – Uns comemoram, outros se desesperam. MOTA VOLTOU! Série A, eu também vou voltar!

Quero ver geral aplaudir!

***

 

Quer ver um “estádio neutro” ficar elétrico?

SENTA E ASSISTE o que nós vamos fazer domingo. Vai entrar pra história do futebol cearense!

 

BORA, VOZÃO!

 

***

 

#CearaEstaremosContigo

 

SAUDAÇÕES ALVINEGRAS

 

NE – Ceará x ASA

Gandaia Alvinegra,

Chegou a hora de decidir quem vai jogar a final da Copa do Nordeste. O clima na cidade é uma mistura de otimismo e tensão.

Tiro por mim mesmo. Empolgadão para chegar cedo, mas tenso com a partida.

O Ceará entra em campo com uma missão: vencer o ASA e chegar à final do torneio. Missão complicada, tendo em vista que o time dos caras não é nada bobo. Joga fechado e sai na boa na hora do contra golpe. Tem jogadores experientes e um técnico retranqueiro que sabe armar o time assim.

Porém, eles não contavam (principalmente o goleirinho) que o Castelão pode ser neutro com alguns times mandando seus jogos, não com o Ceará jogando em casa. Da hora que abrirem os portões até às 18h30, transformaremos um gigante de concreto em um caldeirão em ebulição, completamente elétrico.

Amigos…

Só para se ter uma ideia do que nós somos capazes: Até sexta, mais de 32 mil ingressos já tinham sido vendidos. Sábado, quase esgotados. Quem ainda quiser ingresso, terá que adquirir no dia do jogo. Nós batemos recorde de arrecadação, público e o escambau!

Na boa, a Maior Torcida do Estado é incomparável e se deixa tomar por um único sentimento: AMOR!

Ricardinho não tem dúvidas, treinou e repetiu a formação. O Vozão deve entrar em campo com Fernando Henrique, Eric, Cleiton, Marlon e Gerley, Diogo Orlando, Régis, Ricardinho e Gabriel, Anselmo e Magno Alves.

Formação mantida. E com as peças surpresas no banco: Válber, Pingo, Lulinha…

 

Vai pra cima deles, Vovô!

No setor VIP? Assistindo e torcendo? Mota.

Na arquibancada? Acredito em mais de 50 mil alvinegros jogando junto com o Ceará, vibrando durante 90 minutos. E eu serei um deles, como sempre.

 

O jogo é histórico, repito. Cercado de tensão. Podemos golear, mas um gol pode nos tirar da final. Serão 90 nervosos minutos. E nós vamos fazer a diferença!

BORA, VOZÃO!

 

 

Jaílson liberado para enfrentar o Campinense

jailson300

Fortaleza conseguiu um efeito suspensivo no STJD ,liberando o atacante Jaílson para enfrentar o Campinense, neste domingo, pelo segundo jogo semifinal da Copa do Nordeste.

O atacante tricolor havia sido suspenso por 2 partidas, em julgamente realizado esta semana, pela expulsão diante do Confiança, pela última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. Como havia cumprido apenas um jogo, o camisa 9 estava fora do confronto.

Jackson Silva liberado pelo DM

Outro possível desfalque para domingo seria o volante Jackson Silva, que deixou o treinamento da última quinta-feira com problemas musculares. No entanto, o atleta foi liberado pelo departamento médico do clube e viaja com o grupo para Campina Grande. O único desfalque certo por lesão é o lateral-direito Rafinha, que nem viaja com a delegação.

 

 

Tom Barros comenta Asa 3 x 3 Ceará

Técnico Ricardinho demorou um tempo para corrigir o grave defeito da ala, mas quando mexeu, acertou em cheio: os dois que entraram deram vitória: Pingo e Lulinha. No Castelão deve esquecer a vantagem do empate. Detalhe: Didira, do Asa, não pode ter livre movimentação como teve lá. Em momentos a defesa do Ceará entrou em pânico. Ceará ruim na fase inicial em Arapiraca. Problema na ala direita com o improvisado Potiguar comprometeu. Asa 2 a 1 e poderia ter feito placar maior. Corrigido o problema: Regis na ala e Válber na meia, Vozão tomou conta. Magno Alves por duas vezes deixou Gabriel na cara do gol. Gabriel perdeu. Pingo empatou. Entrada de Lulinha fez a virada: 3 a 1. No fim, barreira abriu e Tiago Garça empatou: 3 a 3. Pelo segundo tempo, valeu Ceará. Terá ótima vantagem no Castelão. É bom não esquecer o que houve na eliminação do Santa pelo Fortaleza.

 

Coluna redigida pelo jornalista Tom Barros para o jornal cearense Diário do Nordeste no dia 25 de fevereiro de 2013

Lucas volta ao time do Fortaleza

Lucas retorna ao time titular do Leão. Jogador é elogiado por toda imprensa que cobre o Nordestão 2013

Lucas retorna ao time titular do Leão. Jogador é elogiado por toda imprensa que cobre o Nordestão 2013

De olho na partida decisiva contra Campinense, domingo (24), às 18h30min, no Estádio Castelão, Vica já inicia a provavel equipe que encara a Raposa. Quarta-feira foi um dia de muito trabalho para os atletas leoninos.  No período da manhã o grupo leonino fez um treino de fundamentos e de bola parada com cruzamentos na área, cobranças de escanteios e faltas. Já pela tarde, Vica realizou o primeiro treino com bola da semana. E fez duas modificações. Sendo uma necessária.

