Ceará 2 x 0 Guarani de Juazeiro

O jovem atacante Caio César foi o autor do primeiro gol desta tarde, no PV

O jovem atacante Caio César foi o autor do primeiro gol desta tarde, no PV
(Foto: Christian Alekson/CearaSC.com)

Com um bom futebol e com muita disposição, o Vozão voltou a campo na tarde deste sábado, 30/01, e venceu o Quixadá por 2 x 0. O jogo no Estádio Presidente Vargas (PV) começou disputado, mas o Alvinegro logo mostrou sua força e passou a controlar a partida. Sem sustos e com os atletas mostrando muito empenho, o Alvinegro balançou as redes com Caio César e Siloé, com isso somou mais três pontos na tabela do Campeonato Cearense 2016 e manteve a campanha com 100% de aproveitamento, além de não ter sofrido gols.

A partida começou disputada, mas o Vozão seguiu buscando mais o ataque e Caio César começou assustando. Após receber na entrada da área, o camisa 9 limpou a marcação de dois jogadores e chutou rasteiro, mas a bola passou perto da trave esquerda. Na sequência, o Quixadá respondeu em cruzamento de Everton, que a defesa conseguiu cortar.

Depois disso, Alex Amado teve duas boas chances em passes de Sanchez e Caio César, no entanto o camisa 10 não acertou a meta. Com 24 minutos, o lateral-esquerdo Sanchez cobrou falta na cabeça de Alex Amado, que só não comemorou o gol por conta da grande defesa de Diego. Dois minutos depois, o camisa 6 fez novo cruzamento para Caio César chegar finalizando e obrigando o camisa 1 adversário a salvar mais uma vez.

Com o jogo caminhando para o intervalo, Caio César teve mais duas boas oportunidades, mas não conseguiu balançar as redes, no entanto aos 43 minutos de partida, Sanchez cobrou falta com muita categoria e mandou na cabeça do companheiro das Categorias de Base. Caio César subiu muito bem e desviou, mandando no canto esquerdo: 1 x 0. Já nos acréscimos, Sanchez tentou ampliar em cobrança de falta, mas o goleiro Diego salvou a equipe do Quixadá.

O segundo tempo começou com Zezinho na vaga de Jhonnatan e a equipe do Quixadá buscando o ataque, no entanto a defesa alvinegra conseguiu segurar a pressão adversária e os contra-ataques passaram a ser uma ótima alternativa. Aos cinco minutos, Alex Amado avançou no lado esquerdo do ataque e tocou para Siloé. O camisa 11 ajeitou para Zezizinho chegar chutando, porém a finalização não acertou a meta.

Aos sete minutos, Bruno cobrou falta e a bola explodiu no travessão de Éverson, assustando os alvinegros. Depois disso, o grupo do Vovô acordou em campo e foi para cima. Aos 18 minutos, Tiago Cametá tabelou com Zezinho, que driblou o goleiro Diego, mas foi derrubado na área, sofrendo pênalti. Siloé foi para a cobrança e mandou no canto direito do goleiro, ampliando: 2 x 0.

Após o gol, o técnico Lisca mandou Assisinho na vaga de Alex Amado e na primeira jogada o atacante ajeitou para Zezinho chutar e quase fazer o terceiro. Minutos depois, foi a vez de Caio César deixar o gramado. O camisa 9 deu lugar a Franklin e saiu sob muitos aplausos da torcida. Com 34 minutos, o torcedor comprovou o belo trabalho feito nas Categorias de Base, afinal o jovem Franklin precisou de apenas um minuto para dar trabalho ao goleiro adversário, obrigando o camisa 1 a fazer grande defesa depois de chute rasteiro.

