James Akel comenta que Cocoricó ganhou prêmio

Ficheiro:Cultura logo 2010.svg

 

O presidente ainda da TV Cultura Marcos Mendonça tirou do ar ano passado o programa infantil Co co ri có, que tinha ibope e era um excelente programa, colocando no lugar um jornalismo questionável pelo péssimo ibope que tem.

Acontece que ontem o Co co ri có ganhou o Troféu Imprensa.

O povo que votou pela web e os jurados tem muito mais conhecimento de programa infantil que o atual comandante da TV Cultura.

Nem esperem que Marcos Mendonça restitua o programa infantil ao lugar de onde jamais deveria sair.

Seria reconhecer um grande erro cometido.

 

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 10h34 no dia 28.04.2014

James Akel comenta que a TV Cultura quer tirar do ar o Cocoricó

 

Marcos Mendonça, ainda presidente da TV Cultura, quer acabar com o programa infantil Cocoricó.
O que se comenta é que ele quer modernizar os bonecos do programa e criar um cenário na cidade e nem mais na fazenda que é o local atual.
Ou seja, vai tirar toda doçura de um raro programa de TV que há muitos anos é sucesso pra criar um outro com bonecos na cidade onde não existe nem a doçura e menos ainda a bondade.
É a mesma coisa que fazer o Filme E O Vento Levou baseado na Quinta Avenida.
Se Marcos Mendonça não sabe o que inventar e fica pensando em coisas equivocadas seria melhor manter a programação do seu antecessor que ao menos ganhava no ibope da RedeTV.
Tá certo que ganhar da RedeTV nem é vantagem, até meu sobrinho de 8 anos desenharia uma programação que ganhasse da RedeTV, mas não fica bem pra Marcos Mendonça mexer tão equivocadamente numa programação só pra mudar o que o antecessor deixou.
Este perfil de mudança me lembra o prefeito Haddad e sua administração da cidade.
 

Escrito por jamesakel@uol.com.br às 09h37 no dia 20/08/2013

Rosi Campos aparecerá no programa Cocoricó no dia 08/05/2013

 

Autorizada pela Globo, Rosi Campos, que está em “Salve Jorge”, gravou participação no programa “Cocoricó”, da Cultura. No ar, dia 8 de maio.
A Rosi, rigorosamente, está, mas não está em “Salve Jorge”.
Trata-se, com boa vontade, de uma participação especial em alguns poucos capítulos da novela.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Novo Bozo é muito assustador para a criançada de hoje em dia

Palhaço não tem conexão com público atual

bozonovo

Reprodução

Bozo estreia no SBT ao lado de Priscila

 

O palhaço Bozo está de volta à TV. A estreia aconteceu nesta segunda (3) dentro do Bom Dia & Cia., programa infantil do SBT. E o que dá para dizer é que o palhaço está completamente deslocado no século 21.

O personagem que foi sucesso nos anos 80 é muito bizarro para as crianças de hoje em dia. Tem um visual estranhíssimo, com cabelos armados e aquela maquiagem que muitas vezes lembra a de palhaços assassinos de filmes de terror. Dai, em vez de fazer rir, deve provocar choro na molecada.

Além disso, o intérprete tem movimentos esquisitos, fica socando o ar sem nenhum motivo aparente, numa crise de hiperatividade que não se justifica. Chega a dar vergonha. Para piorar mais um pouco, o programa vem com aquelas brincadeiras antigas, dos cavalinhos correndo e batalha naval, por exemplo. Sério que é isso mesmo em plena era da internet e videogames?

Hoje em dia a garotada assiste a uma programação politicamente correta, como Backyardgans, Pocoyo, Peixonauta, Cocoricó e todas aquelas atrações que surgem aos montes nos canais a cabo. Bozo não tem nada a ver com isso e o palhaço causa uma certa repulsa. O SBT parece reconhecer isso em parte ao não dar um programa só para ele e sim colocá-lo dentro do Bom Dia & Cia. Se não der certo, é só tirar o sujeito do ar e pronto.

A volta do Bozo é um tiro no escuro do SBT. Pela lógica, Bozo não deve pegar entre a garotada, que parece se ligar mais em Patati e Patatá, mais calminhos e menos elétricos que o palhaço americano.

*Odair Braz Junior é crítico do R7 e suas opiniões não refletem necessariamente as do portal