A primeira foi a entrada de João Henrique no lugar de Esley (suspenso). A outra foi o retorno de  Lucas no lugar de Éverton, que treinou no time reserva. O time titular treinou com: João Carlos; Rafinha, Gabriel, Ronaldo Angelim e Marinho Donizete; Jackson Silva, Lucas, João Henrique e Jackson Caucaia; Assisinho e Jailson.  Já o time considerado reserva treinou com: Flávio; Luis Felipe, Paulo Júnior, Max Oliveira e Guto; Éverton, Jefferson, Stênio e Carlos Magno; André Luis e Julio Madureira.

Treino físico
Ciro Sena e Fabrício iniciam o período de transição, entre o departamento médico e físico. O meia Alex Maranhão deverá realizar sua cirurgia no joelho direito na próxima semana. Nesta quita-feira (21), o Fortaleza treina pela tarde no palco da partida de domingo. Os portões serão fechados para a torcida tricolor e para a imprensa.

 

Diário do Nordeste – JOGADA – 25 de fevereiro de 2013

ASA 3×3 Ceará

Maior Torcida do Estado,

Falar é fácil, é mole, é lindo. O técnico do ASA veio com papinho de humildade jogando o favoritismo e pressão para o Ceará que quase entrou nessa jogada. Primeiro tempo irreconhecível. E acho que nem vale a pena comentar o ridículo campo daquele PV piorado do ASA. Que porcaria!

O ASA mostrou sua tática jogando em casa: correr! Muito. O Ceará se acuou e não sabia como responder. Ricardinho ordenava à beira do campo: ‘calma, toquem a bola’. Só que jogador, não sei o motivo, costuma não dar ouvidos. Entrou na correria, deu chutão, levou gol, levou contra golpe, sobrecarregou a defesa. Eu vi Potiguar em apuros, fazendo uma partida ruim e levando cartão. Por sorte, empatamos, mas levamos o segundo gol. O jogo era só angústia, difícil de assistir.

cearasc.com

Na segunda etapa, voltamos melhores com as mudanças promovidas pelo professor. Régis na direita, Válber (que entrou muito bem) no meio. Magno Alves e Ricardinho armando as jogadas. Chegamos ao empate, viramos, colocamos bola na trave. Levamos o desespero que clube de falastrões. No final, falta próxima ao gol, sofremos o empate no vacilo da barreira que abriu, matando Fernando Henrique.

Resultado ruim? Do ponto de vista que estivemos vencendo até o final da partida, sim.

Agora vamos aos fatores que me fazem achar um bom resultado? Ceará foi sem UM lateral direito sequer. Improvisamos um jovem zagueiro pra função. Jogamos na casa do adversário acostumado ao pequeno campo de 100x70m. Pegamos um capinzal horroroso, que mata qualquer pretensão de bom futebol.

E no final, ainda tivemos que escutar do goleiro (ou um jogador lá) sobre o Castelão:

‘… campo neutro’

Meu @%&#*%¨!

O cara vir lá de Arapiraca dizer que o Castelão é campo neutro?! Ele tá pensando que vai encarar a Stella com aquela torcidinha modista e ridícula? ALTO LÁ!

Aqui é CEARÁ SPORTING CLUB e ele vai ver a Maior Torcida do Estado mostrar sua força. A nossa força!

 

Valeu pela luta, Vozão!

Domingo tem mais uma batalha e nós estaremos lá para te apoiar. Para te ver vencer. Para vencer contigo!

 

EU TE AMO, CEARÁ!

Tom Barros analisa desempenho do goleiro do Fortaleza e declaração de jogador do Ceará

Escudonovofortaleza.png

O goleiro do Fortaleza, João Carlos, teve papel decisivo na classificação tricolor em Recife. Sofrera críticas porque, adiantado, tomara o gol do Santa, 1 a 0. Mas respondeu com defesas incríveis. E, para coroar sua atuação, até pênalti pegou. Com isso sustentou a chance de classificação que Assisinho confirmou. João silenciou seus críticos.

Escudo do Ceará Sporting Club

´´Vamos trabalhar muito para encontrar a melhor maneira de surpreender o Asa neste jogo em Arapiraca, assim como surpreendemos o Vitória no Barradão”.

Coluna redigida pelo jornalista Tom Barros para o jornal cearense Diário do Nordeste no dia 20 de fevereiro de 2013

Tom Barros comenta desempenho recente do treinador do Campinense

Na Copa do Nordeste, o brilho de cearenses como o técnico Oliveira Lopes (Canindé) que, no comando do Campinense da Paraíba, eliminou o poderoso Sport de Recife. Oliveira tem em seu currículo o título de campeão brasileiro da Série D, quando treinou o Guarany de Sobral. Cuidado com o Campinense, pois.

 

Coluna redigida pelo jornalista Tom Barros para o jornal cearense Diário Do Nordeste no dia 19 de fevereiro de 2013

Tom Barros comenta estatística enviada por médico

Do leitor, médico Russen Moreira: “No mundo todo, 80 a 95% dos jogos são decididos por no máximo 2 gols a favor do vencedor. Na Copa do Nordeste, mesmo com esse monte de goleadas, essa estatística é de 77%. Confirmo a similaridade das equipes e o valor das chances de gol. Lembro o prejuízo do Ceará nos últimos anos e alerto a Seleção Brasileira”.

A propósito do que disse o médico Russen Moreira, sobre as perdidas chances de gol, lembro que o Ceará no jogo com o ABC desperdiçou três grandes oportunidades. Diante do Vitória, mais outras três grandes chances. Isso sem falar nos pênaltis perdidos por Romário (contra o Itabaiana) e Magno Alves contra o próprio Vitória.

 

Coluna redigida pelo jornalista Tom Barros para o jornal cearense Diário Do Nordeste no dia 17 de fevereiro de 2013