Flávio Ricco comenta desempenho de Cláudia Abreu na novela A Lei do Amor

 Resultado de imagem para claudia abreu a lei do amor

 

É de chamar atenção como a Claudia Abreu faz a diferença nas cenas que aparece em “A Lei do Amor”…
… Ela é alguém que justifica os nomes diferentes das várias personagens que interpreta…
… Para cada papel, uma vida diferente.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Interpretação da Cláudia Abreu é um exemplo a ser seguido nas novelas

Resultado de imagem para Claúdia Abreu A Lei do Amor

A produção de novelas, no ritmo que existe aqui no Brasil, apesar de todo o exercício preparatório – uma novidade em relação ao passado, muitas vezes não permite aos seus diretores se preocupar mais de perto com o trabalho do ator.

Ao contrário do que existe no teatro, onde o próprio tempo permite uma tarefa mais apurada, na televisão isto nunca foi, não é e jamais será possível, ainda mais com elencos que agora normalmente superam a casa de 70 ou 80 pessoas.

E por ser, tamanha a quantidade, uma missão impossível, cabe aos próprios atores contribuir e se empenhar na interpretação de tipos os mais diferentes. Alguns não conseguem, e se repetem, mas outros sempre nos surpreendem com novos desempenhos, completamente diferentes dos anteriores. Um exemplo do bem é a Cláudia Abreu.

Hoje, ela está em cartaz em dois momentos diferentes na Globo. À tarde, na reprise de “Cheias de Charme”, ela é a extravagante, egocêntrica e até grosseira Chayene, só no branco dos olhos parecida com a Helô de “A Lei do Amor”. No caso dela, verifica-se e até poderia ser permitido, sempre repetir o nome da personagem, porque a sua interpretação sempre será diferente.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Novela tem que voltar com o arroz e feijão de cada dia

Ramon Vasconcelos/Divulgação/TV Globo

Claudia Abreu, Reynaldo Gianecchini, Isabelle Drummond e Chay Suede, que vivem os mesmos personagem nas duas fases de “A Lei do Amor”

A Globo, seguidamente, tem apelado para o recurso de dividir novela em várias fases, como se isso agora fosse quase uma obrigação para todo autor do horário das 9 da noite.

É difícil até dizer desde quando vem sendo assim, levando todo e qualquer trabalho a ser multiplicado por dois. Novelas contadas em períodos diferentes, em termos práticos, significam dor de cabeça a mais. E dor de cabeça que custa dinheiro, bate no caixa. Há a exigência de dobrar a escalação em duas, além de onerar cenografia, cidade cenográfica, figurino etc.

Muitos atores, inclusive, estão se especializando nessa função de aparecimento de curto prazo. Chay Suede, por exemplo, fez o começo de “Império” e, agora há pouco tempo, “A Lei do Amor”. Assim como ele, outros também.

O arrozinho com feijão, bem temperado, na grande maioria das vezes é insubstituível.

 

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

“A Lei do Amor” não terá gravações fora do Brasil

Grazi nos bastidores de "A Lei do Amor", em que vive uma ex-garota de programa

Grazi nos bastidores de “A Lei do Amor”, em que vive uma ex-garota de programa

As gravações de “A Lei do Amor”, substituta de “Velho Chico” que estreia dia 3 de outubro na Globo, serão realizadas inteiramente no Brasil, principalmente no eixo Rio-São Paulo.

Os trabalhos estão acontecendo a toque de caixa, movimentando nomes como Otávio Augusto, Reynaldo Gianecchini, Cláudia Abreu, Denise Fraga, Isabela Santonni, Vera Holtz, José Mayer, Thiago Lacerda, Tarcísio Meira, Camila Morgado, Emanuelle Araújo, Grazi Massafera, Renato Góes, Humberto Carrão e Heloísa Périssé.

Até em função dos altos gastos que as viagens com equipes para o exterior acarretam, cada vez mais nossas emissoras de TV estão centralizando as ações de suas tramas no Brasil.

Gravações lá fora, só em casos excepcionais.

E na “Lei do Amor” que vem por aí, a Grazi vai interpretar Luciane, uma ex-garota de programa, casada com Hércules (Danilo Grangeia), filho de Fausto (Tarcísio Meira) e Magnolia Leitão (Vera Holtz).

Ela é descrita como alguém muito ambiciosa.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

TV Globo define título da próxima novela das nove: “A Lei do Amor”

“A Lei do Amor”, escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, é o título definitivo da próxima novela das 21h da Globo, que vinha sendo chamada provisoriamente de “Sagrada Família”.

A substituta de “Velho Chico” tem estreia prevista para outubro e sua trama central será liderada por personagens políticos, razão pela qual a emissora alterou sua ordem de entrada no ar. Inicialmente ela estava programada para substituir “A Regra do Jogo”, no entanto, a Globo mudou o planejamento para evitar problemas com a legislação durante a campanha eleitoral deste ano.

“A Lei do Amor”, dirigida por Denise Saraceni, vem aí com um elenco muito forte. Na trama, Grazi Massafera viverá uma ex-garota de programa que se envolve com políticos. Cláudia Raia fará uma dona de posto de gasolina e devoradora de homens e Thiago Lacerda, que se prepara para estrear em “Liberdade, Liberdade”, dará vida ao grande vilão da história.

O time reúne ainda nomes como Tarcísio Meira, Reynaldo Gianecchini, Cláudia Abreu, Isabella Santoni, Denise Fraga, José Mayer, Giulia Gam,  Mila Moreira, Emanuelle Araújo,  Isabelle Drummond, Gabriela e Regina Duarte, Chay Suede, Sophia Abrahão, Camila Morgado e Renato Góes, entre outros. As gravações terão início em maio.

Logo depois de “A Lei do Amor”, a Globo exibirá “À Flor da Pele”, uma novela de Glória Perez, com estreia em abril de 2017.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Isabella Santoni, Reynaldo Gianecchini, Vera Holtz, Otávio Augusto e Cláudia Abreu vão participar da novela Velho Chico

Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari continuam trabalhando normalmente na novela que substituirá ” Velho Chico”…
 … Os dois, inclusive, além do texto, têm estudado as possibilidades para o elenco…
… Isabella Santoni, Reynaldo Gianecchini, Vera Holtz,  Otávio Augusto e Cláudia Abreu, entre outros, já estão com suas presenças confirmadas.
Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery