Uma Estranha Coincidência

 

Primeiro a coluna de Anna Ramalho, do Jornal do Brasil, publica que o Grupo da Igreja Universal quer comprar a parte do Marcelo de Carvalho na RedeTV.
Depois o presidente da TV Record, Raposo, faz uma visita ao sócio majoritário da RedeTV, Amilcare Dallevo.
Vamos explicar a lei.
É proibido que uma mesma pessoa tenha duas emissoras de tv na mesma cidade.
Quer dizer que nenhum dos atuais sócios da TV Record poderia ser comprador de parte da RedeTV.
Mas o Grupo da Igreja Universal é grande e o genro de Edir, que não tem nome em nada, pode comprar o que desejar.
Outra coisa é que interessa à Igreja, sim, participar da RedeTV para evitar o desenvolvimento da Igreja Mundial, do Apóstolo Waldemiro Santiago, coisa que está acontecendo exatamente pela RedeTV e TV Band.
Tem muito mais.
Comprando a parte minoritária da RedeTV, a Igreja Universal em breve acabaria comprando tudo pelo sistema de aumento de capital.
Eu explico ao leitor.
A cada momento de dificuldade financeira da emissora, é feito um levantamento de capital entre as partes.
E se o sócio majoritário não tem dinheiro pra acompanhar o minoritário, em breve o minoritário fica sendo o majoritário.

Escrito por James Akel às 06h11 no dia 17 de agosto de 2012

TV Record e suas bobagens

Colocar Rodrigo Faro com programa diário nas tardes, às 17 horas, no lugar do começo do programa de Marcelo Rezende, é pagar pra perder.
Marcelo dá show, a dona de casa gosta quando ele descreve as situações e conta as histórias que são mostradas em seu programa.
Ao invés de ser justiceiro, perfil estressado, Marcelo faz o papel de contador de histórias e isto o diferencia dos demais.
Faro vai ser jogado numa disputa sem perfil pra isto.

Escrito por James Akel às 05h36 no dia 17 de agosto de 2012

<!–

–>

Jeito educado de dizer

Dizer que o programa Sexo a 3, da RedeTV, vai ficar fora do ar durante o período das eleições é uma forma educada de contar que ele não vai voltar mais ao ar.
Até o horário eleitoral vai dar mais ibope que ele.
Este horário é mais adequado pra se colocar a reprise de Saturday Night do que no domingo.
É uma questão de filosofia do programa.
Isto daria certo.

Escrito por James Akel às 03h02 no dia 16 de agosto de 2012

Pra que servem

Se o novo programa da tarde da TV Record tiver quadros muito dinâmicos comandados por Manuela Karsten, Matheus Mazzafera e Guilherme Arruda, fica a pergunta de se saber pra que serve Brito Jr e Ana Hickmann.
Parece que acharam uma maneira do povo ter a ideia de que Ana Hickmann está apresentando um bom programa.
Apenas um detalhe.
Este suposto novo programa da TV Record seria bom pra outro horário e não pras tardes da semana.
Um bom programa colocado num horário inadequado não dá ibope.

Escrito por James Akel às 02h57 no dia 16 de agosto de 2012

O caminho de Daniela Albuquerque ser sucessora de Hebe

Nesta semana maior foi a notícia de Daniel Castro de que Daniela Albuquerque, esposa de Amilcare Dallevo, sócio majoritário da RedeTV, poderia ser a sucessora de Hebe Camargo na emissora.

Muitos criticam Daniela, pelos mais variados motivos.

Eu mesmo, nesta coluna, já critiquei sua postura amena na apresentação do Manhã Maior, programa feito originalmente a ela mas que até hoje não passa de 1 de ibope, algo que não é nada abonador.

Mas vamos em frente porque o passado deve servir apenas de lição a ser identificada e absorvida.

Hebe, quando se transformou na grande dama da TV, não estava mais bem preparada do que Daniela.

Mas, e sempre tem um mas, o que aconteceu eu conto neste post.

Hebe foi contratada pela TV Record, que era dirigida pelo seu sócio Paulinho Machado de Carvalho.
Paulinho tinha uma grande paixão platônica por Hebe.
E nesta paixão decidiu criar a melhor equipe de produção e direção que uma emissora de TV já teve e que provavelmente jamais terá parecida.

Paulinho Machado de Carvalho criou a famosa Equipe A, formada por Tuta (pai), irmão de Paulinho e já naquele tempo dono da Jovem Pan, Nilton Travesso, Manoel Carlos, o atual novelista da TV Globo, e Raul Duarte, pessoa da maior qualidade artística e intelectual.

Junte-se a isto o local de show que era um teatro, num excelente local da cidade, onde as pessoas que desejavam tinham acesso rápido.
E cada show de Hebe tinha mais de mil pessoas na plateia.

Vamos então transportar os fatos do passado para os dias atuais.

Amilcare Dallevo, marido de Daniela e sócio majoritário da RedeTV deveria entender de imediato que é importante a locação de um espaço teatral no centro da cidade, para que o programa ajude em uma nova fase da RedeTV e através deste programa e localização de teatro de fácil acesso, serão fundamentais para uma simpatização da emissora junto ao povo.

Sei que não dá pra trazer ao presente a Equipe A, mas dá sim para se criar uma equipe de produção e direção com conhecimento do passado da TV para que possa recriar a filosofia do programa antigo de Hebe e a dinâmica que era fundamental ao programa.

Daniela, com certeza, depois de ter uma filha, deve estar mais madura, assim igual aconteceu a Eliana que depois da maternidade está muito boa na apresentação de seu programa.

Cada pessoa é uma pessoa individualizada.
Não se deve comparar Hebe a Daniela, por inúmeros fatores.
Deve-se deixar Hebe seguir seu caminho futuro de seu desejo, que não é na RedeTV, e não se deve criar contra Hebe uma batalha dentro da RedeTV.
Se seu desejo é ir para o SBT, que vá com todas as bênçãos de Deus.

E que se abra espaço para Daniela Albuquerque poder desempenhar seu trabalho de apresentadora em um novo programa da RedeTV.

Escrito por James Akel às 00h20 no dia 16 de agosto de 2012

O mistério da troca “introcada”

Depois de dar certo o ibope de Rafinha no sábado à meia-noite, decidiu-se na direção da RedeTV, colocar neste horário o programa original Saturday Night e não sua reprise.
Até aí, tudo certo e bem feito.
Mas no domingo, naquele horário que não dá nem 1 de ibope, querem colocar a reprise.
Uai, se no domingo se comprovou que o programa não funciona, sendo original, pra que colocar a cópia?
Talvez seja pra cobrir tempo já que programa a emissora nem tem.
Ou então pode ser que seja esta atitude para agregar mais ibope ao programa e agradar anunciantes.

Escrito por James Akel às 07h33 no dia 15 de agosto de 2012

<!–

–>

Uma sensacional apresentadora de TV no SBT

Neila Medeiros é a grande revelação do SBT.
Que Patrícia Abravanel que nada.
Esta mulher é sensacional, tem inteligência, vigor, sagacidade, sabe brincar com os mais variados assuntos, sabe falar com a dona de casa, tem cultura, é pesquisadora de todos os assuntos, nada lhe pega de surpresa, tem postura de palco e comando de voz.
E tem um salário pequenininho em relação a tantas apresentadoras e apresentadores de tv.
Ela dá show e é mais carismática que todos.
Está literalmente jogada num horário que é um desperdício pelo talento desta mulher.
Mudem-se horários, mudem-se projetos de jornal e coloquem-na sozinha no SBT Brasil, horário nobre, e vejam que show de ibope esta mulher iria render ao SBT.

Escrito por James Akel às 07h25 no dia 14 de agosto de 2012

<!–

–>

Luciana Gimenez está cada vez melhor no seu programa

Vi, ontem, Luciana Gimenez comandando seu programa Superpop e espantei-me com a melhora grandiosa de seu desempenho.
Ela comandou o programa de pé, andando no palco, falando com as pessoas de forma envolvida e interpretando o que dizia.
Estava leve e sabia brincar até com o ibope.
Parece que Luciana está zangada com o baixo ibope de seu programa e resolveu dizer isto ao próprio ibope.
É uma boa maneira de se soltar no palco.

Quanto ao ibope, a RedeTV, onde Luciana trabalha e seu marido é sócio em 29%, não tem estratégia de programação e isto prejudica qualquer produto que se venha a colocar lá.

Imaginem o Rio Tietê todo poluido por diversas razões.
Você não vai poder criar peixes no Rio Tietê.
Assim é a RedeTV.
Pelas mais variadas razões que já escrevi outrora, a RedeTV se tornou parecida com o Rio Tietê e precisa se reorganizar.
As inúmeras faltas de pagamentos de funcionários levam ao público uma imagem ruim.
A falta de estratégia de programação também ajuda nesta imagem que não se personaliza.
A falta de um trabalho mais diferenciado na identidade visual, tanto na tela quanto fora dela, prejudicam mais ainda o produto final.
Nem as vans da emissora que andam pela cidade estão com o nome da emissora bem marcados nelas para que o povo possa reconhecer.

Outra coisa que dificulta o ibope de Luciana Gimenez é que seu programa só tem um único assunto do começo ao fim, quer dizer, se o povo não gostar daquilo que aparece, muda de canal.
Se tivesse mais de três assuntos no programa, o povo poderia esperar pra ver o outro ou retornar depois.
Isto se chama conteúdo e não se pode dar pouco ao povo.
O povo reconhece e foge.

Escrito por James Akel às 08h59 no dia 14 de agosto de 2012
<!–

–>

Sindicato dos jornalistas fala bobagem contra Silvio Santos

O Sindicato dos Jornalistas nesta semana emitiu uma declaração pública de que repudiava a brincadeira feita por Silvio Santos no palco de seu programa.
Ora, Silvio fez apenas uma brincadeira sem ofender ninguém, quem quer que seja.
Silvio não ofendeu religião, não ofendeu nenhuma categoria nem nada.
Apenas fez uma brincadeira com dois participantes do programa.
É inaceitável que com tanta coisa pra fazer, um sindicato de jornalistas venha criticar uma brincadeira de palco que nada agrediu quem quer que seja.
Silvio sempre pagou em dia seus funcionários e o SBT sempre foi uma excelente casa de trabalho, correta com seus compromissos e que gera empregos num mercado de trabalho tão pequeno.
Inaceitável o patrulhamento e a censura ao maior apresentador da história do Brasil num momento de brincadeira de palco sem nenhuma agressão a ninguém quem quer que seja.

Escrito por James Akel no dia 08 de agosto de 2012

Um estranho programa

Continua uma grande porcaria o programa de Adriane Galisteu na TV Band, agora sob direção de Marcelo Nascimento, o mesmo que foi afastado do programa de Luciana Gimenez.
Marcelo está conseguindo fazer com Adriane Galisteu um programa pior do que era o de Luciana.
Mas enquanto o programa tiver patrocinador e der lucro, vai continuar.
Joãozinho Saad, dono da emissora, não se preocupa com ibope.
Pra ele o importante é o lucro qualquer que seja.

Escrito por James Akel no dia 08 de agosto de 2012