Ida de Alinne Rosa para Record alimenta suspeitas sobre fim do “X Factor”

Blad Meneghel/Divulgação/Record TV

A presença da cantora Alinne Rosa no time do “Dancing Brasil 2” repercutiu também na Bandeirantes.

Para muitos, trata-se de mais um indicativo de que a segunda temporada do “X Factor” pode mesmo ter subido no telhado.

Alinne, como se sabe, integrou o júri da primeira edição do programa na Band.

Oficialmente, a emissora informa que o reality musical sairá no segundo semestre, mas não se observa nenhuma movimentação que comprove isso, a não ser a permanência do produtor musical Rick Bonadio.

Se voltar, o “X Factor” apresentará mudanças na bancada de jurados e possivelmente no comando, uma vez que se cogita trocar Fernanda Paes Leme por um ator-apresentador.

 

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery

Baixo rendimento de X Factor preocupa direção da Band

Paulo Miklos, Fernanda Paes Leme, Alinne Rosa e Rick Bonadio, do "X-Factor Brasil"

Paulo Miklos, Fernanda Paes Leme, Alinne Rosa e Rick Bonadio, do “X-Factor Brasil”

É grande a preocupação na Bandeirantes com o baixo rendimento do “X Factor”. Ninguém esperava por tão pouco. E o pior é que não há muito o que fazer. O que está na sua cartilha de produção vem sendo executado.

Errada foi a expectativa de achar que o reality musical poderia repetir os resultados do “MasterChef”. Longe disso.

Não é à toa que a emissora vem segurando o anúncio oficial da sua segunda temporada.

Isso só deverá acontecer – se acontecer – próximo ao encerramento da primeira edição, já em cima de uma análise dos resultados de audiência e faturamento.

Além disso, também poderá haver mudanças no time de jurados.

Flávio Ricco com colaboração de José Carlos Nery