Retrospectiva 2015 – Com golaço no fim da prorrogação, México vence EUA e vai à Copa das Confederações

Publicado em 11/10/2015, 01:10 /Atualizado em 11/10/2015, 01:35 ESPN.com.br

Jogadores do México comemoram gol na vitória sobre os Estados Unidos
Jogadores do México comemoram gol na vitória sobre os Estados Unidos

Em uma quente noite na cidade de Pasadena, na Califórnia, o que mais se ouviu foi “olé”. Com um imenso apoio de seus torcedores, o México venceu os Estados Unidos no Rose Bowl por 3 a 2 e garantiu vaga na Copa das Confederações de 2017, na Rússia.

No tempo regulamentar, Javier Hernández havia aberto o placar para os visitantes, enquanto Geoff Cameron tinha empatado. Na prorrogação, Oribe Peralta deixou os mexicanos em vantagem, mas Bobby Wood deixou tudo igual. A dois minutos do fim, Aguilar fez um golaço para determinar a vitória.

O jogo, chamado de Copa Concacaf e que foi realizado pela primeira vez, só foi realizado para determinar o representante das Américas do Norte e Central na próxima edição da Copa das Confederações. A Concacaf sempre manda o campeão da Copa Ouro como seu representante.

No entanto, como os EUA venceram a edição de 2013 e o México a de 2015, um jogo desempate foi necessário para determinar o representante da entidade.

15 MINUTOS, DOIS GOLS

O México praticamente não foi incomodado nos primeiros dez minutos de partida. Com posse de bola, a equipe trocava passes até com certa paciência. E conseguiu abrir o placar. Após boa tabela, Oribe Peralta passou para Chicharito Hernández, no meio da área, desviar para fazer 1 a 0. A vantagem mexicana, no entanto, durou pouco.

Apenas cinco minutos depois, quando o relógio marcava 15min, Michael Bradley cobrou falta lateral para a área e Geoff Cameron saiu da marcação para cabecear firme e empatar a partida.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa, os mexicanos ficaram com mais posse de bola desde o começo. Jimenez, três vezes, e Hernández tiveram boas chances de marcarem o segundo dos visitantes, mas falharam – o primeiro viu o goleiro Brad Guzan fazer uma ótima defesa na sua primeira tentativa.

Se os mexicanos criaram chances, os americanos nem isso. Sem efetividade, o jogo foi para a prorrogação.

PRORROGAÇÃO

O começo da prorrogação seguiu a tendência da maior parte do jogo: o México com a bola e os EUA mais recuado. E os mexicanos conseguiram o segundo gol. Aguilar disparou pela direita, recebeu a bola e cruzou. Chicharito Hernández fechou pelo meio e puxou a marcação, deixando Peralta livre. O atacante não desperdiçou e chutou firme para fazer o segundo.

Quando parecia ter o jogo controlado, o México sofreu o segundo gol. Aos três minutos da segunda etapa do tem po extra, Yedlin deu ótimo passe entre os defensores mexicanos e Wood finalizou firme para deixar tudo igual.

A dois minutos do fim, o gol vencedor. Após a zaga americana afastar, Jimenez desviou e a bola voltou para a parte direita da grande área. Aguilar entrou como um raio e pegou na veia, cruzado e de primeira, para determinar a classificação com um golaço.

COPA DAS CONFEDERAÇÕES

A seleção mexicana se juntará agora ao grupo de times já garantidos na Copa das Confederações de 2017. São elas: Rússia (país-sede), Alemanha (atual campeã mundial), Chile (campeão da Copa América) e Austrália (campeã da Copa da Ásia).

As outras três vagas serão preenchidas pelo time campeão da Euro de 2016 (ou vice, caso os alemães conquistem o torneio), o campeão da Copa das Nações da Oceania e o vencedor da Copa Africana de Nações de 2017.

Será a sétima participação do México na competição. O melhor desempenho do país no torneio foi em 1999, quando se sagrou campeão.