Com o cronômetro chegando ao fim, o Ceará só controlou o jogo, mas teve boas chances ofensivas. Na última oportunidade, Siloé recebeu na área e tentou encobrir o goleiro com uma bonita cabeçada, porém a bola passou por cima do gol. Depois do apito final, o grupo comemorou mais três pontos conquistados e a manutenção de uma campanha com 100% de aproveitamento e sem sofrer gols. Agora, o Vovô lidera o grupo A2 com nove pontos ganhos e vai se preparar para o jogo diante do Guarany de Sobral, a ser realizado na próxima quarta-feira, 03/02, fora de casa.

 

Site do Ceará Sporting Club

´Cearês´ para o mundo curtir

As expressões tipicamente cearenses vão invadir as cabines dos estádios da Copa das Confederações

“Queremos dar um contorno realmente cearense. Estamos chamando, por exemplo, ´Seleçãozinha pai-d´égua´, e pai-dégua é um termo nosso. ´Quem perder para nós vai tomar na tarraqueta´. ´O pau vai chinchar´. Todos esses são termos cearenses que pretendemos que fiquem gravados na memória do rádio esportivo brasileiro”.

Equipe da Verdinha esteve reunida, ontem, no estúdio da emissora, para uma sessão de fotos. Em todas os jogos da Seleção Brasileira pela Copa das Confederações, assim como pelo Mundial, no próximo ano, a principal emissora do rádio esportivo cearense estará presente com narrador, comentarista e repórter FOTO: KID JÚNIOR

Assim o narrador e coordenador de esportes da Rádio Verdes Mares AM, Gomes Farias, antecipa a narração que fará dos jogos do Brasil na Copa das Confederações e no Mundial 2014 no microfone da Verdinha.

A Rádio Verdes Mares será a única emissora do Ceará inserida no grupo de rádios que transmitirão os jogos dos dois eventos da Fifa em solo brasileiro.

Destaque

Farias acrescentou que “num evento como a Copa das Confederações, que terá representantes dos seis continentes, mais a última campeã mundial _ a Espanha _, e o Brasil, o mundo inteiro estará voltado para Fortaleza e para o nosso País. E seria inconcebível que a Seleção Brasileira, jogando aqui, no Castelão, nós não tivéssemos uma voz cearense, uma rádio cearense, assim como no Mundial de 2014”.

Do time da Rádio Verdes Mares para a transmissão dos jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo de 2014 fazem parte, além de Gomes Farias, Bosco Farias, Sérgio Pinheiro, Wilton Bezerra, Tom Barros, Edson Ferreira, Irismar França, Altenir Bernardo (Mossoró), Paulo César Norões e Caio César.

A partir de hoje, o repórter Caio César estará lado a lado com a Seleção Brasileira, em Goiânia/GO. “E a nossa equipe viaja para Brasília sexta-feira, 13, completa, com narrador, comentarista e repórter. E em todo jogo do Brasil nossa equipe estará no estádio”, ressalta.

Novidade

O multimídia Tom Barros, que já participou pela Verdinha de outras coberturas do Mundial de Futebol, disse que, nesse próximo trabalho, “a experiência é nova porque vai ser dentro da nossa própria casa. Se tínhamos a preocupação do que íamos fazer lá fora, nas quatro Copas, por exemplo, que transmiti, junto com a equipe, hoje, nós temos um sentimento diferente. Somos anfitriões, temos de receber o pessoal que vem de fora, auxiliá-los _ como eles nos auxiliaram nas competições _ e abrir espaço para que eles tenham o que nós tivemos. Com uma preocupação a mais, que o título fique dentro de casa”, emenda.

Amadurecido

Mais jovem integrante da equipe da Verdinha, o repórter Caio César, disse “estar um pouco mais amadurecido” em relação a quando foi para a Copa do Mundo de 2010 e a Copa América de 2011. “Nesse novo desafio, vou passar a maior parte do tempo sozinho na cobertura, junto com a Seleção, o que será uma grande responsabilidade”, enaltece .

 

Diário do Nordeste-Jogada-11 de junho de 2013